Capa do livro: TEMAS CONTEMPORÂNEOS EM CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

TEMAS CONTEMPORÂNEOS EM CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

Autores: Carlos Henrique de Lucas - Terezinha Oliveira Santos (Orgs.)

livro impresso
de R$ 62,90 por
livro digital
de R$ 0,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro é heterotopia. É ímã que chama para si a coisa que habitava o mundo dos sonhos e das queretividades. Ele evidencia que podemos - e por que não dizer devemos? - nos lançar, cada vez mais, nós, pessoas pesquisadoras de uma pequena instituição do interior da Bahia, ao cenário das investigações cosmopolitas. Tomar para nós e ver por meio de nossos olhos temas que algumas pessoas poderão reputar como a nós sendo alheio. E isso não significa secundarizar as questões ditas locais, regionais. Em absoluto. Significa, antes, pô-las no debate mais amplo de produção de conhecimento. Significa, ainda, nos inserir, a nós mesmos, nesse panorama: a nós, a nosso grupo, a nosso programa de pós-graduação e a nossa instituição de pesquisa.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-1127-8
ISBN DIGITAL:978-65-251-1128-5
DOI: 10.24824/978652511127.8
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 270
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

TEMAS CONTEMPORÂNEOS EM CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

Autores

ALEXANDRE FERNANDEZ VAZ
Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC-1995), onde estudou com Selvino Assmann e Marli Auras, e Doutor em Ciências Humanas e Sociais (Dr. Phil.) pela Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover, Alemanha, onde estudou, entre outros, com Detlev Claussen, Andreas Trebels, Oskar Negt e Regina Becker-Schmidt. Frequentou ainda os cursos de Psicologia (UFSC, IMES) e de Sociologia, Filosofia e Psicologia Social (Universidade de Hannover). Na UFSC desde 1998, foi Coordenador Geral de Pesquisa do Centro de Ciências da Educação e membro da Câmara de Pesquisa da instituição. É professor permanente dos programas de Pós-Graduação em Educação (mestrado e doutorado) e Interdisciplinar em Ciências Humanas (Doutorado), e coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea. É representante da UFSC no Núcleo Disciplinar de Educação para a Integração da Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM) (Portaria nº 13/2019/SINTER, 19/12/2019). É bolsista de produtividade em pesquisa CNPq desde 2005, nível 1 a partir de 2014 (atualmente 1C). Foi Pesquisador Visitante (Gastwissenschaftler) na Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover, no Instituto de Sociologia (Área de Trabalho: Teoria Sociológica) e desenvolveu pesquisa pós-doutoral nos Arquivos da Academia das Artes de Berlim. Desde 2006 vem atuando como Professor Visitante na Universidad Nacional de La Plata, Argentina, na Universidad de Antioquia, na Colômbia, e na Universidad de La República e na ACJ, Uruguai. Tem colaborado com instituições de pesquisa como SCIELO, DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico), Fundação Humboldt (Alemanha), CSIC (Comisión Sectorial de Investigación Científica Uruguay) e Secretaria de Ciencia y Tecnica (UNLP Argentina), além de CNPq, Capes, Fapesp e outras fundações estaduais de pesquisa. Desde 2002, com exceção de três anos, compõe a Comissão interna de avaliação e acompanhamento, do CED, do programa Pibic/UFSC/CNPq, tendo a coordenado por oito anos. Neste tempo avaliou o programa representando o CNPq em várias instituições, como UFMS, Udesc, Unesc, Unioeste. É editor dos Cadernos de Formação RBCE e da Contemporânea: uma quase revista, publicação destinada ao debate crítico sobre cultura e sociedade. Foi editor-chefe da Revista Brasileira de Ciências do Esporte, durante dez anos, e editor-adjunto da Extensio: revista de extensão da UFSC, durante um ano e meio. É revisor de duas dezenas de periódicos, no Brasil e no exterior, assim como componente de comitês e comissões editoriais de diversas revistas, no Brasil, Argentina, Colômbia, Espanha. Compôs a comissão de avaliação quadrienal dos programas de pós-graduação interdisciplinares (Câmara 2, Humanidades), na Capes (2017). Atua eventualmente como tradutor do Alemão, do Espanhol e do Inglês ao Português. Suas principais publicações se referem à Teoria Social Contemporânea, Estética, Sociologia da Cultura e da Política e Processos de Escolarização, com ênfase nas experiências corporais.

AMANDA MOTTA CASTRO
Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande/FURG e docente do Departamento de Educação da mesma instituição. Docente colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS/Ufob). Doutora pelo programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos/Unisinos; foi bolsista Capes durante (2009-2015). É mestra em Educação (2011) e Licenciada em Pedagogia (2000). Realizou Estágio de doutoramento na Universidad Autonoma Metropolitana del México – UAM, no departamento de Antropologia. Trabalhou no Ministério da Educação – MEC e na Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – ONU/Unesco, desenvolvendo trabalhos no campo da Educação, através de projetos sociais e formação docente. Compõe la Comunidad de Pensamiento Feminista Latinoamericano: El Telar e do Grupo de pesquisa interdisciplinar Lélia Gonzalez. Trabalha com os seguintes temas de pesquisa: Feminismo, Educação Popular, Arte Popular e desigualdades sociais.
 
ANA JÚLIA RODRIGUES CARVALHO
Graduada em Gestão Turística pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (2007), licenciada em Educação Física pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (2010) e também especialista pela Universidade Estadual de Goiás no curso de Pós- Graduação Lato-Sensu em Educação Física Escolar. Foi professora efetiva de Educação Física pela Secretaria de Educação do Estado de Goiás (SEE-GO) e é mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO). Atualmente é professora efetiva de Educação Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – Campus Inhumas e integrante do Núcleo de estudos e pesquisas sociocríticas em Educação Física escolar pela mesma instituição. Tem experiência na área de Educação e Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Teoria da relação com o saber, Educação Física Escolar, ensino médio, lazer e juventude.

ANA KARINA FIGUEIRA CANGUÇÚ CAMPINHO
Graduada em Psicologia pela Universidade Federal da Bahia (2002), especialização em Gestalt terapia, mestra em Saúde Comunitária e doutora em Saúde Pública pelo Instituto de Saúde Coletiva /UFBA. Atua na área clínica e saúde pública, desenvolvendo trabalho interdisciplinar no Centro de Referência em Intersexualidade da Bahia/UFBA e no Serviço de Psicologia Prof. João Ignácio de Mendonça /Instituto de Psicologia/ UFBA. Líder do Grupo de Pesquisa EXiSTo (Ufob/CNPq), atua na linha de pesquisa “Intersexualidade: direitos humanos, gênero e sexualidade humanos”. Tem experiência na área de Psicologia Clínica e hospitalar atuando principalmente nos seguintes temas: saúde coletiva, família, qualidade de vida, identidade de gênero, intersexo e direito à saúde.

ANDRÉA SANTANA LEONE DE SOUZA
Professora de Direito Civil e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS), curso de Mestrado, da Universidade Federal do Oeste da Bahia – Ufob. Doutora e Mestra em Relações Sociais e Novos Direitos pela Universidade Federal da Bahia. Pós-Doutoranda em “Novas Tecnologias e Direito” no MICHR da Universidade Mediterranea de Reggio Calabria (Itália). Especialista em Direito Civil pela Universidade Federal da Bahia. Bacharela em Direito pela Universidade Católica de Salvador (2011). Líder do Grupo de Pesquisa EXiSTo (Ufob/CNPq), atua nas linhas: “Direitos Humanos, Direitos da Personalidade, Bioética, Gênero e Autonomia da Criança” e “Intersexualidade: direitos humanos, gênero e sexualidade humanos”. Pesquisadora no Grupo Vida (UFBA/CNPq).

ATAUAN SOARES DE QUEIROZ
Doutor em Linguística pela Universidade de Brasília (UnB) e mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). É professor de Língua Portuguesa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Campus Barreiras, desde o ano de 2010. Atualmente, integra o Grupo de Pesquisa Educação Crítica e Autoria Criativa (Gecria/UnB), o Grupo de Estudo e Pesquisa em Linguagens e Educação (Geline/IFBA) e o Núcleo de Estudos Discursivos do Oeste da Bahia (Nedob/Uneb), com interesse nos seguintes temas: discurso, educação crítica, leitura e produção de texto, pensamento decolonial, autoria, identidade e agência.

CARLOS HENRIQUE DE LUCAS (ORG.)
Carlos Henrique de Lucas é Doutor em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Mestre em Letras e Linguística, área de concentração em História da Literatura, pela Universidade Federal de Rio Grande (FURG), Licenciado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Especialista em Direitos Humanos pela Verbo Jurídico. Atualmente, é Professor Adjunto III na Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), Líder do Corpus Possíveis, grupo de pesquisa cadastrado no diretório do CNPq, e coordenador do PPGCHS gestão 2021-2023. É um dos fundadores e atualmente Editor-chefe da Sul-Sul – Revista de Ciências Humanas e Sociais. Coordenou a apresentação da proposta de criação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS/Ufob). É autor do livro Linguagens Pajubeyras: re(ex)sistência cultural e subversão da heternormatividade (2017), bem como de diversos artigos, capítulos e livros “org.” sobre estudos da linguagem, estudos de literatura, educação e Direitos Humanos com foco em perspectivas queer e pós-estruturalistas.

CAROLINA DOS SANTOS SILVA BRAGANÇA
Graduanda em direito pela Universidade Federal do Oeste da Bahia, Campus Reitor Edgard Santos. Voluntária de iniciação científica do CNPq e integrante do grupo de pesquisa EXiSTo (Ufob/CNPq), atua na linha de pesquisa “Direitos Humanos, Direitos da Personalidade, Bioética, Gênero e Autonomia da Criança”. Integrante do projeto de extensão Coruja Jurídica (Ufob)
CATIA PARANHOS MARTINS
Psicóloga com graduação (2002), mestrado (2010) e doutorado em Psicologia (2015) pela Unesp/Assis. Especialista em Saúde Mental pela Unicamp e em Saúde do Trabalhador pela Fiocruz. Trabalhadora de vários pontos da atenção e da gestão do Sistema Único de Saúde, com destaque para o Ministério da Saúde, na Política HumanizaSUS. Atualmente, professora da graduação e pós-graduação em Psicologia e do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Temas de estudo e trabalho: Psicologia Social, Saúde Coletiva, Sistema Único de Saúde, HumanizaSUS, Saúde Indígena/Indigenista, Gêneros, Saúde Mental, Loucura, Desejo, Esquizoanálise e Cartografias.

DANIELA GARCES DE OLIVEIRA
Doutora em História pelo PPGH-PUCRS com estágio sanduíche no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Atualmente é graduanda em Psicologia e interessa-se pelos temas que permeiam a exaustão das mães com crianças que têm algum transtorno do desenvolvimento.

DJALMA THÜRLER
É professor Associado do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) Professor Milton Santos e professor permanente do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade, ambos da Universidade Federal da Bahia. É coordenador do Grupo de Pesquisa Cultura e Sexualidade (www.politicasdocus.com) e Diretor Artístico da ATeliê voadOR Companhia de Teatro (https://www.atelievoadorteatro.com.br/) – cujo nome é escrito com destaques para as letras que iniciam a palavra ateliê e para as que finalizam a palavra voador: AT OR) – criada em 2002, no Rio de Janeiro, mas radicada, desde 2009, em Salvador. É Consultor Acadêmico da Área Interdisciplinar/Câmara II – Sociais e Humanas – da Capes desde 2012. É autor de vários artigos e capítulos de livros sobre teatro, temáticas LGBT e queer nas artes e sobre políticas de enfrentamento da cena contemporânea com foco na diversidade sexual e de gênero.

ESMAEL ALVES DE OLIVEIRA
Professor Adjunto, em regime de dedicação exclusiva, do curso de Ciências Sociais, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGAnt) e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPsi) da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Federal da Grande Dourados (FCH/UFGD). Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Amazonas – Ufam (2007); Especialização em Antropologia – Ufam (2008); Mestrado em Antropologia Social – PPGAS/Ufam (2009); Doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina – PPGAS/UFSC (2014), com estágio doutoral na Universidade Eduardo Mondlane (UEM/Moçambique). Pesquisador vinculado ao Impróprias – Grupo de Pesquisa em Gênero, Sexualidade e Diferenças (UFMS/CNPq), ao DiVerso: pesquis(ações) sob(re) resistências sociais (UFGD/CNPq) e ao Grupo de Pesquisa Diálogos Psicológicos na Fronteira (UFGD/CNPq). Realizou pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGAS/UFRGS) junto ao Núcleo de Pesquisa em Antropologia do Corpo e da Saúde (Nupacs) – 2018/2019. É associado a Abrasco – Associação Brasileira de Saúde Coletiva, e a Abrasme – Associação Brasileira de Saúde Mental. Áreas de interesse: Antropologia do Corpo e da Saúde, Saúde mental, Gênero e Sexualidade, Marcadores Sociais de Diferença.

FÁBIO DE SOUSA FERNANDES
Professor Assistente do Centro das Humanidades da Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), mestre em Cultura e Sociedade pelo Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutorando em Linguística pela Universidade de Brasília (UnB).

FRANKESLINY BARBOSA DA CRUZ
Especialista em Educação Física Escolar pela Faculdade Ítalo Brasileira (2015). Possui graduação em Educação Física pela Universidade Paulista (2012). Atualmente é professora na Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal. Tem experiência na área de Gestão Educacional e Esportiva, e em Educação Física Escolar com ênfase na Educação Infantil e Ensino Fundamental – Anos Iniciais.

GUSTAVO FALABELLA
É ator e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (UFBA/Fapesb).

KARLIANE MACEDO NUNES
É professora do curso de Cinema e Audiovisual do Departamento de Comunicação Social (DCOS) da Universidade Federal de Sergipe (UFS). É membro do Núcleo Interdisciplinar de Cinema e Educação (Nice) e pesquisadora do Laboratório de Pesquisa e Produção em Audiovisual (LAPPA), onde atualmente desenvolve pesquisa sobre os modos como os povos indígenas são tematizados no documentário brasileiro contemporâneo. Foi professora do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Amazonas (Ufam – Campus de Parintins) entre 2009 e 2019. É graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (2003), mestra (2008) e doutora (2017) pelo Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade (Pós-Cultura) da UFBA. Em 2011, publicou o livro Laróyè, Exu: Imagens e mitos do orixá mensageiro na fotografia de Mario Cravo Neto (Edufba).

KEO SILVA
Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina, Mestre em Educação pela UFSC e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas na mesma universidade, com financiamento de bolsa Capes-DS. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea. Também foi membro do Netrans (Núcleo de estudos das travestilidades, transexualidades e transgeneridades), núcleo formado por pesquisadores/as trans da UFSC. Pesquisador com interesse nas áreas sobre transidentidades, educação, gênero e sexualidade, humanidades, interdisciplinaridade, descolonialidades.

LAÍS SOARES DOS SANTOS
Graduanda no curso de Direito pela Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), Campus Reitor Edgard Santos. Bolsista de Iniciação Científica do CNPq e integrante do Grupo de Pesquisa EXiSTo (Ufob/ CNPq), atua na linha de pesquisa “Intersexualidade: direitos humanos, gênero e sexualidade humanos”.

LUANA LEMOS DE ALMEIDA
Advogada. Mestranda do Programa de Pós-Graduação Família na Sociedade Contemporânea (UCSal). Graduada em Direito pela Universidade do Estado da Bahia (2015). Integra os Grupos de Pesquisa: Família, inclusão e desenvolvimento humano; EXiSTo (Ufob/ CNPq) na linha de pesquisa “Intersexualidade: direitos humanos, gênero e sexualidade humanos”.

LUANNA FERREIRA DA SILVA
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília. Especialista em Gestão Universitária pela Universidade de Brasília (2012). Possui graduação em Letras – Língua Portuguesa pela Universidade de Brasília (2007). Atualmente é Técnico em Assuntos Educacionais da Universidade de Brasília.

LUIZ HENRIQUE DE OLIVEIRA FRANÇA
Graduando no curso de Direito pela Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), Campus Reitor Edgard Santos. Integrante do Grupo de Pesquisa: EXiSTo (Ufob/CNPq), atua na linha de pesquisa “Direitos Humanos, Direitos da Personalidade, Bioética, Sexualidade e Gênero”. Membro do Projeto de Extensão: Direito e Cidadania (Proec/Ufob). Atualmente realiza pesquisa de Iniciação Científica no Projeto intitulado Os Direitos da Personalidade e a Autonomia da Criança: o Olhar da Bioética Latino-Americana (Pibic/Ufob), além de atuar como Estagiário de Ensino Superior na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM/Barreiras-BA).

LUZIANE AMARAL DE JESUS
Licenciada em Letras. Mestra em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2014). Professora de Língua Portuguesa da Universidade Federal do Oeste da Bahia. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: letramentos, práticas textuais e discursivas, educação do campo. Integra o grupo de pesquisa Corpus Possíveis (Ufob).

MARCOS AURÉLIO DA SILVA
Professor Adjunto do Instituto de Saúde Coletiva, na área de Ciências Humanas e Saúde. Professor permanente dos programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva e de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Possui graduação em Comunicação Social (1997), pela Universidade Federal de Santa Catarina, onde também realizou mestrado e doutorado em Antropologia Social (2003 e 2012). Atua principalmente nos seguintes temas: performance, saúde, territorialidade, cultura LGBTQ, cinema, festivais, carnaval, gênero e sexualidade. Realizou estágio de pós-doutorado no PPGAS/UFSC de 2012 a 2014, onde é integrante do Instituto Brasil Plural (IBP) e do Núcleo de Antropologia do Contemporâneo (TRANSES) dentro do projeto “Cuidados de si e políticas da vida: políticas públicas e experiências sociais no campo da saúde e da cidadania no Brasil”, coordenado pela professora Dr.ª Sônia Weidner Maluf. Foi estagiário de pós-doutorado no PPGAS/UFMT, desenvolvendo pesquisa sobre paradas da diversidade e festivais de cinema voltados para as temáticas de gênero e sexualidade, com ênfase em Performance, Territorialidade e Teorias do Sujeito. Tem experiência na docência desde 2001, passando por universidades catarinenses (UnC, Unoesc, FACVEST, USJ, UFSC) nas áreas de Antropologia e Comunicação, e na UFMT, desde 2014, nas áreas de Antropologia e Saúde, com ênfase em Teoria Antropológica, Antropologia da Saúde, Antropologia Urbana, Relações de Gênero, Metodologia da Pesquisa, Pessoa e Corporalidade, Comunicação em Saúde, Etnografias da Saúde, Antropologia do Cinema, Produção Textual e Teoria da Comunicação. Também é integrante do Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais (GRAPPA), formado por pesquisadores em Antropologia do Cinema de várias universidades brasileiras. Integrante e coordenador do Núcleo de Antropologia e Saberes Plurais, do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da UFMT. Editor executivo da Aceno – Revista de Antropologia do Centro-Oeste, do PPGAS/UFMT. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFMT (2019-2021).

MAYANA ROCHA SOARES
Doutoranda em Literatura e Cultura (PPGLITCULT/UFBA). Mestra em Estudo de Linguagens (PPGEL/Uneb). Especialista em Estudos Culturais, História e Linguagens (Unijorge). Licenciada em Letras com habilitação em Português e Espanhol (Unijorge) e Ciências Sociais (UFBA). Atualmente, é Professora Assistente da Universidade Federal do Oeste da Bahia, vinculada ao Centro das Humanidades. É cocoordenadora do programa de extensão e grupo de estudos Reexistências (Ufob) e é integrante do grupo de pesquisa Traduzindo no Atlântico Negro (TAN/UFBA) e Núcleo de Pesquisa em Cultura e Sexualidade (NUCUS/UFBA).

PRISCILLA ALMALEH
Sou graduada, mestra e doutoranda em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, bolsista Capes/Prosuc. Também sou graduanda em Pedagogia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Idealizadora Cofundadora do Nefig (Núcleo de Estudos Feministas e Interseccionais de Gênero).

RAYLENE BARBOSA MOREIRA
Pedagoga pela Universidade Federal Fluminense, mestra em educação pela Universidade Federal do Rio Grande – FURG (Bolsista Capes), na linha Culturas, Identidades e Diferenças; membra do Grupo de pesquisa Nós do Sul: Laboratório de Estudos e Pesquisas sobre identidades, currículos e culturas e do Grupo de Estudos e Pesquisa Interdisciplinar Lélia Gonzalez. Pesquisa Educação em espaços de privação de liberdade, EJA, Direitos Humanos em Educação, a partir da perspectiva feminista.

TEREZINHA OLIVEIRA SANTOS
Doutora em Letras pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora Adjunta II do Centro Multidisciplinar Campus de Barra- Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob); Professora Permanente da Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS/Ufob). Professora colaboradora da Pós-Graduação em Língua e Cultura-PPGLinC/UFBA. Membro do Núcleo de Estudos em Língua e Cultura – Lince/UFBA. Líder do Grupo de Pesquisa Corpus Possíveis e Editora Chefe da Sul-Sul Revista de Ciências Humanas. Membro do Grupo de Pesquisa Dinâmicas Espaciais e Desenvolvimento Territorial – Grudet/Ufob-Linha de Pesquisa: Paisagens culturais, análise geoambiental e desenvolvimento territorial. Pesquisadora afiliada à ABPN (Associação Brasileira de Pesquisadores Negros).

THIAGO ALVES FRANÇA
Doutor em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestre em Linguística e em Memória: linguagem e sociedade pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), e licenciado em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). É professor assistente da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) em Barreiras-BA, Campus IX, no Departamento de Ciências Humanas, atuando no Colegiado de Letras, Língua Portuguesa e Literaturas, onde desenvolve o projeto de pesquisa “Discursos de ódio em/na rede: (re)produção, circulação e resistência no espaço virtual”, e os projetos de extensão “Ciclos de Palestras em Letras” e “Grupo de Estudos em Análise de Discurso”. É líder do Núcleo de Estudos Discursivos do Oeste da Bahia (Nedob), e integrante do Núcleo de Estudos em Práticas de Linguagem e Espaço Virtual (Neplev).

WAGNER BARBOSA MATIAS (IN MEMORIAM)
Doutorado e Mestrado em Educação Física pela Universidade de Brasília, Especialização em Educação Física Escolar pela Universidade Católica de Brasília e Graduação em Educação Física pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Servidor do Ministério da Cidadania e da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Temas de pesquisa de interesse: políticas de esporte e lazer e futebol.