Capa do livro: Territorialidades nômades em resistências à precarização da vida:<br> Tencendo o cuidado em saúde mental e coletiva

Territorialidades nômades em resistências à precarização da vida:
Tencendo o cuidado em saúde mental e coletiva

Autores: Lemos, Flávia Cristina Silveira

Esta coletânea nacional articula capítulos de diferentes universidades a respeito das resistências por meio dos territórios nômades, em conexão com linhas e multiplicidades de forças, em redes de complexidade. Os textos de diferentes pesquisadores (as) brasileiros(as) foram construídos na análise das práticas que tornam vidas precárias e vulnerabilizadas. Os trabalhos presentes nesta obra são fruto de estudos consistentes, transdisciplinares e ligados a uma perspectiva histórica, cultural, psicossocial, política e social, nas ciências humanas e sociais. Em uma sociedade que tem acompanhado a expansão da ultradireita e o aumento das desigualdades sociais e econômicas, busca-se com esta coletânea problematizar os acontecimentos que são produzidos como mortificação em territórios por práticas racistas, fundamentalistas, classistas, sexistas, etaristas, capacitistas e sectaristas. Portanto, trata-se de difundir conhecimentos que são saberes locais e ferramentas políticas contra os intoleráveis do presente.



Disponibilidade: 0 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-4021-6
ISBN DIGITAL:978-65-251-4022-3
DOI: 10.24824/978652514021.6
Ano de edição: 2023
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 750
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

  • APRESENTAÇÃO - 21
  • AS TESSITURAS TERRITORIAIS DA REDE ASSISTENCIAL DA ATENÇÃO BÁSICA EM ESPAÇOS DE PRECARIEDADE E VULNERABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: aproximações sobre o caso da região metropolitana de Belém - 23
  • O PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NO CONTEXTO DA PANDEMIA DE COVID-19 EM IGARAPÉ-MIRI-PA: entre a biopolítica e a necropolítica - 39
  • TRILHAR A CIDADE ESCUTANDO O RAP: refl exões sobre vidas e territorialidades urbanas - 65
  • AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS E O APORTE DA PSICOLOGIA SOCIAL: uma abertura de fronteiras - 77
  • A GESTÃO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SOB O SIGNO DA REGIONALIZAÇÃO - 99
  • DINÂMICAS PSICOSSOCIAIS DA VIOLÊNCIA EM PERIFERIAS DE FORTALEZA: elaborações subjetivas de jovens de uma escola pública do Grande Bom Jardim- 113
  • POLÍTICA CRIMINAL, AUDIÊNCIAS DE CUSTÓDIA E SELETIVIDADE PENAL: territórios da desigualdade - 129
  • PESQUISA HISTÓRICO-CULTURAL, EDUCAÇÃO EM SAÚDE E O CURRÍCULO COMO TERRITÓRIO EM DISPUTA - 149
  • PSICANÁLISE COM(O) DIFERENÇA: “interpretação dos sonhos” versão Ayoreo - 173
  • O NEOLIBERALISMO E A NOVA ORDEM GLOBAL: questões sobre a violenta universalização da racionalidade neoliberal - 187
  • A FAMÍLIA, A ESCOLA E A VIOLÊNCIA: análises documentais das práticas do UNICEF: vidas precárias e territórios de governamentalidade - 207
  • MEDICALIZAÇÃO, EDUCAÇÃO EMPRESARIAL, SAÚDE COLETIVA E CAPITALISMO: efeitos precarizantes das vidas - 223
  • A PRODUÇÃO DA GESTÃO DE RISCOS DAS VIDAS DE JOVENS COMO RACISMO DE ESTADO E SOCIEDADE - 239
  • PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA E LUTAS ATUAIS NAS RESISTÊNCIAS PELA EDUCAÇÃO COM OS MOVIMENTOS SOCIAIS - 257
  • A PRODUÇÃO DA (IN)SEGURANÇA E DA DELINQUÊNCIA: diversifi cação de penas e vigilância na situação de rua em Belém do Pará - 273
  • CIDADE, EDUCAÇÃO E CONFORMAÇÃO DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO A CÉU ABERTO - 285
  • DIÁSPORA WARAO PARA A AMAZÔNIA E SUAS RAÍZES: sociedade venezuelana, exploração de recursos naturais e geopolítica - 295
  • DIMENSÃO ÉTICO-AFETIVA DAS NARRATIVAS DE MULHERES INDÍGENAS WARAO - 317
  • FRAGMENTOS E VESTÍGIOS DE UMA PESQUISA COM COISAS FRÁGEIS - 337
  • “PARA ALÉM DAS PERNADAS”: capoeira como produção política das margens - 351
  • TERRITORIALIDADES E MEMÓRIA COLETIVA EM ALTAMIRA-PA - 361
  • DIREITOS POLÍTICOS E VIOLÊNCIA POLÍTICA CONTRA AS MULHERES: experiências na democracia brasileira - 373
  • UM TERRITÓRIO EM DISPUTA: a usina hidrelétrica de Estreito (MA) e os efeitos à população ribeirinha do Acampamento Coragem (TO) - 385
  • VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA E A TRAJETÓRIA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE HUMANIZAÇÃO DO PARTO NO BRASIL - 405
  • PESQUISA GENEALÓGICA E PRÁTICAS CARTOGRÁFICAS: territórios nômades - 431
  • HISTÓRIA CULTURAL NAS PESQUISAS COM DOCUMENTOS NO CAMPO DOS SABERES E PODERES PERSPECTIVISTAS: lutas do presente e territórios de resistências - 447
  • O MÉTODO DE HISTÓRIA DE VIDA PARA PESQUISAS EM PSICOLOGIA - 457
  • PROBLEMATIZAÇÃO DA MERCANTILIZAÇÃO DA SUBJETIVIDADE E DA EDUCAÇÃO - 469
  • PLANOS GENEALÓGICOS E SEUS USOS NO CAMPO DA PSICOLOGIA SOCIAL E DA EDUCAÇÃO PARA PENSAR O ESPAÇO URBANO EM SUAS SEGREGAÇÕES - 479
  • MULHER DO QUILOMBO: liderança por natureza de uma pedagogia decolonial - 493
  • ANDANÇAS NA CIDADE DE BELÉM DO PARÁ E PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA: notas sobre processos de desfi liação social - 519
  • USUÁRIAS DA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: especifi cidades pelo olhar de profi ssio(nós) de saúde - 533
  • EDUCAÇÃO INCLUSIVA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ – CAMPUS DE ALTAMIRA – SOB A PERSPECTIVA DE UM DISCENTE COM DEFICIÊNCIA FÍSICA - 547
  • INCLUSÃO NA ESFERA ESCOLAR: a subjetividade na/pela linguagem de gênero neutro - 561
  • ATRAVESSAMENTOS BIOPOLÍTICOS DA PANDEMIA: os efeitos na subjetividade de crianças, adolescentes, famílias e educadores - 575
  • AS INFLUÊNCIAS DE VYGOTSKY E LURIA NA NEUROPSICOLOGIA: como elas contribuem no enfrentamento das mazelas sociais no Brasil a partir de um olhar para a educação - 585
  • RECONSTRUÇÃO METODOLÓGICA NA PESQUISA SOCIAL SOBRE GÊNERO - 599
  • FÁTIMA BARROS: uma líder quilombola e suas contribuições para a psicologia - 613
  • PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO E RISCO DE SUICÍDIO ENTRE VIGILANTES DA REGIÃO NORTE - 623
  • TRAÇAR O MAPA DE UMA PESQUISA MENOR EM EDUCAÇÃO: Derivas cartográfi cas da geopoesia de Manoel de Barros - 643
  • O SUICÍDIO ENQUANTO ATO CONCRETO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO DE DOCENTES: uma refl exão a partir da teoria da atividade de Leontiev - 663
  • CONFABULAÇÕES E DEVIRES MINORITÁRIOS NO IN BUST TEATRO COM BONECOS E CASARÃO DO BONECO - 679
  • ÍNDICE REMISSIVO - 699
  • SOBRE OS(AS) AUTORES(AS) E ORGANIZADORES(AS) - 709
ADRIANA ELISA DE ALENCAR MACEDO

Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (UNAMA). Especialização em Saúde Mental pela Universidade do Estado do Pará (UEPA). Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Doutora em Psicologia pela UFPA. Doutorado sanduíche na Universidade de Évora – Bolsista CAPES/2017. PDSE 88881.134010/2016-01. Já atuou como Psicóloga no projeto Sentinela no município de Bragança-Pará com crianças e adolescentes vítimas de violência sexual. Psicóloga na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (FASEPA) – 2006 a 2018. Conselheira secretária do VIII plenário, gestão 2013 – 2016 e conselheira vice-presidente do IX plenário, gestão 09/2016-09/2019 pelo Conselho Regional de Psicologia- Pará e Amapá (CRP10). Coordenadora do Grupo de Trabalho de infâncias e juventudes do CRP10. Presidenta da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CRP10. Conselheira Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Pará (CEDCA) – 2013 a 2017. Membro do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra a Criança e o Adolescente – Pará – 2013 a 2018. Conselheira do conselho municipal de assistência social de Belém (CMAS) – 2017 a 2018. Integrante do Fórum do direito da criança e adolescente do Pará – FDCA – 2013 a 2018. Integrante da coordenação do núcleo ABRAPSO – BELÈM de 2015 a 2017. Entre 2015 e 2017 atuou como docente no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR). Atualmente compõe a comissão de gênero e diversidade sexual do CRP 16. Representante titular do CRP 16 no Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher do Estado do Espírito Santo CEDIMES e representante suplente do CRP 16 no Conselho Estadual LGBT do Espírito Santo.

ADRIANO JUNIO MOREIRA DE SOUZA

Graduado em psicologia pela Faculdade de Minas (2010), mestrado (2013) e doutorado (2017) em neurociências pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente é professor titular do Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC. Tem experiência nas áreas de neuroetologia, neurobiologia molecular, atenção e controle motor, atuando principalmente nos seguintes temas: plasticidade e sobrevida neuronal; vias de sinalização neuronal; neurobiologia do estresse – experiências precoces e psicopatologia.

ALAN CHRISTIAN DE SOUZA SANTOS

Doutor em História Social da Amazônia pela Universidade Federal do Pará, onde também cursou o mestrado (2011) e se tornou Licenciado Pleno e Bacharel em História (2008). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Paragominas. Tem experiência na área de História do Brasil e História da Amazônia, priorizando temas como elites e intelectuais no final do século XIX e início do XX, jogos políticos, sociabilidades, imprensa, biografia histórica e educação. É membro dos Grupos de Pesquisa Militares, Política e Fronteiras na Amazônia e Educação, Ciência e Meio Ambiente.

ALCINDO ANTÔNIO FERLA

Possui graduação em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002). Atualmente é Professor Associado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), atuando no Curso de Bacharelado e no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Também atua como professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Social da Universidade Federal do Pará (UFPA), como professor no Mestrado Profissional em Saúde da Família da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), como pesquisador visitante do Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz/FAPEAM, como pesquisador visitante na Alma Mater Studiorum – Università Di Bologna / Centro de Saúde Internacional e Intercultural e como pesquisador convidado no Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud, da Universidad Nacional Autónoma de Nicaragua. Líder do Grupo de Pesquisas Rede Internacional de Políticas e Práticas de Educação e Saúde Coletiva (Rede Interstício). Membro Titular da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos e Relações do Trabalho do Conselho Nacional de Saúde (CIRHRT) e da Câmara Técnica de Pesquisas do Conselho Nacional de Saúde. Tem experiência nas áreas de Saúde Coletiva e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: integralidade em saúde, informação e comunicação em saúde, atenção à saúde, educação permanente em saúde, ensino e educação e saúde, trabalho em saúde, modelagens tecnoassistenciais em saúde e saúde suplementar.

ALUÍSIO FERREIRA DE LIMA

Psicólogo com Pós-Doutorado, Doutorado e Mestrado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), Especialista em Saúde Mental pela Universidade de São Paulo (USP) e Especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP/11). É Professor Associado III do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará/UFC, credenciado como Professor Permanente (M/D) do Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Colabora como Professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo/USP, na disciplina Teoria Crítica da Sociedade e Psicologia Social (PST5856). É atualmente Bolsista de Produtividade em Pesquisa (PQ-2) do CNPq (Processo: 314100/2018-0), desde 2016, no âmbito do projeto Coisas Frágeis (que tem focado na compreensão, por meio de narrativas de história de vida e imagens, os efeitos dos saberes psi nos enquadramentos contemporâneos da identidade e a sua relação com a (re)produção das formas de vida, desde a perspectiva da Psicologia Social Crítica e das teorias críticas contemporâneas). Participação em coordenações (Pós-Graduação e Graduação) e diretorias de sociedades científicas e entidades de classe: Vice-Coordenação do GT Psicologia Política da ANPEPP (desde 2020), Chefia do Departamento de Psicologia da UFC (fevereiro a agosto de 2020), Sub-chefia do Departamento de Psicologia da UFC (Gestão 2018-2020), a Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (abril de 2016 a julho de 2017), a Presidência da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO (gestão 2014/2015), Presidência do Conselho Regional de Psicologia 11ª Região – CRP11 (Gestão 2013-2016), a Representação do Brasil na Sociedade Interamericana de Psicologia – SIP (Gestão 2013-2015 e 2015-2017), e a Vice-Coordenação do PPG em Psicologia da UFC (03/2013 a 03/2016); c) colaboração como Editor Associado de Revista: Editor Associado da Revista da Salud & Sociedad (ISSN 0718-7475) QUALIS B1, Editor de Seção da Revista de Psicologia – UFC (ISSN: 2179-1740) QUALIS B3; d) atuação como parecerista de periódicos nacionais e internacionais e consultor ad hoc de Agências Nacionais de Fomento (CNPq, CAPES, FAPDF, Decit/SCTIE, FAPITEC/SE).

ÁLVARO PINTO PALHA JUNIOR

Possui graduação em PSICOLOGIA pela Universidade da Amazônia (2010) e especialização em Saúde Indígena pela Universidade Federal de São Paulo (2018). Atualmente é Conselheiro do Conselho Regional de Psicologia Terceira Região e Coordenador da Childrens Villages International. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social.

ANA CAROLINA FARIAS FRANCO

Psicóloga/UFPA. Mestre em Psicologia/UFPA. Doutora em Educação/UFPA. Concursada como Psicóloga/IFPA.

ANA CELINA BENTES HAMOY

Mestrado em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Pará (2015). Atualmente é advogada Centro de Defesa da Infância do Movimento República de Emaús. Professora de Direito Penal, Processo Penal e Direito da Criança e do Adolescente. Tem experiência na área da advocacia criminal, Ciência Política, com ênfase em Direitos Humanos, atuando principalmente nos seguintes temas: direitos humanos, direito penal, medidas socioeducativas, ato infracional, neoliberalismo e políticas, crianças e adolescentes. Já atuou junto conselhos deliberadores de políticas como o conselho de segurança pública do Pará, participa do grupo de pesquisa sobre segurança pública intervenção penal do Programa de pós-graduação em Direito do Instituto de ciência jurídicas da Universidade Federal do Pará. é Professora de direito penal e processo penal, de direito da criança e do adolescente, sociologia jurídica e Introdução ao estudo do direito.

ANDRÉ BENASSULY ARRUDA

Obteve graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (2006). Realizou mestrado na UFPA através do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social (PPGP), iniciado em 2011 e concluído em junho de 2013. Iniciou o Doutorado no PPGP/UFPA em 2021 com prazo de defesa para 2025. Participa do Grupo de Pesquisa “Transversalizando” coordenado pela Profª. Drª Flávia Cristina Silveira Lemos (UFPA), focado em temáticas sociais, tendo como referência teórica central a obra de Michel Foucault e Filosofia Crítica. Nos anos de 2006 a 2007 trabalhou no município de Trairão/PA (transamazônica) com enquadramento funcional de técnico psicólogo no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), onde contribuiu na organização e efetivação do Sistema Único de Saúde na referida região. De 2007 a 2008 desenvolveu suas atividades profissionais no município de Abaetetuba em unidades governamentais como: Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Núcleo de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente (NAECA). De 2009 a 2010, com enquadramento de assessor, contribui na Câmara de Defesa Social e Direitos Humanos da Secretaria de Governo do Estado do Pará. A partir do início de 2013 passou a compor o quadro de técnicos psicólogos do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECA), mais especificamente do Programa de Proteção de Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM), encerrando suas atividades neste programa em junho de 2014. Entre os de 2015 c a 2020 lecionou na Universidade da Amazônia, nos cursos de Psicologia, História, Letras, Artes Visuais, Matemática e Biologia, Comunicação Social, Serviço Social, entre outros. Tem experiência profissional na área de Psicologia Social, com ênfase em Serviço Social; Políticas Públicas Sociais; Direitos Humanos; Controle Penal Juvenil e Violência Letal Juvenil; Saúde Mental e atendimento psicossocial. Atualmente é docente na Faculdade dos Carajás pelo curso de Psicologia.

ANTONINO ALVES DA SILVA

Graduado em Psicologia-UFPA. Mestre em Psicologia-UFPA.

ARTHUR ELIAS SILVA SANTOS

Possui graduação em Psicologia/UFPA (2013). Licenciado em Música/UEPA (2010). Mestre em Psicologia/UFPA (2016). Foi bolsista CAPES no Mestrado. Doutor em Psicologia/UFPA e professor do Departamento de Psicologia da Universidade do Estado do Pará (UEPA). É membro do Grupo Transversalizando: estudo, pesquisa e extensão. Realiza estudos sobre Modos de subjetivação contemporâneos; Psicologia, justiça e políticas públicas; Cidade, cultura e subjetividade; Subjetividade, arte e filosofia da diferença.

ARTUR NASCIMENTO BARBEDO COUTO

Doutor em Psicologia Social da Universidade Federal do Pará (UFPA). Docente no Plano Nacional de Formação de Professores (PARFOR) pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Docente na Faculdade de Educação e Tecnologia da Amazônia (FAM). Mestre em Psicologia Social e Clínica pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social e Psicologia Clínica.

ATAUALPA SAMPAIO MACIEL

Possui graduação (1997) e mestrado (2005) em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Leciona Psicologia Social e Psicologia Aplicada ao Direito no Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM). Atua como psicólogo no Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF3), realizando trabalhos com as equipes de saúde da família e com a população por elas assistidas. Tem experiência e interesse de pesquisa nas áreas de saúde mental e de modelos de atenção e de promoção à saúde.

ÁUREA GIANNA DE SOUSA AZEVEDO NOBRE

Graduada em Psicologia – UNICEUMA. Mestra em Psicologia-UFPA. Professora de Psicologia na UFMA.

AYUMI GABRIELA YAMASHITA DOMINGUES

Graduada em psicologia – UFPA. Residente multiprofissional no Hospital João Barros Barretto-UFPA.

BARBARA ARAÚJO SORDI

Possui título de Psicólogo pela Universidade da Amazônia (2009), e graduação em psicologia pela Universidade da Amazônia (2006). Concluiu pós-graduação em Psicologia da Saúde e Hospitalar, realizada no Instituto de Ensino e Pesquisa em Psicologia e Saúde – IEPS (2012). Concluiu mestrado e doutorado em Psicologia no Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Pará (UFPA) em 2015 e 2022, respectivamente. Tem formação como facilitadora de Círculos restaurativos em Violência Doméstica pelo Tribunal de Justiça do Pará. É Psicanalista pelo Circulo Psicanalítico do Pará (2018). É Professora em Psicologia na Universidade da Amazônia, onde coordena o Projeto Sobre (bem) viver que oferta grupos reflexivos e de cuidado em relação a gênero e saúde mental, estendendo-se em grupos para mulheres em situação de violência doméstica; homens e masculinidade; e população LGBTQIAP+ e o coletivo “Relações de gênero, feminismos e violências”. É autora do livro “Reflexão feministas em crônicas: a escrita de si como forma de re-existir”, junto com Anna Linhares (2022) e coordena a página @feminismoepsicologia, em que promove bate-papos informais sobre temas e pesquisas acadêmicas que versam por gênero, feminismo e psicologia. Realiza treinamentos, oficinas e consultoria em temáticas que envolvam relações de gênero, feminismos e violências a partir de uma perspectiva crítica de estudos de gênero, antiracistas e a favor de diversidade sexual.

BEATRIZ MARQUES CARVALHO

Mestranda em Psicologia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e graduada em Psicologia pela mesma Universidade. Participou dos estágios em Psicologia Escolar com ênfase na avaliação do desenvolvimento e Psicologia da Saúde com ênfase clínica, atendendo adultos. Possui experiência em acompanhamento terapêutico. Linha de pesquisa voltada para as áreas de desenvolvimento humano, saúde, psiquiatrização e medicalização da saúde mental sob a perspectiva da Psicologia Histórico-Cultural.

BRUNO JÁY MERCÊS DE LIMA

Doutor em Psicologia (PPGP-UFPA) Mestre em Psicologia (PPGP-UFPA) Enfermeiro graduado pela UEPA. Psicólogo graduado pela UFPA. Especialista em Educação para Relações Etnicorraciais pelo IFPA. Especialista em Estratégia Saúde da Família pela UFCSPA. Dedicação aos Estudos na Área de Saúde Pública. Dedicação aos Estudos na Área de Saúde Mental. Experiência em atividade docente e gestão. Facilidade para apresentação em público.

CAIO MONTEIRO SILVA

Doutor e Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará – UFC; Gestalt-Terapeuta pelo Instituto Gestalt do Ceará – IGC; Graduado em Psicologia pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR. Foi colaborador do Laboratório de Psicologia em Subjetividade e Sociedade – LAPSUS. Atualmente é Professor na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), é membro colaborador do Grupo Interdisciplinar de Estudos, Pesquisas e Intervenções em Psicologia Social Crítica (PARALAXE). Desenvolve trabalhos no campo dos estudos Pós-Coloniais trabalhando com os temas: Epistemologia, Ética, Família e Políticas Públicas, Sociedade e Subjetividades Contemporâneas. Atua clinicamente sob a perspectiva das abordagens Fenomenológico-Existenciais.

CAIO MONTEIRO SILVA

Doutor pela Universidade Federal do Ceará (2021) com foco para estudos com relacionado à família. É Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (2017). Gestalt-Terapeuta pelo Instituto Gestalt do Ceará – IGC; Formado em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (2013). Foi colaborador do Laboratório de Psicologia em Subjetividade e Sociedade – LAPSUS. Atualmente é Professor no curso de psicologia da Faculdade Ari de Sá (FAS), é membro colaborador do Grupo Interdisciplinar de Estudos, Pesquisas e Intervenções em Psicologia Social Crítica (PARALAXE). Desenvolve trabalhos no campo dos estudos Pós-Coloniais trabalhando com os temas: Epistemologia, Ética, Família, Sociedade e Subjetividades Contemporâneas.

CAMILA GUTIERES DOS SANTOS SOARES COSTA

Psicóloga, mestre em Psicologia (PPG-PSI) da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

CARLA DE CÁSSIA CARVALHO CASADO

Psicóloga. Especialista em Neuropsicologia (ICHC-FMUSP) e em Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (ICS-UFPA). Realizou Mestrado e Doutorado em Psicologia, no Programa de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Laboratório de Psicologia, da Universidade Federal do Pará (UFPA). Atuou como psicóloga na Secretaria Municipal de Saúde de Belém, por doze anos. Foi técnico do ensino superior na Escola de Governança Pública do Estado do Pará, professora da Escola Estadual de Ensino Anísio Teixeira, docente dos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Estadual do Pará (UEPA), Faculdade Integrada Brasil Amazônia (FIBRA), Faculdade Metropolitana da Amazônia (FAMAZ) e Centro Universitário Estácio da Amazônia (Estácio). Atualmente é docente da Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Pará (UFPA), coordenadora do projeto de extensão Ambulatório de Avaliação Neuropsicológica Infantil (ANI) e do projeto Práticas Neuroeducativas de crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem, ambos em execução na Unidade de Atenção à Saúde da Criança e do adolescente, Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza. É pesquisadora dos projetos: Avaliação cognitiva em crianças com epilepsia e transtorno de aprendizagem; Avaliação cognitiva e comportamental de pacientes com Distrofia de Duchene; Avaliação das habilidades pré-alfabetização de crianças com transtornos do neurodesenvolvimento.

CARLA REGINA GUERRA MOREIRA LOBO

Psicóloga (CRP 10/05833). Especialista em Saúde Mental. Docente, Participante da Comissão de Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), no Conselho de Curso de Psicologia e no Núcleo Docente Estruturante (NDE), do curso de graduação em psicologia na Universidade da Amazônia (UNAMA ANANINDEUA). Mestranda em Psicologia-UFPA.

CARLOS ALBERTO BATISTA MACIEL

Professor da Universidade Federal do Pará – UFPA; Doutor em Sociologia pela UNESP/Araraquara; Endereço da UFPA: Rua Augusto Corrêa, 01 – Bairro Guamá, CEP 66075-110. Belém – PA.

CARMEN HANNUD CARBALEDA ADSUARA

Doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal do Pará – UFPA; mestra em Ciências Sociais pela Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”- UNESP, campus de Araraquara; graduada em Psicologia pela Faculdade de Ciências do campus de Bauru da mesma universidade. Atualmente e professora do curso de psicologia na Faculdade Católica Dom Orione.

CARMEN SÍLVIA RIGHETTI NÓBILE

Pós-doutoranda em Psicologia pelo Programa de Pós-doutorado da UNESP (Assis-SP – em andamento). Doutora em Serviço Social pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP-FRANCA/SP (2016). Mestre em Serviço Social e Política Social pela Universidade Estadual de Londrina/PR (2006). Graduada em Serviço Social (UEL-PR).

CAROLLINE SEPTIMIO LIMEIRA

É graduada em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade do Estado do Pará (UEPA- 2007), Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED) na linha Currículo, Epistemologia e História da Universidade Federal do Pará (UFPA- 2012) e Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação- (PPGE-2019) na linha Educação, Comunicação e Tecnologia da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC- 2015). É pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo e Formação de Professores (INCLUDERE/UFPA) e do Observatório em Rede «Escolarização de Sujeitos com Deficiência Intelectual» em parceria com a UNIVALI, UFRRJ e UDESC. Discute temáticas que abordam currículo, acessibilidade, educação inclusiva, formação de professores, saberes docentes e práticas escolares. Tem experiência em Formação de Professores e Assessoramento Técnico das escolas públicas. É servidora efetiva no cargo Especialista em Educação da Secretaria de Estado de Educação do Pará- (SEDUC-PA) e da Secretaria Municipal de Educação de Belém- (SEMEC- Belém). É Coordenadora do Curso de Pedagogia e do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico- (NAAP) da Faculdade Estácio Castanhal. Aprovada no Processo Seletivo para Professor Permanente no Programa de Pós-Graduação em Currículo e Gestão da Escola Básica (PPEB) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

CIRO CESAR DA SILVA LOPES

Graduado em Psicologia-UFPA, Graduado em Música-UEPA, Mestre em Psicologia-UFPA.

CLAUDIANA VIANA GODOY

Doutoranda em Geografia Humana pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia – PPGEO da Universidade Federal do Pará – UFPA. Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Ceará – UFC (2015). É Licenciada em Geografia pela Universidade Federal do Ceará – UFC (2013). Foi bolsista de Iniciação Cientifica – PIBIC – CNPq no projeto: Observatório das Metrópoles: território, coesão social e governança democrática: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Natal, Goiânia e Maringá, tendo como orientador José Borzacchiello da Silva na pesquisa sobre as clínicas médicas populares situadas no bairro Centro em Fortaleza. Professora de Geografia, vinculada temporariamente ao Departamento de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade do Estado do Pará (DFCS/UEPA). Ministra as disciplinas: Geografia Urbana, Geografia Regional, Geografia da População, Geografia do Pará, Geografia Econômica, Social e Política do Brasil, História do Pensamento Geográfico, Metodologia do Ensino de Geografia, Ensino de Geografia e Ludicidade, Ensino de Geografia e Espaço Local e Estágio Docente em Geografia.

CRISTIANE DE SOUZA SANTOS

Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará. Especialista em Saúde Mental pelo Instituto Brasileiro de Pós-graduação e Extensão, IBPEX.(2009). Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Pará (2007).

CRISTIAN EMANUEL SILVA DE LIMA

Graduando em Psicologia-UFAL

CRISTINA SIMONE DE SOUSA REIS

Graduada em Pedagogia – UFPA e Serviço Social – UNOPAR. ESPECIALISTA em Psicopedagogia (UFRJ) e ESPECIALISTA em Gestão escolar (UEPA), servidora efetiva da Prefeitura Municipal de Capanema e SEDUC-PA. – Mestre em Psicologia-UFPA, Doutoranda em Psicologia-UFPA. Membro do Comitê Municipal do PAR (Plano de Ações Articuladas – MEC) 2008 à 2009 – Membro do Conselho da Comunidade (secretaria do conselho fiscal), Poder Judiciário de Capanema, Biênio 2013-2015 – Membro do Conselho do FUNDEB, Representante do Executivo Municipal, Biênio 2015-2017 – Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre processos de subjetivação na contemporaneidade.

DAIANE GASPARETTO DA SILVA

Graduada em psicologia pela Universidade Federal do Pará, mestra e doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará. Realiza pesquisa sobre produção de subjetividade e modos de existência nas cidades. Integrante do Grupo de Pesquisa Transversalizando, do Grupo de Trabalho “Saúde Mental, Álcool e outras drogas” (CRP-10) e da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Em 2015, atuou como docente no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) e, entre 2015 e 2017, como professora substituta na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Pará. Atua, desde 2019, como professora substituta do Departamento de Psicologia da Universidade do Estado do Pará e como Psicóloga/Técnica em Gestão Penitenciária do Estado do Pará (SEAP). Conselheira do CRP 10 – PA/AP. Possui experiência em artes, principalmente em dança contemporânea e composição de canções.

DANIELA BRUNO DOS SANTOS

Psicóloga pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Mestranda em Psicologia pela mesma instituição e integrante do Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

DANIELA BRUNO DOS SANTOS

Psicóloga pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Mestranda em Psicologia pela mesma instituição e integrante do Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

DANIELA DIAS MEDRADO ROGÉRIO

Psicóloga/ UFMS (2015). Mestranda em Processos Psicológicos e suas dimensões Socioculturais (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Pós-graduada em MBA Executivo em Gestão de Pessoas e Recursos Humanos (2018). Atualmente é servidora pública da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com o cargo de Psicóloga. Integra o corpo Técnico-administrativo da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas. Desenvolve atividades voltadas para: Desenvolvimento Institucional; Qualidade de vida e saúde dos servidores; Avaliações de Desempenho; Formação Inicial de Servidores (técnicos e docentes). Atua em: comissões de heteroidentificação de concurso público, SISU e vestibular; Comissão de verificação da condição de Pessoa com Deficiência (PcD).

DANIEL ARAÚJO SOMBRA SOARES

Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Pará (2017-2021). Mestre em Geografia pela Universidade Federal Fluminense (2014-2016). Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Federal do Pará (2009-2013), com graduação sanduíche pela Michigan State University (2012-2012). Foi consultor de pesquisa internacional da Michigan State University (2014-2016). Foi professor de Geografia da Secretaria Municipal de Educação de Terra Alta/PA (2016-2016). Foi professor substituto da Universidade do Estado do Pará (2017-2019). Foi professor de Geografia da Secretaria de Estado de Educação do Pará (2019-2022). Foi técnico-administrativo da UFPA, ocupando o cargo de Geógrafo, lotado no Núcleo de Meio Ambiente, onde foi coordenador do Laboratório de Análise Ambiental e Representação Cartográfica (LARC) (2016-2022). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Pará, lotado no Campus Universitário de Ananindeua. Possui a função de Coordenador de Relações Sociais na Diretoria de Relações Interinstitucionais e Sociais (DRIS) da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) (Portaria 2390/2022). É também Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local da Amazônia (PPGEDAM) e do Programa de Formação Interdisciplinar em Meio Ambiente (PROFIMA), ambos programas do Núcleo de Meio Ambiente. Possui experiência de pesquisa e extensão nos seguintes temas: zoneamento econômico-ecológico; zoneamento agroecológico; regionalização; análise ambiental; gestão e governança ambiental; conflitos socioambientais; bacias hidrográficas e recursos hídricos; cartografia participativa; e geotecnologias.

DANIEL CASTRO SILVA

Graduado em Psicologia na Universidade Federal do Pará (UFPA). Foi bolsista (PIBIC/CNPq) de Iniciação Científica (2018/2019). Atualmente está como Bolsista Estagiário (PROBOLSA/UFPA) no projeto de extensão “Plantão Psicológico” da Superintendência de Assistência Estudantil (SAEST/UFPA). É integrante do Grupo Transversalizando, do Grupo de Estudos na Abordagem Centrada na Pessoa (GEACP) e membro estudantil da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Tem experiência na área de Saúde Mental, Plantão Psicológico, Judicialização, Psicologia Social e Política, Sexualidade, Michel Foucault, Carl Rogers.

DANIEL DOS SANTOS FERNANDES

Doutor em Ciências Sociais/Antropologia, docente colaborador no Programa de Pós-Graduação em Estudos Antrópicos na Amazônia(PPGEAA/UFPA-Castanhal, vice-coordenador do Colaboratório de Interculturalidades , Inclusão de Saberes e Inovação Social(COLINS/UFPA-Castanhal), membro externo no Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígena(NEABI/IFPA-Tucuruí), membro efetivo da Associação Brasileira de Antropologia (ABA).

DANIELE CAROLINA COPETTI

Graduada em Psicologia, com ênfase em Saúde Coletiva e Direitos Humanos pelo Centro Universitário Metodista – Instituto Porto Alegre (IPA).

DAVID JUNIOR DE SOUZA SILVA

Professor do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Amapá – UNIFAP. Doutor em Geografia.

DAYANE ANDRADE DOS SANTOS

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (2021). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação inclusiva. Atualmente, trabalha como Acompanhante terapêutica aplicadora da terapia ABA (Análise do Comportamento Aplicado).

DOLORES CRISTINA GOMES GALINDO

Possui Pós-Doutorado (2015-2016), Doutorado (2006) e mestrado (2002) em Psicologia Social pela Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), com Doutorado Sanduíche na Universidade Autônoma de Barcelona (2004). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 1999. Atua como Professora no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso. Foi vice-coordenadora e posteriormente Coordenadora do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Estudos de Cultura Contemporânea. Na graduação, atua como Docente lotada no Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (2013-2014). Lidera o Grupo de Pesquisa Laboratório Tecnologias, Ciências e Criação (LABTECC), desde 2010. Atua como docente nos Programas de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea e em Psicologia da UFMT. Como convidada, orienta no Programa de Pós-Graduação em Psicologia e Sociedade da UNESP / Assis. Foi da Diretoria Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO (2016-2017), Conselheira Alterna da ULAPSI (2016-2017) e integrou a Coordenação da Red Latinoamericana de posgrados em estudos sobre a cultura – ReLaPec (2014-2016). Compõe o GT Conhecimento, Subjetividade, Práticas Sociais da ANPEPP. Foi Vice-Presidente da Regional Centro-Oeste da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO (2012-2013) e Secretária (2014-2015). É membro associado da ESOCITE.BR – Associação Brasileira dos Estudos Sociais das Ciências e Tecnologias, da ABRAPSO – Associação Brasileira de Psicologia Social e SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Coordenou a Comissão de Internacionalização do Fórum de Ciências Humanas, Sociais e Aplicadas. Atua como Editora de Section of Athenea Digital: revista de pensamiento y investigacion Social (UAB-Espanha) e integra o corpo de pareceristas de diversos periódicos nacionais e internacionais.

DONILIA FERREIRA DE ABREU

Graduanda de Psicologia (Faculdade Católica Dom Orione).

EDEN HENRIQUE COSTA RAMOS

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2022) e graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Pará (2016). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia.

EDILSON BARROS DE MACEDO

Graduado em Psicologia pelo Centro Universitário Santo Agostinho de Teresina-PI (2009), Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Tocantins (2017); Especialista em Gerontologia e em Gestão Pública e Sociedade, ambas, também pela Universidade Federal do Tocantins; Especialista em Criminologia pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT); possuí formação em Terapia Comunitária Sistêmica Integrativa pela Universidade Federal do Ceará. Atualmente é professor do curso de psicologia na Faculdade Católica Dom Orione.

EDINEUZA PANTOJA MORAES

Mestra em Cidades, Territórios e Identidades pela Universidade Federal do Pará (PPGCITI / UFPA).

EDVAL BERNARDINO CAMPOS

Professor da Universidade Federal do Pará – UFPA; Doutor em Ciência Política pelo IUPERJ; Endereço da UFPA: Rua Augusto Corrêa, 01 – Bairro Guamá, CEP 66075-110. Belém – PA.

ELENSON GLEISON DE SOUZA MEDEIROS

Psicólogo, Pós-Graduação na modalidade Residência Multiprofissional em Saúde com ênfase em Saúde do Idoso (UFPA). Pós-Graduação em Psicologia Jurídica na Faculdade Integrada Brasil Amazônia – FIBRA. Mestre em Psicologia-UFPA. Doutorando em Psicologia-UFPA.

EMANUEL MESSIAS AGUIAR DE CASTRO

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará (2014,), Especialização em Saúde mental pela mesma universidade e mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (2017). Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (2021). É professor do curso de psicologia da Faculdade Princesa do Oeste. Tem como principais campos de interesses: políticas públicas, psicanálise, epistemologia, teorias críticas da sociedade, filosofia da diferença e os estudos decolonialsitas. Nos últimos anos tem se dedicado ao estudo das Neurociências e das Psicopatologias Psiquiátricas.

EMÍLIO CHAVES ROCHA

Médico formado pelo Centro Universitário do Pará – CESUPA (2008 – 2014). Especialização em Pediatria (UFPA/2015 – 2017) e Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade pela UEPA (2016/2018). Experiência em atenção primária à saúde com atuações nos estados do Pará (Capanema, Santarém, Barcarena e Belém), Paraná (Jaguapitã) e Santa Catarina (Florianópolis). Ênfase em práticas integrativas e complementares. Atualmente Médico de Família e Comunidade do Programa Mais Médicos pelo Brasil do Ministério da Saúde, Brasil. Professor Preceptor em Atenção Integral à Saúde, Curso de Medicina do Centro Universitário da Amazônia (UNIFAMAZ).

ERIC SCAPIM CUNHA BRANDÃO

Graduado em Direito, com especialização em Direito Público e Privado e em Psicologia Jurídica. Mestre em Políticas Públicas em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

FELIPE SAMPAIO DE FREITAS

Professor de Filosofia e Informática da Secretária de Educação e Cultura (SEMEC-PA); Professor Colaborador Voluntário, de Filosofia, na Universidade do Estado do Pará (Campus CCSE); Professor do Ensino Fundamental II e Médio nos Colégios Madre Celeste Tapajós; Irmã Josepha e Instituto Educacional Vera Lúcia, em Belém do Pará. Doutorando em Psicologia Social (PPGP); Mestre em Filosofia (PPGFIL/IFCH, bolsista CAPES), Licenciado em Filosofia (FAFIL/IFCH, bolsista PROEX/NAVEGASABERES) e Graduando em Letras – Ling. Portuguesa (FALE-ILC) pela Universidade Federal do Pará. Tem interesse nas áreas da filosofia política (francesa, italiana e africana) contemporânea, no âmbito do pensamento de Foucault, Deleuze, Negri, Esposito e Mbembe; e, na psicologia social, a respeito das temáticas da esquizoanálise e do impacto das novas tecnologias, bem como, da internet, na constituição biopsicossocial do sujeito. Atualmente, reflete a biopolítica, buscando sua relação e problematização com as novas formas de governamentalidade e trabalho, na internet, em sua intrínseca relação com a constituição de subjetividade, na contemporaneidade, no registro do neoliberalismo. É membro do corpo editorial dos periódicos APOENA (ISSN 2596-1632) e PRACS (ISSN 1984-4352). Integra o Grupo de Pesquisa Temática em Filosofia Contemporânea – PPGFIL/UFPA; o Grupo de Pesquisa Transversalizando – PPGP/UFPA; o GT de Psicologia Política da ANPEPP; o GT Deleuze/Guattari da ANPOF e coordena o Grupo de Estudos e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea – COGITANS/UEPA.

FERNANDA CRISTINE DOS SANTOS BENGIO

Professora Adjunta na Universidade Federal do Pará (UFPA), Campus de Altamira. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2011) e em Gestão de Órgãos Públicos pela Universidade da Amazônia (2006). Especialista em Psicologia Clínica. Doutora e Mestra em Psicologia (UFPA). Possui experiência profissional no campo da Assistência Social (proteção básica e especial), na clínica psicológica e educação. Interesses de pesquisa no campo da Psicologia da Educação e Psicologia Social com os seguintes recortes: infância e juventude; assistência social; processos de territorialização; patrimônio cultural; memória coletiva; e direito à cidade.

FERNANDA EDUARDA DA SILVA OLIVEIRA

Graduada em Psicologia-UFPA, Mestranda em Psicologia-UFPA.

FERNANDA TEIXEIRA BARROS NETA

Psicóloga, formada pela Universidade Federal do Pará, Doutora em Psicologia Social e Clínica pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFPA, mestre em Psicologia Social e Clínica pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFPA pela linha “Subjetividade, Sociedade e Saúde”. Atualmente, psicóloga da Fundação Santa Casa de Misericórdia/PA atuando na atenção à saúde materno-infantil; e servidora do CAPSi. Conselheira do X Plenário CRP10; Participa da Comissão de Gênero do Conselho Regional de Psicologia, CPR10, e do grupo de estudos “Transversalizando”; Tem como interesse de estudos temas transversais como infância, juventude, violência, políticas públicas, gênero, saúde mental, direitos humanos, inclusão, justiça, educação, Michel Foucault, Paulo Freire, Carl Rogers, outros.

FLÁVIA CRISTINA SILVEIRA LEMOS

Possui graduação em Psicologia/UNESP (1999). Pedagoga, Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Mestre em Psicologia e Sociedade/UNESP (2003). Doutora em História Cultural/UNESP (2007). Realizou pós-doutorado em Psicologia e Subjetividade, na UFF, sob supervisão da Profa. Dra. Maria Lívia Nascimento, em 2016. Foi bolsista FAPESP no Doutorado. É professora associada III, na Graduação e no Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA. Foi professora colaboradora no Programa de Pós-graduação em Educação/UFPA. Integrou a Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia (2017-2019). Integrante do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Foi Conselheira Titular no Conselho Federal de Psicologia (gestão 2011-2013). Foi coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA (gestão 2011-2013). Foi vice-coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA (gestão 2010-2011). É Bolsista de Produtividade do CNPQ-PQ-2, desde 2013. Integra o GT ANPEPP Psicologia Política. Compõe o GT Deleuze da ANPOF. Foi membro da Diretoria Nacional da ABRAPSO (2016-2017). Integrou a Diretoria Nacional da ABEP (2017-2019) e integra a nova Diretoria Nacional da ABEP (2019-2022). É associada à: ABRAPSO, ABPP, ABRAPEE e ABEP. Participa do Grupo Produção de subjetividade e estratégias de poder no campo da infância e juventude. Coordena o Grupo: Transversalizando. Realiza estudos sobre: Modos de subjetivação contemporâneos, práticas de medicalização e judicialização da vida; Psicologia, justiça e políticas públicas; Recepção sócio-histórica de Michel Foucault no Brasil e Filosofia da diferença; Psicologia, formação, epistemologia e história; Cidade, cultura e subjetividade; Dispositivo clínico, saúde mental e direitos de crianças e adolescentes. Realiza estudos sobre Deleuze, Foucault e Guattari, em Esquizoanálise, Filosofia da Diferença e Arqueogenealogia. Foi Assessora especial na Pró-reitoria de Extensão da UFPA, de 2018 a 2021. Coordenadora de Relações Interinstitucionais na Pró-reitoria de Extensão, desde junho de 2021.

FRANCIDALVA MORAES NERI

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Pará (2020) e graduação em Letras – Língua Portuguesa pela Universidade do Estado do Pará (2013). Funcionária Pública na Prefeitura Municipal de Abaetetuba-PA. Voluntária na Associação das Pessoas com Deficiências no Município de Abaetetuba- ADEMA. Fui professora voluntária na Associação dos moradores das ilhas de Abaetetuba. Especialista em Educação Inclusiva no Campo e graduanda no curso de especialização em EJA: saberes ribeirinhos e práticas pedagógicas. Atualmente estou como conselheira Titular no Conselho Municipal de Assistência social – CMAS.

FRANCINEI BENTES TAVARES

Doutor em Sociologia (UFGRS) e docente do PPGCITI / UFPA.

GABRIELA GOMES MOURA

Graduanda em Psicologia-UFPA.

GIANE SILVA SANTOS SOUZA

Doutora em Psicologia-UFPA. Mestre em Psicologia Clínica e Social (UFPA); Bacharel em Psicologia e Administração (UNAMA); Especialista em Terapia Familiar e de Casal; docente da Faculdade Unama Porto Velho); Tesoureira do Conselho Regional de Psicologia – 10ª Região nas gestões do VIII plenário (2013-2016) e do IX plenário (2016-2019).Tem experiência na linha de gestão acadêmica, clinica, direitos humanos e violência contra mulher.

GIAN VICTOR SANTOS BORGES

Graduado em Psicologia-UFPA.

GIANY MORIGI BORTOLOZO

Graduada em Psicologia, com ênfase em Saúde Coletiva e Direitos Humanos, pelo Centro Universitário Metodista – Instituto Porto Alegre (IPA).

GILBERTO DE MIRANDA ROCHA

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal do Pará (1982), mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1999), Estágio de Pesquisa em Economia DellAmbiente e Dello Sviluppo (Università Degli Studi Roma Tre (Roma, Itália, 2014) e pós – doutorado em Ordenamento Territorial (Universite Paris 13NORD, Paris, 2015). Professor visitante da Université Paris 13 Nord (2010 e 2016) junto ao Centre dEtudes et Recherche sur Action Locale (CERAL). Coordenador do Programa de Pós – Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (PPGEDAM/NUMA) no período entre 2006/2008. Diretor do Núcleo de Meio Ambiente da UFPA (2006/2009 e 2010/2013). Membro efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, ocupante da cadeira número 22 – Jacques Huber. Professor Titular da Universidade Federal do Pará e Pesquisador Produtividade PQ 2 CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Atualmente é Diretor Geral do Núcleo de Meio Ambiente da UFPA.Tem experiência em Geografia Política, atuando principalmente nos seguintes temas: ordenamento territorial, meio ambiente e desenvolvimento na Amazônia.

GILCILENE DIAS DA COSTA

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEDU/UFRGS), linha de pesquisa Filosofia da Diferença e Educação, 2008. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEDU/UFRGS), linha de pesquisa Estudos Culturais em Educação, 2003. Professora Associado nível 2 da classe D da Universidade Federal do Pará/ Campus Universitário do Tocantins/Cametá, vinculada à Faculdade de Linguagem. Atuou como docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Pará (PPGED/ICED/UFPA) no período de 2011 a 2017 e do Programa de Pós-graduação em Gestão e Currículo da Educação Básica (PPEB/NEB/UFPA), de 2016 a 2019. Foi Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura (PPGEDUC/UFPA/CUNTINS) no ano de 2015. Atuou como Coordenadora do PPGEDUC/UFPA/CUNTINS nos biênios 2016-2018 e 2019 a junho de 2021). É docente permanente do PPGEDUC desde o ano de sua criação, em 2014, e docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação na Amazônia (PGEDA), Curso de Doutorado em Associação Plena em Rede (Educanorte), desde o ano de 2019. É Líder do Grupo de Pesquisa ANARKHOS? Micropolíticas, Arte-Performance e Experimentações Literárias na Educação (Diretório do CNPq). Membro-associado da ANPED – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, vinculada ao GT 17- Filosofia da Educação. Membro-associado da SOFIE? Sociedade Brasileira de Filosofia da Educação. Coordena, orienta e desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: Filosofia da Diferença e Educação, Filosofia da Linguagem e Educação, Cartografias Literárias e Artísticas na pesquisa em educação e letras, Estudos Feministas, Gênero-Sexualidade-Teoria Queer. Coordena o Projeto de Pesquisa “O livro-rizoma e a máquina literária: devires do corpo político feminino nas artes de escrever-educar” (PROPESP/UFPA), com orientações de iniciação científica, graduação e pós-graduação, em interfaces com a escola básica. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-7156-5610.

GILSON POMPEU PINTO

Possui graduação em Química Lic. e Bach., mestrado em Ciências da educação – UNIVERSIDADE AMERICANA (2015), mestrado em Acadêmico em Química Inorgânica pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (2019) e doutorado em EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO – UNIVERSIDADE AMERICANA (2018). Atualmente é técnico administrativo – laboratório de química da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

GISLAINE ALINE MODESTO ROCHA MARTES

Graduada em Psicologia-UFPA.

HADASSA MILENE COELHO DE ALMEIDA

Universidade Federal do Pará, Belém – PA, 2021.

HEIDIANY KATRINE SANTOS MORENO

Possui graduação em Ciências sociais pela Universidade Federal do Pará-UFPA (2009). Atualmente é professora – Secretaria Estadual de Educação (SEDUC). Tem experiência na área de Sociologia, trabalha com temáticas ligada a gênero e relações étnicas raciais.

HELDER CORRÊA LUZ

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (2004), graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2020), graduação em Filosofia pela Universidade de Santo Amaro (2020), Especialização em Gestão de Saúde pela Universidade Federal do Pará, Especialização em Desenvolvimento Institucional, Gestão Pública, Orçamentária e Financeira pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da UFPA (inconcluso); Mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal do Pará (2013) e Doutorando em Psicologia pela UFPA. Atualmente é professor – SECRETARIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO DO PARÁ. Atua principalmente nos seguintes temas: gestão em saúde, subjetividade, educação, filosofia africana, pensamento de Foucault, Deleuze e Guatari.

IGOR DO CARMO SANTOS

Doutorando (2018) e Mestre (2016) pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará, na Linha “Psicologia, Sociedade e Saúde”. Graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2013). Membro do Grupo “Transversalizando no ensino, pesquisa e extensão”. Membro da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Atuou por 03 (três) anos (2016-2019) como Psicólogo Social no Programa de Proteção à Vítimas e Testemunhas Ameaçadas de Morte (PROVITA). Foi Professor substituto na Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) de 2019 a 2021. Docente em Psicologia. Atua na área de pesquisa transversais como Psicologia Social, Produção de Subjetividades, Foucault, Governamentalidade, Direitos Humanos, Política, entre outros.

IGOR MONTEIRO SILVA

Possui Doutorado em Sociologia pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Pós-doutorado, na mesma instituição, na área de Sociologia Urbana. É professor adjunto da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), no curso de Licenciatura em Sociologia, compondo a área de Ensino de Sociologia e Estágio. Atualmente, é coordenador do Núcleo de Estudos das Performances Culturais e do Patrimônio Cultural Imaterial (PERFORMARTE/UNILAB) e pesquisador do Laboratório de Estudos da Oralidade (LEO-UFC). É autor dos livros “Honra e sangue: a (po)ética da vingança no sertão de Abril Despedaçado (Expressão Gráfica, 2009) e de “O mundo não é tão grande: uma etnografia entre viajantes independentes de longa duração” (Imprensa Universitária UFC, 2018). Tem experiência e interesses de pesquisa nas seguintes áreas: ensino de sociologia, cidades, mobilidades, fronteiras, turismos, literatura de viagem e capoeira.

ISABELA RAMOS SILVA

Psicóloga formada pela Universidade da Amazônia (UNAMA), possui 3 anos de experiência transdisciplinar de campo com a população venezuelana em deslocamento, sobretudo venezuelanos indígenas da etnia Warao no município de Belém e Boa Vista. Atua como psicóloga na equipe de saúde mental e psicossocial da organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF), junto a população venezuelana refugiada e migrante no estado de Roraima, tanto a comunidade indígena como a não indígena, com intervenções psicoterapêuticas grupais, atendimento psicológico clínico, prevenção e promoção em saúde mental, saúde sexual e reprodutiva e planejameno familiar. Atuou como psicóloga no eixo de proteção social na organização humanitária internacional Aldeias Infantis SOS Brasil, parceira implementadora do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no projeto Atenção Integral de Educação e Proteção para Crianças e Adolescentes Migrantes e Refugiadas, realizado no abrigo do Tapanã em Belém junto aos indígenas venezuelanos da etnia Warao. Possui experiência consistente em trabalhos, participação em ações pontuais e experiências de estágio junto à população venezuelana, em instituições públicas (estaduais e municipais) e organizações não-governamentais do sistema ONU), como Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), onde foi estagiária de proteção ao longo de um ano, no qual realizou atividades de proteção, especialmente proteção de base comunitária, junto aos indígenas Warao em contexto de emergência. Atuou como estagiária por um ano na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado do Pará (UFPA), Coordenadoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo (CTETP) e Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante (PAAHM) onde exerceu atividades no eixo do Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Trabalho Escravo e Garantia de direitos à população migrante e refugiada. Na Secretaria Municipal de Saúde (SESMA) participou de duas ações da equipe multidisciplinar de saúde Estratégia Consultório na Rua (eCR), compreendida no objetivo de assistência na Atenção Básica às populações em situação de rua.

JEOKEVESSON DA SILVA SOUZA

Graduando em Psicologia-UFPA.

JÉSSICA MODINNE DE SOUZA E SILVA

Docente do curso de Psicologia e Educação Física (Bacharelado) da Faculdade Estácio Belém – Campus Nazaré (Belém-PA) e coordenada o grupo de estudos em gênero, sexualidade, raça, classe e território, chamado Ver-O-Gênero, na mesma instituição. Também atuou como coordenadora do Núcleo de Apoio e Atendimento Psicopedagógico da Faculdade Estácio Belém – Campus Nazaré. Doutoranda e Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará (UFPA) e graduada em Psicologia/Formação do Psicólogo pela mesma instituição. Tem experiência e ênfase em Psicologia Social, tanto na área de pesquisa, quanto na vivência em docência. É pesquisadora do grupo de estudos Transversalizando (UFPA). Integrou a Comissão de Gênero do Conselho Regional de Psicologia da 10° Região (CRP/10). Trabalha com os seguintes temas para pesquisa: saúde mental e saúde da mulher na Amazônia; gênero; internet, redes sociais e discursos midiáticos; estudos e métodos foucaultianos; psicanálise e esquizoanálise; Anti-Colonialismo; História Oral; Teoria Feminista Comunitária; Psicologia Social; Psicologia Política; Relações Raciais, de Classe e de Sexualidade. Foi educadora popular e psicóloga no Cursinho Popular da Rede EMANCIPA-PA. Atua também como artista visual, usando as técnicas de colagem digital, desenho e pintura para compor ilustrações, charges e quadrinhos. Membro do coletivo M.AR. – Mulheres Artistas Paraenses.

JHEUREN KAROLINE COSTA DE SOUZA

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Pará (PPGA-UFPA), sob orientação da Profa. Dra. Jane Felipe Beltrão. Atualmente, desenvolve trabalhos com comunidades ribeirinhas do Pará para o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT). Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará (UFPA), período em que foi bolsista de Iniciação Científica pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e estagiária no Centro de Perícia do Ministério Público Federal (MPF-PA).

JOÃO PAULO PEREIRA BARROS

Professor Adjunto do Departamento de Psicologia da UFC (Setor de Estudos de Psicologia Social). Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC) de janeiro de 2019 a julho de 2020, tendo sido vice coordenador do Programa entre julho de 2017 a dezembro de 2018. Neste programa de pós-graduação, orienta dissertações, teses e supervisiona pós-doutorado. É Editor Associado da Revista Psicologia: Ciência e Profissão, ligada ao Conselho Federal de Psicologia, e Editor Associado da Revista de Psicologia da UFC, ligada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia daquela instituição. Doutor em Educação, mestre e graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Saúde Mental pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Foi professor efetivo do Curso de Psicologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI), na área de Psicologia e Saúde Coletiva. Tem experiência nas áreas de Psicologia Social/Psicologia Comunitária, Psicologia Escolar/Educacional e no campo da Saúde Coletiva/Saúde Mental. Lider do VIESES-UFC: Grupo de Pesquisas e Intervenções sobre Violência, Exclusão Social e Subjetivação, cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPQ e como Programa de Extensão do Departamento de Psicologia da UFC. É membro do GT/ANPEPP “Territorialidades, Violências, Políticas e Subjetividades”. Editor Associado da Revista Psicologia Ciência e Profissão, do Conselho Federal de Psicologia (CFP), e da Revista de Psicologia da UFC. É membro do Conselho Consultivo do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência, que reúne universidades, sociedade civil, assembleia legislativa do Ceará e UNICEF. Participou, como especialista convidado, da elaboração das Referências Técnicas para Atuação da/o Psicóloga/o nas Políticas Públicas de Segurança e das Referências Técnicas para Atuação da/o Psicóloga/o em Medidas Socioeducativa em Unidades de Internação, do CREPOP, do Conselho Federal de Psicologia (CFP). Foi relator do Comitê de Ética em Psicologia da UFC de 2014 a 2018. Participou da fundação da Rede Jubra, em 2017, articulação nacional de pesquisadoras e pesquisadores sobre Juventude. Dedica-se aos seguintes temas, a partir de interlocuções da Psicologia Social com referências pós-estruturalistas, decoloniais e da criminologia crítica: aspectos psicossociais da violência na contemporaneidade; neoliberalismo e seus processos de subjetivação; territorialidades, micropolíticas e (re)existências coletivas; pesquisas participativas e produção de conhecimento em Psicologia.

JOELMA DO SOCORRO LIMA BEZERRA

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2013). Mestra em Psicologia, pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia- UFPA (2018), linha de pesquisa Psicologia, Sociedade e Saúde. Especialista em Oncologia pelo programa de Residência Multiprofissional – UFPA (2022). Possui experiência nas áreas Psicologia da Saúde e Assistência Social.  É servidora pública no município de Abaetetuba/PA, onde atuou como psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e atualmente é psicóloga do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) de Abaetetuba.

JOHANNY FRANCY SILVA DE SOUZA

Graduanda em Psicologia-UFPA.

JOHN LENNON LIMA E SILVA

Formado em História e possuo uma especialização em História Contemporânea; atualmente curso o mestrado em Psicologia Social pela Universidade Federal do Pará. Minha pesquisa é baseada em uma análise documental sobre a legislação escolar e a dinâmica dos dispositivos disciplinares associados ao ensino; estudo também sobre movimentos políticos de viés conservador, buscando uma melhor compreensão sobre aspectos relacionados a raça, cor, gênero e religião inseridos no currículo escolar e as manifestações da biopolítica/biopoder, a partir da teoria Foucaultiana. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea – COGITANS/UEPA; o Grupo de Pesquisa Transversalizando – PPGP/UFPA.

JÔNATAS DE JESUS TAVARES FARIAS

Mestrando em Educação e Cultura pelo PPGEDUC/UFPA/Cametá. Bolsista de Pesquisa da CAPES. Graduado em Letras, com habilitação em Língua Portuguesa, pela Universidade Federal do Pará/CUNTINS/Cametá. Membro do Grupo de Pesquisa ANARKHOS – Micropolíticas, Corpo, Arte-Performance e Experimentações Literárias na Educação. Desenvolve pesquisa em Educação, conectada à Filosofia da Diferença e atreladas à experimentações poéticas, acompanhando suas variações e processos desde à escola básica até às composições conceituais. Desenvolve pesquisa compondo intensidades da geo-poesia de Manoel de Barros e suas implicações no educar. Integra os Projetos de Pesquisa “O livro-rizoma e a máquina literária: devires do corpo político feminino nas artes de escrever-educar” e “Escritas antropofágicas: arte e literatura e educação e...” (PROPESP/UFPA), ambos coordenados pela Pr.ª Dr.ª Gilcilene Dias da Costa. Tem interesses de pesquisa voltados às linhas experimentativas das linguagens artísticas e (geo)poéticas existenciais e seus movimentos inventivos e intensivos em Educação.

JOSÉ VALDINEI ALBUQUERQUE MIRANDA

Doutor e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor Associado I da Universidade Federal do Pará, Faculdade de Educação, Campus Universitário do Tocantins/Cametá (UFPA). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura do CUNTINS (PPGEDUC/UFPA). Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação na Amazônia (PGEDA/EDUCANORTE). Membro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). Membro da Sociedade Brasileira de Filosofia da Educação (SOFIE). Vice-coordenador e Pesquisador do Grupo ANARKHOS – Micropolíticas, Performances e Experimentações Literárias (Diretório CNPQ). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Filosofia da Educação e Pesquisa Educacional. Desenvolve estudos relacionados à Filosofia da Diferença, Micropolítica, Arte-Performance e Educação. Atualmente coordena o Projeto de Pesquisa “ Arte-performance: variações anárquicas e experimentações pedagógicas na educação” (UFPA).

JÚLIA DE CARVALHO DOS SANTOS

Psicóloga formada pela Universidade Federal de Alagoas – UFAL, estive vinculada ao grupo de pesquisa “Processos Culturais, Políticas e Modos de Subjetivação”. Atualmente me interesso pelo estudo da Psicologia Perinatal, com foco nas transformações do pós-parto, desenvolvimento da parentalidade e primeiríssima infância.

JULIANA DE CASTRO NOGUEIRA RIBEIRO

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2010), especialização em GESTÃO DO SUAS NA PERSPECTIVA MULTIPROFISSIONAL pela Universidade da Amazônia (2015), mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2013) e aperfeiçoamento em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça pela Universidade Federal do Pará (2011). Atualmente é PSICÓLOGA da SECRETARIA DE INCLUSÃO E MOBILIZAÇÃO SOCIAL. Tem experiência na área de Psicologia.

JUREUDA DUARTE GUERRA

Possui graduação em Formação de Psicólogo pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1994) e graduação em Bacharelado Em Psicologia pela União das Escolas Superiores do Pará (1992). É mestra em Psicologia social e clínica do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará (2017), psicóloga da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, presidente do Conselho Regional de Psicologia – 10ª Região.

KALWENE DE OLIVEIRA IBIAPINA

Bacharel em Relações Internacionais (UNAMA).

KAREN JULIETE DA LUZ BRITO

Graduanda em Psicologia pela Faculdade Católica Dom Orione; Pós-graduanda lato sensu em Neuropsicologia pela UNIASSELVI; Pós-graduanda lato sensu em Psicologia Hospitalar pela UNIFAVENI; Membra do PPGP- UFPA; Membra do GEPHS-UEPBA.

KARLA DALMASO SOUSA

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará. Especialista em Administração e Planejamento de Projetos Sociais pela Universidade Grande Rio. Mestre em Serviço Social pelo Programa de Pós-graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Pará. Doutoranda do PPGP/UFPA na linha de pesquisa Psicologia Saúde e Sociedade. Trabalhou como psicóloga da Prefeitura Municipal de Abaetetuba/PA junto ao Centro de Testagem e Aconselhamento em DST/AIDS e da Secretaria Municipal de Assistência Social do município de Barcarena/PA entre os anos 2002 e 2008. Atualmente é servidora efetiva do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, no cargo de Analista Judiciária apoio especializado – Psicologia, atuou como facilitadora de círculos para construção da paz em justiça restaurativa do TJPA. e desde 2008 atua na Central de Equipe Multidisciplinar – CEM/VEP da Vara de Execuções Penais da Região Metropolitana de Belém.

LARISSA AZEVEDO MENDES

Doutoranda em Psicologia-linha de pesquisa: Psicologia, Sociedade e Saúde – Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Pará-UFPA. Mestra em Psicologia- linha de pesquisa: Psicologia, Sociedade e Saúde-pela UFPA. Possui Graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia-UNAMA. Tem experiência na área da SAÚDE com ênfase em: CLÍNICA, ENSINO-APRENDIZAGENS, PSICOLOGIA SOCIAL E EDUCACIONAL, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, Medicalização, Saúde mental, Saúde Coletiva, Clínica ampliada, Psicologia Política e Social. Perspectivas Foucaultianas e Modos de Subjetivação. Membro da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia-ABEP, Associação Brasileira de Psicologia Social-ABRAPSO, Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia-ANPEPP. Participa do grupo de estudos, pesquisa e extensão Transversalizando UFPA/CNPQ. Atuou como conselheira no Conselho Regional de Psicologia 10ª Região e no Conselho Estadual da Política sobre Drogas do Estado do Pará.

LARISSA RIBEIRO NOGUEIRA DE LIMA

Graduada em Psicologia na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública – EBMSP (2018). Realizou estágio curricular em Saúde Mental no CAPS- Ad Gregório de Matos (2018). Compõe o Grupo de Pesquisa Psicologia, Diversidade e Saúde, inscrito no CNPq e certificado pela EBMSP. Desenvolveu o Trabalho de Conclusão de Curso com o tema “Usuárias da Rede de Atenção Psicossocial: Especificidades pelo olhar de profissio(nós) de saúde” (2018), sendo submetido para publicação. Pós- Graduada em Saúde Mental e Atenção Básica pela EBMSP (2022). Atualmente (2023) atua como psicóloga clínica e em Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua, no Sistema Único de Assistência Social – SUAS.

LAUANY CÂMARA CHERMONT PINHEIRO

Graduada em Psicologia pela Universidade da Amazônia (2017). Possui aprimoramento na Abordagem Centrada na Pessoa pelo Instituto de Psicologia Humanista Belém (IPH Belém) (2018). Especialista em Psicologia Jurídica pela Faculdade Integrada Brasil Amazônia (FIBRA) (2019). Mestra em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (PPGP/UFPA). Doutoranda em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Membro do Grupo de ensino, pesquisa e extensão Transversalizando. Psicóloga Clínica. Desenvolve pesquisas no campo de estudos de Relações raciais, Gênero, Masculinidades, Interseccionalidade.

LAURA SOUZA FONSECA

Licenciada em Pedagogia pela Faculdade de Educação (FAE) da Universidade Federal de Pelotas (UFRGS) e Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Faculdade de Educação (FE) da Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2006, com a tese: Trabalho infanto-juvenil: concepções, contradições e práticas políticas. Professora Titular, na área de Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Faculdade de Educação (FACED) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), extensionista e pesquisadora com a temática trabalho infantojuvenil. Coordenadora do Grupo Trabalho e Formação Humana (GTFH), que articula ensino-pesquisa-extensão. Desenvolve suas atividades na formação de professoras em Educação de Jovens e Adultos e no campo Trabalho e Educação, no escopo da indissociabilidade, pertinente ao trabalho docente e à formação discente, orienta trabalhos acadêmicos de ensino, extensão e pesquisa vincados na contemporaneidade da acumulação do capital, para apreender a relação trabalho e formação humana, como experiência de violação de direitos, expresso na superexploração/opressões ao sujeito infantojuvenil. Realizou Pós-Doutorado PDJ/CNPq em 2012, no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH) na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Estancia Pós-doutoral (EPD/CAPES) em 2013, no PosGrado en Estudios Latino Americanos de la Universidad Autónoma de México. Pós-Doutorado Sênior PDS/CNPq (2020-2021) no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH) na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

LAYLSON MOTA MACHADO

Doutorando em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pelotas (PPGS/UFPEL). Mestre em Estudos de Cultura e Território (PPGCULT/UFT). Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Tocantins. Membro do Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente (GEDMMA/UFMA).

LEANDRO PASSARINHO REIS JÚNIOR

Pós-Doutorando em Psicologia/Departamento de Psicologia da Aprendizagem, Desenvolvimento e Personalidade pela Universidade de São Paulo – USP. Doutor em Educação – Currículo, Epistemologia e História pela UFPA. Mestre em EDUCAÇÃO pela UEPA. Possui graduação em PSICOLOGIA e CIÊNCIAS BIOLÓGICAS pela Universidade Federal do Pará. Atualmente é Professor Adjunto III da Faculdade de Ciências Biológicas do Instituto de Ciências Biológicas – ICB/UFPA e Professor-Pesquisador do Programa de Pós-graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará – UFPA, Linha de Pesquisa: Psicologia, Saúde e Sociedade. Tem experiência na área de EDUCAÇÃO com ênfase em PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO, ENSINO-APRENDIZAGENS, FORMAÇÃO DE PROFESSORES, PSICOLOGIA SOCIAL, EDUCACIONAL E DA SAÚDE, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, MEDICALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO, EDUCAÇÃO AMBIENTAL, Educação Inclusiva, Educação em Saúde, Mal-Estar Docente, Psicologia da Educação, Psicologia Social e da Saúde, Perspectivas Foucaultianas e Modos de Subjetivação. Membro da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO e da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia-ANPEPP. Tutor de Psicologia do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde – Oncologia do Hospital Universitário João de Barros Barreto/HUJBB/UFPA. Consultor Ad hoc de Pesquisa da Universidade do Estado do Pará – UEPA. Atualmente é Vice-Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará – UFPA e Psicólogo Supervisor da Clínica Psicológica Virtual da UFPA.

LEIF ERICKSSON NUNES GRÜNEWALD

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Espírito Santo, mestrado e doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal Fluminense (Área de concentração: Antropologia e Filosofia). Realizou estágio de pós-doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal da Grande Dourados e foi professor visitante no mesmo programa de Pós-Graduação, trabalhando ali com a relação entre metafísicas comparativas e pensamento ameríndio. Atuou em 2019 como pesquisador visitante na Escola de Ciências Sociais e Filosofia da University of Kwazulu-Natal (Durban/Africa do Sul) na área de Metafísica. Realizou estágio de pós-doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Paraná e atuou como pesquisador visitante junto a equipe do ERRAPHIS (Eixo LESPHI) no departamento de filosofia da Université Toulouse II – Jean Jaurès e ao Anthropology Media Lab do University College London. Foi guest speaker no Brazil Seminar/Columbia University, NY e na Biocracy Lab da National University of Singapore. Atualmente realiza estágio pós-doutoral no programa de pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio, integra o quadro de especialistas do Policy Lab da Unesco e é professor efetivo do quadro permanente do DFCS/Universidade do Estado do Pará, integrante do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Filosofia e docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, onde também atua como Vice-Coordenador do Programa Seu trabalho efetua-se na interface entre filosofia, a antropologia social e a psicanálise e tem interesse na área de estudos sobre pensamento ameríndio, metafísicas, comparação e a relação entre temas da filosofia francesa contemporânea e aspectos do pensamento ameríndio.

LEILA CRISTINA DA CONCEIÇÃO SANTOS ALMEIDA

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade da Amazônia (2003), graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Pará (1998), Especialização em Psicologia Educacional com ênfase em Psicopedagogia pela Universidade do Estado do Pará (2011), Mestrado em Psicologia Social pela Universidade Federal do Pará (2013) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Pará (2018). É servidora pública da SEDUC/PA, atualmente é assessora técnica no Conselho Estadual de Educação, atuando como Secretária da Câmara de Educação Superior. É Docente desde 2015 da Universidade da Amazônia (UNAMA) e pesquisadora no grupo Transversalizando da UFPA. Avaliadora Ad hoc de periódico. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia da Educação, Currículo, Políticas públicas educacionais, Educação em Direitos Humanos, Psicologia da aprendizagem e processos de medicalização da vida.

LETÍCIA CARNEIRO DA CONCEIÇÃO

Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (2003), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Pará (2014) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Pará (2021). Atualmente é professora – Secretaria Municipal de Educação de Belém/PA e Secretaria de Estado de Educação do Pará. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Jovens e Adultos, atuando principalmente nos seguintes temas: epistemologia, educação de jovens e adultos, biopolítica, juvenilização e esvaziamento escolar.

LETICIA LAGES ASSUNÇÃO

Licenciada em Filosofia pela Universidade do Estado do Pará. Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Pará. Doutoranda em Psicologia (PPGP) pela Universidade Federal do Pará. Graduanda em Psicologia pela UNINASSAU. Foi professora voluntária de Filosofia (2019 – 2022) no Projeto de Extensão vinculado a UEPA: Curso Popular Pré-vestibular no bairro do Jurunas (MEPIJU). Integra o grupo de pesquisa Psicologia e escolarização: Políticas públicas e atividade profissional na perspectiva histórico-crítica (USP) e o grupo Transversalizando: grupo de ensino, extensão e pesquisa (UFPA). Tem interesse nas áreas de filosofia contemporânea, com ênfase no pensamento de Michel Foucault e, na psicologia social. Atualmente, reflete a respeito da medicalização da loucura, ao analisar e problematizar de que forma as práticas de saber, poder e subjetivação produziram/produzem o louco e a loucura.

LIANA DE SOUSA SOUTO

Psicóloga Clínica, formada pela Universidade Federal do Ceará, tem formação em Terapia Comportamental Dialética, em Psicopatologia, em Neurociência e Comportamento e em Terapia Baseada em Processos. Pós graduanda em Terapia Comportamental e Cognitiva em Saúde Mental no Instituto da Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – IPq/HCFMUSP.

LÍVIA VALESKA SANTANA SOUZA

Bacharel e licenciada em Ciências Sociais pela UFPA. Especialista em Cultura Afro-Brasileira pela FIJ. Professora de Sociologia no Ensino Médio pela Secretaria de Estado de Educação –SEDUC-PA.

LUANA BORGES TEIXEIRA

Psicóloga graduada pela Universidade Federal do Pará. Residente do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção à Saúde Mental pela Universidade do Estado do Pará. Fez parte de três gestões do Centro Acadêmico de Psicologia (CAPSI) Nise da Silveira. Foi conselheira do Conselho da Faculdade de Psicologia (CONFAPSI). Participou do Projeto Acadêmico Plantar. É membro do grupo de ensino, pesquisa-intervenção e extensão Transversalizando.

LÚCIA HELENA DA SILVA ALVES

Doutora em Psicologia Clínica, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. (2018); Especialização em Psicologia na rede básica de atenção à saúde, FSCMSP (2015); Mestrado em Psicologia Clínica, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001); Formação e Licenciatura Plena em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1996); graduação em Psicologia pela União das Escolas Superiores do Pará (1992). Experiência Profissional atual: Psicóloga Clínica da Polícia Civil do Estado do Pará, lotada na Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS) (2007- atual) e psicóloga clínica – Secretaria Estadual de Saúde do Pará (SESPA) 2013 – 2020). Atualmente, lotada na Ouvidoria/SIEDS (2020). As minhas experiências profissionais são nas áreas da clínica: Ouvidoria/SIEDS (escuta de pessoas e servidores que são vítimas de violência por agente do Estado); PARÁPAZ (atendimento ambulatorial de crianças e adolescentes que sofreram abuso sexual), Hospital Universitário João de Barros Barreto (psicóloga hospitalar no setor de Infectologia e C.T.I), Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH/2003-2006), atendimento de vítimas e familiares de vítimas que sofreram violência do agente de segurança. Orientadora de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), e ministrei aulas de disciplina de psicologia. Faço parte como vice-líder do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Desenvolvimento, Sociedade e Segurança Pública – GEPAM, cujo projeto de pesquisa Mineração transnacional e segurança pública na Amazônia: Violência contra as populações tradicionais e os seus aspectos psicossociais em áreas de grandes empreendimentos. Líder Joyce Olímpio Ikeda.

LUCIANA BATISTA DA SILVA

Doutora em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP-ASSIS/SP. Mestra em Psicologia e Sociedade pela UNESP-ASSIS/SP. Graduada em Psicologia pela – UNESP-ASSIS/SP.

LUIS FERNANDO DE SOUSA BENÍCIO

Psicólogo clínico-institucional (CRP 11/15039) com formação e especialização em Psicologia Hospitalar (HUWC/UFC/FAVENI). Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) com regime de mobilidade pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tendo sua dissertação como destaque do quadriênio 2017-2020 pelo PPGPSI/UFC. Cursa doutorado em Psicologia (UFC), atualmente, na linha de pesquisa “Processos Psicossociais e Vulnerabilidades Sociais”. Coordena o Grupo de Estudos Saúde Mental e (de)colonialidades (VIESES/UFC). No âmbito da pesquisa-intervenção, é pesquisador do grupo de Pesquisas e Intervenções sobre Violência, Exclusão Social e Subjetivação (VIESES/UFC) e pesquisador colaborador do Instituto OCA. Nesse exercício, coordenou o campo da pesquisa “Violência armada na cidade de Fortaleza e suas consequências humanitárias” (Instituto OCA e Comitê Internacional da Cruz Vermelha) e a dimensão interventiva da pesquisa: Fortalecimento da rede de prevenção de homicídios na adolescência?? (Instituto OCA e Open Society Foundations – OSF). Atuou, no âmbito da gestão, como apoiador da Política Cearense de Educação Permanente em Saúde (SESA/CE) e apoiador institucional da Rede de Atenção Psicossocial de Fortaleza (SMS). Foi professor do curso de Psicologia da Universidade Estadual do Ceará (UECE), da Escola de Saúde Pública do Estado do Ceará (ESP/CE) e dos cursos de Psicologia dos Centros Universitários UNINASSAU, UNIATENEU e UNICHRISTUS. Contribuiu, ainda, com projetos ligados ao Ministério da Saúde, no âmbito do HIV, e, ao Ministério da Justiça, na perspectiva de Redução de Riscos e Danos. Participou, como especialista convidado, da elaboração da Referência Técnica para Atuação da/o Psicóloga/o nas Políticas Públicas de Segurança, do CREPOP, do Conselho Federal de Psicologia (CFP). Dedica-se aos temas: violências e modos de subjetivação na contemporaneidade; direitos humanos; práticas sociais/institucionais; saúde mental; atenção psicossocial; atenção primária à saúde; decolonialidades; relações raciais e interseccionalidade.

MARCELO MORAES MOREIRA

Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (1995), pós-graduação lato sensu pela Universidade Católica de Brasília (2009) e Mestrado em Psicologia Social e Clínica pela Universidade Federal do Pará (2013). Tem boa capacidade para falar em público e boa experiência como palestrante. É professor do ensino superior, com experiência de docência nos cursos de Psicologia, Farmácia, Nutrição, Fisioterapia, Odontologia, Enfermagem, Direito, Educação Física e Administração. Também dou aulas na Pós-graduação lato sensu nas áreas da Educação, Saúde e Engenharias. Já teve a oportunidade de assumir a Coordenação do curso de Psicologia por quase 03 anos numa IES, onde pôde aprender muito nas relações com o corpo docente e discente. Atualmente, está na Coordenação do Curso de Psicologia da Faculdade Estácio Belém, além da docência nesse curso. É Psicanalista em formação, vinculado ao Círculo Psicanalítico do Pará – CPPA.

MARCELO RIBEIRO DE MESQUITA

Doutorando em Psicologia PPGP/UFPA na linha Psicologia, saúde e sociedade orientado pela Profa. Dra. Flávia Cristina Silveira Lemos. Mestre em Currículo e Gestão da Escola Básica pelo Programa de Pós-graduação em Currículo e Gestão da escola básica (PPEB) do Núcleo de Estudos Transdisciplinares em Educação Básica (NEB) da Universidade Federal do Pará UFPA. A pesquisa foi na linha de Currículo da Educação Básica e foi orientado pelo Professor Doutor Wladirson Cardoso, sendo a pesquisa voltada para currículos em projetos de aceleração da aprendizagem a partir das ferramentas de Foucault. Possuo Graduação em pedagogia pela Universidade do Estado do Pará e especialização em Tecnologias em educação pela PUC – RIO. Atuo profissionalmente como professor de Educação Básica pela Rede municipal de Educação de Belém e como Especialista em Educação pela Rede Estadual de Educação. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea – COGITANS.

MARCELO RIBEIRO DE MESQUITA

Doutorando em Psicologia PPGP/UFPA na linha Psicologia, saúde e sociedade orientado pela Profa. Dra Flávia Cristina Silveira Lemos. Mestre em Currículo e Gestão da Escola Básica pelo Programa de Pós-graduação em Currículo e Gestão da escola básica (PPEB) do Núcleo de Estudos Transdisciplinares em Educação Básica (NEB) da Universidade Federal do Pará UFPA. A pesquisa foi na linha de Currículo da Educação Básica e foi orientado pelo Professor Doutor Wladirson Cardoso,sendo a pesquisa voltada para currículos em projetos de aceleração da aprendizagem a partir das ferramentas de Foucault. Possuo Graduação em pedagogia pela Universidade do Estado do Pará e especialização em Tecnologias em educação pela PUC – RIO. Atuo profissionalmente como professor de Educação Básica pela Rede municipal de Educação de Belém e como Especialista em Educação pela Rede Estadual de Educação. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea – COGITANS.

MÁRCIO BRUNO BARRA VALENTE

Doutor em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação de Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA – Belém), linha de pesquisa: fenomenologia, teoria e clínica, pesquisando luto por Covid-19 na Pandemia no Brasil. Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), pesquisando paternidade como uma performance de gênero a partir da crítica feminista pós-estruturalista. Graduado em Psicologia pela Universidade da Amazônia (UNAMA) e em Ciências da Religião pela Universidade Estadual do Pará (UEPA). Também possuiu formação como facilitador de Processos Circulares na área da violência doméstica e familiar, de conflitos, de círculos de paz e da Justiça Restaurativa pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJ-PA). Autor do livro: A Bondade em meio à barbárie nos testemunhos do Holocausto e outros ensaios (2020). Realiza atendimento psicológico clínico (CRP-10ª 05004) com jovens adultos, adultos e idosos a partir da Abordagem Centrada na Pessoa. Possui experiência profissional como docente em Instituição de Ensino Superior, precisamente, no curso de Psicologia, assim como coordenador de curso de graduação e de projetos de pesquisa e extensão. Realiza pesquisa nas áreas da Psicologia, Psicologia Social e Clínica, com ênfase no pensamento desenvolvido no século XX, sobretudo na Fenomenologia Hermenêutica, na Literatura do Testemunho, no Pensamento Pós-Estruturalista. Atualmente desenvolve a partir da pesquisa de doutorado uma Clínica Psicológica do Luto por Covid-19. Atualmente, trabalha como docente do curso de Psicologia da Faculdade Estácio de Belém.

MÁRCIO MARIATH BELLOC

Psicólogo, psicanalista e artista, Doutor em Antropologia (Universitat Rovira i Virgili), validado nacionalmente como Doutor em Saúde Coletiva (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Mestre em Artes Visuais (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Experiência em gestão, atenção e participação popular em saúde no âmbito do SUS. Professor e investigador em psicanálise, saúde coletiva, antropologia e arte. Professor Adjunto da Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Faculdade de Psicologia. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará, linha de pesquisa Psicanálise: Teoria e Clínica. Professor convidado do Mestrado em Saúde Mental da Universidad Nacional de Córdoba, Argentina. Professor e pesquisador convidado do Medical Anthropology Research Center (MARC) da Universitat Rovira i Virgili, Espanha. Pesquisador colaborador do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia (LAHPSA) da Fundação Oswaldo Cruz Manaus. Membro do Coletivo Aparelho: Arte e Cidadania. Membro do Coletivo Rádio Estamira.

MARCOS VALÉRIO SANTOS DA SILVA

Mestre em Saúde Pública (EERP-USP) e Doutor em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é diretor da Faculdade de Farmácia da UFPA. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Gestão, Planejamento e Avaliação Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: Assistência farmacêutica, Farmacovigilância, Farmacoepidemiologia e Cuidado Farmacêutico, Membro do Grupo de Trabalho em Fitoterapia e Homeopatia do Conselho Federal de Farmácia. Coordenador do Núcleo de Excelência em Cuidado Farmacêutico e do Ambulatório de Cuidado Farmacêutico.

MARCOS VINICIUS MONTEIRO BARBALHO

Graduação em Psicologia-UFPA. Cursando Mestrado em Psicologia-UFPA. Atua na pesquisa sobre gênero e sexualidade.

MARIA FERNANDA MONTEIRO FAVACHO

Mestranda em Psicologia-UFPA. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará – UFPA. Atualmente é bolsista de iniciação científica no projeto: “Intervenções baseadas em psicologia positiva por telessaúde em contexto pandêmico: bem-estar e saúde emocional”, coordenado pelo professor Dr. Janari da Silva Pedroso. Participa do Laboratório de Desenvolvimento e Saúde (LADS) e do Grupo de pesquisa e extensão Transversalizando. Dentre as pesquisas que desenvolve, possui interesse nas áreas da psicologia social, psicologia da educação, grupos étnicos-raciais e processos de subjetivação contemporâneos.

MARILDA CASTELAR

Doutorado em Psicologia Social pela PUC-SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Mestrado em Multimeios pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas e Graduação em Psicologia pela PUC Campinas – Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Possui experiência em Políticas Públicas, tendo atuado na Prefeitura Municipal de Campinas durante 14 anos. Foi Conselheira Presidente do CRPBA Conselho Regional de Psicologia da Bahia (Gestão 2007-2010) e Conselheira Suplente do CFP – Conselho Federal de Psicologia (Gestão 2010-2013). Atua como Professora Adjunta no Curso de Psicologia desde 2003, no Mestrado Profissional em Psicologia e Intervenções em Saúde desde 2019, na EBMSP – Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Possui experiência na área de Psicologia clínica, social e em Pesquisa com ênfase nos temas: políticas públicas de saúde, inclusão social, memória da psicologia, psicologia social, gênero, saúde mental, relações étnico-raciais, saúde da população negra e direitos humanos. Coordena o Grupo de Pesquisa Psicologia, Diversidade e Saúde inscrito no CNPq e certificado pela BAHIANA. Atua também como Editora Científica Revista Psicologia Diversidade e Saúde – RPDS.

MARILDA GONÇALVES DIAS FACCI

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual de Maringá (1986), mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998); doutorado em Educação Escolar pela faculdade de Ciências e Letras de Araraquara – UNESP (2003) e Pós-doutorado pelo Instituto de Psicologia da USP e Pós-Doutorado na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. É professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Estadual de Maringá. Foi Professora Visitante na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, no período de 2019 a 2021 e atualmente é professora sênior voluntária no Programa de Pós-Graduação de Psicologia nesta instituição. Atualmente tem Bolsa de Produtividade em Pesquisa pelo CNPq. Foi coordenadora do GT de Psicologia da Educação da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação – ANPEd no período de 2010-2013, é Editora Geral da Revista Psicologia em Estudo e da Revista Psicologia Escolar e Educacional, membro do Grupo de Trabalho de Psicologia Educacional da ULAPSI e Presidente Anterior da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional-ABRAPEE. Atualmente atua na diretoria da ABRAPEE, ocupando o cargo de presidente eleita. Foi coordenadora do GT de Psicologia e Políticas Educacionais da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia – ANPEPP, no período de 2016 a 2018. Foi coordenadora do Programa de pós-graduação em Psicologia da Universidade Estadual de Maringá nos seguintes períodos: 2006-2010, 2014-2016, 2018-2019. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Ensino e da Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia histórico-cultural, educação, psicologia escolar.

MARILDA NAZARÉ NASCIMENTO BARBEDO COUTO

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1979), Especialização em Saúde Mental e Mestrado em Psicologia Clínica e Social. Atualmente é psicóloga clínica atuando em consultório particular e em Centro de Atenção Psicossocial pertencente a Secretaria de Estado de Saúde Pública. Atua também como professora das disciplinas Psicologia da Personalidade, Psicopatologia e Saúde Mental no curso de Psicologia da Escola Superior da Amazônia. Tem considerável experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em gestão, prevenção e cuidado em saúde mental, sobretudo aos transtornos relacionados ao consumo abusivo de drogas na adolescência e na fase adulta. Tem experiência em docência do ensino superior e pós-graduação.

MARILENE PROENÇA REBELLO DE SOUZA

Professora Titular da Universidade de São Paulo (2015). Psicóloga pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (1978) e Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Educação da USP (1977). Mestrado, Doutorado e Livre-Docência em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1991, 1996 e 2010, respectivamente). Docente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (1997-atual) e Coordenadora do Programa de 2006 a 2014. Foi Presidente da Comissão de Pós-Graduação do IPUSP (2011-2014). Professora do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Integração da América Latina da USP/ PROLAM-USP (2011 – atual) e atual Vice Coordenadora. Coordena o Laboratório Interinstitucional de Estudos e Pesquisas em Psicologia Escolar – LIEPPE e é líder dos Grupos de Pesquisa do CNPq “Psicologia e Escolarização: políticas públicas e atividade profissional na perspectiva histórico-crítica” e “Psicologia, Sociedade e Educação na América Latina”. Professora do Curso de Graduação em Psicologia da USP. Editora Chefe da Revista Psicologia Ciência e Profissão (2002-2004 e 2011-2013). Editora da Revista Psicologia Escolar e Educacional (2006-2008 e 2016-2020), Editora Temática da Revista Interamericana de Psicologia – Psicologia e Educação (2019-atual) e Membro do Conselho Editorial da Revista Psicologia Escolar e Educacional (2020-atual). Membro da Diretoria da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (2002-atual). Conselheira do Conselho Federal de Psicologia (2002 a 2004 e de 2010 a 2013) e do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo (2005-2007 e 2008 a 2010).Vice-Presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia – ANPEPP (2014-2016). Diretora do Instituto de Psicologia da USP (2016-2020). Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade e do Conselho Consultivo da CNTU- Confederação Nacional dos Trabalhadores LIberais Universitários Regulamentados. Realizou Estágio Pós-Doutoral na York University, Canadá (2001-2002). Foi Professora Visitante nas seguintes Universidades: York University, Canadá; Instituto Politécnico Nacional, México, Departamento de Investigaciones Educativas do Centro de Investigación y de Estudios Avanzados; Universidade de Bologna, Itália, Faculdade de Psicologia; Universidade do Porto, Portugal, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação e Universidade Autônoma do Perú. É Bolsista Produtividade do CNPq, nível 1C. Coordenadora do Grupo de Trabalho Psicologia e Educação da Sociedade Interamericana de Psicologia – SIP (2017 -2021). Membro da AHILA – Associação de Historiadores Latinoamericanistas Europeus. Membro do GT da ANPEPP – Psicologia e Políticas Públicas (2014 – atual) e da ANPEd Psicologia da Educação (1997- atual). Pesquisadora e docente da área de Psicologia Escolar e Educacional, pesquisando, principalmente, os seguintes temas: políticas públicas em educação, formação e atuação de psicólogos, formação de professores, escolarização, medicalização da educação e da sociedade, direitos da criança e do adolescente; psicologia, sociedade e educação na América Latina. Presidente Atual da Academia Paulista de Psicologia, ocupando a Cadeira no. 02, Lourenço Filho.

MARILENE PROENÇA REBELLO SOUZA

Professora Titular da Universidade de São Paulo (2015). Psicóloga, graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1978). Mestrado, Doutorado e Livre-Docência em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1991, 1996 e 2010, respectivamente). Docente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (1997-atual) e Coordenadora do Programa de 2006 a 2014. Foi Presidente da Comissão de Pós-Graduação do IPUSP (2011-2014). Professora do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Integração da América Latina da USP/ PROLAM-USP. Coordena o Laboratório Interinstitucional de Estudos e Pesquisas em Psicologia Escolar – LIEPPE e é líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Psicologia e Escolarização: políticas públicas e atividade profissional na perspectiva histórico-crítica. Professora do Curso de Graduação em Psicologia da USP. Editora Chefe da Revista Psicologia Ciência e Profissão (2002-2004 e 2011-2013, Avaliação Qualis Periódicos A2). Editora da Revista Psicologia Escolar e Educacional (2006-2008) e Membro do Conselho Editorial da Revista Psicologia Escolar e Educacional (2009-atual, Avaliação Qualis Periódicos – A2). Membro da Diretoria da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (2002-atual) e Presidente atual. Conselheira do Conselho Federal de Psicologia (2002 a 2004 e de 2011 a 2013) e do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo (2005-2007 e 2008 a 2010). Vice-Presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia – ANPEPP (2014-2016). Diretora do Instituto de Psicologia da USP (2016-2020). Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Realizou Estágio Pós-Doutoral na York University, Canadá (2001-2002) e participou como Professora Visitante em 2007 (bolsa do Consulado Canadense). É Bolsista Produtividade do CNPq, nível 1C. Pesquisadora e docente da área de Psicologia Escolar e Educacional, pesquisando, principalmente, os seguintes temas: políticas públicas em educação, formação e atuação de psicólogos, formação de professores, escolarização, direitos da criança e do adolescente; psicologia, sociedade e educação na América Latina.

MARIO NUNES NASCIMENTO NETO

Graduando em Psicologia-UFPA.

MÁRIO TITO BARROS ALMEIDA

Doutor em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade de Brasília. Mestre em Economia pela Universidade da Amazônia (2008), Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília (1999), Bacharel em Teologia pela Università Pontificia Salesiana – ROMA (ITÁLIA) (1993) e Graduado em Economia pela Universidade da Amazônia (1999). Atualmente é Docente da Universidade da Amazônia (UNAMA), da Faculdade Católica de Belém e da Faculdade Cosmopolita. Foi professor do Plano Nacional de Formação de Educadores (PARFOR) da Universidade Federal Rural da Amazônica – UFRA. É pesquisador do Grupo de Pesquisa Transversalizando, da Universidade Federal do Pará. É Servidor Público Federal do Incra, tendo exercido o cargo de Ouvidor Agrário Regional do INCRA SR 01, na mediação de conflitos agrários. Tem experiência nas áreas de Docência Superior, Filosofia, Relações Internacionais. Economia, Ciências da Religião e Administração Pública.

MARLIZE RUTH ALBUQUERQUE PACHECO

Marlize Ruth Albuquerque Pacheco – Psicóloga-UNAMA. Atua na clínica e nas políticas públicas.

MELINA NAVEGANTES ALVES

Mestranda em Psicologia-UFPA. Graduada em Psicologia da Universidade Federal do Pará (2022). Bolsista PIBIC – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – CNPq no projeto “Práticas de judicialização da criança e adolescentes nos documentos do UNICEF de 2000 a 2015”(2019-2020, 2021-2022); experiência na área de Psicologia da Saúde – atuando na Atenção Básica a partir do projeto Multicampi Saúde da Criança 2019/2020 -, escutas terapêuticas em escolas públicas – a partir do projeto de extensão “Atenção Psicológica ao Adolescente: promoção de saúde e prevenção de riscos a partir da escola”(2017-2019) -; rodas de conversas com adultos, crianças e adolescentes – a partir do projeto de extensão “Psicologia nas Ruas” (2019) -; e pesquisa de campo em CAPS de Belém – a partir do projeto de pesquisa “Práticas integrativas e complementares em saúde: uma pesquisa-intervenção em saúde mental em Belém” (2019-2020). Atuou na coordenação do Centro Acadêmico de Psicologia Nise da Silveira (2018-2020) e da ABRAPSO (Associação Brasileira de Psicologia Social) – Núcleo Belém (2019). Principais interesses acadêmicos estão na Psicologia Social, Psicologia da Saúde, Psicologia Comunitária, Reforma Psiquiátrica, Políticas Públicas e Saúde Coletiva.

MIGUEL PEREIRA DE ASSIS

Psicólogo (CRP10/05798). Especialista em saúde mental, especialista em psicologia humanista com Abordagem Centrada na Pessoa. Professor na Universidade da Amazônia – UNAMA. Técnico de referência no Centro especializado da assistência social – CREAS Ourém Pará.

NATÁLIA SERAFIM DA SILVA

Psicóloga na Universidade Federal do Pará (UFPA). Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP/UFPA). Mestre em Educação Profissional em Saúde pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio – FIOCRUZ/RJ (2017). Especialista em Psicologia Escolar/Educacional pelo Conselho Federal de Psicologia – CFP (2022). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (2012). Possui experiência profissional nas áreas de avaliação psicológica, psicoterapia, psicologia escolar e educacional, docência, assistência social e saúde.

OBERDAN DA SILVA MEDEIROS

Graduado em Ciências Sociais, possui Mestrado Acadêmico em Educação e Cultura pelo PPGEDUC/UFPA. Atualmente, é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) e cursa doutorado no Programa de Pós-graduação em Educação da UFPA.

PAULA PAMPLONA BELTRÃO DA SILVA

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia na Universidade Federal do Pará – Linha de pesquisa: ética, trabalho e sociabilidades (2020) – Bolsista CAPES. Graduanda em Psicologia na Universidade Federal do Pará (2019). Advogada. Especialista em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2013). Bacharel em Direito pela Universidade da Amazônia (2010).

PAULO RICARDO SILVA DO NASCIMENTO

Doutorando em Educação na Amazônia-EDUCANORTE PGEDA/NEB/UFPA, Mestre em Artes pelo PPGArtes do Instituto de Ciência das Artes da UFPA, Graduado em Licenciatura Plena em Teatro pela Universidade Federal do Pará. Atua em Teatro desde 1984. É integrante do núcleo condutor do Grupo In Bust Teatro com Bonecos, desde a fundação em 1996 e atual Diretor Executivo. Atua em todas as atividades do grupo, mas, principalmente na função de ator manipulador, na direção de espetáculos, na gerência e produção de projetos. Com o In Bust, já esteve em apresentações, temporadas e festivais, em mais de70 municípios paraenses e em mais de 30 cidades de outros 20 estados brasileiros, coordenou todos os projetos de circulação e mostras de teatro de animação. Atuou em 32 espetáculos teatrais, como ator, ator-manipulador e como diretor; em 03 curtas-metragens e em mais de 100 episódios do programa Catalendas, na TV Cultura do Pará, manipulando bonecos e dublando personagens. É contador de Histórias. Ministra oficinas de teatro com bonecos. Gerador de ações do Casarão do Boneco, experimentando um aprendizado em vivências compartilhadas, ações colaborativas e atuações em rede. Articulador do Fórum Livre Permanente de Teatro do Pará. Cultiva quintais florestais. Foi professor de teatro e é atual Coordenador do setor de Arte e Cultura do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR).

PEDRO PAULO FREIRE PIANI

Professor Associado da Universidade Federal do Pará (UFPA), na Faculdade de Medicina. Professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia, linha de Psicologia, Sociedade e Saúde – UFPA, e no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva- UFPA. Fez o Bacharelado em Psicologia na Universidade Federal do Pará (1991), Licenciatura em Psicologia na Universidade São Marcos – SP (1997), Mestrado na área de Sociologia da Saúde pela Universidade Metodista de São Paulo (2002), com bolsa CAPES e Doutorado em Psicologia Social na PUC-SP (2007) com bolsa da Fundação Ford. Fez o Curso Seminarístico de Filosofia no Seminário Maior da Arquidiocese de Belém. Foi Pesquisador-associado no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA-UFPA). Na gestão, foi Diretor Acadêmico no Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, Gerente de Ensino e Pesquisa no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, Coordenador Acadêmico do Hospital Universitário João de Barros Barreto. Atualmente é Gerente de Ensino e Pesquisa no Complexo Hospitalar da UFPA-EBSERH. Foi diretor ad-hoc do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde – CEBES. Coordena atualmente o Centro Regional de Referência II UFPA para a Formação na Política sobre Drogas. Pesquisa nas áreas da Psicologia Social e Saúde Coletiva os seguintes temas: infância; saúde mental; grupos e instituições; estudos de ciência; “qualidade de vida” e seus usos como categoria.

PEDRO PAULO GASTALHO DE BICALHO

Graduado em Psicologia (UFF), com especialização em Psicologia Jurídica (UERJ), mestrado e doutorado em Psicologia (UFRJ). Professor Titular do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia e ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Direitos Humanos. Professor Visitante do Programa de Doutorado em Psicologia da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique), do Programa de Mestrado em Criminologia Aplicada da Universidad San Carlos (Guatemala) e do Programa de Mestrado em Psicologia Social da Universidad de la Republica (Uruguai). Bolsista de produtividade em pesquisa (CNPq). Presidente do Conselho Federal de Psicologia.

PRISCILLA BELLARD MENDES DE SOUZA

Psicóloga, mestre e doutora em Teoria e Pesquisa do Comportamento/ Etologia, pela Universidade Federal do Pará. Pós-doutoranda em Psicologia do desenvolvimento pela Universidade do Porto-Portugal. Desenvolve pesquisas nas áreas da Psicologia do Desenvolvimento Humano; Educação Inclusiva de crianças com alterações do desenvolvimento; e saúde mental universitária. Professora adjunto nível 3 da Universidade Federal do Pará/ campus de Altamira. Professora de psicologia da Residência Médica Multidisciplinar em saúde da Mulher e da criança da Faculdade de Medicina da UFPA/ Altamira. Coordenadora do Projeto de pesquisa PASES pós-pandemia e Laboratório de ensino PASESLAB.

RAFAELE HABIB SOUZA AQUIME

Psicóloga, graduada pela Universidade da Amazônia (UNAMA), Doutora e Mestra em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará (UFPA). Atuou como Conselheira Titular do Conselho Regional de Psicologia 10ª Região, gestão 2016- 2019, sendo membra-presidenta da Comissão de Ética (COE). Atualmente é Professora Efetiva da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e ministra disciplinas nos campos da educação, organizações, ética e formação docente. Compõe o Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (ACESSAR) da UFRA e coordena o Grupo de Pesquisa Saberes Psicológicos e Diálogos Transversais. Também compõe o Grupo de Pesquisa Transversalizando- UFPA. Interesse nas temáticas sobre Políticas Sociais, Direitos Humanos, Inclusão, Educação e Trabalho.

RAYSSA CRISTINA MODESTO DA ROCHA

Graduada em Psicologia-UFPA. Mestranda em Psicologia-UFPA.

RENATA VILELA RODRIGUES

Doutoranda em Estudos de Cultura Contemporânea e Mestra em Estudos de Cultura Contemporânea, pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT). Graduada em Psicologia, também pela Universidade Federal de Mato Grosso. Professora do curso de Psicologia do Centro Universitário de Várzea Grande.

RICARDO FERREIRA MARQUES

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas- UFAL. Está vinculado ao grupo de pesquisa ‘’Processos Culturais, Políticas e Modos de Subjetivação’’.

ROBENILSON MOURA BARRETO

Psicólogo Social e Clínico, graduado pela União Metropolitana de Educação e Cultura (UNIME – Salvador – BA). Especialista em Educação Especial e Inclusiva. Mestre em Psicologia Clínica e Social pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará (PPGP-UFPA). Formação em Psicanálise pelo Círculo Psicanalítico do Pará (CPPA). Pesquisador do Laboratório de Psicanálise e Psicopatologia Fundamental da Universidade Federal do Pará (LPPF/UFPA). Coordenador da Articulação Nacional de Psicólogas (os) Negras (as) e Pesquisadoras (os) (ANPSINEP). Atualmente docente de Psicologia na Faculdade Católica Dom Orione (TO) e Conselheiro do XVIII Plenário do Conselho Federal de Psicologia (gestão 2019-2022). Experiência de atuação no campo das Políticas Públicas, Direitos Humanos, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Saúde Mental, Educação Especial e Inclusiva, Relações Raciais, Psicanálise e Psicologia Social.

ROBERT DAMASCENO MONTEIRO RODRIGUES

Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará (UFPA) na linha Psicologia, Sociedade e Saúde. Psicólogo formado pela Universidade Federal do Pará no ano de 2018. Psicólogo Fiscal do Conselho Regional de Psicologia (CRP-10). Membro do Grupo de Estudos Psicologia Social e Política: transversalizando em filosofia, história e educação e do Grupo de Estudos Processos de Subjetivação na Contemporaneidade. Membro da Coordenação Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Com interesse pelas áreas de Psicologia Social Crítica, Psicologia e Marxismo, Subjetividade, Psicologia e Direitos Humanos, Movimentos Sociais e Amazônia. Anteriormente, bolsista de Iniciação científica PIBIC/CAPES (2013-2014), bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPq (2014-15) e bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPq (2015-2016).

SAMANTHA KETHELY ANDRADE SANTOS

Graduanda no curso de Licenciatura em Letras Língua Portuguesa, Pesquisadora em Patrimônio cultural e Memória coletiva. Correta e organizada com amplo conhecimento nas áreas de educação e administração. Suplente no Núcleo de Associação brasileira de psicologia social. experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social.

SANDY HELLEN DE LIMA CAVALCANTE SANTOS

Graduanda do curso de Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas – UFAL, estagiária no setor Ambulatório de Psiquiatria do Hospital Universitário Antonio Antunes (HUPAA) e no Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) do Instituto de Psicologia da UFAL. Estou vinculada ao grupo de pesquisa ‘’Processos Culturais, Políticas e Modos de Subjetivação’’ coordenado pela Professora Doutora Simone Maria Hüning. Atualmente, sou pesquisadora no PIBIC “Disputas narrativas sobre racialização e branquitude na obra de Rachel de Queiroz”. Além disso, me interesso pela atuação clínica com abordagem voltada à psicanálise lacaniana e por eixos de atuação profissional voltados as demandas da saúde pública, saúde coletiva e interseccionalidade.

SILVIO JOSÉ BENELLI

Professor Associado do Departamento de Psicologia Clínica do curso de graduação em Psicologia e do Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis, SP, linha de pesquisa Políticas Públicas e Produção de Subjetividades: processos clínicos e institucionais. Livre Docente em Psicologia Clínica pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) (2022); Doutor em Psicologia Social pelo IP/USP, São Paulo, SP (2005-2007). Pós-Doutorado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis, SP (2008-2010). Graduado em Psicologia (1997-2001) e Mestre em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis, SP (2001-2003). Graduado em Filosofia pela Faculdade Salesiana de Filosofia Ciências e Letras (1987-1990). Na área da Psicologia Clínica, utiliza operadores da Psicanálise do campo de Freud e Lacan, da Atenção Psicossocial e da Saúde Coletiva, atento aos modos de produção de subjetividade contemporânea, na perspectiva de uma clínica crítica institucional e do Dispositivo Intercessor. Trabalha com políticas públicas sociais para crianças e adolescentes, de Assistência Social e de Saúde. Coordenador do Laboratório transdisciplinar de Intercessão-Pesquisa em Processos de Subjetivação e Subjetividadessaúde (LATIPPSS) – CNPq. Vice-líder do Grupo de Pesquisa Saúde Mental e Saúde Coletiva – CNPq. Integrante da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO) e do Grupo de Pesquisa Psicologia Política da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP). Visando à produção de pesquisas e atividades acadêmicas conjuntas, o LATIPPSS é associado à Fundação Analyse Pratique Psycho-Sociale.

SIMONE MARIA HÜNING

Professora Associada do Curso de Psicologia da Universidade Federal de Alagoas. Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Santa Cruz do Sul (2000), mestrado e doutorado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com período de doutorado sanduíche na London School of Economics (LSE). Pós-doutorado no Brazil Institute, King’s College London. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFAL (2015-2017). Vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFAL (2017-2019). Co-editora da Revista Psicologia & Sociedade (2016-2019). Editora da Revista Psicologia & Sociedade (2020-2024). Membro do Conselho Editorial das Revistas Polis e Psique e Arquivos Brasileiros de Psicologia. Representante da ABRAPSO no Grupo de Trabalho para a elaboração da Resolução Complementar à Res. 466/12- Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais da CONEP/CNS (2015-2016). Membro o Fórum de Ética da ANPEPP (2015-2018). Tem seu trabalho voltado para o campo da Psicologia Social, desenvolvendo atividades de docência, pesquisa e extensão na graduação e pós-graduação. Seus principais temas de interesse são interlocuções da psicologia social com os processos de subjetivação, territorialidades, branquitude, governamentalidade, biopolíticas e necropolíticas, produção de conhecimento, perspectivas contra-coloniais, ética e pesquisa em psicologia. É líder do grupo de pesquisa “Processos Culturais, Políticas e Modos de Subjetivação”.

SUELÍ MARQUES FERRAZ

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Para – Professora na Faculdade Católica Dom Orione – Curso de Direito disciplina Desenvolvimento Sustentabilidade/Psicologia Jurídica/Bioética e do curso de Psicologia das disciplinas Introdução a Psicologia/Indivíduos e Grupos. Possui graduação em psicologia pela Faculdade Católica Dom Oriene e licenciatura em História pela Fundação Universidade Federal do Tocantins (2013). Especialização em Educação Especial Inclusiva pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR). Tem experiência na área de Historia Acadêmica do curso de Licenciatura em Pedagogia pelo Centro Universitário de Maringa (Unicesumar) Mestra em Cultura e Território pelo Programa Pós Graduação Cultura e Território da Universidade Federal do Tocantins Especialização em Psicologia Jurídica, Psicologia Hospitalar e Docência em Ensino Superior na Faculdade Unica do Grupo Faculdades Prominas.

TATIANA MACHIAVELLI CARMO SOUZA

Professora Associada I no curso de Psicologia da Universidade Federal Catalão (UFCAT) e professora colaboradora do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Doutora (2012) e Mestra (2009) em Serviço Social pela Unesp/Franca. Especialista em Políticas Públicas e Justiça de Gênero (2021) pela CLACSO. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Uberlândia (2003). Líder do Grupo de Pesquisas “Teoria histórico-cultural e processos psicossociais” e membro do Grupo de Pesquisas “Dialogus – Estudos Interdisciplinares em Gênero, Cultura e Trabalho”, ambos da UFCAT (Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil, Lattes-CNPq). Membro do GT?A Psicologia sócio-histórica e o contexto brasileiro de desigualdade social? (Anpepp). Avaliadora de cursos de graduação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Revisora de periódicos de nível nacional e internacional. Apresenta experiência profissional em Psicologia Social atuando principalmente nos seguintes temas: gênero e violência contra mulheres, famílias, políticas públicas e subjetividade. Mãe de dois filhos, esteve em licença maternidade em 2011 e 2019.

TATIANE MORAES CHAGAS

Graduada em Psicologia UFPA, Mestranda em Psicologia-UFPA, Pedagoga-UEPA.

TAWANE TAYLA ROCHA CAVALCANTE

Graduada em Psicologia-UFPA. Residente Multiprofissional.

THIAGO DA SILVA PINHEIRO

Graduado em Psicologia-UFPA, Mestre em Psicologia-UFPA, Doutorando em Psicologia-UFPA.

VALBER LUIZ FARIAS SAMPAIO

Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (UNAMA); Especialista em Gestão e Planejamento de Políticas Públicas em Serviço Social pela Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ); Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Pará – UFPA. Docente da Pós-Graduação da Faculdade de Educação Superior de Paragominas (FACESP); Conselheiro do Conselho Regional de Psicologia 10a Região, PA/AP (CRP 10) na gestão de 2016-2019; membro da Comissão de Ética (COE), do Grupo de Trabalho Psicologia, Infância e Juventude, do GT de Saúde Mental, Crack, Álcool e outras drogas e GT Psicologia e Assistência Social. e integra o grupo de Estudos e Pesquisa Transversalizando (UFPA). Agrega experiências em atividades voltados à Política Nacional de Assistência Social, Infância e Juventude, Psicologia da Saúde e Saúde Mental com ênfase na Política Sobre Drogas.

VANDERLÉIA DE LURDES DAL CASTEL SCHLINDWEIN

Docente do Departamento de Psicologia (DEPSI) e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), coordenadora do Centro de Estudo e Pesquisas em Saúde Mental e Trabalho na Amazônia/CEPEST/RO.

VANESSA GOES DENARDI

Doutoranda em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com período sanduíche na Universidad Complutense de Madrid (UCM), Mestra em Educação pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Especialista em Gestão Educacional: Organização Escolar e Trabalho Pedagógico pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), e Licenciada em Letras. É pesquisadora do Grupo de Estudos Linguagem e Dialogismo (GELID/UFSC) e do Núcleo de Pesquisa em Linguística Aplica (NELA/UFSC). Realiza estudos com ênfase na História e Historiografia da Educação, Ensino-aprendizagem de língua materna e Análise do Discurso. Atua como docente na Faculdade Estácio Florianópolis e como professora-tutora e coordenadora dos cursos de Letras EAD no Centro Universitário Estácio de Sá de Santa Catarina.

WALISON ALMEIDA DIAS

Graduado em Ciências da Religião pela Universidade do Estado do Pará, especialista em Cultura e Teologia na Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI), Mestrando em Ciências da Religião (PPGCR) com foco em Religião e Sociedades sendo realizado na Universidade do Estado do Pará (UEPA).