Capa do livro: GENERAL GOLBERY E O ENTREGUISMO MILITAR BRASILEIRO

GENERAL GOLBERY E O ENTREGUISMO MILITAR BRASILEIRO

Autores: Ivan Seixas

livro impresso
de R$ 41,00 por
livro digital
de R$ 0,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)
 
Consultar frete e prazo de entrega

Sinopse

O conteúdo deste livro é resultado da pesquisa de Mestrado, realizado no Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Cultura e Fronteiras (PPGSCF), da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Foz do Iguaçu. Tem como proposta contribuir para a compreensão da natureza da participação do militares na política do país, a partir da criação da Escola Superior de Guerra, em 1948, e dos textos escritos pelo General Golbery do Couto e Silva. Articulador do golpe de Estado de 1964 e da ditadura militar, foi seu grande mentor, articulador e orientador da política até a passagem do poder aos civis.
“O general Golbery do Couto e Silva chama de geopolítica a opção pela ligação e atrelamento aos EUA e aos seus interesses. Isso fica explícito em vários momentos dos escritos dele. Não dá para se dizer que esteja tratando ou traçando uma “Geopolítica do Brasil”, como é o título de seu livro, mas de uma “Geopolítica dos EUA, efetivada pelo Brasil”. Melhor dizendo, executada pelos militares brasileiros”

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-2779-8
ISBN DIGITAL:978-65-251-2775-0
DOI: 10.24824/978652512779.8
Ano de edição: 2022
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 132
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

GENERAL GOLBERY E O ENTREGUISMO MILITAR BRASILEIRO

Autores

IVAN SEIXAS
Graduado em Jornalismo pela PUC-SP. Mestre em Sociedade, Cultura e Fronteiras pela Unioeste; Ex-preso político por ser militante do MRT (Movimento Revolucionário Tiradentes). Foi Coordenador da Comissão Estadual da Verdade de São Paulo Rubens Paiva; Assessor especial da Comissão Nacional da Verdade; Foi Presidente do Conselho de Defesa da Pessoa Humana (Condepe), de São Paulo; Foi Coordenador do Projeto Direito à Memória e à Verdade da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; Pesquisa temas relacionados a democracia, direitos humanos, história das ditaduras militares, Operação Condor e memória.