Capa do livro: IMPÉRIO, IMPERADORES E REDES DE SOCIABILIDADE NA ANTIGUIDADE

IMPÉRIO, IMPERADORES E REDES DE SOCIABILIDADE NA ANTIGUIDADE

Autores: MARGARIDA MARIA DE CARVALHO - ÁLVARO MORENO LEONI - NATÁLIA FRAZÃO JOSÉ

A obra Impérios, Imperadores e Redes de Sociabilidade na Antiguidade, organizada por Margarida Maria de Carvalho, Álvaro Matías Moreno Leoni e Natália Frazão José, nos convida a uma leitura e conhecimento de um Mundo Antigo ainda pouco conhecido do público em geral. Ao reunir um conjunto de especialistas nacionais e estrangeiros, os organizadores entregam ao público uma obra constituída de uma irrefutável riqueza da diversidade de perspectivas, de metodologias e de arcabouços teóricos na abordagem de temas inovadores sobre o Mundo Antigo. A compreensão sobre as interações culturais, com recurso aos conceitos de Império, Fronteira, Identidade e Sociabilidades evidenciados por intermédio da análise de conflitos, considerações sobre imperadores, espaços e hábitos alimentares estimula tanto o leitor leigo quanto os especialistas numa busca contínua e consistente para que possamos compreender a Antiguidade. A documentação é, igualmente, distinta: escritos, numismática, documentação arqueológica e cartográfica reforçam a diversidade intrínseca da obra. Por isso mesmo é que a obra Impérios, Imperadores e Redes de Sociabilidade na Antiguidade, se, por um lado, demonstra a pujança da produção intelectual nacional e internacional e a imprescindível conexão, redes entre os especialistas brasileiros e estrangeiros, por outro, se torna uma obra indispensável para nosso diverso mundo de leitores.

Impresso
de R$ 109,00 por
R$ 95,00
Digital
de R$ 109,00 por
R$ 76,30

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-4378-1
ISBN DIGITAL:978-65-251-4379-8
DOI: 10.24824/978652514378.1
Ano de edição: 2023
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 432
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

IMPÉRIO, IMPERADORES E REDES DE SOCIABILIDADE NA ANTIGUIDADE
ÁLVARO M. MORENO LEONI
Doctor en Historia. Es profesor de Historia Antigua en las Universidades Naciona­les de Córdoba y Río Cuarto e Investigador del CONICET, Argentina. Actualmente dirige el proyecto de investigación “Libertad, imperio y civilización. Una aproximación conceptual a la construcción occidental de la historia antigua clásica”. Ha impartido cursos en universidades de Ar­gentina, México y Chile y ha publicado artículos sobre historia e historiografía helenística en el Reino Unido, Italia, España, Portugal, México, Chile, Brasil y Argentina. Es autor del libro Entre Roma y el Mundo Griego. Memo­ria, autorrepresentación y didáctica del poder en las Historias de Polibio (2017) y coeditor de varios volúmenes colectivos. Sus líneas de trabajo son la historia y la historiografía del mundo helenístico.

ANDRÉS SÁEZ GEOFFROY
Es doctor en Sociedad y Cultura, en el área de Historia Antigua por la Universitat de Barcelona, Es académico del departamento de Ciencias Sociales de la Universidad de La Frontera y pertenece al grupo HISTOFRONTERA de dicho departamento que agrupa a los académicos y académicas de la especialidad. Ha publicado una serie de artículos en revistas especializadas y varios capítulos de libro. Fue Investigador Responsable del Proyecto FONDECYT de Iniciación N° 11180219, titulado: “La Pax Antonina: ideología militar, política exterior y gran estrategia del Imperio Romano en el siglo de los Antoninos” (2018-2021). Es autor del libro Geografía, Política y Pensamiento Militar en época Antonina, editado por el Sello Editorial GEIMA Historia Antigua Ediciones. Pertenece además al Grupo de Estudios Interuniversitario del Mediterráneo Antiguo de Chile.

BELCHIOR MONTEIRO LIMA NETO
Doutor (2015) e mestre (2011) em História Social das Relações Políticas pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), atuando em investigações vinculadas à vida urbana e cotidiana no Império Romano, debruçando-se, mais especificamente, sobre a África romana, com a pesquisa intitulada A África na Antiguidade greco-romana: identidades múltiplas, alteridades e estigmatização contemplada com financiamento do edital Fapes n. 21/2018 Universal. Atualmente é Professor Adjunto de História Antiga e Medieval da Universidade Federal do Espírito Santo e Professor Associado ao Laboratório de Estudos sobre o Império Romano, seção Espírito Santo (LEIR/ES). Atua, também, como professor permanente do Programa de Pós-Graduação em História Social das Relações Políticas da Ufes, ocupando o cargo de Coordenador pelos biênios 2019/2021 e 2021/2023.

BRUNA MORAES DA SILVA
Professora Substituta de História Antiga do Instituto de História (IH) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com doutorado e mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) da mesma universidade. É membro do Laboratório de História Antiga (LHIA) / UFRJ, editora chefe da Revista Gaîa e faz parte da equipe técnica da Revista Phoînix.

DOMINIQUE SANTOS
Possui Graduação (2005), Mestrado (2008) e Doutorado (2012) em História pela Universidade Federal de Goiás, com período sanduíche na University College Dublin, Irlanda. Foi pesquisador visitante no Centro de Estudos sobre Antiguidade Tardia da Universidade de Oxford, Inglaterra (2017), onde fez estágio de Pós-Doutoramento. É Professor da FURB – Universidade de Blumenau, na qual leciona História Antiga e Medieval e coordena o LABEAM – Laboratório Blumenauense de Estudos Antigos e Medievais, e do Programa de Pós-Graduação em História da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de História Antiga, trabalhando com os seguintes temas: Ordem Social e Fronteiras nos anos finais do Império Romano: intercâmbios e conexões entre a Britânia, Hibernia e o Mediterrâneo; Celtas-Celticidade-Celtologia; A relação entre Antiguidade, Teoria da História e História da Historiografia; História da História Antiga; Ensino e Pesquisa de História Antiga no Brasil.

EMMA NICHOLSON
Senior Lecturer in Classics and Ancient History at the University of Exeter, specialising in Polybius, the Antigonid dynasty, and Rome’s entrance into the Greek East. Awarded an AHRC Doctoral Fellowship in 2012, she completed her PhD on Polybius and Philip V at Newcastle University in 2015. After spending several months at the universities of Erlangen-Nuremberg, Freiburg and Bologna in 2015 as a visiting scholar, she taught at Newcastle (2015-2016) and Edinburgh (2016-2017), before taking up her post at Exeter in 2017. She is the director of Exeter’s Centre for Hellenistic and Later Greek Studies and the international research initiative, The Antigonid Network. Her book, Philip V of Macedon in Polybius’ Histories: Politics, History & Fiction, was published by OUP in 2023, and she is currently co-authoring a volume on the Antigonid Dynasty.

FÁBIO DE SOUZA LESSA
Professor Titular de História Antiga do Instituto de História (IH) e dos Programas de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) e de Letras Clássicas (PPGLC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com pós-doutoramento no Instituto de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É Membro do Laboratório de História Antiga (LHIA) / UFRJ e Membro Colaborador do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra. É bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e bolsista Cientista do Nosso Estado da FAPERJ. É editor da revista Phoînix e publicou vários livros, dentre eles: Atletas na Grécia Antiga: da competição à excelência, O Feminino em Atenas, Mulheres de Atenas – do Gineceu à Agorá, Literatura y Cultura en la Grecia Antigua (organizado com Graciela Zecchin de Fasano).

JULIÁN GALLEGO
Doctor en Historia por la Universidad de Buenos Aires. Profesor Titular de Historia Antigua Clásica y Director del Instituto de Historia Antigua y Medieval en dicha universidad. Investigador Principal del Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET, Argentina). Cofundador e integrantes del comité de dirección del Programa de Estudios sobre las Formas de Sociedad y las Configuraciones Estatales de la Antigüedad (PEFSCEA). Investigador Asociado del Institut des Sciences et Techniques de l’Antiquité en la Université de Franche-Comté, Besançon (Francia). Miembro Colaborador del Laboratório de História Antiga en la Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil). Miembro del Centro de Estudios Clásicos en Comunicación de la Universidad de Santiago (Chile). Integra la plantilla permanente de investigación en proyectos sobre la democracia ateniense radicados en la Universidad Complutense de Madrid y en la Universidad de Santiago de Compostela (España). Es autor de más de 150 trabajos entre libros, artículos y capítulos.

LEANDRO PENNA RANIERI
Doutor em Ciências (História Social) pela FFLCH-USP e é pesquisador do Laboratório do Antigo Oriente Próximo (LAOP-USP). Fez estágio de pesquisa na Sapienza Università di Roma (2016-2017) e foi Visiting Scholar na University of Cambridge (2020). Seu capítulo foi escrito durante seu estágio pós-doutoral no Departamento de História da FFLCH-USP, que contou com bolsa de pesquisa da FAPESP (processo nº 18/13540-7).

MARCELO REDE
Professor de História Antiga da USP. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, com Mestrado em História pela Universidade Federal Fluminense, Diploma de Estudos Aprofundados e Doutorado em História Antiga (Assiriologia) pela Université de Paris 1 – Panthéon-Sorbonne. É coordenador do LAOP-USP (Laboratório do Antigo Oriente-Próximo) e Membro Estrangeiro do Laboratório HAROC do CNRS francês (Histoire et Archéologie de l’Orient Cunéiforme). Foi Professor Visitante da Universidade de Paris-Sorbonne (2019) e Pesquisador-Residente da École Française de Rome (2022-2023). Bolsista de Produtividade do CNPq desde 2007.

MARGARIDA MARIA DE CARVALHO
Professora Livre-Docente em História Antiga pela Unesp/Franca (2022), doutora em História econômica pela Universidade de São Paulo (2003), mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (1995) e Bacharel em História pela Universidade Federal do rio de Janeiro (1988). É professora de História Antiga do departamento de História da Unesp/Franca desde 1990 e professora do programa de Pós-graduação em história da Unesp desde 2003. Possui cinco Pós-doutorados em História Antiga: o primeiro feito na Unicamp (2006/2007), o segundo na Universidad de Barcelona/Espanha (2008/2009), e os outros três na École Hautes Études en Sciences Sociales/Paris – FR (2011; 2012/2013; 2015/2016). Coordena o Grupo do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (G.LEIR – UNESP/Franca) e é vice-coordenadora do Laboratório de Arqueologia da UNESP/Franca (Lab.Arque). É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq – 2, com o tema Medicina e Neoplatonismo: Oribásio, Juliano, dieta e exercícios físicos na preparação para a Guerra (Séc. IV d.C.).

NATÁLIA FRAZÃO
Graduada em História pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Campus Franca. Possuí Mestrado (2012), Doutorado (2016) em História pelo Programa de Pós-Graduação em História, Linha História e Cultura Política, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Franca. Foi bolsista FAPESP durante o Mestrado e Doutorado, tendo realizado estágio de Mestrado na École des Hautes Études em Sciences Sociales de Paris – EHESS – Centre ANHIMA e Doutorado BEPE na University of Pennsylvania – Philadelphia – Department of Classical Studies. Possuí Pós-Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em História, Linha História e Cultura Política, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Franca, tendo sido bolsista CAPES. Pesquisadora do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (LEIR/USP), do Grupo do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (G.LEIR – Unesp/Franca), do Núcleo de Estudos Antigos e Medievais (NEAM/Unesp).

NATHALIA MONSEFF JUNQUEIRA
Professora Adjunta de História Antiga e Medieval da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal. É doutora em História pelo Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Estadual de Campinas (Bolsista CAPES). Possui graduação em História pela Unicamp (2005) e mestrado em História pela Unesp/Franca (2007). Realizou estágio de Pós-Doutorado na École des hautes études en sciences sociales (2011) e na Università degli Studi di Perugia (2020). Atualmente, é Pós-Doutoranda no Programa de Pós-graduação em História da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, bolsista PDS do CNPq, processo 102014/2022-1. É investigadora do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos (CECH), da Universidade de Coimbra e pesquisador do G.LEIR-Unesp/Franca, Antiguidade e Modernidade: História Antiga e Usos do Passado/Unifesp, LEIR/USP, Atrivm/UFMS e Messalinas/USP.

OLIVIER HUCK
Ancien membre de l’École française de Rome (2006-2009), Olivier Huck est, depuis 2009, Maître de conférences en Histoire romaine à l’Université de Strasbourg (France). Ses travaux portent sur l’Histoire religieuse et juridique de l’Antiquité tardive, avec un intérêt particulier pour les grandes entreprises de codification légale des V e et VI e s. (Code Théodosien, Code de Justinien).

PAULO SÉRGIO MARGARIDO FERREIRA
Membro do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e membro do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos. A sua lecionação tem incidido sobretudo na língua e na literatura latinas e ainda na cultura romana. Tem investigado a presença da paródia no Satyricon de Petrónio, as afinidades entre o Satyricon de Petrónio e a sátira menipeia; tem publicado vários artigos sobre a presença do tema da escravatura nos autores antigos; tem estudado a tragédia de Séneca do ponto de vista sobretudo da pragmática teatral e do espetáculo; considerou o tema das recitationes na cultura romana; refletiu sobre a presença de elementos teatrais na obra de Marcial; traduziu os livros 3, 5, 8, 10 e 14 dos Epigramas de Marcial e está em fase de conclusão da tradução da Apocolocintose de Séneca e do Bellum Gallicum de Júlio César. ORCID: 0000-0003-4244-5625.

SEMÍRAMIS CORSI SILVA
Professora Adjunta do Departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM. Possui Doutorado (2014), Mestrado (2006) e Graduação (2003) em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp/Franca. Foi bolsista CAPES durante o mestrado e o doutorado. Realizou estágio de doutorado na Universidad de Salamanca, Espanha (com bolsa do Programa de doutorado sanduíche no exterior – PDSE, CAPES). Também realizou estágio de pesquisa na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris – EHESS – Centre ANHIMA. Pesquisadora do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (LEIR/USP), do Grupo do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (G.LEIR – Unesp/Franca), do Núcleo de Estudos Antigos e Medievais (NEAM/UNESP), do ATRIVM – Espaço Interdisciplinar de Estudos da Antiguidade (ATRIVM-UFRJ e ATRIVM-UFMS), do Grupo de Trabalho História Antiga da Associação Nacional de História – Seção Rio Grande do Sul, ANPUH/RS e pesquisadora e coordenadora do Grupo de Estudos sobre o Mundo Antigo Mediterrânico – GEMAM (UFSM). Membro da Asociación ARYS – Antigüedad, Religiones y Sociedades (Espanha). Atualmente desenvolve pesquisa sobre o governo e as representações negativas do imperador Heliogábalo (218-222). Possui experiência na área de História, com ênfase em História Antiga, pesquisando principalmente os seguintes temas: Magia e Poder no Império Romano; Identidades, barbaridades, fronteiras e integração no Império Romano; Usos dos prazeres, Gênero e Poder no Império Romano; Heliogábalo e a Dinastia dos Severos.

VAGNER CARVALHEIRO PORTO
Professor de Arqueologia Mediterrânica do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP. Coordenador do Laboratório de Arqueologia Romana Provincial (LARP-MAE-USP; www.larp.mae.usp.br). Líder do Grupo de Pesquisa CNPq ARISE – Arqueologia Interativa e Simulações Eletrônicas e do Grupo de Pesquisa CNPq Numismática Antiga. Desenvolve, atualmente, pesquisas arqueológicas no sítio arqueológico de Tel Dor, Israel (processo Fapesp 2020/16698-0). É pesquisador do programa Ana Sabático do Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP). É presidente da Comissão de Cultura e Extensão do MAE-USP, co-editor chefe da Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, e Bolsista Produtividade CNPq, nível 2.

VIVIANA LO MONACO
Doutora em Arqueologia pelo MAE/USP, atualmente é pesquisadora de pós-doutorado na Faculdade de Ciências Humanas e Sociais – Unesp Campus de Franca, onde é coordenadora do Laboratório de Arqueologia, Lab.Arque. É especialista na Arqueologia Grega onde atua principalmente nos campos da Numismática Antiga e da Arqueologia da Paisagem. Liderou diversas campanhas de pesquisa de campo no exterior realizando levantamentos topográficos e surface survey com tecnologia de sensoriamento remoto. É membro do LABECA (MAE/USP) e do G.LEIR (Unesp-Franca), laboratórios de estudos sobre a Antiguidade com os quais colabora na realização de eventos e iniciativas de divulgação.