Capa do livro: O corpo das mulheres e as artes marciais: <br>Um método de autodefesa feminista

O corpo das mulheres e as artes marciais:
Um método de autodefesa feminista

Autores: Tainá Farrielo

"Nesses meus tantos anos de Jiu-Jitsu, e lá se vão 45 anos, percebi que, temos uma dívida enorme com a academia e/ou a academia tem uma dívida enorme com o Jiu-Jitsu. Temos poucos artigos científicos sobre esses temas tratados na pesquisa. E, sobretudo, quando se trata de estudos sobre a participação das mulheres nas artes marciais, a conta diminuiu absurdamente. Comentando o livro e seu título, O Corpo das Mulheres e as Artes Marciais: Um método de autodefesa feminista, é preciso registrar que Tainá trabalha forte para romper essa escassez de artigos. Seu movimento ativo é um 100 kg intransponível, ou seja, ao garantir essa posição, não tem mais volta. A autora, ao alinhavar fatos históricos, construiu pontes entre o passado e o presente nos conduzindo à reflexão. E, ao fazer isso, nos convida à indignação, ao pontuar os duros longos anos de exclusão e silenciamento das mulheres no tatame." Yvone Magalhães Duarte - Mestra de Jiu-Jitsu, 7º grau (faixa preta há 33 anos), foi a primeira mulher a ser faixa-preta no jiu-jitsu brasileiro, pioneira nesta arte marcial. Em 2021 ela se tornou a mulher mais bem classificada após atingir o cinturão coral de 7º grau.

Impresso
de R$ 37,90 por
R$ 32,90
Digital
de R$ 37,90 por
R$ 26,53

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-5887-7
ISBN DIGITAL:978-65-251-5886-0
DOI: 10.24824/978652515887.7
Ano de edição: 2024
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 142
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

  • PREFÁCIO - 15
  • NTRODUÇÃO AGORA, EU-MULHER VOU EXPLODIR COM A LEI - 21
  • CAPÍTULO 1 O MITO DA FRAGILIDADE - 29
  • CAPÍTULO 2 A AUTODEFESA FEMININA - 41
  • CAPÍTULO 3 DESOBEDECER PARA LUTAR: das judocas às jiujiteiras brasileiras - 75
  • CAPÍTULO 4 O CORPO FEMININO RESSIGNIFICADO É AQUELE QUE TUDO PODE - 89
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS - 103
  • POSFÁCIO - 107
  • REFERÊNCIAS - 109
  • GLOSSÁRIO - 119
  • ANEXO I: CLUBE DA LUTA - 123
  • ANEXO II - 137
  • ÍNDICE REMISSIVO - 139
TAINÁ FARRIELO

Doutoranda e Mestra (2023) em Psicologia Social pela PUC-SP e pesquisadora do Inanna - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa sobre Sexualidades, Feminismos, Gênero e Diferenças (NIP-PUC-SP); formada em Ciências Sociais (2019) pela PUC-SP; pesquisa artes marciais e mulheres, corpo e cultura, teorias feministas e relações de gênero. É Educadora Social formada pelo SENAC-SP e faixa marrom de jiu-jitsu brasileiro, praticante há 10 anos.