Capa do livro: COLOMBO E BEATRIZ

COLOMBO E BEATRIZ

Autores: Constance Goddard DuBois

livro impresso
de R$ 91,08 por
livro digital
de R$ 91,08 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)
 
Consultar frete e prazo de entrega

Sinopse

A temática do “descobrimento” da América tem habitado a produção literária desde que o fato ocorreu, em 1492, pois o Diário de Bordo (1492-1493) – produzido pelo marinheiro Cristóvão Colombo, a serviço da corte espanhola, navegando pelo Atlântico rumo ao Cipango e à Cathay (Japão e China) – é considerado o texto fundador das literaturas da América. Ela integra a produção lírica e dramática de vários países desde que esse acontecimento foi oficializado. Na prosa, em especial, a temática surge na época do romantismo estadunidense, em 1840, no romance Mercedes of Castile: or the Voyage to Cathay, de James Fenimore Cooper. É nesse contexto histórico e social que surge, também, o primeiro romance de autoria feminina que trata da temática do “descobrimento” da América. Isso ocorreu no emblemático ano de 1892 – IV Centenário da histórica viagem de Colombo – na escrita de Columbus and Beatriz (1892), de Constance Goddard DuBois. Esse romance, desconhecido da grande maioria dos brasileiros, é marca histórica na escrita romanesca de autoria feminina. Com esta tradução, colocamos à disposição dos leitores de língua portuguesa esta obra basilar na trajetória das mulheres escritoras na América. Na ficção de DuBois, em finais do século XIX – ao reivindicar justiça à imagem de Beatriz Henríquez de Arana – despontam já as reinvindicações feministas sobre a importância da mulher na história. Tal temática será pauta das romancistas históricas ao longo da trajetória do gênero, em especial, na América Latina.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-2572-5
ISBN DIGITAL:978-65-251-2570-1
DOI: 10.24824/978652512572.5
Ano de edição: 2022
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 302
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

COLOMBO E BEATRIZ

Autores

SOBRE O TRADUTOR E COLABORADORES
GILMEI FRANCISCO FLECK (TRADUTOR)
É Pós-Doutor em Literatura Comparada e Tradução, com bolsa da Capes, pela Universidade de Vigo/UVigo-Espanha. Mestre e Doutor em Letras pela Unesp, campus de Assis/SP. Atualmente, é Professor de Literaturas Hispânicas e Cultura Hispânica na graduação em Letras da Unioeste, campus de Cascavel. Atua também no Programa de Pós-Graduação acadêmico em Letras dessa instituição, na área de Literatura Comparada e Tradução, e no Programa de Pós-Graduação – Mestrado Profissional-Profletras – na área de Literatura Infantil e Juvenil. Suas atuações dão ênfase aos estudos latino-americanos de Literatura Comparada, de Cultura Hispânica e à Tradução como vias de relação entre as diferentes culturas que conformam o universo híbrido e mestiço da América Latina. Nesse contexto, é especialista em estudo do romance histórico, escrita híbrida que ele considera, junto a sua leitura, umas das principais vias de descolonização para o cidadão latino-americano. É, também, coordenador geral do PELCA: Programa de Ensino de Literatura e Cultura- PROEX/Unioeste-Casvael-PR. Como pesquisador das diferentes modalidades de romances históricos, orienta dissertações e teses nessa área, pois considera essa produção literária como forma privilegiada de reler o passado e conceder aos excluídos dos registros oficiais o direito à voz e à exposição de múltiplas perspectivas dos eventos registrados pelo discurso historiográfico tradicional, ações que a liberdade artística confere aos romancistas. Na área da Tradução, busca dedicar-se aos estudos e à prática tradutória de obras relevantes da história da Literatura Americana, em língua espanhola e inglesa, ignoradas ou desconhecidas de grande parte da população brasileira. Nesse contexto, traduziu, do espanhol ao português, em 2020, o primeiro romance histórico latino-americano, Xicoténcatl (1826), de autor anônimo mexicano. No contexto das práticas tradutórias, coordena um projeto de prática experimental de tradução literária e de teoria literária – o Literatório –, espaço no qual obras literárias e de teoria literária são estudadas em suas múltiplas dimensões e, após esse processo de conhecimento do objeto por parte dos aprendizes, são traduzidas ao português, espanhol, inglês e alemão, segundo seja o caso e a relevância, sob orientação e trabalho coletivo. É líder do Grupo de Pesquisa “Ressignificações do passado na América: processos de leitura, escrita e tradução de gêneros híbridos de história e ficção – vias para a descolonização”, cadastrado no diretório de Grupos de Pesquisa Lattes – CNPq.

MARCIO DA SILVA OLIVEIRA (REVISOR)
Pós-doutor em Literatura Comparada pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), sob a supervisão do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, subsidiado pela Fundação Araucária do Paraná, pela Bolsa Produtividade em Pesquisa. Doutor em Letras, pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), na área de concentração Estudos Literários: Literatura e Historicidade, contexto no qual defendeu a tese O lugar de Dias Gomes no Teatro brasileiro: contribuições para uma modernização crítica, sob a orientação do professor Dr. Alexandre Villibor Flory, no ano de 2018. Mestrado em Letras nas áreas de concentração Estudos Literários: Literatura Comparada e Literatura e Historicidade, pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com a dissertação As influências do trágico nos romances contemporâneos Ópera dos Mortos e Os Sinos da Agonia, de Autran Dourado (2011), sob a orientação do professor Dr. Aécio Flávio de Carvalho (in memorian). Possui Graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade Estadual do Paraná – Campus Paranavaí (UNESPAR) e, atualmente, segue em estágio de Pós-doutorado, voluntário, na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), sob a supervisão do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, sendo professor colaborador do Programa de Pós-graduação em Letras – PPGL – Unioeste/Cascavel-PR. Integrante da equipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América: processos de leitura, escrita e tradução de gêneros híbridos de história e ficção – vias para a descolonização”. Integra, também, a equipe de extensionistas do PELCA: Programa de Ensino de Literatura e Cultura, da PROEX/Unioeste/Cascavel-PR. É autor de vários artigos em revistas nacionais e internacionais e capítulos de livros, dentre os quais se destacam estudos sobre o Ensino da dramaturgia e o teatro histórico brasileiro. Atua, também, como revisor de produções acadêmicas.

CRISTIAN JAVIER LOPEZ (ILUSTRADOR)
Doutor em Estudos Literários pela Universidade de Vigo/Espanha, em cotutela com a Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Unioeste-Cascavel-PR/Brasil, com a tese Idea Vilariño y Helena Kolody: cantos a la vida – encuentros poéticos en América Latina/ Idea Vilariño e Helena Kolody: cantos à vida – encontros poéticos na América Latina. (2020), sob a orientação das Dras. Carmen Luna Sellés (UVigo) e Terezinha da Conceição Costa Hübes (Unioeste). É Mestre em Teatro e Artes Cênicas, área de Estudos Literários, pela Universidade de Vigo/UVigo-Espanha, com a dissertação Diálogos entre artes: literatura y música en confluencia (2015), sob orientação da Professora Dra. Carmen Luna Sellés. Licenciado em Letras Português/Espanhol (2019), pela Unioeste/Cascavel-PR/Brasil, em Artes Visuais (2016) e em Música (2013), pela Anhanguera de Cascavel-PR/Brasil. Suas atuações dão ênfase aos estudos interartísticos, estudos de Literatura Comparada e Arte e Educação. Nesse contexto, é especialista em estudo de Literatura e Música, com ênfase nas produções latino-americanas de autoria feminina. Atualmente, é professor colaborador do Instituto Federal do Mato Grosso, campus de Alta Floresta, e da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG – na área da graduação em Música. É integrante da esquipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América Latina: processos de leitura, escrita e tradução – vias para a descolonização”, liderado pelo Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, colaborando nas linhas de pesquisa “b- Releituras da história pela ficção: estudos comparados”. Participa dos projetos de extensão “Estudos das teorias contemporâneas de análise literária – segunda fase” e “Ressignificações do passado pela literatura”, vinculados ao PELCA – Programa de Ensino de Literatura e Cultura/PROEX-Unioeste-Cascavel. É autor de vários artigos em revistas nacionais e internacionais e capítulos de livros, dentre os quais se destacam estudos sobre o Ensino da lírica em sala de aula; Poesia de autoria feminina: Ideal Vilariño e Helena Kolody; Lírica latino-americana: o poema histórico.

COLABORADORES
AMANDA MARIA ELSNER MATHEUS
É mestre em Letras pela Unioeste/Cascavel-PR (2021), onde defendeu a dissertação Figurações de uma heroína invisível: ressignificações de Beatriz Enríquez de Harana pela literatura, sob a orientação do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck. Licenciada em Letras Português/Espanhol (2009) pela Unioeste/Cascavel-PR. Atualmente, é professora da Rede Pública do Educação Básica do Paraná SEED/PR (Ensino Fundamental e Médio). É integrante da equipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América Latina: processos de leitura, escrita e tradução – vias para a descolonização”, liderado pelo Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, colaborando na linha de pesquisa “b- Releituras da história pela ficção: estudos comparados”. Participa dos projetos de extensão “Estudos das teorias contemporâneas de análise literária – segunda fase” e “Ressignificações do passado pela literatura”, vinculados ao PELCA – Programa de Ensino de Literatura e Cultura/PROEX-Unioeste-Cascavel. É autora de vários artigos em revistas nacionais e internacionais, dentre os quais se destacam estudos sobre a inserção da mulher no contexto histórico do “descobrimento” da América, sobre o romance histórico espanhol, hispano-americano e estadunidense, em especial sobre as configurações ficcionais de Beatriz Enríquez de Harana.

BEATRICE UBER
Doutoranda em Letras pelo Programa de Pós-Graduação – PPGL – da Unioeste/Cascavel-PR, desenvolvendo o projeto: As Órfãs da Rainha – The Jamestown Brides – Les Filles du Roi: ressignificações literárias dos projetos de inserção da mulher branca na América, sob a orientação do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck. É mestre em Letras pela Unioeste/Cascavel-PR (2017), onde defendeu a dissertação A inserção da mulher europeia na conquista do “Novo Mundo” – perspectivas literárias, também sob a orientação do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck. Licenciada em Letras Português/Inglês (2013) pela Unioeste/Cascavel-PR e especialista em Língua Inglesa (2016) pelo Centro Universitário FAG/Cascavel-PR. É integrante da equipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América Latina: processos de leitura, escrita e tradução – vias para a descolonização”, liderado pelo Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, colaborando nas linhas de pesquisa “b- Releituras da história pela ficção: estudos comparados”; “c- A tradução no espaço latino-americano: práticas tradutórias e sua importância”. Participa dos projetos de extensão “Estudos das teorias contemporâneas de análise literária – segunda fase” e “Ressignificações do passado pela literatura”, vinculados ao PELCA – Programa de Ensino de Literatura e Cultura/PROEX-Unioeste-Cascavel. É autora de vários artigos em revistas nacionais e internacionais e capítulos de livros, dentre os quais se destacam estudos sobre a inserção da mulher branca europeia no processo de colonização da América.

HUGO ELIECER DORADO MENDEZ
Doutorando em Letras pelo Programa de Pós-Graduação em Letras – PPGL – da Unioeste/Cascavel-PR, desenvolvendo o projeto: A decolonialidade do século XXI e seu olhar sobre os heróis latino-americanos do século XIX: As ressignificações das imagens de Simón Bolívar na ficção, sob a orientação do professor Dr. Gilmei Francisco Fleck. Mestre em Literatura Comparada pela UNILA/Foz do Iguaçu-PR, onde defendeu a dissertação Nuestro Bolívar: da heroificação à humanização da sua figura na ficção, (2021), sob a orientação da Profa. Dra. Rosangela de Jesus Silva. Licenciado em Letras Português/Italiano (2018) pela Unioeste/Cascavel-PR. É integrante da equipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América Latina: processos de leitura, escrita e tradução – vias para a descolonização”, liderado pelo Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, colaborando na linha de pesquisa “b- Releituras da história pela ficção: estudos comparados”. Participa dos projetos de extensão “Estudos das teorias contemporâneas de análise literária – segunda fase” e “Ressignificações do passado pela literatura”, vinculados ao PELCA – Programa de Ensino de Literatura e Cultura/PROEX-Unioeste/Cascavel. É autor de vários artigos em revistas nacionais e internacionais e capítulos de livros, dentre os quais se destacam estudos sobre a configuração ficcional e histórica da personagem Simón Bolívar.

JORGE ANTONIO BERNDT
É mestrando em Letras pela Unioeste/Cascavel-PR, onde desenvolve o projeto O Colombo que nasceu na América: figurações do self made man na literatura estadunidense – o romantismo de J. F. Cooper em Mercedes of Castile: or, the voyage to Cathay (1840), sob a orientação do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck. Licenciado em Letras Português/Inglês (2019), pela Unioeste/Cascavel-PR. É integrante da equipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América Latina: processos de leitura, escrita e tradução – vias para a descolonização”, liderado pelo Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, colaborando na linha de pesquisa “b- Releituras da história pela ficção: estudos comparados”. Participa dos projetos de extensão “Estudos das teorias contemporâneas de análise literária – segunda fase” e “Ressignificações do passado pela literatura”, vinculados ao PELCA – Programa de Ensino de Literatura e Cultura/PROEX-Unioeste-Cascavel. É autor de vários artigos em revistas nacionais e internacionais, dentre os quais se destacam estudos sobre o romance histórico no contexto americano.

LEILA SHAÍ DEL POZO GONZÁLEZ
Doutoranda em Letras pelo Programa de Pós-Graduação – PPGL – da Unioeste/Cascavel-PR, desenvolvendo o projeto: Tradução de El Periquillo Sarniento (1816) – de José Joaquín Fernández de Lizardi ao português brasileiro e um estudo sobre o primeiro romance latino-americano, sob a orientação do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck. É mestre em Letras pela Unioeste/Cascavel-PR (2017), onde defendeu a dissertação Malinche no espelho das traduções de Xicoténcatl (1826): [1999 – 2013], também sob a orientação do Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck. Licenciada em Letras Português/Espanhol (2014) e Português/Inglês (2018) pela Unioeste/Cascavel-PR. É integrante da equipe de pesquisadores do Grupo “Ressignificações do passado na América Latina: processos de leitura, escrita e tradução – vias para a descolonização”, liderado pelo Prof. Dr. Gilmei Francisco Fleck, colaborando nas linhas de pesquisa “b- Releituras da história pela ficção: estudos comparados”; “c- A tradução no espaço latino-americano: práticas tradutórias e sua importância”. Participa dos projetos de extensão “Estudos das teorias contemporâneas de análise literária – segunda fase” e “Ressignificações do passado pela literatura”, vinculados ao PELCA – Programa de Ensino de Literatura e Cultura/PROEX-Unioeste-Cascavel. É autora de vários artigos em revistas nacionais e internacionais e capítulos de livros, dentre os quais se destacam estudos sobre Malinche como personagem de extração histórica em vários romances; estudos ligados a ressignificações do passado pela ficção, memória, tradução e formação do leitor.