Capa do livro: Uma tarefa comum: <br>Hans Jonas e o Papa Francisco em diálogo sobre a responsabilidade

Uma tarefa comum:
Hans Jonas e o Papa Francisco em diálogo sobre a responsabilidade

Autores: Souza, Grégori de – Oliveira, Jelson – Bugalski, Miguel – Vasconcelos, Thiago

Este livro parte de uma intuição: caso pudessem conversar, o filósofo alemão Hans Jonas e o Papa Francisco não só teriam muito a dizer um ao outro, como partilhariam muitas preocupações em relação à atual crise ambiental que abala a nossa civilização. Ambos reconheceriam que têm uma tarefa comum e que ela envolve temas tão diversos como a ecologia integral, a justiça ambiental, a tecnologia e seus desafios éticos, a preocupação e a responsabilidade com o futuro, o papel da religião, das ciências, da teologia e da educação, a autenticidade e a vulnerabilidade da vida, os rumos do pensamento e da ação ecológica, os desafios políticos e a autogestão social, o humanismo fraco, a visão sobre os animais e as plantas, entre outros. Essa lista serve como orientação para que pensemos esse diálogo que, embora possível, não aconteceu, mas que os quinze capítulos deste livro pretendem possibilitar. Esse esforço, como se vê, não é ocioso. Ele traduz o empenho de todos/as que se reúnem em torno do pensamento de Hans Jonas e servem-se dessas intuições para assumir, na teoria e na prática, essa tarefa que é comum porque é de todos e todas nós.

Impresso
de R$ 78,00 por
R$ 67,00
Digital
de R$ 78,00 por
R$ 54,60

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-5202-8
ISBN DIGITAL:978-65-251-5203-5
DOI: 10.24824/978652515202.8
Ano de edição: 2023
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 226
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

  • APRESENTAÇÃO A NOSSA TAREFA COMUM - 9
  • ECOLOGIA INTEGRAL DO PAPA FRANCISCO: de Hans Jonas à justiça ambiental - 13
  • APROXIMAÇÕES ENTRE A ENCÍCLICA LAUDATO SI’ DO PAPA FRANCISCO COM A ÉTICA DA RESPONSABILIDADE DE HANS JONAS - 27
  • HANS JONAS E O PAPA FRANCISCO: diálogo entre duas visões convergentes sobre tecnologia - 41
  • HANS JONAS E PAPA FRANCISCO EM TORNO DOS DESAFIOS ÉTICOS DA TECNOLOGIA - 53
  • OCUPAR-SE DO FUTURO NO PRESENTE: o sentimento de responsabilidade como vínculo - 63
  • PAZ NA TERRA AOS HOMENS DE RESPONSABILIDADE - 71
  • O PAPEL DA RELIGIÃO NO PENSAMENTO DE HANS JONAS - 83
  • JONAS E A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO: uma forma de pensar a ética da responsabilidade na América Latina - 103
  • DA VIDA AUTÊNTICA EM HANS JONAS AO PENSAMENTO ECOLÓGICO DO PAPA FRANCISCO - 109
  • JONAS & FRANCISCO: da parolagem política à autogestão social - 121
  • A CRISE AMBIENTAL GLOBAL E A URGÊNCIA DA RESPONSABILIDADE - 139
  • O HUMANISMO FRACO DE HANS JONAS - 157
  • PARADOXO ANIMAL-MÁQUINA: uma leitura jonasiana da Laudato Si’ - 165
  • A ABORDAGEM DO MITO EM PATO?KA E O CUIDADO DA ALMA - 181
  • NATUREZA, MITO E RESPONSABILIDADE: perspectivas sobre a relação homem-mundo - 197
  • ÍNDICE REMISSIVO - 215
  • SOBRE OS/AS AUTORES/AS - 219
ANOR SGANZERLA

Doutor em Filosofia; Professor do Curso de Filosofia e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Bioética da Pontifícia Universidade Católica do Paraná; Professor visitante da Universidade Católica de Moçambique (África); Coordenador do Doutorado em Humanidades na parceria da PUCPR com a UCM (Universidade Católica de Moçambique); Membro da Sociedade Brasileira de Bioética (SBB); Membro da Cátedra Hans Jonas Brasil. Desenvolve pesquisas sobre os temas: bioética e tecnociência, bioética global, bioética socioambiental, bioética e direitos humanos. Atua também como um dos organizadores do pensamento de Van Rensselaer Potter (pai da bioética) em língua nacional.

ANTONIO JOSÉ ROMERA VALVERDE

Professor Titular de Ética e Filosofia Política da PUC-SP. Professor da cadeira Filosofia (Ética) da Fundação Getúlio Vargas-SP (1996-2016). Doutor em Educação (Filosofia e História da Educação) pela UNICAMP; licenciado em Filosofia pela FFNSM, atual FAJE; pós-doutorado em Ética e Filosofia Política pela PUCPR. Coordenador do Grupo de Estudo “Renascimento: Ética, Política e Religião (PUC-SP/CNPq)” e do Grupo de Estudos “Filosofia Política Contemporânea (PUC-SP/CNPq)”. Coeditor da Revista de Filosofia Aurora (PUCPR/PUC-SP). Membro do GT Hans Jonas/ANPOF.

BRUNO HENRIQUE DO ROSARIO XAVIER

Licenciado em Filosofia pela PUCPR (2018), mestre em Bioética pela PUCPR (2020) com a pesquisa Uma análise do valor intrínseco na consciência dos animais não humanos. Atualmente desenvolve sua tese de doutoramento pela PUCPR com a temática da ética animal em Hans Jonas. Pesquisou, também, nos últimos anos temas ligados aos fundamentos cibernéticos da bioética ambiental de Van Rensselaer Potter.

CRISTIÁN BORGOÑO

Professor assistente na Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Chile. É formado em Medicina pela mesma universidade e tem doutorado em Bioética pelo Ateneo Pontificio Regina Apostolorum (2009) com uma tese publicada sobre “Bioética e Direitos Humanos”. Ele também possui mestrado em Filosofia (2001) pelo mesmo Ateneu e em Teologia Moral pela Academia Alphonsiana de Roma (2017). Seu ensino e pesquisa estão no campo da ética da tecnologia e da bioética, no qual Hans Jonas é uma referência importante, especialmente por sua filosofia da vida e sua filosofia da tecnologia.

CRISTIÁN GONZÁLEZ ESPINOZA

Doutorando em filosofia pela Pontificia Universidad Católica de Chile (PUC) e bacharel em filosofia pela mesma universidade (2019). Sua linha de pesquisa tem se concentrado na fenomenologia da vida, filosofia da natureza, bioética e filosofia ambiental. Sua atividade acadêmica está ligada principalmente a Hans Jonas e autores da filosofia contemporânea em torno de questões ontológicas e fenomenológicas. Seu projeto de tese de doutorado (2022) trata do fenômeno da vida a partir da relação entre a biologia filosófica de Hans Jonas, os avanços da biologia científica e os modelos propostos por outras biologias heréticas. Além disso, ele tem pesquisado a relação entre mito, filosofia e religião na filosofia jonasiana (2021-2022). Áreas de interesse: fenomenologia da vida, filosofia da natureza, bioética, filosofia da ciência, ética ambiental, ontologia, filosofia contemporânea.

GABRIEL VIDAL QUIÑONES

Estudante do programa de doutorado em filosofia da Pontifícia Universidade Católica de Chile (PUC) e é formado em filosofia pela mesma universidade (2019). Seu trabalho tem se concentrado na fenomenologia da vida, filosofia da natureza, bioética e filosofia ambiental. Sua atividade acadêmica está ligada principalmente a Hans Jonas e a autores filosóficos contemporâneos sobre os fundamentos ontológicos desses tópicos. Seu projeto de tese de doutorado (2022) aborda a questão: Com o que nos importamos quando nos importamos com a natureza? Uma investigação sobre o fenômeno da vida com base na relação entre a biologia filosófica de Hans Jonas, os avanços da biologia científica e os modelos propostos por outras biologias heréticas. Outra de suas linhas de pesquisa se concentra na relação entre mito, filosofia e religião na filosofia jonasiana (2021-2022). Áreas de interesse: fenomenologia da vida, filosofia da natureza, bioética, filosofia da ciência, ética ambiental, ontologia, filosofia da religião.

GEOVANI MORETTO

Concluiu sua graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Paraná em 2001, em 2003 concluiu o curso de Especialização na área da Ética. No ano de 2013 defendeu seu Mestrado e em 2018 o Doutorado em Filosofia pela mesma instituição. Atualmente é Professor Adjunto e coordenador dos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais e Filosofia da PUCPR e também professor convidado do PROF-FILO (Mestrado Profissional em Filosofia) da UFPR. É membro do NET (Núcleos de Estudo da Técnica da PUCPR), do Grupo de Pesquisa Hans Jonas do CNPq e do grupo de pesquisa Hans Jonas da PUCPR. Pesquisa temas relacionados à ética e a tecnociência, principalmente às questões éticas das biotecnologias; ética na era da engenharia genética; responsabilidade e progresso na civilização tecnocientífica; pós-humanismo; transumanismo; a questão da autenticidade e da dignidade da vida, entre outros.

GRÉGORI DE SOUZA

Doutorando em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mestre em Filosofia pela mesma instituição. Especialista em Ética e Direitos Humanos pela Faculdade Vicentina (2021). Bacharel em filosofia pela PUCPR (2019). Vinculado à linha de pesquisa de ética e filosofia política na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), com pesquisa na área da filosofia contemporânea, com ênfase na relação entre ontologia e ética em Hans Jonas. Membro do Grupo de Pesquisa Hans Jonas do CNPq. Membro do Grupo de Pesquisa Pós-positivismo em perspectiva do CNPq. Membro do Grupo de Pesquisa Bioética e Biotecnologia do CNPq. Membro do GT Hans Jonas e do GT Filosofia da Tecnologia e da Técnica da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (ANPOF). Os principais temas de interesse são: Ética da Responsabilidade, Fenomenologia da Vida, Filosofia Vegetal, Filosofia do Meio Ambiente, Ética Ambiental, Filosofia da Técnica, Filosofia da Tecnologia, e Direitos Humanos e Pós-Humanos.

JELSON OLIVEIRA

Doutor em Filosofia, Professor do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCPR, onde atua na linha de pesquisa em ética e filosofia política. É pesquisador do CNPq, com pós-doutorado na University of Exeter (Reino Unido) e na Université Catholique de Louvain (Louvain-la-Neuve, Bélgica). É coordenador do GT Hans Jonas da ANPOF, do Centro Hans Jonas Brasil e da Cátedra Hans Jonas da PUCPR. É autor de diversos artigos e livros, entre os quais estão Compreender Hans Jonas (Vozes, 2014); Para uma ética da amizade em Friedrich Nietzsche (7Letras, 2011); Negação e Poder: do desafio do niilismo ao perigo da tecnologia (EDUCS, 2018); e A filosofia vai ao museu: aprender e ensinar filosofia com arte (EDUCS, 2021). É coorganizador, com Eric Pommier, do Vocabulário Hans Jonas (EDUCS, 2018).

JOSÉ CARLOS MOREIRA

Doutorando em filosofia pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em filosofia pela FAJE-Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (2016). Graduação em Filosofia (licenciatura) pela PUCPR (2006); graduação em Teologia (bacharelado) pela FAJE (2009). Membro do Grupo de Trabalho Hans Jonas da Anpof e do CNPq. Atuou como professor de Filosofia da Educação na FACISA BH-2018 e como professor de educação básica (Filosofia) no Colégio Santa Maria, Belo Horizonte-MG (2010-2018).

LEANDRO SOUSA COSTA

Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2020). Atualmente é Professor do Curso de Filosofia da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) – Campus União da Vitória – e da Fundação Municipal Centro Universitário de União da Vitória (UNIUV). É Professor do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Estadual do Paraná (PROF-FILO). Atua nas áreas de Lógica, Filosofia da Linguagem e Filosofia Medieval. É Editor-Chefe da Revista Paranaense de FIlosofia (RPFilo). Tem pesquisado sobre Lógica e Filosofia da Linguagem. Tem interesse por temas da Filosofia da Lógica, Filosofia da Matemática, Filosofia da Ciência, Filosofia e História das Religiões, Epistemologia dos animais não humanos e Economia Política. Suas pesquisas estão nucleadas no pensamento de Guilherme de Ockham e Ludwig Wittgenstein.

LEONARDO NUNES CAMARGO

Doutor e mestre em Filosofia, ambos pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), especialista em Ética pela mesma instituição e bacharel em Filosofia pela Faculdade Vicentina (FAVI). Atualmente, é professor de Filosofia da Academia da Força Aérea (AFA) em Pirassununga SP, e atua na área de ética. É membro dos Grupos de Trabalhos: Hans Jonas e Filosofia da Tecnologia e da Técnica, ambos da ANPOF. Pesquisa temas relacionados ao transumanismo e o pensamento de Hans Jonas, além dos conceitos de autenticidade, liberdade, técnica, tecnologia e bioética.

LILIAN SIMONE GODOY FONSECA

Bacharel em Psicologia pela PUCMG (1993), mestre em Filosofia pela UFMG (1999), doutora em Filosofia pela UFMG (2009), pós-doutora em Filosofia pela PUCPR (2020). No pós-doutorado pesquisou a importância da Economia na formulação da Ética de Hans Jonas. Pesquisadora do NEPC/UFMG, coordenado pelo Prof. Ivan Domingues. Professora Associada da FIH da UFVJM. Membro do GT Hans Jonas da ANPOF – CNPq e do GT Filosofia da Tecnologia e da Técnica da ANPOF – CNPq. Coordenadora do Projeto de extensão Cine Mercúrio e colaboradora do Projeto de extensão Literatura e Feminismos, ambos cadastrados na ProExC/UFVJM.

MARIJANE VIEIRA LISBOA

Doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP, diplomada em Sociologia pela Freie Universität Berlin, pertence ao departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e foi Coordenadora do Curso de Ciências Socioambientais da PUC-SP. Foi Diretora Executiva do Greenpeace Brasil e Secretária de Qualidade Ambiental dos Assentamentos Humanos do Ministério do Meio Ambiente entre 2003 e 2005. Foi Relatora de Direito Humano Ambiental para a Plataforma Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais (Dhesca) por dois mandatos, de 2007 a 2011 e entre 2012 e 2015, membro titular da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança, CTNBio, na qualidade de especialista em direito do consumidor. É autora de Ética e Cidadania Planetárias na Era Tecnológica (Civilização Brasileira) e traduziu, junto com Luiz Barros Montez, O Princípio Responsabilidade: ensaio de uma ética para a civilização tecnológica, de Hans Jonas para a Contraponto/Editora PUC Rio, 1979. É membro da Rede Brasileira de Justiça Ambiental.

MIGUEL BUGALSKI

Doutorando em Filosofia na área de ética e filosofia política (PUCPR). Mestre em Filosofia na área de ética e filosofia política. 2022 (PUCPR). Graduado em Licenciatura em Filosofia (PUCPR). Graduando de Direito (UFPR). Iniciação científica em andamento na temática de Direito e corpo sob orientação da professora Adriana Correa Spindola. Efetuou 3 iniciações científicas sobre a obra de Hans Jonas entre os anos 2018-2021, sob orientação do professor Jelson Oliveira. Efetuou Iniciação científica na UFPR sobre o tema Nietzsche, corpo e Direito, sob orientação da professora Angela Fonseca (2021-2022). Efetuou, ainda, uma iniciação científica na área de História do Direito (2020-2021), sob orientação do professor Ricardo Marcelo Fonseca. Membro do Grupo de Pesquisa Hans Jonas do CNPq. Membro do Grupo de pesquisa história, direito e subjetividade do CNPq. Foi Membro do conselho universitário da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (CONSUN) entre 2019 e 2021. Membro fundador e pesquisador do Núcleo de Estudos em Filosofia e Teoria do Direito (NEFIT). Membro organizador da Jornada Hans Jonas. Ex-presidente do Centro Acadêmico de Filosofia da PUCPR (2018-2019). Ex-presidente do Diretório Central dos Estudantes (2019-2021). Pesquisa temas da Ética da Responsabilidade, Fenomenologia da Vida, Filosofia da Técnica, Filosofia da Tecnologia, Filosofia do Meio Ambiente, Ética Ambiental, Direitos Humanos e Pós-Humanos, Direito e Marxismo, Cultura Jurídica, História do Direito, Teoria do Direito, Filosofia do Direito, Instituições Jurídicas, Ensino Jurídico no Brasil e a Dignidade Humana nas Jurisdições contemporâneas. Atualmente se dedica especialmente ao tema da ampliação do conceito da Dignidade, buscando fundamentar a Dignidade de todos os seres vivos do ponto de vista ontológico.

ROBERTO FRANZINI TIBALDEO

Professor do Programa de Pós-graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Possui mestrado em Filosofia pela Universidade de Turim (1997), doutorado em Ciências da Cultura pela Fondazione Collegio San Carlo em Modena (2005) e doutorado em Filosofia pela Universidade de Turim (2011). Foi bolsista do DAAD (Alemanha) e pesquisador pós-doutoral na Scuola Superiore Sant’Anna em Pisa (2010-2015) e na Universidade Católica de Louvain-la-Neuve, na Bélgica (2015-2018). É colaborador científico dessa Universidade e membro do GT Hans Jonas e do Doutorado internacional “Arte y Patrimonio” da Universidade de Sevilha, na Espanha. Entre outras publicações, é autor de La rivoluzione ontologica di Hans Jonas (Mimesis, 2009) e Matthew Lipman and Ann Sharp: Philosophy for Children’s Educational Revolution (Springer, 2023).

THIAGO VASCONCELOS

Doutor em Filosofia pela PUCPR em cotutela com a Universidade de Coimbra. Atualmente é pesquisador bolsista de Pós-doutorado no Programa de Fixação de Jovens Doutores do CNPq/Fundação Araucária. Autor de diversos trabalhos, entre os quais está Terra nenhuma: ecopornografia e responsabilidade (EDUCS, 2020), em coautoria com Nathalie Frogneux e Jelson Oliveira.