Capa do livro: UTOPIA E NORMATIVIDADE CURRICULAR:<br> abordagens pós-estruturalistas

UTOPIA E NORMATIVIDADE CURRICULAR:
abordagens pós-estruturalistas

Autores: Ronnielle de Azevedo-Lopes - William de Goes Ribeiro (Orgs.)

livro impresso
de R$ 85,08 por
livro digital
de R$ 85,08 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)
 
Consultar frete e prazo de entrega

Sinopse

Este livro é constituído por textos que enunciam múltiplas assinaturas e múltiplos agenciamentos em educação, como desdobramento, problematizam a normatividade curricular hegemônica, suas significações e articulações utópicas. A utopia, sobretudo nas perspectivas iluministas, é acionada como recurso discursivo reiteradamente operado em vista de prescrições e programas identitários. Entretanto, que efeitos os discursos utópicos produzem nos corpos e em seus coletivos? Que significações utópicas a normatividade curricular vem elaborando nas escolas? Ao perturbar a relação utopia – normatividade curricular, o livro não tem entre suas proposições objetificar a relação ou ainda suturar a reflexão em uma significação pronta e acabada de utopia. Ao contrário, intenta pensar os efeitos de poder nas significações utópicas articuladas por enquadramentos normativos-curriculares. Todavia, das linhas de fuga destes enquadramentos-curriculares podem emergir heterotopias, utopias outras com significações outras. Problematizar o discurso utópico (ou distópico) na modernidade passa pela desconstrução de esquemas teleológicos prescritivos e dos programas essencializadores da cultura hegemônica. É possível pensar e insistir na utopia fora dos projetos teleológicos, identitários e prescritivos da modernidade?

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-2154-3
ISBN DIGITAL:978-65-251-2155-0
DOI: 10.24824/978652512154.3
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 264
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

UTOPIA E NORMATIVIDADE CURRICULAR:<br> abordagens pós-estruturalistas

Autores

NILSA BRITO RIBEIRO
Mestre e doutora em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas, é professora Associado IV da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, vinculada ao Instituto de Linguística, Letras e Artes desta universidade. É docente do Programa de Pós-Graduação em Letras e do Programa de Pós-Graduação em Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia, ambos da UNIFESSPA. Lidera Grupo de Pesquisa registrado no CNPq: Práticas discursivas, saber, poder e resistência cultural. Coordena o Projeto de pesquisa: Arquivo e subjetividades do professor na mídia: trajetos e deslizamentos de sentidos.

CASSANDRA MARINA DA SILVEIRA PONTES
Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ProPEd/UERJ). Professora da Educação Básica no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAp/UFRJ), onde foi Diretora Adjunta de Ensino e atuou como Coordenadora do Setor Curricular Multidisciplinar. Atualmente é membro do Conselho de Ensino de Graduação da UFRJ, coordena o Grupo de Pesquisa Questão da Escola: diferença, desconstrução e intersubjetividade da Universidade Federal do Rio de Janeiro e integra o Grupo de Pesquisa Currículo, Cultura e Diferença da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

GUILHERME AUGUSTO REZENDE LEMOS
Concluiu o doutorado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em 2014. É professor adjunto da Faculdade de Educação e docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação – ProPEd, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, foi contemplado com os Editais FAPERJ APQ1 (2016), ARC (2019), Apoio a Programas de Pós-Graduação (2019 e 2020), é Vice-coordenador do ProPEd (2019-2021). É vice-líder do Grupo Currículo, cultura e diferença, liderado Elizabeth Macedo, com pesquisas financiadas pelo CNPq, Capes e Faperj. É parecerista ad hoc de diversos periódicos A1 e A2.

RITA DE CÁSSIA PRAZERES FRANGELLA
Doutora em Educação. Professora Associada do Departamento de Estudos Aplicados ao Ensino da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ. Bolsista Produtividade CNPq, Cientista do Nosso Estado/FAPERJ, Procientista/UERJ. Coordenadora do GRPESq Currículo, formação e Educação em direitos humanos.

NATALY DA COSTA AFONSO
Mestre em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Professora dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME/RJ). Atualmente está cursando o doutorado em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (ProPEd/UERJ).

PHELIPE FLOREZ RODRIGUES
Doutor em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde também concluiu o curso de Mestrado. Licenciado em Geografia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor da Educação Básica na Rede Estadual do Rio de Janeiro (SEEDUC/RJ) e da rede privada. Professor de Graduação e Pós-graduação na Universidade Estácio de Sá. Atualmente atua no campo da pesquisa como membro do Políticas de Currículo (ProPEd/UERJ) e Laboratório de Ensino/Pesquisa em Geografia do Araguaia (UFMT).

DANIELLE BASTOS LOPES
Professora adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e docente do Programa de Pós-Graduação de Ensino em Educação Básica (PPGEB). Doutora em Educação (PROPED – UERJ), Mestre em História Social (PPGHS – UERJ) e possui graduação em Pedagogia pela mesma universidade (2005 – 2008). Líder do Grupo de Pesquisa Estudos Ameríndios e Fronteiras (GEAF – CNPq).

RENATO PADILHA
Doutor em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, mestre em educação formado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – Unirio. Professor na rede estadual de ensino do Rio de Janeiro e Pedagogo. Autor dos livros, “De Ferrer a Penteado: uma análise da Escola Moderna” e “Anarquismo e Educação: a influência do anarquismo na educação a partir do movimento operário brasileiro”.

PAULO DE TÁSSIO BORGES DA SILVA
Professor adjunto do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) e do Programa de Pós-Graduação em Ensino e Relações Étnico-Raciais (PPGER) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Doutor em Educação (PROPED/UERJ), Mestre em Educação (PPGED/UFS) e Mestre em Linguística e Línguas Indígenas (MN/UFRJ). Membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED) e da Associação Brasileira de Currículo (ABdC).

ADRIA SIMONE DUARTE DE SOUZA
Graduada em Pedagogia, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Doutoranda do PROPED/UERJ, onde integra o Grupo de Pesquisa “Currículo, cultura e diferença “. É docente da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), atuando como pesquisadora no “Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Escolar Indígena e Etnografia”.

RONNIELLE DE AZEVEDO-LOPES
Professor de Filosofia no Campus Rural de Marabá-PA (CRMB) do Instituto Federal do Pará (IFPA). Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Doutor em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Membro dos Grupos de Pesquisa “Currículo, cultura e diferença” e “Grupo de Pesquisa Territórios Indígenas e Etnoenvolvimento”.

HUGO HELENO CAMILO COSTA
Doutor em Educação pelo programa de pós-graduação em Educação da UERJ (PROPED/UERJ), Professor Adjunto do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Mato Grosso (ICHS/UFMT/Araguaia) e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMT (PPGEDU/UFMT), líder do Núcleo de Estudos em Currículo, Culturas e Subjetividades (NECSUS/CNPq).

JORGE DOUGLAS COSTA SANTOS
Graduando em Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso, Bolsista de iniciação científica, CNPq, membro do Núcleo de Estudos em Currículo, Culturas e Subjetividades – NECSus.

WILLIAM DE GOES RIBEIRO
Professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense, instituição em que coordena o grupo de pesquisa OENDU – Currículo, Cultura e Diferença. Licenciado em Educação Física, Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pós-doutorado em Currículo pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

ÉRIKA VIRGÍLIO RODRIGUES DA CUNHA
Professora do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). É Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Líder do Grupo de Pesquisa Políticas de Currículo e Alteridade, membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED) e da Associação Brasileira de Currículo (ABdC).

THIAGO RANNIERY
É professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Janeiro (FE/UFRJ). Doutor em Educação pela Universidade do Estado do Rio Janeiro, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é líder pesquisador do Bafo! – Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo, ética e diferença e Jovem Cientista Nosso Estado da FAPERJ com investigações sobre currículo, diferença e estudos queers.

LORRAINE ANDRADE GONÇALVES
É professora do Setor de Educação Infantil do CAp-UFRJ. Doutoranda em Educação no PPGE-UFRJ. Mestre em Educação pelo PPGE-UFRJ. Especialista em Docência na Educação Infantil pela UFRJ. Graduada em Pedagogia pela UNIRIO. É integrante do Bafo! – Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo, ética e diferença. É coordenadora do Projeto de Extensão Currículo em Movimento na Educação Infantil (CEIMOV-UFRJ) e da Ação de Extensão Educação Infantil: promovendo encontros, ambos no CAp-UFRJ.

LARISSA PEREIRA BISPO
É jornalista, graduada pela ECO-UFRJ, e mestranda em Educação no PPGE-UFRJ. Atua como Analista de Conteúdo e Comunicação, Roteirista e Gestora de Projetos em Diversidade e Inclusão em organizações. É integrante do Bafo! – Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo, ética e diferença

MARIA SANTOS
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação (ProPEd) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Possui Mestrado em Ciências Sociais e Humanas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Licenciada em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2012). É integrante da Associação de Pesquisadores em Educação (ANPED). É bolsista pesquisadora pela agência de fomento FAPERJ Nota 10 do Estado do Rio de Janeiro.

CLAUDIA TOMÉ
Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Mestre e Especialista em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. É professora e diretora do Campus Avançado de Patu -CAP, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. Coordena o Grupo de Pesquisa em Ensino, Literatura e Linguagem (GELIN -UERN). É membro do Grupo de pesquisa Formação, Currículo e Ensino (FORMACE-UERN). Desenvolve seus estudos e pesquisa com ênfase no currículo, formação do professor e diferença.