Capa do livro: O LUGAR DA CLÍNICA NA REFORMA PSIQUIÁTRICA BRASILEIRA<br>Política e Psicanálise oito anos após a Lei 10.216

O LUGAR DA CLÍNICA NA REFORMA PSIQUIÁTRICA BRASILEIRA
Política e Psicanálise oito anos após a Lei 10.216

Autores: Daniela Santos Bezerra

livro impresso
de R$ 44,22 por
livro digital
de R$ 44,22 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O presente livro é fruto da consolidação de uma aposta feita no período de elaboração da pesquisa de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Psicanálise da UERJ entre 2006 e 2008. Trata-se da tentativa de situar o estatuto dado à dimensão da clínica nos serviços da rede de atenção psicossocial do Brasil em um momento político diferente do atual: a Reforma Psiquiátrica era a principal diretriz de condução da saúde mental em nosso país. Atualmente, os gestores, muitas vezes desconhecendo os princípios que devem nortear a rede, vêm buscando soluções imediatistas e excludentes que remontam a Europa do séc. XVII, antes de Pinel. A dissertação foi escrita a partir da inserção da autora como pesquisadora junto ao CAPSI Pequeno Hans no Rio de Janeiro/RJ e como pesquisadora e servidora da Unidade I do Complexo Integrado de Atenção Psicossocial (CIAPS) Adauto Botelho em Cuiabá/MT. A Reforma Psiquiátrica Brasileira era um processo de construção de novas práticas em saúde mental, cuja ênfase foi depositada na ressocialização, no resgate à cidadania dos usuários dos serviços, deixando muitas vezes, de lado as questões da clínica, como a relação do sujeito com os profissionais do serviço, o desejo e a realidade psíquica, fundamentais no processo de adesão ao tratamento necessária à própria consolidação da autonomia do cidadão. Revelaram-se fundamentos de clínicas diferentes que orientam as práticas fragmentadas dos profissionais; algumas situações de tensão entre a clínica e a política, como dois polos excludentes e a necessidade viva de produção de saber sobre a prática cotidiana dos serviços que proponha novos caminhos e se desprenda da letra burocrática. A autora usa como marco teórico-metodológico as descobertas de Sigmund Freud retomadas por Jacques Lacan e busca contribuir com algumas noções extraídas da clínica psicanalítica para propor, em vez de exclusão intrínseca, uma política que passe pela clínica.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-636-6
DOI: 10.24824/978858042636.6
Ano de edição: 2013
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 162
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

O LUGAR DA CLÍNICA NA REFORMA PSIQUIÁTRICA BRASILEIRA<br>Política e Psicanálise oito anos após a Lei 10.216

Autores

DANIELA SANTOS BEZERRA

Psicanalista membro do Laço Analítico Escola de Psicanálise sede de Cuiabá. Mestre em Pesquisa e Clínica em Psicanálise pelo Programa de Pós-graduação em Psicanálise da UERJ. Especialista em Administração Hospitalar pela FAECC – UFMT. Especialista em Psicologia Hospitalar em Hospital Geral pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Servidora da Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso como psicóloga no CIAPS Adauto Botelho