Capa do livro: RETRATO FALADO (FANTÁSTICO, REDE GLOBO):<BR>simulacro da mulher brasileira na tv

RETRATO FALADO (FANTÁSTICO, REDE GLOBO):
simulacro da mulher brasileira na tv

Autores: Christiane Maria da Bôa Viagem Oliveira

Retrato Falado é o objeto de “Retrato Falado (Fantástico, Rede Globo): simulacro da mulher brasileira na TV” que apresenta uma análise do quadro televisivo à luz da semiótica discursiva. O estudo é baseado nos 15 episódios que foram selecionados e reunidos em DVD pelo seu destinador Rede Globo. Esse quadro humorístico Retrato Falado foi veiculado durante sete anos pelo programa de televisão Fantástico (Rede Globo).

 

Como motivação para o estudo, fizemo-nos alguns questionamentos: Quem é esta “mulher brasileira” apresentada pela Rede Globo? Há um modelo que funcione como retrato daquela telespectadora que nela se encontra e se projeta? Qual é a “visão de mundo” que Retrato Falado traz? Como as situações do cotidiano feminino são caracterizadas na televisão? Como a sua estruturação audiovisual “atrai e cativa” suas telespectadoras?

 

A análise do quadro nos leva justamente aos temas referentes à mulher no seu universo cotidiano e como eles são apresentados ao telespectador através dos procedimentos televisuais. Apresenta papeis do “ser” da mulher brasileira, construindo assim o seu simulacro.

Impresso
de R$ 40,19 por
R$ 36,16
Digital
de R$ 40,19 por
R$ 28,13

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-552-9
DOI: 10.24824/978858042552.9
Ano de edição: 2012
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 174
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

RETRATO FALADO (FANTÁSTICO, REDE GLOBO):<BR>simulacro da mulher brasileira na tv

Christiane Maria da Bôa Viagem Oliveira

É jornalista pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) com prática de maior relevância no telejornalismo. Exerceu funções de roteirista e diretora de documentários realizados pela Ong Auçuba – Comunicação e Educação (Recife-PE). Lá participou de projetos sociais, principalmente do projeto “Escola de Vídeo”, voltado a adolescentes da periferia, que impulsionou o crescimento da entidade. É mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e pesquisadora com foco em análises de produtos audiovisuais. Participou de cursos com ênfase em língua e cultura na Inglaterra e na Itália. Sua carreira acadêmica teve início na Unicap. Atualmente é professora universitária no Centro Universitário Ítalo Brasileiro e nas faculdades FIAM FAAM.