Capa do livro: A PESQUISA NO BAIXO TOCANTINS:<br>contribuições teórico-metodológicas

A PESQUISA NO BAIXO TOCANTINS:
contribuições teórico-metodológicas

Autores: Eliana Campos Pojo - Joyce Otânia Seixas Ribeiro - Rosângela do Socorro Nogueira de Souza

livro impresso
de R$ 61,49 por
livro digital
de R$ 61,49 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O cenário certamente mudou e as respostas aos problemas e desafios locais/regionais neste início de século XXI, ainda são tímidas. Nesse sentido, uma das prioridades para o futuro imediato, em relação à universidade pública no Baixo Tocantins, é construir uma identidade local/regional para que não fiquemos em descompasso em relação às ações de intervenção local, evitando, como bem destaca Boaventura Santos (2008), ser alvo fácil de crítica social devido à inalteração da relação entre conhecimento e sociedade, um conhecimento predominantemente disciplinar e hierarquizado, marcado por uma lógica na qual “[...] são os investigadores que definem sua relevância e estabelecem metodologias e ritmos de pesquisa” (SANTOS, 2008, p. 40). Segundo o autor, é preciso colocar em causa a relação conflituosa entre conhecimento e sociedade, questionar a natureza e os fins da universidade pública, e visualizar outra modalidade de conhecimento, um conhecimento pluriversitário “[...] que é contextual na medida em que o princípio organizador da sua produção é a aplicação que lhe pode ser dada” (Ibid., p. 41). Um conhecimento transdisciplinar modelado no diálogo com outros saberes, fazendo-o internamente mais heterogêneo, aberto e menos hierárquico. Nesta empreitada de legitimação do local/regional é preciso conhecer o lugar, e mais, construir raízes orientadas por um futuro contingente, ancoradas em aspirações democráticas de justiça social e de globalização do saber universitário. Esse cenário novo, múltiplo e promissor, é o motivador para a organização desta coletânea por acreditamos estar nesta trilha. A coletânea ora apresentada desenha o cenário acadêmico em que nos encontramos por meio da produção dos pesquisadores e pesquisadoras do Campus Universitário de Abaetetuba, que movimentam grupos de pesquisa vinculados às Faculdades de Ciências da Linguagem e de Educação e Ciências Sociais, e, ainda busca dar visibilidade as interlocuções com outras universidades do país e do exterior; está organizada em duas partes: a primeira, intitulada de As investigações no campo da Linguagem e da Literatura e a segunda sob o título de As investigações no campo Educacional.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-737-0
DOI: 10.24824/978858042737.0
Ano de edição: 2013
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 258
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

A PESQUISA NO BAIXO TOCANTINS:<br>contribuições teórico-metodológicas

Autores

Afonso Welinton Souza Nascimento 

Possui graduação em Ciências Sociais pela UNAMA, Pedagogia pela UFPA, especialização em Sociologia pela PUC/Minas Gerais, mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é Professor de Sociologia da Educação da FAECS/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA. Doutorando do PPGED/UFC. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisa Sociedade, Estado e Educação: governos municipais e educação do campo. Tem experiência na área de Educação com ênfase em Política Pública. Atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas Públicas, Formação, Prática Social. 

Anderson Ferrari

Professor adjunto da Faculdade de Educação da UFJF. Doutor em Educação pela Unicamp e Pós-doutor em Educação e Cultura Visual pela Universidade de Barcelona/Espanha. Professor do PPGE/UFJF com pesquisas no campo dos processos de subjetivação, Educação, Gênero e Sexualidades. 

Andréa Cozzi 

Contadora de histórias; Professora graduada em Pedagogia/UNAMA; Especialista em Psicologia Educacional/UEPA; Técnica em Educação do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares/SIEBE/SEDUC; Técnica da Educação Especial, no Projeto Tecendo o Ser/SEMEC; Participante do Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão: Sociedade, Estado e Educação: ênfase nos governos municipais e Educação do Campo/ GEPESEED/UFPA/Campus Abaetetuba; Membro da Rede Internacional de Contadores de Histórias - Cuetacuentos; Membro do Movimento de Contadores de histórias da Amazônia. Atua na área de Educação, principalmente nos seguintes temas: Currículo, Educação do campo, Formação de Professores, Oralidade, Contação de histórias, Literatura infantil e juvenil, Formação de leitores e Agentes de leitura. 

Adriana Maria Cruz dos Santos 

Adriana Cruz é atriz, integrante do grupo In Bust - Teatro com Bonecos, grupo que realiza o programa CATALENDAS na TV Cultura do Pará veiculado em várias cidades do país. É roteirista, manipuladora no programa, e dirige os espetáculos do grupo. Hoje, além das atividades acima também realiza o repasse de conhecimentos na área de teatro para alunos de oficinas na Fundação Curro Velho e outras instituições na cidade de Belém/Pa. Autora da Coleção Viagens de Zé Mururé, projeto de dez volumes editados pela Editora Estudos Amazônicos dos quais já estão lançados A Boiuna e a Moça e No Olho do Mapiguari. Concluinte do curso Letras/Língua Portuguesa/UFPA e bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPQ com o trabalho Batismo de Sangue, Ponto de Partida e Que bom te ver viva: performence e espetacularização da violência nas narrativas da memória traumática. 

Carlos Augusto Nascimento Sarmento-Pantoja 

Doutorando em Teoria e História da Literatura pela UNICAMP, Pós-Graduado Stricto Senso, pelo Mestrado em Letras - Estudos Literários da Universidade Federal do Pará (2006). Atualmente é professor Assistente II da FACL/Campus de Abaetetuba/ UFPA. Coordena o grupo de Pesquisa Estéticas, Performances e Hibridismos (ESPERHI) e o projeto de Pesquisa Performance e Espetacularização da violência nas narrativas da Memória Traumática Pós-64. Tem experiência com diversas modalidades de Arte, com ênfase em Dramaturgia e Literatura, atuando principalmente nas seguintes áreas: teoria literária, literatura brasileira, literatura portuguesa, teatro, cinema, procedimentos metodológicos em língua e literatura, teoria da recepção, cultura, semiótica literária, articulações da literatura com outras artes e performance. Pesquisador de Teatro e suas implicações na Contemporaneidade nos textos de Qorpo-Santo; Teatro Contemporâneo com João de Jesus Paes Loureiro e Edyr Augusto; Teatro de Resistência; Teatro de Expressão Amazônica; Trauma; Testemunho; Narrativa de Resistência; Performance; Espetacularização. 

Carlos Henrique Lopes de Almeida 

Graduado em Letras Português e Espanhol, mestre em Letras e Lingüística pela UFG, doutorando em Letras e Linguística na UFG. É professor assistente da FACL/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA, atuando na área de ensino de Língua e Literatura de Língua espanhola. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua e Literaturas de Língua Espanhola. Pesquisador do grupo de pesquisa Narrares e integrante dos projetos de pesquisa: “Mulher difamada e mulher defendida no pensamento medieval” (2013) e “A cronística do descobrimento e colonização do Brasil: ideário, formas do imaginário e representação textos fundador” (2012), ambos desenvolvidos na Universidade Federal de Goiás. Atualmente coordena o projeto de pesquisa “Marcas da Medievalidade em Gonzalo Fernández de Oviedo y Valdés e Cristobal Colón” (2011). 

Edinéia Ribeiro

Pedagoga, com especialização em Supervisão Educacional pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e mestre em Educação pelo PPGED/ICED/UFPA. Atualmente desenvolve suas atividades na SEDUC e na Prefeitura Municipal de Belém. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem e atua principalmente nos temas: descentralização, municipalização, gestão municipal, política educacional. 

Eliana Campos Pojo 

Graduada em Pedagogia, Especialista em Currículo e Avaliação e mestra em Educação com estudos sobre populações ribeirinhas da Amazônia. Docente da Faculdade de Educação e Ciências Sociais do Campus Universitário de Abaetetuba pela Universidade Federal do Pará/UFPA. Membro do Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão Sociedade, Estado e Educação: ênfase nos governos municipais e educação do campo GEPESEED. Na área de Educação, privilegia as seguintes temáticas: educação rural, política e legislação educacional, currículo e formação de professores. 

Elza Baía

Graduada em Pedagogia - UFPA - Campus de Abaetetuba/2011, discente do Curso de Especialização em Educação do Campo, Desenvolvimento e Sustentabilidade no Campo da Amazônia Paraense - UFPA/2012, Pesquisadora do Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão: Sociedade, Estado e Educação - GEPESEED/UFPA/Abaetetuba. 

Flávia Cristina Silveira Lemos 

Possui graduação em Licenciatura, bacharelado e formação em Psicologia/UNESP. Mestra em Psicologia e Sociedade e doutora em História Cultural pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-Assis/SP. Professora Adjunta II de Psicologia Social da Universidade Federal do Pará, do Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas e do Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Ciências da Educação da UFPA. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas Transversalizando. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, Educação e Justiça. Conselheira Titular no Conselho Federal de Psicologia. Realiza estudos sobre Michel Foucault, análise de documentos e direitos humanos. Integra o Fórum Frente à Medicalização da Educação e da Sociedade. Secretária adjunta do Fórum Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. 

Ivany Pinto Nascimento 

Bolsa Produtividade 2. Possui graduação em Licenciatura em Psicologia pela Universidade da Amazônia, graduação em Formação de Psicólogo pela Universidade da Amazônia, graduação em Licenciatura em Letras pela Universidade Federal do Pará; mestrado e doutorado em Psicologia da Educação/PUC/SP. Pós-Doutorado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Atualmente é consultoria ad hoc da CAPES e do INEP, e Professora associado I do PPGED/ICED/UFPA. Pesquisador associado da Fundação Carlos Chagas. Membro da Cátedra UNESCO sobre Profissionalização Docente. Coordena grupo de estudos e pesquisas sobre temas: juventude, Educação, identidade, Subjetividade, Representações Sociais, ensino-aprendizagem e projeto de vida. Consultora das revistas: Psicologia e Sociedade, Meckenzie, Colombiana sobre a Juventude. 

Jocilene Silva 

Graduada em Pedagogia – UFPA – Campus de Abaetetuba/2011, discente do Curso de Especialização em Educação do Campo, Desenvolvimento e Sustentabilidade no Campo da Amazônia Paraense - UFPA/2012, Pesquisadora do Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão: Sociedade, Estado e Educação - GEPESEED/UFPA/Abaetetuba. 

Josenilda Maués

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará, Mestrado em Educação: Currículo, e doutorado em Educação: Currículo pela PUC/SP. Atualmente é Professora Associada II do PPGED/ICED/UFPA, na Linha de Pesquisa Educação: Currículo, Epistemologia e História do Mestrado e Doutorado. É Coordenadora Adjunta do Plano Nacional de Formação de Professores, PARFOR/UFPA, membro do Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica na UFPA, membro do Conselho Científico da Revista eletrônica Artifícios/UFPA, membro de corpo editorial da Revista Margens/UFPA, membro de corpo editorial da Ambiente & Educação/FURG. Líder do Grupo de Pesquisa Diferença e Educação – DIFERE, que investe na realização de estudos voltados para a constituição de sínteses disjuntivas apoiadas nas virtualidades e multiplicidades de abordagens filosóficas de inspiração pós-estruturalista. Investe no aprofundamento do pensamento nômade da diferença como potência criadora para a composição do pensamento da diferença no âmbito do currículo e da formação de professores. Aposta na escrita de intensidades e no estilo como linhas de fuga e possibilidades de afrontamento dos limites da linguagem sedentária no campo da investigação educacional. 

Joyce Otânia Seixas Ribeiro 

Professora de Didática da FAECS/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA; Doutora em Educação pelo PPGED/ICED/UFPA, na linha de pesquisa Educação: Currículo, Epistemologia e História; líder do Gepege – Grupo de Pesquisa Gênero e Educação e pesquisadora do Difere – Grupo de Pesquisa Diferença e Educação. Atualmente coordena o projeto de pesquisa O brinquedo de miriti no município de Abaetetuba: a tradução da tradição de um artefato pedagógico-cultural por meio das intersecções de gênero e sexualidade. 

Kelly Silva 

Professora da UEMG – Universidade do Estado de Minas Gerais, sede Ubá/ MG. Mestre em Educação pelo PPGE/UFJF, com pesquisas na área de Currículo, Formação Docente, Gênero e Sexualidades. 

Liliana Weinberg 

Pesquisadora do Centro de Investigaciones sobre América Latina y Caribe (CIALC) e professora da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM). Formada na área de antropologia pela Universidade de Buenos Aires, Argentina, obteve o seu doutoramento em letras Hispánicas pelo Colégio de México (1991) e doutorado honoris causa pela Universidad de Atenas (2011). Seus trabalhos enfocam teoria e crítica literária, bem como a relação entre literatura, história intelectual e história da cultura, e mais especificamente tem se dedicado ao desenvolvimento de trabalhos sobre o ensaio e a prosa das ideias na América Latina. Atualmente dirige a revista Latinoamérica da UNAM e é responsável pelo projeto “El ensayo en diálogo: ensayo y prosa de ideas, campo literario y discurso social”, aprobado por el CONACYT. Publicou as obras El ensayo: entre el paraíso y el infierno (2001, Premio Lya Kostakowsky), Literatura latinoamericana: descolonizar la imaginación (2004), Umbrales del ensayo (2004), Situación del ensayo (2006), Pensar el ensayo (2007, Premio Internacional de Ensayo Siglo XXI), assim como numerosos trabalhos críticos na sua especialidade. 

Lina Gláucia Elias 

Possui graduação em Pedagogia/Faculdades Integradas Colégio Moderno (1987) e mestrado em Educação pelo PPGED/ICED/UFPA. Atualmente é Professora Assistente da FAECS/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA. É pesquisadora do grupo de Estudos e Pesquisa Sociedade, Estado e Educação: governos municipais e educação do campo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Gestão e Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: participação, controle social, democratização, perfil profissional, clima organizacional, conselho municipal de educação e cooperativismo. 

Luana Costa Viana 

Possui graduação em Fisioterapia pela Universidade da Amazônia (UNAMA); Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA); Especialização em Docência do Ensino Superior (UFPA); Especialização em Reabilitação Neurológica (UEPA); Mestrado em Educação na linha de pesquisa Currículo e formação de professores do PPGED/ICED/UFPA; Pesquisadora do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Educação do Campo na Amazônia - GEPERUAZ, do Grupo José Veríssimo e o pensamento Educacional Latino-americano (UFPA) e do Grupo de Pesquisa Constituição do Sujeito, Cultura e Educação (ECOS/UFPA). Cursa doutorado em Educação na UFPA, na linha de pesquisa Cultura, Educação e Sociedade. Atua principalmente nos seguintes temas: Educação, Saúde, História da Educação, Educação do Campo e Fisioterapia em Neurologia. 

Mara Rita Duarte de Oliveira 

Possui graduação em Pedagogia/UEPA, especialização em Educação e Informática/ UFPA, Mestrado em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável/ UFPA e Doutorado em Educação Brasileira/UFC. É professora Adjunto I da FAECS/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisa: Memória, Formação Docente e Tecnologia/GEPEM. Tem experiência na área de educação formal e não formal, com ênfase em Educação do Campo, atuando principalmente nos seguintes temas: educação do campo, trabalho e educação, memória docente e formação de professores, tecnologias da informação e da comunicação e formação docente. 

Nayla Vacarezza 

Es licenciada en Sociología (Universidad de Buenos Aires) y becaria doctoral del Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas de Argentina (CONICET). Se desempeña como docente e investigadora en la Facultad de Ciências Sociales de la Universidad de Buenos Aires. Es coautora, junto con July Chaneton, del libro La intemperie y lo intempestivo. Experiencias del aborto voluntario en el relato de mujeres y varones (Marea, 2011). 

Patrícia Rodrigues de Oliveira Kimura 

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação doICED/Universidade Federal do Pará. 

Raimunda Dias Duarte 

Possui graduação em Letras/UFPA e Mestrado em Letras/Linguística/UFPA. Está cursando o Doutorado em Educação pelo PPGED/ICED/UFPA, na linha de pesquisa Cultura, Educação e Sociedade. Atualmente é professora da Universidade Federal do Pará. Professora da FACL/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA. Líder do Grupo de Estudos da Linguagem. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Linguística, atuando principalmente nas seguintes sub-áreas: Gramática Funcional, Linguística Românica, Morfologia, Linguística Textual, Fonética e Fonologia e Ensino-aprendizagem da Língua Materna. 

Rauer Ribeiro Rodrigues 

Tem experiência na área de Literatura, com ênfase em Literatura Brasileira Contemporânea. Integra, como colaborador, o Programa de Mestrado em Estudos de Linguagens do CCHS-UFMS e é professor-permanente no Programa de Mestrado em Letras do CPTL-UFMS. Integra o GT História da Literatura da ANPOLL. Coordena o Grupo de Pesquisa Luiz Vilela (http://gpluizvilela.blogspot.com). Possui graduação em História pelo Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de Ituiutaba (1991), especialização em Literatura Comparada pela Universidade Federal de Uberlândia (2001) e doutorado em Estudos Literários pela Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara (2006). Faz, no momento, estágio de pós-doutoramento na UERJ. Suas publicações voltam-se principalmente para os seguintes temas: conto, literatura brasileira contemporânea, história da literatura, teoria da literatura, literatura e ensino, e literatura regional de Mato Grosso do Sul. Atualmente é professor adjunto de Literatura brasileira no Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. É ficcionista, com sete títulos publicados. 

Rosângela do Socorro Nogueira de Souza 

Possui graduação em Letras e mestrado em Letras: Linguística pela Universidade Federal do Pará. Atualmente é professora da FACL/Campus Universitário de Abaetetuba/Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Linguística.

Shara Jane Holanda Costa Adad 

Bacharelado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Piauí. Especialista em História do Piauí. Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Ceará/UFC. Atualmente é professora adjunto da Universidade Federal do Piauí - UFPI, subcoordenadora da área de sociologia da educação e pesquisadora do Núcleo de Pesquisas e Estudos em Gênero e Cidadania/NEPEGECI. Coordena o Observatório das Juventudes, cultura de paz e violências na Escola/OBJUVE. Tem formação em arte-terapia. É professora dos Programas de Pós-Graduação em Educação e do de Antropologia e Arqueologia, da UFPI. Faz parte do Comitê Executivo da Revista digital Entrelugares: revista sociopoética e abordagens afins, do Programa de Pós-Graduação em Educação, da UFC, com o seguinte link de acesso: www. entrelugares.ufc.br Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Popular, atuando principalmente nos seguintes temas: Corpo, Juventudes, Infância, Arte, Cidade, Sociopoetica e Cartografia.

Sônia Araújo 

Sônia Maria da Silva Araújo é Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo, com Estágio Pós-Doutoral no Centro de Ciências Sociais da Universidade de Coimbra. É professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPA, orientando alunos de mestrado e doutorado. Atualmente, coordena o Grupo de Pesquisa “José Veríssimo e Pensamento Educacional Latino-americano” e realiza estudos sobre decolonialidade e educação na produção intelectual de mulheres e homens de letras e de ciência da América Latina no século XIX. 

Tânia Sarmento-Pantoja

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Pará (1995), mestrado em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (1999) e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005). Foi bolsista CAPES no Mestrado e no Doutorado. Atualmente, é professora Adjunto I da Universidade Federal do Pará atuando na Graduação e na Pós-Graduação. Possui experiência na área de Letras, com ênfase em narrativas literárias brasileiras e portuguesas, desenvolvidas na contemporaneidade, atuando principalmente nos seguintes tópicos: narrativa pós-ditatorial, narrativa de resistência, romance histórico contemporâneo de língua portuguesa. Tem trabalhos publicados sobre Jorge de Sena, José Riço Direitinho, Alexandre Pinheiro Torres, Benedicto Monteiro, Bernardo Carvalho, Antonio Callado, Ignácio de Loyolla Brandão, entre outros. É líder do Grupo de Pesquisa NARRARES – Estudos sobre narrativa de resistência. 

Vera Maria Nigro de Souza Placco 

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de São Paulo, mestrado em Educação (Psicologia da Educação), pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é Coordenadora e professora titular do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Faz parte do Grupo de Pesquisa Profissionalidade Docente, vinculado à Cátedra da UNESCO, alocada na Fundação Carlos Chagas. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Psicologia Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, educação, psicologia da educação, representações sociais e coordenação pedagógica/educacional. 

Vilma Nonato de Brício

Pedagoga, Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Ciências da Educação da UFPA. Linha de Pesquisa: Currículo e Formação de Professores. Doutoranda em Educação, Linha de Pesquisa: Educação: Currículo, Epistemologia e História. Professora Assistente da FAECS/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA. Seus estudos voltam-se para o campo da Educação, com ênfase nas questões de gênero, sexualidade, currículo a partir da perspectiva foucaultiana. 

Vivian da Silva Lobato

Professora Adjunta da FAECS/Campus de Abaetetuba/Universidade Federal do Pará. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade da Amazônia, mestrado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: violência nas escolas, relações interpessoais, formação docente, prática pedagógica e memória coletiva. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre indisciplina e violência na escola e pesquisadora do GEPEJURSE.