Capa do livro: ENCONTROS DE MICHEL FOUCAULT COM GILLES DELEUZE E FÉLIX GUATTARI <br> governamentalidades, arqueogenealogias e cartografias

ENCONTROS DE MICHEL FOUCAULT COM GILLES DELEUZE E FÉLIX GUATTARI
governamentalidades, arqueogenealogias e cartografias

Autores: Flávia Cristina Silveira Lemos - Alcindo Antônio Ferla - Alex Fabiano Correia Jardim - Aluísio Ferreira de Lima - Amanda Priscilla de Miranda Teixeira - Ana Celina Bentes Hamoy - André Benassuly Arruda - Arthur Elias Silva Santos - Artur Nascimento Barbedo Couto - Ataualpa Maciel Sampaio - Bruna Cruz de Almeida - Bruno Jáy Mercês de Lima - Daiane Gasparetto da Silva - Daniel Castro Silva - Hélder Côrrea Luz - Igor do Carmo Santos - Jéssica Modinne de Souza Silva - João Paulo Pereira Barros - Larissa Azevedo Mendes - Luciana Batista da Silva - Marcelo Moraes Moreira - Mariane Batista Bitencourt Couto - Marilda Couto - Mário Nunes Nascimento Neto - Pedro Paulo Gastalho de Bicalho - Renata Vilela Rodrigues - Shirle Rosângela Meira de Miranda

Esta coletânea internacional visa pensar por meio do conceito de governamentalidade, na articulação com a cartografia e a arqueogenealogia possibilidades de práticas de poder, saber e subjetivação na História do Presente. Busca-se interrogar acontecimentos-analisadores, os quais explicitam modos de existir e governos da conduta sob o prisma analítico de Michel Foucault na conversação com Gilles Deleuze e Félix Guattari.

Impresso
de R$ 245,00 por
R$ 179,90
Digital
de R$ 245,00 por
R$ 171,50

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-2402-5
ISBN DIGITAL:978-65-251-2400-1
DOI: 10.24824/978652512402.5
Ano de edição: 2022
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 764
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

ENCONTROS DE MICHEL FOUCAULT COM GILLES DELEUZE E FÉLIX GUATTARI <br> governamentalidades, arqueogenealogias e cartografias

Adriana Elisa de Alencar Macedo

Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia – UNAMA (2005). Especialização em Saúde Mental pela Universidade do Estado do Pará – UEPA (2004). Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Pará – UFPA (2012-2014) com foco para políticas públicas em Centros Socioeducativos Femininos e foi bolsista do CNPq durante esse período. Doutora em Psicologia pela UFPA. Doutorado sanduíche na Universidade de Évora - Bolsista CAPES (2019). Experiência em Psicologia Clínica e pessoas com deficiência. Já atuou como psicóloga para vítimas de violência sexual. Presidenta da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CRP10. Conselheira Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Pará (CEDCA) - 2013 a 2017. Membro do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra a Criança e o Adolescente - Pará - 2013 a 2018. Conselheira do conselho municipal de assistência social de Belém (CMAS) - 2017 a 2018. Integrante do Fórum do direito da criança e adolescente do Pará - FDCA - 2013 a 2018. Integrante da coordenação do núcleo ABRAPSO - BELÉM de 2015 a 2017. Entre 2015 e 2017 atuou como docente no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR). Atualmente compõe a comissão de gênero e diversidade sexual do CRP 16. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: direitos humanos, violências, medidas socioeducativas, políticas públicas, SINASE, história oral e pesquisa documental.

 

Adriene Neves de Almeida

Mestranda em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB). Bacharela em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Pesquisadora Associada do Núcleo de Pesquisa Flora Tristán: representação, conflitos e direitos (IPol/UnB) e do Núcleo de Estudos Sobre Etnopolítica e Territorialidades na Amazônia (NETTA/CNPq).

 

Alan Christian de Souza Santos

Doutor em História Social da Amazônia pela Universidade Federal do Pará, onde também cursou o mestrado (2011) e se tornou Licenciado Pleno e Bacharel em História (2008). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Campus Paragominas. Tem experiência na área de História do Brasil e História da Amazônia, priorizando temas como elites e intelectuais no final do século XIX e início do XX, jogos políticos, sociabilidades, imprensa, biografia histórica e educação. É membro dos Grupos de Pesquisa Militares, Política e Fronteiras na Amazônia e Educação, Ciência e Meio Ambiente.

 

Alcindo Antônio Ferla (Org.)

Possui graduação em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002). Atualmente é Professor Associado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), atuando no Curso de Bacharelado e no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Também atua como professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Social da Universidade Federal do Pará (UFPA), como professor no Mestrado Profissional em Saúde da Família da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), como pesquisador visitante do Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz/FAPEAM, como pesquisador visitante na Alma Mater Studiorum - Università Di Bologna / Centro de Saúde Internacional e Intercultural e como pesquisador convidado no Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud, da Universidad Nacional Autónoma de Nicaragua. Líder do Grupo de Pesquisas Rede Internacional de Políticas e Práticas de Educação e Saúde Coletiva (Rede Interstício).

 

Alda Romaguera

Professora/pesquisadora da Universidade de Sorocaba - UNISO. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Campinas (1993). Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp (2010), na área temática: Educação, Conhecimento, Linguagem e Arte. Pós doutora pela UFSC. Minhas pesquisas, com foco na formação docente e cotidiano escolar, se voltam para as questões ético-estético-políticas na educação. Pesquisadora colaboradora do grupo OLHO na FE/UNICAMP; professora convidada no Doctorado Educación, Arte y Cultura, da UABJO, Oaxaca, México. Vice presidente da Associação de Leitura do Brasil (ALB), gestão 2020/2022.Coordeno o grupo de estudos Grupo Ritmos: Estética e Cotidiano Escolar (GREeCE).Editora da QUAESTIO: Revista de Estudos em Educação. 

 

Alex Fabiano Correia Jardim (Org.)

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros (1994). Especialização em Filosofia pela Universidade Federal de Uberlândia. Mestrado em Educação (Fundamentos Filosóficos da Educação) pela Universidade Federal de São Carlos (2001 com bolsa do CNPq) e Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (2007), com estágio no exterior pela Université de Paris I - Panthéon Sorbonne (com bolsa da FAPEMIG). Fez o pós-doutorado na Universidade Nova de Lisboa (com bolsa CAPES). Atualmente é professor efetivo da Universidade Estadual de Montes Claros. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia Moderna e Contemporânea, em especial, no pensamento de Michel Foucault e Gilles Deleuze. Professor permanente do Programa de Mestrado em Letras/Estudos literários, discutindo a ressonância entre literatura e filosofia. Professor do Mestrado profissional em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR). Coordenador do Grupo de Pesquisa em Filosofia, Ciências Humanas e Outros Sistemas de Pensamento/CNPq. Coordenador do Mestrado Profissional em Filosofia/Unimontes, MG. Atualmente, Coordenador do GT Deleuze & Guattari vinculado à ANPOF.

 

Alisson Barboza Azevedo

Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Especialista em Direito Constitucional pelo LFG-Uniderp; Militante do movimento de pessoas com deficiência; foi chefe de assuntos jurídicos da secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, entre 2015 e 2016.

 

Aluísio Ferreira de Lima (Org.)

Possui graduação em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002). Atualmente é Professor Associado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), atuando no Curso de Bacharelado e no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Também atua como professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Social da Universidade Federal do Pará (UFPA), como professor no Mestrado Profissional em Saúde da Família da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), como pesquisador visitante do Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz/FAPEAM, como pesquisador visitante na Alma Mater Studiorum - Università Di Bologna / Centro de Saúde Internacional e Intercultural e como pesquisador convidado no Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud, da Universidad Nacional Autónoma de Nicaragua. Líder do Grupo de Pesquisas Rede Internacional de Políticas e Práticas de Educação e Saúde Coletiva (Rede Interstício).

 

Amanda Priscilla de Miranda Teixeira (Org.)

Graduanda em Direito no CESUPA.

 

Ana Carolina Farias Franco

Possui Graduação em Psicologia (UFPA). Mestra em Psicologia Social (PPGP/UFPA). Doutora em Educação (PPGED/UFPA), com pesquisa sobre Formação em Psicologia e Educação em Direitos Humanos. Coordenadora de Ensino do IFPA/Ananindeua. É psicóloga do Instituto Federal do Pará (IFPA) - Campus Ananindeua. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Psicologia Social e Política - transversalizando história, filosofia e educação.

 

Ana Carolina Lopes Ribeiro

Médica graduada pela Universidade Estácio de Sá (UNESA - Rio de Janeiro).

 

Ana Carolina Pinto de Sousa

Psicóloga, graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

 

Ana Celina Bentes Hamoy (Org.)

Mestrado em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Pará (2015). Atualmente é advogada Centro de Defesa da Infância do Movimento República de Emaús. Professora de Direito Penal, Processo Penal e Direito da Criança e do Adolescente. Tem experiência na área da advocacia criminal, Ciência Política, com ênfase em Direitos Humanos, atuando principalmente nos seguintes temas: direitos humanos, direito penal, medidas socioeducativas, ato infracional, neoliberalismo e políticas, crianças e adolescentes. Já atuou junto conselhos deliberadores de políticas como o conselho de segurança pública do Pará, participa do grupo de pesquisa sobre segurança pública intervenção penal do Programa de pós-graduação em Direito do Instituto de ciência jurídicas da Universidade Federal do Pará. è Professora de direito penal e processo penal, de direito da criança e do adolescente, sociologia jurídica e Introdução ao estudo do direito.

 

Ana Luiza Gonçalves Dias Mello

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação, Processos Formativos e Desigualdades Sociais (PPGEdu) da UERJ e doutoranda no Programa de Pós-graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS) da UFRJ/UFF/UERJ/FIOCRUZ. Possui Mestrado Acadêmico pelo Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências, Ambiente e Sociedade (UERJ-FFP-2015); Especialização Lato Sensu em Educação Básica - Ensino de Biologia (UERJ-FFP- 2013); graduação em Medicina Veterinária (UFF - 2008); graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura Plena (UNIVERSO - 2011); graduação (em andamento) em Pedagogia (UNIRIO) e formação Técnica Profissional em Conservação e Gerenciamento Ambiental pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ (2003). Professora de Ciências nas Redes Municipais de Educação de São Gonçalo (RJ) e Saquarema (RJ). Autora, em parceria com Sávio Freire Bruno, do livro infantil O pato mergulhão.

 

Ananda Pauliane Monteiro Nascimento

Graduanda em Bacharelado em Direito, no Centro Universitário Metropolitano da Amazônia – UNIFAMAZ.

 

Anderson Reis de Oliveira

Graduando do curso de Psicologia da Universidade Federal do Pará (UFPA); Membro do grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão Transversalizando; Bolsista PIBIC desenvolvendo pesquisa na área de direitos humanos, racismos, infância e adolescência. Interesse nas áreas de relações étnicos raciais, gênero, sexualidade e psicologia social e comunitária.

 

André Benassuly Arruda (Org.)

Obteve graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (2006). Realizou mestrado na UFPA através do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social (PPGP), iniciado em 2011 e concluído em junho de 2013. Iniciou o Doutorado no PPGP/UFPA em 2021 com prazo de defesa para 2025. Participa do Grupo de Pesquisa “Transversalizando” coordenado pela Profª. Drª Flávia Cristina Silveira Lemos (UFPA), focado em temáticas sociais, tendo como referência teórica central a obra de Michel Foucault e Filosofia Crítica. Nos anos de 2006 a 2007 trabalhou no município de Trairão/PA (transamazônica) com enquadramento funcional de técnico psicólogo no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), onde contribuiu na organização e efetivação do Sistema Único de Saúde na referida região. De 2007 a 2008 desenvolveu suas atividades profissionais no município de Abaetetuba em unidades governamentais como: Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Núcleo de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente (NAECA). De 2009 a 2010, com enquadramento de assessor, contribui na Câmara de Defesa Social e Direitos Humanos da Secretaria de Governo do Estado do Pará. A partir do início de 2013 passou a compor o quadro de técnicos psicólogos do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECA), mais especificamente do Programa de Proteção de Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM), encerrando suas atividades neste programa em junho de 2014. Entre os de 2015 c a 2020 lecionou na Universidade da Amazônia, nos cursos de Psicologia, História, Letras, Artes Visuais, Matemática e Biologia, Comunicação Social, Serviço Social, entre outros. Tem experiência profissional na área de Psicologia Social, com ênfase em Serviço Social; Políticas Públicas Sociais; Direitos Humanos; Controle Penal Juvenil e Violência Letal Juvenil; Saúde Mental e atendimento psicossocial. Atualmente é docente na Faculdade dos Carajás pelo curso de Psicologia.

 

Anita Guazzelli Bernardes

Doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. É também professora e pesquisadora do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco. Bolsista Produtividade CNPq.

 

Antonio José do Nascimento Ferreira

Graduado em jornalismo pelo Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB); Pós-graduado em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Brasileira de Educação e Cultura (FABEC); Secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, de 2011 à 2016; Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONADE), em 2013 e 2014; Atual superintendente Municipal de direitos das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida da prefeitura de Goiânia/GO.

 

Antônio Vladimir Félix-Silva

Professor do Curso de Medicina e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Piauí-UFPI/Campus Ministro Reis Veloso/Parnaíba. Doutor em Ciências Psicológicas pela Universidade de Havana (Cuba). Atualmente, está vinculado e à linha de pesquisa Psicologia, Saúde Coletiva e Processos de Subjetivação/Núcleo de estudos Análise Institucional e Cartografia/UFPI e ao Projeto de Investigação sobre Práticas Profissionais e Formação em Saúde no SUS: contribuições e inovações da Análise Institucional para a Saúde Coletiva (Unicamp/UFF/Université Cergy Pontoise), realizando pesquisa com Esquizoanálise e Cartografia dos Processos de Subjetivação em Saúde e Educação da Diferença em Contextos de Vidas Precárias, de Movimentos Minoritários; Grupalidades e Grupos Institucionais e Comunitários, tais como: Hip-hop; Slam das Minas; Artistas de Rua; Marisqueiras; Pescadoras e Pescadores Artesanais; Pessoas em Situação de Rua; Comunidade LGBTTI+; Transexualidade; Transfeminismo; Feminismo; Comunidades de Terreiro; RENAFRO Saúde; Pessoas em Situação de Cárcere; Pessoas com Sofrimento Psíquico em Conflito com a Lei; Juventude, Crianças e Adolescentes em Conflito com a Lei; Profissionais, Familiares e Usuários da Rede de Saúde e da Rede de Atenção Psicossocial.

 

Arthur Elias Silva Santos (Org.)

Possui graduação em Psicologia/UFPA (2013). Licenciado em Música/UEPA (2010). Mestre em Psicologia/UFPA (2016). Foi bolsista CAPES no Mestrado. Atualmente é doutorando em Psicologia/UFPA e professor do Departamento de Psicologia da Universidade do Estado do Pará (UEPA). É membro do Grupo Transversalizando: estudo, pesquisa e extensão. Realiza estudos sobre Modos de subjetivação contemporâneos; Psicologia, justiça e políticas públicas; Cidade, cultura e subjetividade; Subjetividade, arte e filosofia da diferença.

 

Artur Nascimento Barbedo Couto (Org.)

Doutorando em Psicologia Social da Universidade Federal do Pará (UFPA). Docente no Plano Nacional de Formação de Professores (PARFOR) pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Docente na Faculdade de Educação e Tecnologia da Amazônia (FAM). Mestre em Psicologia Social e Clínica pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social e Psicologia Clínica.

 

Ataualpa Maciel Sampaio (Org.)

Possui graduação (1997) e mestrado (2005) em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Leciona Psicologia Social e Psicologia Aplicada ao Direito no Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM). Atua como psicólogo no Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF3) , realizando trabalhos com as equipes de saúde da família e com a população por elas assistidas. Tem experiência e interesse de pesquisa nas áreas de saúde mental e de modelos de atenção e de promoção à saúde.

 

Ayumi Gabriela Domingues

Discente de Psicologia da Universidade Federal do Pará (UFPA).

 

Bárbara Cossettin Costa Beber Brunini

Psicóloga graduada pela Universidade Paranaense - UNIPAR. Especialista em Adolescência pela PUC do Paraná. Especialista em Programa Saúde da Família pela UFG - Universidade Gama Filho. Mestre em Ciências da Educação pela UTCD. Mestre em Psicologia e Sociedade pela UNESP/ Assis. Doutoranda em Psicologia pela UEM - Universidade Estadual de Maringá. Atualmente é docente da Universidade Paranaense. Psicóloga da Prefeitura Municipal de Icaraíma onde exerce nas áreas de Psicologia em saúde pública e Psicologia jurídica. Tem experiência na área de Psicologia com ênfase em Psicologia e Saúde Pública, Diversidade, Feminismo e Psicologia Jurídica, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia e saúde pública, diversidade e direitos humanos, feminismos e psicologia jurídica. Professora de Pós-Graduação. Colunista do Jornal Caderno Jurídico. Organizadora do livro “Família: Psicologia e Direito”. Membro do DeVerso - Grupo de pesquisa em sexualidade, saúde e política da Universidade Estadual de Maringá. Membro do Grupo de Estudo Feminismo, Saúde Mental e Gênero da Universidade Estadual de Maringá.

 

Bruna Cruz de Almeida (Org.)

Psicóloga graduada pela Universidade Federal do Pará (UFPA), mestre em Psicologia Clínica e Social pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFPA e atualmente doutoranda do mesmo programa. Psicóloga educacional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), Campus Belém, atua na Assistência Estudantil e na equipe multiprofissional do Núcleo de Atendimento a Pessoas com Necessidades Específicas. É também membro da Comissão de Permanência e Êxito do IFPA, no Campus Belém. Dedica-se à pesquisa sobre processos de medicalização da vida, práticas não medicalizantes e a interface entre Educação e Saúde. É membro do Grupo de Pesquisa em Educação Inclusiva (GPEI - NAPNE/IFPA). Participa também dos grupos de pesquisa InquietAções e Transversalizando, ambos vinculados à UFPA.

 

Bruno Jáy Mercês de Lima (Org.)

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade do Estado do Pará (UEPA) e graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É especialista em Estratégia Saúde da Família pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e especialista em Educação para Relações Etnicorraciais pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnología do Pará (IFPA). Mestre e Doutor em Psicologia (PPGP-UFPA). Desenvolve pesquisas nas áreas de saúde pública, saúde mental, psicologia social e psicologia política. Experiência em docência de nível técnico, superior e pós-graduação. Integrante do Grupo de Pesquisa Transversalizando. É assessor parlamentar da Deputada Federal Vivi Reis (PSOL/PA).

 

Caio Souto

Professor Efetivo de Filosofia do IFAM. Faz Pós-Doutorado em Filosofia na PUC-PR, é Doutor em Filosofia pela UFSCar com estágio na Sorbonne-Panthéon Paris-I, Mestre em Filosofia pela UFSCar, Graduado em Filosofia pela UNIFRAN e Graduado em Direito pela PUC-SP. É membro do GT Filosofia Francesa Contemporânea e do GT Filosofia e Psicanálise, da ANPOF. Tem experiência de pesquisa na área de filosofia contemporânea, com ênfase na reflexão sobre a modernidade, em especial a partir de autores como Georges Canguilhem, Gaston Bachelard, Simone Weil, Jean Cavaillès, Alexandre Koyré, Michel Foucault e Friedrich Nietzsche. Também tem interesse nas epistemologias do sul, no pensamento africano, afrodiaspórico, latino-americano, ameríndio e brasileiro, sob uma perspectiva decolonial. É o criador do canal Conversações Filosóficas, no YouTube.

 

Camilla Fernandes Marques

professora do curso de Psicologia da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Mestre e Doutora em Psicologia, com ênfase em Saúde, pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), com período de estágio doutoral na Universitat Autònoma de Barcelona (UAB). E-mail: camilla.fmt@hotmail.com ORCID: https://orcid.org/0000-0003-1305-9709

 

Cinthia de Castro Santos

Psicóloga, especialista em Saúde Mental pela Universidade do Estado do Pará/UEPa, Mestra em Psicologia pela Universidade Federal do Pará/UFPa e Doutoranda em Psicologia do Programa de Pós-Graduação em Psicologia PPGP /UPFa.

 

Cristiane de Souza Santos

Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará. Especialista em Saúde Mental pelo Instituto Brasileiro de Pós-graduação e Extensão, IBPEX.(2009). Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Pará (2007).

 

Daiane Gasparetto da Silva (Org.)

Graduada em psicologia pela Universidade Federal do Pará, mestra e doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará. Realiza pesquisa sobre produção de subjetividade e modos de existência nas cidades. Integrante do Grupo de Pesquisa Transversalizando, do Grupo de Trabalho “Saúde Mental, Álcool e outras drogas” (CRP-10) e da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Em 2015, atuou como docente no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) e, entre 2015 e 2017, como professora substituta na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Pará. Atua, desde 2019, como professora substituta do Departamento de Psicologia da Universidade do Estado do Pará e como Psicóloga/Técnica em Gestão Penitenciária do Estado do Pará (SEAP). Conselheira do CRP 10 - PA/AP. Possui experiência em artes, principalmente em dança contemporânea e composição de canções.

 

Daniel Castro Silva (Org.)

Graduando em Psicologia na Universidade Federal do Pará (UFPA). Foi bolsista (PIBIC/CNPq) de Iniciação Científica (2018/2019). Atualmente está como Bolsista Estagiário (PROBOLSA/UFPA) no projeto de extensão “Plantão Psicológico” da Superintendência de Assistência Estudantil (SAEST/UFPA). É integrante do Grupo Transversalizando, do Grupo de Estudos na Abordagem Centrada na Pessoa (GEACP) e membro estudantil da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Tem experiência na área de Saúde Mental, Plantão Psicológico, Judicialização, Psicologia Social e Política, Sexualidade, Michel Foucault, Carl Rogers.

 

Dário Azevedo dos Santos

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará. Mestre em Planejamento e Desenvolvimento na Amazônia pelo Núcleo de Altos Estudos da Amazônia (NAEA/UFPA). Doutor em Educação na linha de pesquisa Educação: Currículo, Epistemologia e História do Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Ciências da Educação (PPGED/ICED/UFPA). Professor adjunto da Universidade Federal do Pará (UFPA/Campus de Castanhal).

 

David Junior de Souza Silva

Professor do Mestrado Profissional em Ensino de História da Universidade Federal do Amapá (PROFHISTORIA/UNIFAP) e do Mestrado em Desenvolvimento Socioespacial e Regional da Universidade Estadual do Maranhão (PPDSR/UEMA). Editor-Gerente da PRACS – Revista de Ciências Sociais da UNIFAP. Doutor em Geografia (IESA/UFG).

 

Deivison Warlla Miranda Sales

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Piauí (2015) e Pós-Graduação (Especialização) em Filosofia Contemporânea pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2018). Pós-Graduação (Especialização) em Direitos Humanos e Contemporaneidade pela Universidade Federal da Bahia/SEAD (2020). Atua como Psicólogo na área de Saúde Mental e Cuidado para Pessoas em Situação de Rua na perspectiva da Redução de Danos. Tem como focos de pesquisa Saúde Mental, Clínicas Esquizoanalíticas, Processos de Subjetivação na Contemporaneidade, Psicologia e Direitos Humanos.

 

Dolores Galindo

Possui Pós-Doutorado (2015-2016), Doutorado (2006) e mestrado (2002) em Psicologia Social pela Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), com Doutorado Sanduíche na Universidade Autônoma de Barcelona (2004). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 1999. Atua como Professora no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso. a graduação, atua como Docente lotada no Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (2013-2014). Lidera o Grupo de Pesquisa Laboratório Tecnologias, Ciências e Criação (LABTECC), desde 2010. Atua como docente nos Programas de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea e em Psicologia da UFMT. Como convidada, orienta no Programa de Pós-Graduação em Psicologia e Sociedade da UNESP / Assis. 

 

Dorivaldo Pantoja Borges Júnior

Graduando em Psicologia pela Universidade da Amazônia (UNAMA). É pesquisador do grupo de estudo e pesquisa em Psicanálise e Cinema (GEPPCINE/UNAMA) e, também, do Grupo de Pesquisa Capital Social e Cultural (UNAMA/CNPq); É Diretor científico da Liga Acadêmica Paraense de Saúde Mental (LAPASME) e membro da Liga Acadêmica de Estudos Psicanalíticos (LAEP/UNIFAMAZ). Foi bolsista PIBIC/CNPq no Programa de Pós-graduação em Comunicação Linguagens e Cultura (PPGCLC/UNAMA) em 2020 e, do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA) em 2019. Possui interesse nas áreas de Psicologia Clínica, Psicologia da Saúde e Psicologia Organizacional, versando em temas como: psicanálise, saúde mental; psicopatologia fundamental, clínica em HIV/aids e entrelaçamentos entre subjetividade, cinema e cultura.

 

Eduardo Jordão

Graduado da Universidade de Sorocaba (UNISO).

 

Elen Ferraz

Graduado Universidade de Sorocaba (UNISO).

Eric Campos Alvarenga

Possui graduação, mestrado e doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará. É professor efetivo do curso de Psicologia da UFPA. Atuou como coordenador pedagógico do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) e do Programa Nacional de Avaliação de Serviços de Saúde (PNASS). É coordenador do Grupo de Estudos em Saúde na Amazônia e do grupo Homens, gênero e saúde na Amazônia. Tem atuado lecionando e fazendo pesquisas nas áreas de Psicologia Organizacional e do Trabalho, Saúde do Trabalhador, Saúde Coletiva e Saúde do Homem.

Érica Speglich

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (1997), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2003), especialização em Divulgação Científica pela Universidade Estadual de Campinas (2004) e doutorado e pós-doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2009). Sua produção caminha entre imagens, cinema, educação, ciência, divulgação.

Estela Scheinvar

Socióloga, doutora em Educação/ Universidade Federal Fluminense. Professora Titular do Departamento de Educação da Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo e do programa de Pós-Graduação em políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. estela@uerj.br

Felipe Sampaio de Freitas

Professor Colaborador Voluntário, de Filosofia, na Universidade do Estado do Pará (Campus CCSE). Professor do Ensino Fundamental II e Médio nos Colégios Madre Celeste Tapajós e Irmã Josepha, em Belém do Pará. Doutorando em Psicologia Social (PPGP); Mestre (PPGFIL/IFCH, bolsista CAPES), Licenciado em Filosofia (FAFIL/IFCH, bolsista PROEX/NAVEGASABERES) e Graduando em Letras - Ling. Portuguesa (FALE-ILC) pela Universidade Federal do Pará. Tem interesse nas áreas da filosofia política (francesa, italiana e africana) contemporânea, no âmbito do pensamento de Foucault, Deleuze, Negri, Esposito e Mbembe; e, na psicologia social, sobre as temáticas da esquizoanálise e do impacto das novas tecnologias, bem como, da internet, na constituição biopsicossocial do sujeito. Atualmente, reflete a biopolítica, buscando sua relação e problematização com as novas formas de governamentalidade e trabalho, na internet, em sua intrínseca relação para com a constituição de subjetividade na contemporaneidade. É membro do corpo editorial dos periódicos APOENA (ISSN 2596-1632 ) e PRACS (ISSN 1984-4352). Integra o Grupo de Pesquisa Temática em Filosofia Contemporânea - PPGFIL/UFPA; o Grupo de Pesquisa Transversalizando - PPGP/UFPA; o GT de Psicologia Política da ANPEPP; vice lidera o Grupo de Estudos e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea - COGITANS/UEPA.

Fernanda Bottari Lobão dos Santos

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia na UFRJ. Pós-graduanda no curso de especialização em Psicologia Jurídica na PUC-Rio. Graduada (2018) em Psicologia pela UFRJ. Tem experiência no campo de políticas públicas para a infância e a juventude, com ênfase em medidas socioeducativas e protetivas. Os eixos temáticos de maior interesse em pesquisa são: adolescentes autores de ato infracional, sistema socioeducativo, produção de pobreza, seletividade penal e análise institucional.

Fernanda Cristine dos Santos Bengio

Professora Adjunta na Universidade Federal do Pará (UFPA), Campus de Altamira. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2011) e em Gestão de Órgãos Públicos pela Universidade da Amazônia (2006). Especialista em Psicologia Clínica. Doutora e Mestra em Psicologia (UFPA). Possui experiência profissional no campo da Assistência Social (proteção básica e especial), na clínica psicológica e educação. Interesses de pesquisa no campo da Psicologia da Educação e Psicologia Social com os seguintes recortes: infância e juventude; assistência social; processos de territorialização; patrimônio cultural; memória coletiva; e direito à cidade.

Fernanda de Andrade Proença

Graduada em Psicologia e Mestre em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis.

Fernanda Nazaré da Luz Almeida

Especialização em Administração de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas, Brasil (2004). SÓCIA do CNAA Consultoria e Treinamento LTDA. Brasil.

Flávia Andrade Almeida

Psicóloga clínica e hospitalar, Especialista em Psicologia da Saúde, Psico-oncologia e Prevenção do Suicídio. Doutoranda em Psicologia Clínica na Universidade de São Paulo (USP) realizando pesquisa sobre Sofrimento psíquico na racionalidade neoliberal com uma proposta de investigação winnicottiana sobre a dimensão sóciopolítica do sofrimento. Mestre em Filosofia pela PUC-SP (bolsista CNPq) com a pesquisa "Suicídio na Biopolítica: estudo à luz dos escritos de Michel Foucault tendo a dissertação indicada pela coordenação do Programa de Pós-graduação em Filosofia da PUC-SP ao Prêmio Filósofas 2020, promovido pela ANPOF (Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia). Graduada em Psicologia na USJT, com Especialização em Prevenção do Suicídio pelo Programa de Atenção às Tentativas de Suicídio pela USJT. Pós-graduação em Cuidados Paliativos na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e Residência em Psico-oncologia na Fundação Antônio Prudente: AC Camargo Câncer Center. Especialista em Psicologia da Saúde (CRP-SP). É membro do Grupo de pesquisa Michel Foucault da PUC-SP e pesquisadora do Lapecri (Laboratório de Pesquisa sobre o Desenvolvimento Psíquico e a Criatividade em Diferentes Abordagens Psicoterápicas) da USP.  Tem experiência principalmente nos seguintes temas: Psicologia Hospitalar e da Saúde, Psico-oncologia, Prevenção do suicídio e estudos da subjetividade nas perspectivas de Donald W. Winnicott e de Michel Foucault. Direciona seus estudos para os temas em Psicologia da Saúde, Prevenção do Suicídio, Luto, Tanatologia, Cuidados Paliativos, Psicanálise e Filosofia Contemporânea. Atualmente é psicóloga do centro de oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e docente do curso de graduação em Psicologia da Universidade Paulista - UNIP.

Autora do livro Suicídio e Medicalização da vida - reflexões a partir de Foucault (CRV, 2021)

 

Flávia Cristina Silveira Lemos (Org.)

Possui graduação em Psicologia/UNESP (1999). Pedagoga, Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Mestre em Psicologia e Sociedade/UNESP (2003). Doutora em História Cultural/UNESP (2007). É professora associada III, na Graduação e no Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA. Foi professora colaboradora no Programa de Pós-graduação em Educação/UFPA. Integrou a Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia (2017-2019). Integrante do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Coordena o Grupo: Transversalizando. Realiza estudos sobre: Modos de subjetivação contemporâneos, práticas de medicalização e judicialização da vida; Psicologia, justiça e políticas públicas; Recepção sócio-histórica de Michel Foucault no Brasil e Filosofia da diferença; Psicologia, formação, epistemologia e história; Cidade, cultura e subjetividade; Dispositivo clínico, saúde mental e direitos de crianças e adolescentes. Realiza estudos sobre Deleuze, Foucault e Guattari, em Esquizoanálise, Filosofia da Diferença e Arqueogenealogia.

Gabriela Rodriguez Bissio

Possui graduação em Ciências da Educação - Universidad de la República -UdelaR-, Uruguai (2010) e mestrado do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro -UERJ- (2014). Tem experiência nas áreas de educação e de línguas estrangeiras, como docente e pesquisadora. Também possui experiência em gestão de programas educativos e no campo do desenvolvimento de materiais e projetos didáticos e do uso de TICs na educação.

Gilcilene Dias da Costa

Professora Associada II da Universidade Federal do Pará (UFPA). Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura (PPGEDUC/UFPA) e do Programa de Pós-Graduação em Educação na Amazônia (PGEDA) da Associação Plena em Rede (EDUCANORTE). Coordenadora do Grupo de Pesquisa ANARKHOS – Arte-Performance, Micropolíticas e Experimentações Literárias na Educação (UFPA/CNPq). Coordenadora do projeto de pesquisa “O livro-rizoma e a máquina literária: devires do corpo político feminino nas artes de escrever-educar” (UFPA). E-mail: gilcilene@ufpa.br

Giovana Barbieri Galeano

Doutoranda em Psicologia Social e Institucional pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com período Sanduíche no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Mestra em Psicologia, área de concentração Psicologia da Saúde, pela Universidade Católica Dom Bosco. Tem Graduação em Psicologia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). E-mail: giovanagaleano@hotmail.com ORCID: https://orcid.org/0000-0002- 5293-6439

Gislei Domingas Romanzini Lazzarotto

Possui graduação em Psicologia e mestrado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009). Foi professora do Departamento de Psicologia Social e Institucional do Instituto de Psicologia da UFRGS. Coordenou o Grupo de extensão e pesquisa Estação Psi com ações em análise institucional e formação em psicologia no contexto de políticas públicas juvenis, educação e saúde coletiva; desenvolveu atividades com as Faculdades de Educação e Direito no Núcleo de Extensão e Pesquisa do Programa Interdepartamental de Práticas com Adolescentes em Conflito com a Lei(PIPA) e com o Centro Interdisciplinar de Educação Social e Socioeducação. Conversações atuais: grupalidade e saúde coletiva; educação, feminismo e antirracismo. Atua como Analista Institucional Apoiadora no Centro Interdisciplinar de Educação Social e Socioeducação da Faculdade de Educação e no Programa de Extensão Clínica Feminista do Instituto de Psicologia, ambos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Coletivo de Estudo: “de que se trata aprender no contemporâneo?”

Guilherme Bittencourt Ocampo dos Santos

Professor Adjunto no curso de Psicologia da Universidade Federal do Delta do Parnaíba - UFDPar - PI. Psicólogo e bacharel em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) (2010), Mestre (2012) e Doutor (2017) em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor Colaborador no PPG-Psi da UFDPar. Coordenador do NuTEPSS - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Saúde e Subjetividade da UFDPar - PI. Integrante do GT de Psicologia Política da ANPEPP. Tem experiência na área de psicologia clínica e institucional, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de subjetivação em saúde mental e através dos dispositivos de sexualidade; direitos sexuais e reprodutivos em contexto de HIV/Aids; políticas de saúde e saúde coletiva; perspectiva decolonial e pensamento brasileiro; análise institucional; esquizoanálise, clínica transdisciplinar; filosofia da diferença; arte e linguagem nos processos de subjetivação sob a ótica dos estudos contemporâneos da subjetividade; epistemologia e história da psicologia, desenvolvidos a partir da perspectiva teórica de Michel Foucault. ORCID: http://orcid.org/0000-0001-9318-8580

Hélder Côrrea Luz (Org.)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (2004), graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2020), graduação em Filosofia pela Universidade de Santo Amaro (2020), Especialização em Gestão de Saúde pela Universidade Federal do Pará, Especialização em DEsenvolvimento Institucional, Gestão Pública, Orçamentária e Financeira pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Ufpa (inconcluso) e mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal do Pará (2013). Atualmente é professor - SECRETARIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO DO PARÁ. Atuando principalmente nos seguintes temas: gestão em saúde, subjetividade, educação, filosofia africana, pensamento de Foucault, Deleuze e Guatari.

Hebe Signorini Gonçalves

Graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1975), Mestre (1993) e Doutora (2001) em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Atualmente é professora associada do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre a Infância e Adolescência Contemporâneas. Membro do Laboratório Interdisciplinar de Estudos e Intervenção em Políticas Públicas de Gênero. Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRJ. Associada à SBPC. Professora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Direitos Humanos do NEPP-DH/UFRJ. Atua na área de Psicologia Social, com ênfase em Psicologia Jurídica.

Hércules Soares

Professor efetivo da rede estadual e particular. Ator e Arte-educador formado pela Universidade de Sorocaba (2012). Co-fundador do Coletivo Cê (2009), ajuntamento de diversos artistas para pesquisar as linguagens da arte. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em educação e pesquisador no grupo de estudos Feminismos, Sexualidade e Política na Ufscar Sorocaba (2015).

Igor do Carmo Santos (Org.)

Doutorando (2018) e Mestre (2016) pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará, na Linha “Psicologia, Sociedade e Saúde”. Graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2013). Membro do Grupo “Transversalizando no ensino, pesquisa e extensão”. Membro da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Atuou por 03 (três) anos (2016-2019) como Psicólogo Social no Programa de Proteção à Vítimas e Testemunhas Ameaçadas de Morte (PROVITA). Foi Professor substituto na Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) de 2019 a 2021. Docente em Psicologia. Atua na área de pesquisa transversais como Psicologia Social, Produção de Subjetividades, Foucault, Governamentalidade, Direitos Humanos, Política, entre outros. 

Igor Gonçalves de Matos

Mestrando em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) (2021) e graduado em Psicologia pela mesma universidade. Obteve ênfase em Políticas Públicas e Clínica Crítica e Psicologia Social, Educação e Subjetividade, com atuação na área da Psicologia Social, Atendimento Clínico sob orientação psicanalítica e Reintegração Social. Tem experiência na área de educação, sendo que foi um dos coordenadores do núcleo Assis-SP do Movimento UNEAfro-Brasil. Além disso, realiza sua produção artística através de colagens analógicas e digitais que são publicadas em exposições coletivas e individuais.

Ingrid Viana Pamplona

Graduanda em Bacharelado em Direito, no Centro Universitário Metropolitano da Amazônia – UNIFAMAZ. E-mail: ingridvpamplona@gmail.com

Jéssica Batista Araújo

Em 2011 ingressou no curso de Psicologia na Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Rondonópolis. Logo no primeiro ano de Psicologia interessou-se pela área de psicopatologia, buscando assim ampliar seus conhecimentos e experiências na área. Foi monitora da matéria Psicopatologia geral no primeiro semestre de 2014, estagiária do Núcleo de apoio à saúde da família (NASF), em Rononópolis, MT. Terminou a graduação em 2016. Atuou na coordenação do CAPS ad Viver em Anapolis e posteriormente como psicóloga no mesmo estabelecimento. Atua como psicóloga no ambulatório Municipal de Saúde Mental. Mestre em Psicologia pela UFG, ênfase em bases históricas, políticas e teóricas da psicologia. Fez formação pelo Centro de Referência para Formação Permanente sobre Álcool e Outras drogas na Faculdade de enfermagem da UFG. Fez formação em Esquizodrama pelo Instituto Gregório Baremblitt. Docente de Psicologia na Universidade Evangélica de Goiás.

Jéssica Modinne de Souza Silva (Org.)

Doutoranda e Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará (UFPA) e graduada em Psicologia/Formação do Psicólogo pela mesma instituição. Atua como Professora Colaboradora na Universidade Federal do Pará (UEPA), no programa de aperfeiçoamento de Filosofia e Direitos Humanos (CCSE). Foi docente dos cursos de Psicologia e Educação Física (Bacharelado) da Faculdade Estácio Belém - Campus Nazaré (Belém-PA); atuou como Coordenadora do Núcleo de Apoio e Atendimento Psicopedagógico - NAAP da mesma instituição, através de atendimentos aos docentes e discentes. Coordenou o grupo de estudos em gênero, sexualidade, raça, classe e território, chamado Ver-O-Gênero, também na mesma IES. Foi educadora popular e psicóloga no Cursinho Popular da Rede EMANCIPA-PA. Tem experiência e ênfase em Psicologia Social, Psicologia da Educação (PARFOR - ICA/UFPA), Psicologia(s) de base fenomenológicas, existenciais e humanistas (Psicologia da Gestalt, Gestalt-terapia e Abordagem Centrada na Pessoa) e estudos voltados para a Psicologia da Percepção, tanto na área de pesquisa, quanto na vivência em docência e trabalho em clínica. É pesquisadora do grupo de estudos Transversalizando (UFPA).

João Paulo Pereira Barros (Org.)

Professor Adjunto do Departamento de Psicologia da UFC (Setor de Estudos de Psicologia Social). Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC) de janeiro de 2019 a julho de 2020, tendo sido vice coordenador do Programa entre julho de 2017 a dezembro de 2018. Neste programa de pós-graduação, orienta dissertações, teses e supervisiona pós-doutorado. É Editor Associado da Revista Psicologia: Ciência e Profissão, ligada ao Conselho Federal de Psicologia, e Editor Associado da Revista de Psicologia da UFC, ligada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia daquela instituição. Doutor em Educação, mestre e graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Saúde Mental pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Foi professor efetivo do Curso de Psicologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI), na área de Psicologia e Saúde Coletiva. Tem experiência nas áreas de Psicologia Social/Psicologia Comunitária, Psicologia Escolar/Educacional e no campo da Saúde Coletiva/Saúde Mental. Lider do VIESES-UFC: Grupo de Pesquisas e Intervenções sobre Violência, Exclusão Social e Subjetivação, cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPQ e como Programa de Extensão do Departamento de Psicologia da UFC. É membro do GT/ANPEPP “Territorialidades, Violências, Políticas e Subjetividades.

John L. Lima e Silva

Professor e pesquisador graduado em História - Faculdades Integradas Brasil Amazônia (2017), Especialista em História Contemporânea - Faculdades Integradas Brasil Amazônia (2019). Tem interesse na área de Cultura Escolar, Direitos Humanos e Decolonialidades, e pesquisa sobre História e Educação, abordando sobre diferentes tipos de ferramentas midiáticas, como quadrinhos, filmes e música e suas colaborações no Ensino de História e no pensamento Decolonial. Cursou o Aperfeiçoamento em Ética, Política e Direitos Humanos no Brasil e na América Latina, promovido pelo Grupo COGITANS/Universidade do Estado do Pará (Campus CCSE)

José Araújo de Brito Neto

Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará, Brasil (2015).

José Júnior Bezerra da Silva

 Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Terapeuta Ocupacional pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Membro do Grupo de Pesquisa Processos Culturais, Políticas e Modos de Subjetivação (UFAL). Especialista em Saúde do Idoso e Gerontologia. Seus principais temas de interesse são os estudos dos processos de subjetivação, estudos Foucaultianos, governamentalidade, biopolíticas e necropolíticas, Saúde Pública, Terapia Ocupacional Social, perspectivas e práticas contra-hegemônicas, juventudes, violência, currículos e formação em Terapia Ocupacional, vulnerabilidade social e medidas socioeducativas. Atua como terapeuta ocupacional nas áreas de reabilitação física a nível ambulatorial e no campo da educação especial na perspectiva da educação inclusiva. E-mail para contato: josejuniorto@outlook.com

Josefina Tranquilin-Silva

Graduada em Ciências Sociais (1986), com mestrado (1999/bolsa CNPq) e doutorado (2007/Bolsa CAPES) em Antropologia/PUC/SP. Foi bolsista CAPES/PEE no Programa de Jornalismo e Comunicação da Universidade de Coimbra (Portugal). Pós-doutora em Comunicação e Práticas do Consumo (PPGCOM/ESPM/SP) com financiamento da FAPESP/CAPES, desenvolvendo pesquisas na temática Juventudes, Comunicação-política e gênero. Professora da Universidade de Sorocaba/UNISO, nas Faculdades de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Design. Participa dos grupos de pesquisas: Juvenália - Culturas juvenis: comunicação, imagem, política e consumo/Programa de Pós-graduação em Comunicação e Práticas do Consumo/ESPM/SP e MIDCID ? midas e cidades contemporâneas/Programa de Mestrado em Comunicação e Cultura/UNISO. Orientadora de Iniciação Cientifica e Trabalhos de Conclusão de Curso (UNISO). Conselheira da Associação de Transgêneros de Sorocaba (ATS) e palestrante. Tem vários artigos publicados em revistas qualificadas pela CAPES, nas temáticas de gênero, juventudes, práticas do consumo e comunicação-política. Experiência na área de Antropologia, Comunicação, Consumo, Práticas de consumo, Marcas, Redes Digitais, Juventudes, Ativismo Digital, Metrópoles, Gêneros, Identidade de Gênero, Televisão, Sociologia, Pesquisa Etnográfica em territórios Físicos e digitais e Pesquisa de Recepção.

Júlia Tôrres Barbosa

Graduada em Psicologia pela Universidade Evangélica de Goiás (2021); Graduação em andamento em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília (UnB). Convidada a escrever sobre a temática do Trabalho de Conclusão de Curso (Título: A Influência da Pornografia nas Subjetividades das Mulheres: Um Estudo Cartográfico sobre Dispositivos de Gênero e Processos de Subjetivação) em dois livros diferentes, cuja escrita dos capítulos está em andamento

Kamila de Lima Rodrigues dos Santos

Graduação em andamento em Psicologia. Universidade Federal de Rondônia, UNIR, Brasil.

Kátia Faria de Aguiar

Psicóloga, Educadora Popular, Professora Associada do Departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia, linha de pesquisa Subjetividade, Política e Exclusão Social. É mestre em Educação / Universidade Federal Fluminense e doutora em Psicologia Social / PUC-SP. Está presidente da Ong CAPINA – cooperação e apoio à projetos de inspiração alternativa. katiafaguiarpsi@gmail.com

Larissa Azevedo Mendes (Org.)

Doutoranda em Psicologia-linha de pesquisa: Psicologia, Sociedade e Saúde-Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Pará-UFPA. Mestra em Psicologia- linha de pesquisa: Psicologia, Sociedade e Saúde-pela UFPA. Possui Graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia-UNAMA. Atualmente é coordenadora do curso de Psicologia da UNINORTE. Tem experiência na área da SAÚDE com ênfase em CLÍNICA, ENSINO-APRENDIZAGENS, PSICOLOGIA SOCIAL E EDUCACIONAL , atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, Medicalização, Saúde mental, Saúde Coletiva, Clínica, Psicologia da Educação e Psicologia Social. Perspectivas Foucaultianas e Modos de Subjetivação. Membro da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia-ABEP e da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia-ANPEPP. Atuou como conselheira no Conselho Regional de Psicologia 10ª Região e no Conselho Estadual da Política sobre Drogas do Estado do Pará.

Laura Izabelle Nobre Carvalho

Graduanda de Psicologia pela Universidade Federal de Rondônia e pesquisadora de iniciação científica no projeto Cartografias do lixão de Porto Velho: Catadores, economia solidária e processos de subjetivação. Vinculada à Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da UNIR na área de comunicação e produção cultural. Integrante do grupo de pesquisa Diferença e Processos de Subjetivação na Amazônia - DIPSA. Interesse nas áreas de Psicologia Social Pós-Construcionista, Psicologia Escolar Crítica, Psicologia Política e Esquizoanálise.

Leandro Passarinho Reis Júnior

Pós-Doutorando em Psicologia/Departamento de Psicologia da Aprendizagem, Desenvolvimento e Personalidade pela Universidade de São Paulo - USP. Doutor em Educação - Currículo, Epistemologia e História pela UFPA. Mestre em EDUCAÇÃO pela UEPA. Possui graduação em PSICOLOGIA e CIÊNCIAS BIOLÓGICAS pela Universidade Federal do Pará. Atualmente é Professor Adjunto III da Faculdade de Ciências Biológicas do Instituto de Ciências Biológicas - ICB/UFPA e Professor-Pesquisador do Programa de Pós-graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará - UFPA, Linha de Pesquisa: Psicologia, Saúde e Sociedade. Tem experiência na área de EDUCAÇÃO com ênfase em PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO, ENSINO-APRENDIZAGENS, FORMAÇÃO DE PROFESSORES, PSICOLOGIA SOCIAL, EDUCACIONAL E DA SAÚDE, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, MEDICALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO, EDUCAÇÃO AMBIENTAL, Educação Inclusiva, Educação em Saúde, Mal-Estar Docente, Psicologia da Educação, Psicologia Social e da Saúde, Perspectivas Foucaultianas e Modos de Subjetivação.

Leila Cristina da Conceição Santos Almeida

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade da Amazônia (2003), graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Pará (1998), Especialização em Psicologia Educacional com ênfase em Psicopedagogia pela Universidade do Estado do Pará (2011), Mestrado em Psicologia Social pela Universidade Federal do Pará (2013) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Pará (2018). É servidora pública da SEDUC/PA, atualmente é assessora técnica no Conselho Estadual de Educação, atuando como Secretária da Câmara de Educação Superior. É Docente desde 2015 da Universidade da Amazônia (UNAMA) e pesquisadora no grupo Transversalizando da UFPA. Avaliadora Ad hoc de periódico. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia da Educação, Currículo, Políticas públicas educacionais, Educação em Direitos Humanos, Psicologia da aprendizagem e processos de medicalização da vida.

Letícia Lages Assunção

Graduada em Filosofia (Licenciatura) pela Universidade do Estado do Pará (UEPA). Professora de Filosofia no Cursinho Popular MEPJ (Movimento de Educação Popular do Jurunas).

Linda Carolina Fima de Miranda

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2013). Estudou Pós-Graduação/Residência Multiprofissional em Saúde pela Universidade Estadual do Pará (2015) na área de Oncologia - Cuidados Paliativos, Integrante da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO); Realizou Aprimoramento em Psicologia Clínica e Gestalt-terapia. Atualmente atua na área de Nefrologia, Psicologia da Saúde e Clínica. Tem interesse pelas áreas: Saúde Mental, Saúde Coletiva, Psicologia da Saúde, Cuidados paliativos, atuando nos temas: Processos de Produção de Saúde, Processos de Medicalização da vida e Gênero.

Lorena Rodrigues Guerini

Psicanalista. Possui Graduação e Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Cursando o Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Contato: lorenarodriguesguerini@gmail.com

Luana Karolina dos Santos Amorim

Discente em Psicologia pela Universidade Federal do Pará.

Luciana Batista da Silva (Org.)

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Assis (1999) e mestrado em Psicologia – UNESP - Faculdade de Ciências e Letras de Assis (2008). Atualmente é Pesquisadora Doutoranda em Psicologia da Faculdade de Ciências e Letras - Unesp – Assis e Professora Visitante no curso de pós-graduação da Universidade Paulista. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Processos Grupais e de Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: criança, adolescente, políticas públicas, brasil (estatuto da criança e do adolescente) e perspectiva social.

Luís Serguilha

Nasceu em Portugal e, nos últimos anos, percorreu algumas geografias da América do Sul. É poeta, ensaísta e curador de arte ibero afroamericana. Falar é Morder uma Epidemia, a ACTRIZ a ACTRIZ – o Palco do Esquecimento e do Vazio e HAMARTÍA são os títulos dos seus livros mais recentes. Os seus ensaios-criativos envolvem os atractores estranhos que atravessam corpo-arte-pensamento-poesia. Radicado no Recife, criou a estética do Laharsismo, estudada em Universidades. Recebeu os prémios de literatura Júlio Brandão e Hermilo Borba Filho.

Marcelo Moraes Moreira (Org.)

Possuo graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (1995), pós-graduação lato sensu pela Universidade Católica de Brasilia (2009) e Mestrado em Psicologia Social e Clínica pela Universidade Federal do Pará (2013). Tenho boa capacidade para falar em público e boa experiência como palestrante. Sou professor do ensino superior, com experiência de docência nos cursos de Psicologia, Farmácia, Nutrição, Fisioterapia, Odontologia, Enfermagem, Direito, Educação Física e Administração. Também dou aulas na Pós-graduação lato sensu nas áreas da Educação, Saúde e Engenharias. Já tive a oportunidade de assumir a Coordenação do curso de Psicologia por quase 03 anos numa IES, onde pude aprender muito nas minhas relações com o corpo docente e discente. Atualmente, estou na Coordenação do Curso de Psicologia da Faculdade Estácio Belém, além da docência nesse curso. Sou Psicanalista em formação, vinculado ao Círculo Psicanalítico do Pará – CPPA

Marcelo Ribeiro de Mesquita

Doutorando em Psicologia PPGP/UFPA na linha Psicologia, saúde e sociedade orientado pela Profa. Dra Flávia Cristina Silveira Lemos. Mestre em Currículo e Gestão da Escola Básica pelo Programa de Pós-graduação em Currículo e Gestão da escola básica (PPEB) do Núcleo de Estudos Transdisciplinares em Educação Básica (NEB) da Universidade Federal do Pará UFPA. A pesquisa foi na linha de Currículo da Educação Básica e foi orientado pelo Professor Doutor Wladirson Cardoso, sendo a pesquisa voltada para currículos em projetos de aceleração da aprendizagem a partir das ferramentas de Foucault. Possuo Graduação em pedagogia pela Universidade do Estado do Pará e especialização em Tecnologias em educação pela PUC - RIO. Atuo profissionalmente como professor de Educação Básica pela Rede municipal de Educação de Belém e como Especialista em Educação pela Rede Estadual de Educação. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea - COGITANS.

Marcio José de Araujo Costa

Psicanalista. Doutor em Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Pós-Doutorado em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC SP). Cursando Pós-Doutorado em Teoria Psicanalítica na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor Adjunto do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFMA. Contato: marciojacosta144@gmail.com

Maria da Graça Garcia de Andrade

Médica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas. Professora do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência nas áreas de Assistência Médica e Saúde Pública, com ênfase em atenção básica e avaliação, atuando principalmente nos temas: gestão do cuidado; integralidade da atenção; atenção básica; trabalho em rede na saúde; gestão do cuidado em oncologia.

Maria dos Remédios de Brito

Professora da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal do Pará; Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. É professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Arte, na mesma Instituição. E-mail: mrb@ufpa.br e mrdbrito@hotmail.com

Maria Emília de Rodat de Aguiar Barreto Barros

Doutora (2009) e mestra (2001) em Letras, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); especialista em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Portuguesa (1992), pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC / MG); graduada em Letras (1981), pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente, é professora Associada (nível 3) da Universidade Federal de Sergipe (UFS), atuando na graduação e pós-graduação (DLEV/ PPGCOM). Tem experiência na área de Linguística Teórica, com ênfase nos Estudos Discursivos de Foucault, na Análise Arqueogenealógica (FOUCAULT); na Análise do Discurso, de linha francesa; na área da Linguística Aplicada. Pesquisa temas, tais como: ensino de Língua Portuguesa (LP), texto, mídia cinematográfica, política, discurso, sentido, relações de poder/saber, poder/verdade, poder/subjetividade. Desenvolve pesquisas acerca do ensino de LP; acerca da mídia. Além da experiência com o ensino universitário, atuou como professora de Língua Portuguesa, nas redes de ensino público (Recife - PE) e particular (Recife / PE; Aracaju / SE). No período de março a dezembro de 2019, desenvolveu o projeto de pós-doutorado intitulado ?Como ler filmes hoje? O Universo Cinematográfico Marvel (Os Vingadores): circulação e reatualização dos discursos?, no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGedu / UFPE). É integrante do GT-Estudos Discursivos Foucaultianos (ANPOLL).

Maria Lívia do Nascimento

Psicóloga, Professora Titular do Departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia, linha de pesquisa Subjetividade, Política e Exclusão Social. É doutora em Psicologia Social / PUC-SP. mlivianascimento@gmail.com

Maria Lúcia Chaves Lima

Doutora em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade de São Paulo. Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará. Pesquisadora com experiência nas áreas de Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: diversidade sexual, relações de gênero, processos de medicalização da vida e e modos de subjetivação. Coordena o grupo inquietAÇÕES: arte, saúde e educação. É integrante do Núcleo de Práticas Discursivas e Produção de Sentidos da PUC-SP, membro da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO) e do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Contato: marialuciacl@gmail.com

Mariane Batista Bitencourt Couto (Org.)

Doutoranda em Psicologia (UFPA); Mestre em Psicologia Clínica e Social (UFPA); Psicóloga (UFPA); Pedagoga (UEPA).

Mariane Lopes Bechuate

Graduanda em Psicologia pela UFRJ. Tem experiência em Psicologia no campo da educação e das políticas públicas para a infância e a juventude. Interesse em temas relacionados à educação, processos de ensino e aprendizagem e direitos humanos.

Marilda Couto (Org.)

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1979), Especialização em Saúde Mental e Mestrado em Psicologia Clínica e Social. Atualmente é psicóloga clínica atuando em consultório particular e em Centro de Atenção Psicossocial pertencente a Secretaria de Estado de Saúde Pública. Atua também como professora das disciplinas Psicologia da Personalidade, Psicopatologia e Saúde Mental no curso de Psicologia da Escola Superior da Amazônia. Tem considerável experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em gestão, prevenção e cuidado em saúde mental, sobretudo aos transtornos relacionados ao consumo abusivo de drogas na adolescência e na fase adulta. Tem experiência em docência do ensino superior e pós-graduação.

Marina Medan

Investigadora adjunta del Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas, Argentina, en el Laboratorio de Investigaciones en Ciencias Humanas de la Universidad de San Martín y el CONICET (EH-UNSAM/CONICET). Doctora en Ciencias Sociales, Magister en Políticas Sociales, Licenciada en Comunicación de la Universidad de Buenos Aires. https://orcid.org/0000-0002-7621-5572. (marinamedan@conicet.gov.ar).

Mário Nunes Nascimento Neto (Org.)

Graduando em Psicologia na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Mauro Tanaka

Graduado da Universidade de Sorocaba (UNISO).

Micael Jayme Casarin Castagna

Psicólogo; discente do curso de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Moisés da Costa Navegantes

Graduado em dupla habilitação em Filosofia (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal do Pará.

Neuza Maria de Fátima Guareschi

Professora adjunta do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É também doutora em Educação pela University of Wisconsin, nos Estados Unidos. Além disso, é mestre e psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. E-mail: nmguares@gmail.com ORCID: https://orcid.org/0000-0001- 5892-188X

Núbia Garcia Vianna

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é Docente do Departamento de Desenvolvimento Humano e Reabilitação da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (DDHR/FCM/UNICAMP). Foi consultora da Coordenação Geral de Saúde da Pessoa com Deficiência do Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, em 2015 e 2016.

Paula Pamplona Beltrão da Silva

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia na Universidade Federal do Pará - Linha de pesquisa: ética, trabalho e sociabilidades (2020 -) - Bolsista CAPES. Graduanda em Psicologia na Universidade Federal do Pará (2019 -). Advogada. Especialista em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2013). Bacharel em Direito pela Universidade da Amazônia (2010).

Paulo de Tarso Ribeiro de Oliveira

Especialista, Mestre e Doutor em Saúde Pública, pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Professor Adjunto III da Faculdade de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará (UFPA). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1988), Mestrado em Saúde Pública - Ensp (1998) e Doutorado em Saúde Pública - Ensp (2005). Atualmente é professor Associado II da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Saúde Coletiva e Psicologia, em que atua nos seguintes campos do conhecimento: saúde do trabalhador, sofrimento psíquico, análise institucional, política de saúde e monitoramento e avaliação. É membro da Abrasco-Associação Brasileira de Saúde Coletiva e Diretor da Rede Unida. Participa do Conselho Editorial da Revista Saúde e Debate e é membro do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde - CEBES e membro do GT da ANPPEP de Psicodinâmica do Trabalho. É Coordenador da Rede Unida/ Região Norte e Coordenador do Programa de Pós-Graduação da UFPA. E-mail: pttarso@gmail.com

Pedro Paulo Gastalho de Bicalho (Org.)

Psicólogo; especialista em Psicologia Jurídica; mestre e doutor em Psicologia. Professor do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Psicologia e ao Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas em Direitos Humanos. Bolsista de produtividade em pesquisa (CNPq).

Pedro Renan Santos de Oliveira

Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) - com estância doutoral na Universidad Complutense de Madrid (UCM) - Espanha. Mestre em Saúde da Família (UFC). Especialista com Residência em Saúde da Família e Comunidade (Univ. Estadual do Ceará - UECE). Formação e Bacharelado em Psicologia (Univ. Federal de Pernambuco - UFPE). Atuou na implantação das Residências Integradas em Saúde no estado do Ceará e coordenou o Programa de Residência em Saúde da Família e Comunidade na Escola de Saúde Pública do Ceará (RIS - ESP/CE) entre 2011 e 2015. Também foi Conselheiro da VIII Plenária do CRP-11 (2013-2016), membro da Comissão de Saúde e Direção. Na docência universitária, desde 2011 tem atuado no ensino, pesquisa e extensão no campo de interface entre psicologia e políticas públicas, além de desenvolvido atividades de gestão acadêmica em IES públicas e privadas. Quanto às Linhas de Pesquisas e Estudos, a partir da Psicologia Social e Política, tem realizado interface entre Teorias Críticas da Sociedade, Estudos sobre Colonialidade do Poder e as Racionalidades e Intersubjetividade nas relações de Cuidado. Nas atividades técnicas, atuação em serviços de Saúde Mental e Atenção Primária, especialmente com supervisão clínica-institucional. Atualmente, Professor Substituto no Departamento de Psicologia da UFES e Pesquisador Colaborador do “Paralaxe” - Grupo Interdisciplinar de Estudos, Pesquisas e intervenções em Psicologia Social Crítica (grupo CNPq) -, vinculado ao Dpto. de Psicologia da UFC; Também, Membro-Associado da ABRAPSO e membro do GT de Psicologia Política da ANPEPP.

Rafael Christofoletti

Possui graduação em Psicologia, Ciências Econômicas, Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Como psicólogo trabalhou no sistema prisional paulista e no campo da saúde mental em Centros de Atenção Psicossocial - CAPS I Santa Gertrudes (SP) e CAPS III Estação em Campinas (SP). Ministrou aulas na UNESP (SP), UNIMEP (SP) e UNC (SC) onde coordenou o programa de estágio em Psicologia Escolar. Atualmente é Professor do Departamento de Ciências da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar Profissional (PPGEEProf) da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) onde desenvolve (e orienta) projetos com os seguintes temas: processos de subjetivação, formação de professores, cotidiano escolar, arte e economia solidária. Coordenador da “Incubadora de Cooperativas Populares da UNIR” (INCOOP-UNIR), líder do grupo de pesquisa “DIPSA - Diferença e Processos de Subjetivação na Amazônia” e integrante do “Im@go: laboratório da imagem, experiência e criação”.

Renata Vilela Rodrigues (Org.)

Mestra em Estudos de Cultura Contemporânea, pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT). Graduada em

Psicologia, também pela Universidade Federal de Mato Grosso. Professora

do curso de Psicologia do Centro Universitário de Várzea Grande.

Rhullya Rhaysa M. Claudino

Profa Dra em Psicologia. Atua como docente na UniEvangélica, Anápolis/GO.

Robert Damasceno Monteiro Rodrigues

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFPA (PPGP/

UFPA).

Roberta Brasilino Barbosa

Psicóloga; especialista em Psicologia Jurídica; mestre e doutora em Psicologia. Pesquisadora de Pós-doutorado do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Rosângela Tenório de Carvalho

Possui graduação em Psicologia, mestrado em Sociologia (mudança social) pela Universidade Federal de Pernambuco (1975), com bolsa da CAPES; e doutorado em Ciências da Educação (Currículo) pela Universidade Porto (2003) com bolsa da CAPES. Realizou Estágio Sênior no Centro Studi e Ricerche Donne e Differenze di Genere, Dipartimento di Scienze Politiche e Sociali dell’Università degli Studi di Milano - Italia com bolsa da CAPES. Atualmente é Professora Associado III atuando no curso de graduação em Pedagogia e no curso de pós-graduação em educação, ambos da Universidade Federal de Pernambuco. 

Rosimeri de Oliveira Dias

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1990), Mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1998) e Doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008). Fez Estágio de Pós-Doutorado na Universidade Federal do Espírito Santo (2017), com Maria Elizabeth Barros de Barros. É Professora Associada do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação: Processos Formativos e Desigualdades Sociais da Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo da UERJ. Procientista da UERJ. Jovem Cientista do Nosso Estado/FAPERJ (2016/2019). Editoria da Revista Interinstitucional Artes de Educar. Autora dos Livros “Deslocamentos na formação de professores: aprendizagem de adultos, experiência e políticas de cognição”? “Formação inventiva de professores”; “Entre analisar e intervir na formação de professores” e “Escritas de si”. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em estudos Foucaultianos, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas cognitivas, aprendizagem de adultos, produção de subjetividade, experiência, arte, estética da existência e formação inventiva de professores. Atualmente coordena a Regional Sudeste do Fórum de Editores de Periódicos de Educação - FEPAE/ANPED

Sérgio Bandeira do Nascimento

Graduado em História pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Ciências da Educação (PPGED/ICED/UFPA) e doutor em Educação na linha de pesquisa Educação: Currículo, Epistemologia e História (PPGED/ICED/UFPA). É professor na FAECS/UFPA/Abaetetuba.

Shirle Rosângela Meira de Miranda (Org.)

Mestrado em Administração pela Universidade da Amazônia, Brasil (2014).

Psicóloga da Comissão de Direitos Humanos do Assembleia Legislativa do

Estado do Pará , Brasil.

Silvana Sarti

Doutora em Sociologia pela UNESP/Araraquara, mestre em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002). Graduada em Ciências Jurídicas (2002), graduada em Ciências Sociais (1989). Tem experiência na área de Direito e Sociologia, com ênfase em Relações de Gênero e Direito Civil. Professora Adjunta de Direito Civil na Universidade Federal de Goias / Faculdade de Direito / Regional Cidade de Goiás. Tem trabalhado com o cinema como objeto de estudo, tanto na busca pela teoria quanto pelo fazer apontando para um novo horizonte interdisciplinar que dialoga com Direto e Relações de gênero.

Silvio José Benelli

Professor assistente doutor junto ao Depto. de Psicologia Clínica do curso de graduação em Psicologia e docente credenciado junto ao Programa de Pós-Graduação em “Psicologia e Sociedade” da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis, SP, na linha de pesquisa Atenção Psicossocial e Políticas Públicas. Doutor em Psicologia Social pelo IP/USP, SP (2007), pós-doutorado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis, SP (2008-2010). Mestre em Psicologia e Sociedade pela FCL/UNESP, Assis, SP (2003). Graduado em Psicologia pela FCL/UNESP, Assis, SP (2001). Graduado em Filosofia pela Faculdade Salesiana de Filosofia Ciências e Letras (FSCL), Lorena, SP (1990). Atua e pesquisa nas áreas da Assistência Social e da criança e do adolescente.

Simone Maria Hüning

Professora Associada do Curso de Psicologia da Universidade Federal de Alagoas. Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Santa Cruz do Sul (2000), mestrado e doutorado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com período de doutorado sanduíche na London School of Economics (LSE). Pós-doutorado no Brazil Institute, Kings College London. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFAL (2015-2017). Vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFAL (2017-2019). Co-editora da Revista Psicologia & Sociedade (2016-2019). Editora da Revista Psicologia & Sociedade (2020-2024). Membro do Conselho Editorial das Revistas Polis e Psique e Arquivos Brasileiros de Psicologia. Representante da ABRAPSO no Grupo de Trabalho para a elaboração da Resolução Complementar à Res. 466/12- Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais da CONEP/CNS (2015-2016). Membro o Fórum de Ética da ANPEPP (2015-2018). Tem seu trabalho voltado para o campo da Psicologia Social, desenvolvendo atividades de docência, pesquisa e extensão na graduação e pós-graduação. Seus principais temas de interesse são interlocuções da psicologia social com os estudos foucaultianos, processos de subjetivação, contextos urbanos, governamentalidade, biopolíticas e necropolíticas, produção de conhecimento, perspectivas descoloniais, ética e pesquisa em psicologia. É líder do grupo de pesquisa “Processos Culturais, Políticas e Modos de Subjetivação”. E-mail para contato: simone.huning@ip.ufal.br

Stephanie Caroline Ferreira de Lima

Doutoranda e mestra em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Bacharela em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará. É uma das ministrantes do curso de extensão “Estudos Interseccionais em Psicologia Social Crítica: raça, gênero e classe” (Código: 2021.CS.0135), além de colaborar no projeto de extensão “Ações e Estudos Interseccionais em Psicologia Social Crítica: raça, sexualidade e gênero”, ambos sob a coordenação do Prof. Dr. Aluísio Lima do Departamento de Psicologia da UFC. Além disso, faz parte da equipe técnica vinculada ao projeto ?Narrativas de psicólogas dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) no contexto da COVID-19: vicissitudes das demandas de cuidado e gênero na atuação da clínica em Saúde Mental e Atenção Psicossocial?, aprovado pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP) no Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS - Chamada 02/2020). Desde 2015, é membro do Grupo de Estudos, Pesquisas e Intervenções em Psicologia Social Crítica (PARALAXE/UFC), e em 2020 tornou-se membro do NEXOS: Teoria Crítica e Pesquisa Interdisciplinar - Nordeste - UFC. Sendo assim, ela atua na área da Psicologia Social Crítica, com interesse em Teoria Crítica contemporânea, Estudos de Gênero, Estudos em Redes Sociais Digitais, Narrativas de História de Vida, Saúde Mental e Reforma Psiquiátrica. Tem publicado artigos, capítulos em livros e realizado pareceres ad hoc.

Tânia Aversi

Doutoranda em Educação: Cotidiano Escolar - Universidade de Sorocaba. Mestre em Educação: Formação de Formadores - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP. Pós-Graduada em Educação Ambiental - Centro Universitário Senac. Graduada em Pedagogia - AEI - Organização Superior de Ensino Ltda. Tem larga experiência na área de Educação, como professora e coordenadora de Educação Infantil, Fundamental I e de Projeto Social para crianças e adolescentes. Atualmente trabalha como formadora de professores e assessora pedagógica para projetos educativos voltados para a projeção da educação ambiental.

Tawane Tayla Rocha Cavalcante

Acadêmica de Psicologia, pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É bolsista (PIBIC), desenvolvendo pesquisa sobre Representações Sociais e Psicodinâmica do trabalho. Foi bolsista (PIBEX) no Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, vinculado ao Ambulatório de Ansiedade e Depressão (AMBAD), onde desenvolveu atividades de triagem e atendimentos psicoterápicos com supervisão. Foi bolsista no projeto de extensão Multicampi (UFPA) - Atenção Integral a Saúde da Criança, onde desenvolveu atividades em saúde da criança e da família em uma unidade básica de saúde no município de Bragança/PA. Tem interesse nas áreas de saúde mental do trabalhador; atenção primária à saúde; clínica ampliada; cuidados paliativos e oncologia.

Tiago Almeida

Docente. Instituto Politécnico de Lisboa. Escola Superior de Educação e membro integrado do Centro de Investigação em Educação do ISPA - Instituto Universitário (CIE/ISPA). Lisboa. Portugal.

Tomás Vallera

Prof. Dr. no Instituto de Educação, na Universidade de Lisboa - ULisboa, Portugal.

Valber Luiz Farias Sampaio

Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (UNAMA); Especialista em Gestão e Planejamento de Políticas Públicas em Serviço Social pela Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ); Mestre e doutorando em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA) na linha de “Psicologia, sociedade e saúde”. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa Transversalizando (UFPA). Psicólogo com atuação no âmbito clínico. Docente do curso de graduação de Psicologia. Foi docente da Pós-Graduação da Faculdade de Educação Superior de Paragominas (FACESP); Conselheiro do Conselho Regional de Psicologia 10ª Região, PA/AP (CRP 10) na gestão de 2016-2019 e atualmente faz parte diretoria na gestão de 2109-2022; Representante do CRP 10 na Comissão Nacional de Psicologia na Assistência Social (CONPAS) e no Grupo de Trabalho do Conselho Federal de Psicologia (CFP) de Medidas Socioeducativas. Coordenador da Comissão de Psicologia e Políticas Públicas do CRP10 e integrante do GT de Infância e Juventude e Psicologia e Assistência Social, do CRP 10. Foi integrante da Comissão de Ética (COE) do CRP. Agrega experiências em atividades voltadas às Políticas Públicas, com ênfase na Política Nacional de Assistência Social e Saúde Mental com ênfase na Política Sobre Drogas; assim como Psicologia Social, Infância e Juventude.