Capa do livro: ESCREVEMOS QUANDO AS MUSAS QUEREM

ESCREVEMOS QUANDO AS MUSAS QUEREM

Autores: João Vicente Gomes de Alvarenga

Quanto mais eu vivia, mais sentia que me transformaria em alguém em quem não poderia ser aplicado ao meu eu original, que não saberia nem saberei definir. Ressentia-me também de um sentimento de culpa pela dificuldade em lidar com demandas interpessoais, fragilizado, em cuja fluidez se desenvolvia uma massa informe, junto a uma luz brilhante que reagia sobre mim, deixando-me ainda mais distante, mais ausente. Ausência que ainda sinto em mim.
Ao nascer-me, providenciaram um nome pelo qual seria conhecido e identificado pelo resto da minha vida. A data de meu nascimento se tornaria um ato oficial por ação de Cartório de Registro Civil, lavrada a certidão que não permitiria que se levantassem suspeitas ou dúvidas de que eu era um ser vivente, pleno de direitos e deveres. Essa certeza se desmancharia ao longo da minha existência, algo parecido com ser ou não ser de Hamlet. Era um ser na concretude que me fora possível, experimentando, desde já, o mal-estar do ser civilizado, revelado na sua incapacidade de aplacar os desatinos e todos os instintos da alma.

Impresso
de R$ 47,33 por
R$ 40,88
Digital
de R$ 47,33 por
R$ 33,13

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-3159-7
ISBN DIGITAL:978-65-251-3160-3
DOI: 10.24824/978652513159.7
Ano de edição: 2022
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 122
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

ESCREVEMOS QUANDO AS MUSAS QUEREM
JOÃO VICENTE ALVARENGA
Mestre em Filosofia pela UFRJ. Especialista em Metodologia do Ensino Superior (FAFIC); em Filologia Espanhola, pela Universidade de Madrid e Instituto de Cooperação Ibero-americana; em Teoria da Literatura (FAFIC). Licenciado em Letras (Português-Espanhol), leciona Língua Espanhola no Centro Universitário Fluminense / FAFIC desde 1980. Desde 1973 milita no movimento de teatro amador do Município de Campos dos Goytacazes, tendo participado de várias montagens e projetos de interiorização do teatro. Organizador do acervo do Museu do Teatro em Campos. Ministrou Cursos de teatro há várias décadas juntamente com o Grupo de teatro do SESC, com o objetivo de renovação da cena teatral campista. Diretor premiado em Festival de Teatro Universitário; foi diretor do Teatro de Bolso “Procópio Ferreira”; e Presidente da Fundação Cultural Jornalista “Oswaldo Lima”; diretor da Casa de Cultura Villa Maria; presidente da Fundação Teatro Municipal Trianon. É ator, escritor, tendo publicado um livro de poemas Ato 5, com outros poetas, e um livro sobre a história do teatro em Campos, em sua segunda edição – Três Atos da História do Teatro em Campos. Articulista do jornal O Diário desde 2009 e do Jornal Multimídia em 2013.