Capa do livro: A teoria da justiça de Nancy Fraser: <br>Tensões e Transições

A teoria da justiça de Nancy Fraser:
Tensões e Transições

Autores: Pedro Paulo Scremin Martins

Condizente com seu compromisso como feminista militante, a teoria de Nancy Fraser parte da análise dos paradigmas populares da justiça, revelando as falsas oposições nas reivindicações sociais no contexto da “condição pós-socialista”. Suas respostas lançam as bases de sua teoria, buscando conciliar conceitos marxistas com a sociologia weberiana para formular a estratégia dualista perspectivista. Essa abordagem parte de uma definição de injustiça - a qual é experimentada diretamente e, por meio dela, formamos uma ideia da justiça - visando superar as dissociações políticas contemporâneas. Fraser contesta as teorias unidimensionais da justiça, e elabora uma teoria bidimensional em que redistribuição e reconhecimento são integrados num marco teórico comum para enfrentar injustiças de classe, raça/etnia, gênero e sexualidade, tendo como horizonte normativo a paridade participativa. Coerente com sua concepção de teoria crítica, baseada na definição de Marx, como “o autoesclarecimento das lutas e dos desejos de época” e no conceito gramsciano de hegemonia, delineia diretrizes de um projeto político para um bloco contra-hegemônico de movimentos sociais, em resposta à ascensão do neoliberalismo e globalização capitalista. Seu constructo teórico culmina na justiça tridimensional, com o lema: não há redistribuição ou reconhecimento sem representação e participação política, na busca por mudanças emancipatórias.

Impresso
de R$ 86,42 por
R$ 66,48
Digital
de R$ 86,42 por
R$ 60,49

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 0 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-6024-5
ISBN DIGITAL:978-65-251-6019-1
DOI: 10.24824/978652516024.5
Ano de edição: 2024
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 306
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

  • APRESENTAÇÃO - 15
  • INTRODUÇÃO - 21
  • CAPÍTULO I TEORIA CRÍTICA E MÉTODO - 29
  • CAPÍTULO II TEORIA SOCIAL - 61
  • CAPÍTULO III FILOSOFIA MORAL - 119
  • CAPÍTULO IV TEORIA E PRÁTICA POLÍTICA - 189
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS - 263
  • REFERÊNCIAS - 279
  • ÍNDICE REMISSIVO - 297
PEDRO PAULO SCREMIN MARTINS

Bacharel em Filosofia e Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), na área de Ética e Filosofia Política. Iniciou sua pesquisa sobre a crítica de Nancy Fraser à teoria do reconhecimento de Axel Honneth durante a graduação e deu continuidade em sua dissertação de mestrado, que explorou a teoria da justiça de Nancy Fraser. Atualmente, é doutorando em Saúde Coletiva pela UFSC, na área de Ciências Sociais e Saúde Coletiva.