Capa do livro: TEMPO-SOL

TEMPO-SOL

Autores: Francisco Silva Cavalcante Junior (Org.)

livro impresso
de R$ 59,90 por
livro digital
de R$ 59,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)
 
Consultar frete e prazo de entrega

Sinopse

Em tempos sombrios, foi preciso encontrar uma fresta de sol que produzisse alegria. O poeta, que nos abençoou com o seu samba, tinha razão: ♪♪♪ É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe, é assim como a luz no coração ♪♪♪. A alegria aumentou a nossa vontade de agir. Fizemos da palavra a fresta por onde deixamos entrar o sol. Das flutuações da alegria-tristeza, ninguém escapou, mas fomos capazes de escolher o tempo-sol como intensidade de vida. Ao comemorar 10 anos de existência, é essa a escrita solar que o Coletivo Insopitáveis deseja entregar à leitora e ao leitor.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-2568-8
ISBN DIGITAL:978-65-251-2569-5
DOI: 10.24824/978652512568.8
Ano de edição: 2022
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 150
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

TEMPO-SOL

Autores

ADRIANA INÊS DE PAULA
Licenciada em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista/UNESP-Bauru; Especialista em Educação Física Adaptada pela Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP; Mestre e Doutora em Ciências da Motricidade Humana pela Universidade Estadual Paulista/UNESP-Rio Claro; Docente do Curso de Educação Física da Universidade Federal do Paraná/UFPR; atua nas áreas de Educação Física Adaptada e Diversidade Humana; Coordenadora do Projeto de Extensão Atividade Física Adaptada e Diversidade Humana; Coordenadora do Comitê de Inclusão de Pessoas com Deficiência/SIPAD-UFPR; Pesquisadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros/NEAB-UFPR.

ANDRÉ FEITOSA DE SOUSA
Militante de Direitos Humanos. Doutor em Arte Contemporânea pelo Colégio das Artes da Universidade de Coimbra (Portugal). Artista visual que desenvolve pesquisa na interface da ancestralidade, das instalações e das performances artísticas.

ANDREA PINHEIRO PAIVA CAVALCANTE
Jornalista, professora do Curso de Sistemas e Mídias Digitais da Universidade Federal do Ceará. Mestre e doutora em Educação Brasileira (UFC). Coordena o Laboratório de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Mídia (LabGRIM).

ANTONIO LAYTON SOUZA MAIA
Doutorando no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na linha de pesquisa História e Crítica da Arte. Mestre em Artes pela Universidade Federal do Ceará (UFC), é improvisador, professor de Histórias da Arte e busca experimentar entre as fronteiras artísticas, criando textos, cenas, sons, imagens que pensem as relações entre corpo, mundo e palavra.

ÁUREA SILVA DE HOLANDA
Graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Mestre e Doutora em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Docente do Departamento de Integração Acadêmica e Tecnológica (DIATEC) – Centro de Tecnologia – Universidade Federal do Ceará.

BERTA LÚCIA NEVES PONTE
Graduada em Psicologia (Universidade de Fortaleza, na primeira turma de 1984-89), pós-graduada em Estudos Literários e Culturais (Universidade Federal do Ceará), com mestrado em Psicologia (Universidade de Fortaleza). Filha de mãe e família mineiras, tornou-se pesquisadora autodidata sobre o corpo literário de João Guimarães Rosa, desde 1986. Atualmente é Doutoranda em Literatura na Universidade de Évora (Portugal), cuja investigação desdobra-se no âmbito da “CASA do Sertão”, atividade gratuita comunitária realizada pela Fabuladora Atelier de Legências. Autora de Desertos & Travessias – uma imersão no silêncio (Armazém da Cultura, 2019). Mãe da Aline, avó do João Antônio e do Luca Ponte.

FRANCISCO CARLOS MOURÃO NETO
Advogado de Direitos Humanos e artista.

FRANCISCO HÁLLISSON FARRAPO SÁ
Investigador. Alguém que anseia por conhecer a existência e seus mistérios. Professor da rede pública municipal do município de Tianguá há quase uma década. Dedica-se a estudos das temáticas humanas, filosóficas e espirituais desde sua formação em Teologia. Amante de livros e escritor por paixão e fascínio. Graduado em Gestão Empresarial pela Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UEVA). Bacharel em Teologia e licenciado em História e Língua Portuguesa pelo Instituto de Teologia Aplicada (INTA/Sobral). Pós-graduado em Metodologia do Ensino de História e Língua Portuguesa. Psicólogo graduado pela Faculdade Luciano Feijão (FLF/Sobral).

FRANCISCO SILVA CAVALCANTE JUNIOR
Professor do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará (UFC), psicólogo e artista da palavra. Ensina estudantes dos cursos de graduação em Cinema, Dança, Filosofia, Gastronomia, Jornalismo, Moda, Música, Publicidade e Teatro, nas disciplinas de Metodologia de Pesquisa em Arte, Filosofia e Ciências; e Literatura, Cultura e Arte. Orientador no Programa de Pós-Graduação em Avaliação de Políticas Públicas (PPGAPP) da UFC, com interesse nos métodos pós-estruturalistas de avaliação. Pós-doutor em Comunicação e Produção Literária pela Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB). Ph.D. em Leitura e Escrita pela University of New Hampshire (EUA), com mestrado em Educação Especial na mesma Universidade e Psicólogo formado pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Coordenador do Álacre – Laboratório de Literatura dos Afetos (ICA-UFC) e da Comunidade de Ações para Redesenho dos Modos de Existência e Prevenção do Suicídio (CARMENS). Autor de 23 livros, dentre eles, Ser-tão água (Armazém da Cultura, 2020) e Sertão do amargoso (Radiadora, 2022).

MARCOS VINÍCIUS RIBEIRO DE ARAÚJO
Psicólogo e logoterapeuta, trabalha no contexto clínico e psicossocial voltado ao atendimento de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, pesquisador vinculado ao Mestrado em Avaliação de Políticas Públicas da UFC, com estudos focados no suicídio e no sofrimento psíquico e  vice-coordenador da Comunidade de Ações para Redesenho dos Modos de Existência e Prevenção do Suicídio - CARMENS.

MIRIAN NOGUEIRA TAVARES
Professora associada da Universidade do Algarve, Portugal. Com formação académica nas Ciências da Comunicação, na Semiótica e nos Estudos Culturais (doutorou-se em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia), tem desenvolvido o seu trabalho de investigação e de produção teórica nas áreas das estéticas fílmica e artística. Como professora da Universidade do Algarve, participou na elaboração do projeto de licenciatura em Artes Visuais, do mestrado e doutoramento em Comunicação, Cultura e Artes e do doutoramento em Média-Arte Digital. Atualmente é Coordenadora do CIAC (Centro de Investigação em Artes e Comunicação) e Diretora do doutoramento em Média-Arte Digital.

PATRÍCIA MENDES LEMOS
Escritora livre. Ouvinte ávida e leitora de alteridades. Mãe em plenitude. Mulher em construção. Tem se dedicado ao exercício da Psicologia como psicoterapeuta, supervisora clínica, pesquisadora e docente de Cursos de Psicologia na graduação e pós-graduação. Com vasta atuação nas políticas públicas, principalmente nas áreas da Atenção psicossocial e sócio-assistencial. Estas lhe concederam o aprimoramento e o desenvolvimento de atividades interventivas frente a grupos e populações em situações específicas, como pessoas em situação de violência, pessoas com transtorno mental, mulheres em situação de vulnerabilidade relacional e social. Graduou-se em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR/CE). Doutoranda e Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC/CE). Atua como psicóloga clínica no âmbito privado.

TATIANA PASSOS ZYLBERBERG
Licenciada, Bacharel, Mestre e Doutora em Educação Física pela UNICAMP. Atua no ensino superior há 21 anos, sendo desde 2011 docente da Universidade Federal do Ceará (UFC). Como artista e curadora, produz exposições no escuro para a formação sensível e inclusiva. Coordena a Companhia de Dança do IEFES/UFC que produz espetáculos com temas de urgência social. Fundou o projeto "Mulheres e Novelos” que promove o acolhimento e o empoderamento de pacientes com endometriose. Membro da Academia Itajubense de Letras (AIL). Autora do livro de literatura infanto-juvenil “O menino que desenhava o invisível” publicado pelo projeto “Eu sou Cidadão-Amigos da Leitura” da APDMCE, para ações protagonistas em 60 municípios cearenses. Em 2020-2021 realizou intercâmbio na University of Massachussets (UMASS).  Membro do Comitê científico de “Comunicação e Mídia” do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE) instituição que a homenageou em 2022 pela relevante contribuição à área. Dedica-se a ações interdisciplinares e colaborativas que promovem outros jeitos de ver, aprender, pesquisar, incluir e criar. Sua caminhada pode ser visitada em www.tatianazylberberg.com.

TEREZINHA TEIXEIRA JOCA
Doutora em Psicologia pela Universidade Autónoma de Lisboa (UAL), com pesquisa desenvolvida com surdos. Mestre em Psicologia, com pesquisa desenvolvida com estudantes dissidentes, oriundos de escola tradicional. Psicóloga formada pela Faculdade de Filosofia do Recife (FAFIRE), dedicada à Psicologia e à Educação Inclusiva há 39 anos. Professora do Curso de Psicologia e Coordenadora do Programa de Apoio Psicopedagógico da Universidade de Fortaleza (PAP/UNIFOR). Mãe de duas filhas, avó de dois netos e três netas.

WAGNER JÚLIO SALES REIS
Nasceu em Alpinópolis-MG. Por anos, o desenho foi a sua forma de escrever no mundo. Na adolescência vieram as letras e os novos sonhos. É licenciado em Artes Visuais e Pós-Graduado em Arte Terapia pela UNIFRAN (Franca-SP). Ilustrou o livro infantojuvenil “O menino que desenhava o invisível” (inspirado em sua trajetória escolar) o qual foi publicado em 2019 pelo projeto Eu Sou Cidadão Amigos da Leitura, distribuído para municípios/escolas cearenses parceiras da APDMCE com apoio do UNICEF. Em dezembro de 2020, mudou-se para Fortaleza-CE. Atua como professor de arte para crianças e ilustrador de livros. É artista de pintura realista à óleo, aquarela e desenho à lápis. Num diálogo incansável com seu “Eu Lírico” escreve poesias, contos e frases @wagner_sales_reis.