Capa do livro: TORNAR-SE NEGROGAY:<br> A história de vida de um homem-professor situado e “sitiado”

TORNAR-SE NEGROGAY:
A história de vida de um homem-professor situado e “sitiado”

Autores: Souza, Antonio José de

As diversidades sempre estiveram presentes na nossa sociedade. Nos últimos anos, com o aumento de garantias de direitos, percebemos que a diversidade sexual ocupa espaços no campo educacional que não imaginávamos, mas sabemos que as discussões e as reflexões são, ainda, muito incipientes. Para criar veredas de inclusão, os escritos de Antonio José de Souza são um diálogo potente e sensível sobre a identidade de professores negros gays do Nordeste do Brasil. Homens atravessados por estigmas, preconceitos e discriminações, e profundamente sensíveis às violências direcionadas aos seus corpos, quase sempre desde a infância. São diversos os dilemas que vagueiam pela mente do professor negrogay, grafia cunhada pelo autor, Antonio, para demonstrar o quanto os processos de exclusão concomitantes – racialização e de homofobia – estão impregnados na vida de seu interlocutor, Rubião Bovary. A obra de Antonio Souza desenvolve também reflexões sobre a alteridade, entre o Eu-Outro; como nossas identidades são fruto da nossa interação com o meio, que nos tornam Nós ou Outros e que, no caso de Rubião, sempre foi o Outro. Em nossa sociedade heteronormativa-racista, pessoas de melanina acentuada já sofrem com as vicissitudes da vida ao associar a um corpo antagônico a supremacia do macho brasileiro; logo, serão muitas as privações a que esses corpos estarão submetidos.

Denise Botelho
Professora Associada do Departamento de Educação
DED – Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE


Impresso
de R$ 64,68 por
R$ 49,75
Digital
de R$ 64,68 por
R$ 45,28

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-5162-5
ISBN DIGITAL:978-65-251-5163-2
DOI: 10.24824/978652515162.5
Ano de edição: 2023
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 218
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

  • APRESENTAÇÃO - 15
  • PRIMEIRO PREFÁCIO - 17
  • PREFÁCIO - 19
  • CÁ ENTRE NÓS, NÃO CONTE PARA NINGUÉM: algumas advertências, a priori - 25
  • JUSTIFICA-SE, EM CONTEXTO CONFLAGRADO: as raízes do projeto de pesquisa - 31
  • SOBRE OS PROFESSORES NEGROGAYS - 35
  • O FIO CONDUTOR DA PESQUISA: a explosão biográfica - 39
  • O FIO CONDUTOR DA PESQUISA: a explosão biográfica - 47
  • MONÓLOGO PESSOAL: (auto)etnografia às avessas - 51
  • CAPÍTULO 1.1 NO PRINCÍPIO ‘EU’ ERA O VERBO - 55
  • CAPÍTULO 1.2 EU SOU A OVELHA ‘NEGRA’ DA FAMÍLIA?! - 61
  • CAPÍTULO 1.3 A VERGONHA DA PRÓPRIA EXISTÊNCIA - 67
  • CAPÍTULO 1.4 PARA ALÉM DA TERRA NATAL - 73
  • CAPÍTULO 1.5 REVERBERAÇÕES NA PROFISSÃO DOCENTE NEGROGAY - 79
  • RUBIÃO BOVARY, O PERSONAGEM SOB MINHA PERSPECTIVA - 89
  • CAPÍTULO 2.1 QUEM É RUBIÃO BOVARY? UM PROJETO ‘DE SI’ MESMO - 93
  • CAPÍTULO 2.2 A FAMÍLIA, CENÁRIO DE SIGNIFICAÇÃO DA COR/RAÇA DE RUBIÃO BOVARY - 103
  • CAPÍTULO 2.3 ‘OLHA O VIADINHO’: a metamorfose em “Bicho” - 117
  • CAPÍTULO 2.4 MANTENHA À RÉDEA CURTA TAL PESSOA DO “SUBSOLO” - 133
  • CAPÍTULO 2.5 QUIÇÁ, UMA ÉTICA ‘DE SI’ PÚBLICA E A REPULSÃO NO “QUARTO” - 143
  • CAPÍTULO 2.6 PEDAGOGIA DA ASSUNÇÃO ‘DE SI’: um professor negrogay no Mundo - 155
  • EPÍSTOLA, SEGUNDO RUBIÃO BOVARY, AOS SOBREVIVENTES - 173
  • REFERÊNCIAS - 185
  • APÊNDICES: ORGANIZAÇÃO DOS NÚCLEOS DE SIGNIFICAÇÃO DE RUBIÃO BOVARY - 205
  • ÍNDICE REMISSIVO - 215
ANTONIO JOSÉ DE SOUZA

Teólogo/Historiador. Doutor em Família na Sociedade Contemporânea pela Universidade Católica do Salvador (UCSal) – com período sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/Paris). Mestre em Educação e Diversidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professor da Educação Básica do município de Itiúba/BA. Integrante do Laboratório de Políticas Públicas, Ruralidades e Desenvolvimento Territorial (LaPPRuDes/IFBaiano) e da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) (ABPN).