Capa do livro: Chaval à luz da história<br> 2ª edição

Chaval à luz da história
2ª edição

Autores: Pe. Francisco Evaldo Carvalho Carneiro

livro impresso
de R$ 56,40 por
livro digital
de R$ 56,40 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)
 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O escritor português Júlio Dantas deixou registrado, quando membro da Academia de Ciências de Lisboa, a seguinte frase: “Não ter história é quase não ter nome; é quase não ter pátria”. Refletindo as palavras do português, resolvemos escrever esta obra com um único objetivo: legar ao leitor e, especialmente, à cidade de Chaval uma considerável fonte sobre a sua memória histórica, ou melhor, os fatos e os acontecimentos étnicos de sua gente, desde os primeiros povoadores.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-1952-6
ISBN DIGITAL:978-65-251-1953-3
DOI: 10.24824/978652511952.6
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 150
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:2

Sumário

Chaval à luz da história<br> 2ª edição

Autores

PE. FRANCISCO EVALDO CARVALHO CARNEIRO
Nasceu no dia 3 de setembro de 1958, na cidade de Chaval, Ceará, filho de Manoel Thieres Carneiro e Lígia Carvalho Carneiro. Foi batizado no dia 4 de outubro de 1958, por seu primo, Mons. José Carneiro. Em 14 de abril de 1968 recebeu a Primeira Comunhão e, no dia 12 de junho de 1975, foi crismado. Todos os Sacramentos aconteceram na Matriz de Santo Antônio, em Chaval.

Em 9 de fevereiro de 1983, ingressou no Seminário Santa Cruz, em Goiânia, Goiás, e nesta casa iniciou os estudos filosóficos. Em 1986, tendo concluído o curso de Filosofia, ingressou na faculdade de Teologia, no mesmo seminário. Em 1988, retornou para Ceará e, no mesmo ano, matriculou-se no Seminário Regional em Fortaleza. Concluiu os estudos eclesiásticos em 1989.
Recebeu o Diaconato no dia 22 de outubro de 1990, na Catedral de Senhora Santana em Tianguá, Ceará. No dia de 4 de agosto de 1991, na Matriz de Santo Antônio de Chaval, recebeu as Ordens Sacerdotais e no dia 11 do mesmo mês celebrou a primeira Missa, na mesma Igreja.

No dia 27 de setembro de 1991, foi nomeado Vigário Paroquial da Paróquia de São Benedito, Ceará. Em 4 de fevereiro de 1992, assumiu a Administração da Paróquia N. S. Auxiliadora em Carnaubal, Ceará, e, em 21 de setembro de 1994, recebeu a provisão de Pároco da dita Paróquia. No dia 20 de janeiro de 1996 foi nomeado Pároco da Sé Catedral de Senhora Santana em Tianguá e, em 8 de janeiro de 2006, assumiu a Paróquia de Senhor Bom Jesus dos Navegantes em Camocim, Ceará, onde permanece até hoje.

Morando em Camocim, foi nomeado, em 19 de outubro de 2011, Vigário Geral da Diocese de Tianguá, e, no dia 26 de julho de 2012, Vigário Episcopal da Região Norte, na mesma Diocese. A última função, exerceu até 31 de maio de 2016. Continua na Paróquia de Senhor Bom Jesus dos Navegantes e, a pedido do Bispo Diocesano, permanece exercendo a função de Vigário Geral.

Em plena pandemia da covid-19, doença invisível que tem ceifado a vida de milhares de pessoas, no Ceará, no Brasil e mundo afora, concluiu, em 2021, a obra intitulada Chaval à Luz da História, uma homenagem à sua terra mater.