Capa do livro: Ecos da natureza

Ecos da natureza

Autores: Oliveira, Jelson – Souza, Grégori de – Vasconcelos, Thiago – Bugalski, Miguel – Tibaldeo, Roberto Franzini

A presente coletânea vem a lume pelo esforço de pesquisadores e pesquisadoras do Grupo de Trabalho Hans Jonas, da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia do Brasil, organizados/as no Centro Hans Jonas Brasil e na Cátedra Hans Jonas da PUCPR. Os textos que formam o livro foram apresentados e discutidos no VIII Colóquio Hans Jonas, realizado concomitantemente à III Jornada Hans Jonas, que teve lugar em Curitiba, no verão de 2022. O tema do evento, Ecos da natureza, traduz a preocupação teórica que mobiliza os/as autores/as dos textos que formam a presente coletânea: escutar o apelo das coisas mudas, compreender suas mensagens e atuar em vista da preservação da vida em suas diferentes formas. Os textos aqui reunidos, de autoria de pesquisadores/as de diferentes países, instituições, abordagens e níveis acadêmicos, expressam um mesmo compromisso: ouvir os ecos da natureza, para os quais a própria obra de Hans Jonas emprestou sua voz e atenção, esforçando-se para propor uma resposta ontológica, ética, política e bioética na forma da responsabilidade.

Impresso
de R$ 97,00 por
R$ 84,00
Digital
de R$ 97,00 por
R$ 67,90

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-5201-1
ISBN DIGITAL:978-65-251-5198-4
DOI: 10.24824/978652515201.1
Ano de edição: 2023
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 272
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

  • APRESENTAÇÃO - 11
  • A BIOLOGIA FILOSÓFICA E A CONSTITUIÇÃO DE UMA FENOMENOLOGIA DA VIDA - 17
  • A VULNERABILIDADE DA VIDA: sentido ontológico-relacional e desafios éticos, políticos e educacionais - 25
  •  HANS JONAS E A FILOSOFIA DA NATUREZA - 39
  • HANS JONAS E A FILOSOFIA DA MENTE - 51
  • DA MECANOMORFOSE AO SACRIFÍCIO DA CONSCIÊNCIA ANIMAL: uma leitura jonasiana de René Descartes -67
  • “ACONTECEU DE SER PLANTA, E PLANTA É OUTRA ALEGRIA, DIFERENTE DAS ESTRELAS”: Hans Jonas e a liberdade vegetal - 79
  • A CONTRIBUIÇÃO PIONEIRA DE HANS JONAS PARA A RESPONSABILIDADE LEGAL PELO ECOCÍDIO - 93
  • UM BREVE OLHAR SOBRE O PENSAMENTO ECOLÓGICO: cuidado, Pedagogia da Terra e Ecofeminismo - 107
  • O ETHOS DA PRESERVAÇÃO - 115
  •  ESPERANÇA E RESPONSABILIDADE: a necessidade de ambas - 127
  •  EARTH STEWARDSHIP: do domínio à responsabilidade - 139
  • NOSSA RESPONSABILIDADE DIANTE DE PROBLEMAS PERNICIOSOS - 151
  •  DESCONGELAR A PAISAGEM - 161
  • EM TORNO DE UMA COSMOPOLÍTICA DA VULNERABILIDADE: notas a partir de Hans Jonas - 171
  • O IMPERATIVO ECONÔMICO JONASIANO E O FIM DA ECONOMIA NO ESTÁGIO ATUAL DO CAPITALISMO - 185
  • APONTAMENTOS SOBRE UM POSSÍVEL PENSAMENTO ECONÔMICO EM HANS JONAS E SEUS DESDOBRAMENTOS - 197
  • DE MARX AO ECOSSOCIALISMO: o metabolismo homem-natureza - 205
  • TECNOLOGIA, CAPITALISMO E AS POLÍTICAS DO FIM DOS TEMPOS - 217
  • O DESAFIO BIOTECNOLÓGICO E A URGÊNCIA DA BIOÉTICA - 229
  • HANS JONAS E A NEUROCIÊNCIA - 241
  • ECOÉTICA NA FILOSOFIA DE HANS JONAS: em defesa de um equilíbrio do ecossistema - 249
  • ÍNDICE REMISSIVO - 261
  • SOBRE OS ORGANIZADORES E AUTORES/AS - 265
JELSON OLIVEIRA

Doutor em Filosofia, Professor do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCPR, onde atua na linha de pesquisa em ética e filosofia política. É pesquisador do CNPq, com pós-doutorado na University of Exeter (Reino Unido) e na Université Catholique de Louvain (Louvain-la-Neuve, Bélgica). É coordenador do GT Hans Jonas da ANPOF, do Centro Hans Jonas Brasil e da Cátedra Hans Jonas da PUCPR. É autor de diversos artigos e livros, entre os quais estão Compreender Hans Jonas (Vozes, 2014); Para uma ética da amizade em Friedrich Nietzsche (7Letras, 2011); Negação e Poder: do desafio do niilismo ao perigo da tecnologia (EDUCS, 2018); e A filosofia vai ao museu: aprender e ensinar filosofia com arte (EDUCS, 2021). É coorganizador, com Eric Pommier, do Vocabulário Hans Jonas (EDUCS, 2018).

GRÉGORI DE SOUZA

Doutorando em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mestre em Filosofia pela mesma instituição. Especialista em Ética e Direitos Humanos pela Faculdade Vicentina (2021). Bacharel em Filosofia pela PUCPR (2019). Vinculado à linha de pesquisa de ética e filosofia política na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), com pesquisa na área da filosofia contemporânea, com ênfase na relação entre ontologia e ética em Hans Jonas. Membro do Grupo de Pesquisa Hans Jonas do CNPq. Membro do Grupo de Pesquisa Pós-positivismo em perspectiva do CNPq. Membro do GT Hans Jonas e do GT Filosofia da Tecnologia e da Técnica da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (ANPOF). Os principais temas de interesse são: Ética da Responsabilidade, Fenomenologia da Vida, Filosofia Vegetal, Filosofia do Meio Ambiente, Ética Ambiental, Filosofia da Técnica, Filosofia da Tecnologia, e Direitos Humanos e Pós-Humanos.

THIAGO VASCONCELOS

Doutor em Filosofia pela PUCPR em cotutela com a Universidade de Coimbra. Atualmente é pesquisador bolsista de Pós-Doutorado no Programa de Fixação de Jovens Doutores do CNPq/Fundação Araucária. Autor de diversos trabalhos, entre os quais está Terra nenhuma: ecopornografia e responsabilidade (EDUCS, 2020), em coautoria com Nathalie Frogneux e Jelson Oliveira.

MIGUEL BUGALSKI

Doutorando em Filosofia na área de ética e filosofia política (PUCPR). Mestre em Filosofia na área de ética e filosofia política (PUCPR, 2022). Graduado em Licenciatura em Filosofia (PUCPR). Graduando de Direito (UFPR). Iniciação científica em andamento na temática de Direito e corpo sob orientação da professora Adriana Correa Spindola. Efetuou três iniciações científicas sobre a obra de Hans Jonas entre os anos 2018-2021, sob orientação do professor Jelson Oliveira. Efetuou Iniciação científica na UFPR sobre o tema Nietzsche, corpo e Direito, sob orientação da professora Angela Fonseca (2021-2022). Efetuou, ainda, uma iniciação científica na área de História do Direito (2020-2021), sob orientação do professor Ricardo Marcelo Fonseca. Membro do Grupo de Pesquisa Hans Jonas do CNPq. Membro do Grupo de pesquisa história, direito e subjetividade do CNPq. Foi Membro do conselho universitário da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (CONSUN) entre 2019 e 2021. Membro fundador e pesquisador do Núcleo de Estudos em Filosofia e Teoria do Direito (NEFIT). Membro organizador da Jornada Hans Jonas. Ex-presidente do Centro Acadêmico de Filosofia da PUCPR (2018-2019). Ex-presidente do Diretório Central dos Estudantes (2019-2021). Pesquisa temas da Ética da Responsabilidade, Fenomenologia da Vida, Filosofia da Técnica, Filosofia da Tecnologia, Filosofia do Meio Ambiente, Ética Ambiental, Direitos Humanos e Pós-Humanos, Direito e Marxismo, Cultura Jurídica, História do Direito, Teoria do Direito, Filosofia do Direito, Instituições Jurídicas, Ensino Jurídico no Brasil e a Dignidade Humana nas Jurisdições contemporâneas. Atualmente se dedica especialmente ao tema da ampliação do conceito da Dignidade, buscando fundamentar a Dignidade de todos os seres vivos do ponto de vista ontológico.

ROBERTO FRANZINI TIBALDEO

Professor do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Possui mestrado em Filosofia pela Universidade de Turim (1997). Doutorado em Ciências da Cultura pela Fondazione Collegio San Carlo em Modena (2005) e doutorado em Filosofia pela Universidade de Turim (2011). Foi bolsista do DAAD (Alemanha) e pesquisador pós-doutoral na Scuola Superiore Sant’Anna em Pisa (2010-2015) e na Universidade Católica de Louvain-la-Neuve, na Bélgica (2015-2018). É colaborador científico dessa Universidade e membro do GT Hans Jonas e do Doutorado internacional “Arte y Patrimonio” da Universidade de Sevilha, na Espanha. Entre outras publicações, é autor de La rivoluzione ontologica di Hans Jonas (Mimesis, 2009) e Matthew Lipman and Ann Sharp: Philosophy for Children’s Educational Revolution (Springer, 2023).

ANOR SGANZERLA

Doutor em Filosofia. Professor do Curso de Filosofia e do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Bioética da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Professor visitante da Universidade Católica de Moçambique (África). Coordenador do Doutorado em Humanidades na parceria da PUCPR com a UCM (Universidade Católica de Moçambique). Membro da Sociedade Brasileira de Bioética (SBB). Membro da Cátedra Hans Jonas Brasil. Desenvolve pesquisas sobre os temas: bioética e tecnociência, bioética global, bioética socioambiental, bioética e direitos humanos. Atua também como um dos organizadores do pensamento de Van Rensselaer Potter (pai da bioética) em língua nacional.

ANTONIO JOSÉ ROMERA VALVERDE

Professor Titular de Ética e Filosofia Política da PUC-SP. Professor da cadeira Filosofia (Ética) da Fundação Getúlio Vargas-SP (1996-2016). Doutor em Educação (Filosofia e História da Educação) pela UNICAMP. Licenciado em Filosofia pela FFNSM, atual FAJE. Pós-Doutorado em Ética e Filosofia Política pela PUCPR. Coordenador do Grupo de Estudo “Renascimento: Ética, Política e Religião (PUC-SP / CNPq)” e do Grupo de Estudos “Filosofia Política Contemporânea (PUC-SP / CNPq)”. Coeditor da Revista de Filosofia Aurora (PUCPR / PUC-SP). Membro do GT Hans Jonas / ANPOF.

BRUNO HENRIQUE DO ROSARIO XAVIER

Licenciado em Filosofia pela PUCPR (2018). Mestre em Bioética pela PUCPR (2020) com a pesquisa uma análise do valor intrínseco na consciência dos animais não humanos. Atualmente desenvolve sua tese de doutoramento pela PUCPR com a temática da ética animal em Hans Jonas. Pesquisou, também, nos últimos anos temas ligados aos fundamentos cibernéticos da bioética ambiental de Van Rensselaer Potter.

CLAUDEMIR STANQUEVISKI

Doutorando em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mestre em Educação pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Pós-Graduado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e graduado em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE – Campus de Toledo). Faz parte do Palavração – Grupo de Estudos, Pesquisa e Documentação em Educação Ambiental Freiriana.

DANIEL ATHANÁSIO

Doutorando em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Bolsa institucional). Mestre em Bioética pela mesma instituição (2020 – bolsa Capes). Especialista em História Social da Arte pela PUCPR (2015 – Bolsa Marcelino Champagnat). Licenciado em Filosofia pelo Claretiano Centro Universitário (2021). Licenciado em Música pela PUCPR (2014 – Bolsa PROUNI). Pesquisador da área de ética e ontologia tendo Hans Jonas como referência principal. Em específico, se interessa pelas temáticas de Bioética, Ética Ambiental e Filosofia da Mente.

EWA NOWAK

Professora da Cátedra de Ética na Universidade Adam Mickiewicz em Pozna?, na Polônia. Trabalha com filosofia prática, filosofia moral e filosofia do direito em relação às ciências da saúde, da vida e do ambiente. É autora ou coautora de numerosas obras, incluindo: Educating Competencies for Democracy (Dia-Logos, Studies in Philosophy and Social Sciences; Peter Lang GmbH, 2013); Kohlberg Revisited (Sense Publishers, 2015); Advancing the Human Self: Do Technologies Make Us “Posthuman? (2020); “Another Pandemic. How Moral Distress Affected Polish and Lithuanian Clinicians” (De Ethica, v. 7.2/2023, p. 3-27).

GEOVANI MORETTO

Concluiu sua graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Paraná em 2001, em 2003 concluiu o curso de Especialização na área da Ética. No ano de 2013 defendeu seu Mestrado e em 2018 o Doutorado em Filosofia pela mesma instituição. Atualmente é Professor Adjunto e coordenador dos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais e Filosofia da PUCPR e também professor convidado do PROF-FILO (Mestrado Profissional em Filosofia) da UFPR. É membro do NET (Núcleos de Estudo da Técnica da PUCPR), do Grupo de Pesquisa Hans Jonas do CNPq e do grupo de pesquisa Hans Jonas da PUCPR. Pesquisa temas relacionados à ética e a tecnociência, principalmente às questões éticas das biotecnologias, ética na era da engenharia genética, responsabilidade e progresso na civilização tecnocientífica, pós-humanismo, transumanismo, a questão da autenticidade e da dignidade da vida, entre outros.

HELDER BUENOS AIRES DE CARVALHO

Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004), com estágio doutoral no Boston College, USA (2001). Fez ainda estudos de pós-doutoramento na PUCRS (2010) e UFMG (2018). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal do Piauí, atuando no Departamento de Filosofia na graduação e no PPG em Filosofia. Foi professor do Programa de Mestrado em História do Brasil/UFPI e do Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente/UFPI. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: Alasdair MacIntyre, Hans Jonas, ética, racionalidade, tradição e ética contemporânea. Foi Coordenador do Mestrado em Ética e Epistemologia (atualmente PPG em Filosofia) da UFPI de 2007 a 2011 e de 2012 a 2016. Exerceu a Coordenação Operacional na UFPI do Doutorado Interinstitucional em Filosofia UFMG-UFPI de 2006 a 2010. É também Professor Colaborador do Doutorado em Filosofia da Universidade Federal do Ceará e do Mestrado em Filosofia da UFMA. Bolsista de Produtividade PQ2/CNPq. Editor-Chefe da Pensando – Revista de Filosofia.

JOÃO BATISTA FARIAS JUNIOR

Graduação e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Piauí. Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás, com período sanduíche na Universidade de Coimbra. É professor de Filosofia do Instituto Federal do Piauí, Campus Picos. Tem livros e artigos publicados nas áreas de filosofia política e ética, especialmente voltados para as obras de Hans Jonas e Hannah Arendt. Os livros mais recentes publicados são: Temporalidades de Exceção (Editora do IFPI, 2022) e A Responsabilidade Política Pelo Mundo Comum: diálogos entre Hans Jonas e Hannah Arendt (Editora CRV, 2021).

JOSÉ CARLOS MOREIRA

Doutorando em Filosofia pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Filosofia pela FAJE – Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (2016). Graduação em Filosofia (licenciatura) pela PUCPR (2006). Graduação em Teologia (bacharelado) pela FAJE (2009). Membro do Grupo de Trabalho Hans Jonas da Anpof e do CNPq. Atuou como professor de Filosofia da Educação na FACISA BH – 2018 e como professor de Educação Básica (Filosofia) no Colégio Santa Maria, Belo Horizonte-MG (2010-2018).

LILIAN S. GODOY FONSECA

Bacharel em Psicologia pela PUCMG (1993). Mestra em Filosofia pela UFMG (1999). Doutora em Filosofia pela UFMG (2009). Pós-Doutora em Filosofia pela PUCPR (2020). No pós-doutorado pesquisou a importância da Economia na formulação da Ética de Hans Jonas. Pesquisadora do NEPC/UFMG, coordenado pelo Prof. Ivan Domingues. Professora Associada da FIH da UFVJM. Membro do GT Hans Jonas da ANPOF – CNPq e do GT Filosofia da Tecnologia e da Técnica da ANPOF – CNPq. Coordenadora do Projeto de extensão Cine Mercúrio e colaboradora do Projeto de extensão Literatura e Feminismos, ambos cadastrados na ProExC/UFVJM.

LUCA VALERA

Cursou estudos de Filosofia na Università Cattolica del Sacro Cuore di Milano. É Doutor em Bioética pela Università Campus Biomédico di Roma. Foi professor da Pontificia Universidad Católica de Chile, onde foi Diretor do Centro de Bioética. Desde setembro de 2021 é professor da Universidad de Valladolid, Espanha. É autor dos livros: Ecologia umana. Le sfide etiche del rapporto uomo/ambiente (Roma, 2013; traduzido ao espanhol en 2022, Tirant lo Blanch); Arne Næss. Introduzione all’ecologia (Pisa 2015); e Espejos. Filosofía y nuevas tecnologías (Barcelona, 2022), assim como de mais de 80 artigos e capítulos de livros sobre o tema da ética ambiental, da filosofia das novas tecnologias e da bioética.

MARIJANE VIEIRA LISBOA

Doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP. Diplomada em Sociologia pela Freie Universität Berlin, pertence ao departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e foi Coordenadora do Curso de Ciências Socioambientais da PUC-SP. Foi Diretora Executiva do Greenpeace Brasil e Secretária de Qualidade Ambiental dos Assentamentos Humanos do Ministério do Meio Ambiente entre 2003 e 2005. Foi Relatora de Direito Humano Ambiental para a Plataforma Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais (Dhesca) por dois mandatos, de 2007 a 2011 e entre 2012 e 2015. Membro titular da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança, CTNBio, na qualidade de especialista em direito do consumidor. É autora de Ética e Cidadania Planetárias na Era Tecnológica (Civilização Brasileira) e traduziu, junto com Luiz Barros Montez, O Princípio Responsabilidade: ensaio de uma ética para a civilização tecnológica, de Hans Jonas para a Contraponto/Editora PUC Rio, 1979. É membro da Rede Brasileira de Justiça Ambiental.

MICHELLE BOBSIN DUARTE

Doutora em Filosofia pela PUC-Rio, na linha de pesquisa em Filosofia e a Questão Ambiental. É professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRRJ. Atua na pesquisa do pensamento de Hans Jonas, principalmente, nos temas da Ontologia da Vida e das relações entre imagens, afetos e ações na proposta ética do filósofo. Também pesquisa os diagnósticos e as soluções que as teorias ecofeministas apresentam frente ao problema ambiental. Integra o grupo de trabalho Hans Jonas da ANPOF e o grupo de pesquisa Hans Jonas do CNPq.

NATHALIE FROGNEUX

Professorado Institut supérieur de Philosophie (ISP/Europè) da Université Catholique de Louvai, em Louvain-la-Neuve, Bélgica, onde também é membro do Laboratoire d’Anthropologie prospective (LAAP/IACCHOS). É autora de Hans Jonas ou la vie dans le monde (De Boeck Université, Bruxelas, 2001) além de vários outros artigos e textos sobre Hans Jonas. Traduziu e escreveu a introdução de H. Jonas: la gnose et l’esprit de l’Antiquité tardive. Histoire et méthodologie de la recherche (Milão, Mimesis, 2017). Entre suaspublicações também estão: Alguns paradoxos ligados a moderação de risco (Capítulo 5, in: John-Stewart Gordon e Holger Burckhan [ed.). Ética Global e Responsabilidade Moral, Hans Jonas e seus críticos. Ashgate, Famham/Burlington, 2014, p. 73-91) e “Responsabitizé (philosophie)” (Dictionnarre de lapensée ecologique, ss. dir D. Bourg et A. Papaux, PUF, 2015, p. 872-874). No Brasil, entre outros trabalhos, é coautora (com Jelson Oliveira e Thiago Vasconcelos) do livro Terra nenhuma: ecopornografia e responsabilidade (EDUCS, 2020).

PEDRO AUGUSTO JARAS MALTA

Doutorando em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas-RS. Mestre em Filosofia pelo PPGF da PUC-PR. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Política, pesquisando temas da área da Ontologia e Fenomenologia; Ética e Política. Participa do grupo de estudos de Hans Jonas e da Filosofia Política na PUC-PR. Participante e colaborador do GT Hans Jonas. Participa do grupo de estudos sobre o Romantismo Alemão do PPG Filosofia da UFPel.

WENDELL E. S. LOPES

É graduado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2003). Mestre em Filosofia pela Faculdade Jesuíta (FAJE-MG, 2008). Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014). Atualmente é professor adjunto no Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Mato Grosso, do qual foi também coordenador do curso por quatro anos (2015-2018). Concentra suas pesquisas na área de Filosofia contemporânea, Metafísica, e Antropologia filosófica, dedicando esforços destacados a temas como as teorias da imaginação e da linguagem. É membro do GT Hans Jonas e membro do GT de Filosofia da tecnologia e da técnica da ANPOF (Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia). Além de tradutor de duas obras do filósofo Hans Jonas (Matéria, espírito e criação e Ensaios filosóficos), é autor do livro Hans Jonas e a diferença antropológica (Loyola, 2017), bem como coorganizador, junto com Jelson Oliveira, da obra Transumanismo (EDUCS, 2020).