Capa do livro: AMAZÔNIA REPUBLICANA:<br> estudos sobre poder, política e trabalho

AMAZÔNIA REPUBLICANA:
estudos sobre poder, política e trabalho

Autores: César Augusto B. Queirós - Davi Avelino Leal - Anderson Vieira Moura (Orgs.)

livro impresso
de R$ 61,90 por
livro digital
de R$ 61,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A obra Amazônia Republicana: estudos sobre poder, política e trabalho reúne uma amostra das pesquisas que vem sendo desenvolvidas pelos membros do Laboratório de Estudos sobre História Política e do Trabalho na Amazônia, o LABUHTA. A obra está organizada em três partes: na primeira parte da obra, Política, trabalho e trabalhadores na Era Vargas, o leitor encontrará tanto artigos que buscam compreender os processos políticos no estado do Amazonas – como a política sindical e o anticomunismo –, quanto textos que buscam analisar as experiências dos trabalhadores de diferentes categorias profissionais, como motorneiros e carvoeiros. Na segunda parte, Faces do Poder: eleições, partidos políticos, sindicatos e associações, são analisados processos eleitorais – como os de 1954, 1966 e 1974 –, comícios políticos, sindicatos e associações (como o Ideal Club, importante grêmio associativo da elite manauara). Na terceira parte do livro, Cotidiano, poder e “povos tradicionais” na Amazônia, o leitor se debruçará sobre disputas por terras nos seringais do Rio Madeira, sobre imagens construídas sobre a Amazônia a partir do olhar de viajantes na virada do século XIX para o XX e sobre trabalho e cotidiano de homens e mulheres da Amazônia.
Neste momento, em que estamos de luto, enxugando as lágrimas e limpando nossas feridas, nós, do LABUHTA, gostaríamos de humildemente dedicar este trabalho à memória daqueles que nos deixaram e desejar muita força aos familiares e amigos. E que, passada a pandemia, tenhamos um mundo mais justo, humano e solidário.

César Augusto B. Queirós

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-0900-8
ISBN DIGITAL:978-65-251-0896-4
DOI: 10.24824/978652510900.8
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 254
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

AMAZÔNIA REPUBLICANA:<br> estudos sobre poder, política e trabalho

Autores

AMAURY OLIVEIRA PIO JÚNIOR
Mestre em História Social pela UFAM e Graduado em História pela UNICENTRO/Pr. Atualmente é Doutorando em História Social no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas (PPGH-UFAM). Atua na área de pesquisa sobre a política e o sindicalismo amazonense na década de 1930, resultando em obras como “Uma Viagem pela História do Amazonas” (2016) e mais recentemente a colaboração em um capítulo do livro “Trajetórias Políticas na Amazônia Republicana” (2019).

ANDERSON VIEIRA MOURA
Professor do Departamento de História da Universidade Federal do Amazonas. Licenciado em História pela Universidade Federal de Alagoas, mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco e doutor em História Social pela Universidade Estadual de Campinas. Desenvolve pesquisas sobre a Era Vargas na Amazônia, além de atuar no campo da História Social com estudos sobre trabalhadores, partidos e política no Brasil republicano. Atualmente é coordenador do Curso de História da UFAM e vice-coordenador do Laboratório de Estudos sobre História Política e do Trabalho na Amazônia (LABUHTA).

CAIO HENRIQUE FAUSTINO DA SILVA
Mestre em História pelo Programa de Pós-Graduação em História (UFAM). Bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Amazonas. Membro da Clínica de Direitos Humanos e Direitos Ambientais da Universidade do Estado do Amazonas (CDHDA/UEA) e do Grupo de Pesquisa do CNPQ em Direitos Humanos na Amazônia.

CÉSAR AUGUSTO B. QUEIRÓS
Doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Mestre pela mesma universidade. Atua como professor adjunto do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), além de atuar como professor permanente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Atualmente, exerce a função de Coordenador do Programa de Pós-Graduação em História da UFAM (PPGH/UFAM) e de Coordenador do curso de PARFOR em História. Exerce ainda o cargo de presidente da Associação Nacional de História – seção Amazonas (ANPUH/AM). Entre 2014 e 2016, foi Coordenador do GT Mundos do Trabalho no Brasil. Entre os livros publicados, destacam-se Desvarios Anarquistas na Rússia Rio-Grandense (2016), O Positivismo e a Questão Social na Primeira República (2017) e Cultura Operária: trabalho e resistências (2010). Dedica-se à pesquisa no campo da História do Trabalho e da História Política, com ênfase nos estudos sobre o trabalhismo e a Ditadura Militar brasileira.

DAVI AVELINO LEAL
Professor do Departamento de História da Universidade Federal do Amazonas (DH-UFAM). Licenciado em História (UFAM), mestre e doutor em Sociedade e Cultura na Amazônia (UFAM). Atua na área de História da Amazônia, com pesquisas voltadas para História Indígena e do Indigenismo e História Cultural da Amazônia. Desenvolve atividades no Programa de Pós-Graduação em História (PPGH/UFAM).

DAVI MONTEIRO ABREU
Licenciado em Pedagogia pelo Centro Universitário do Norte (UNINORTE); Professor da Secretaria Municipal de Educação (SEMED); Pós-graduando em História Social pelo Programa de Pós-Graduação em História (PPGH-UFAM); Membro do Laboratório de Estudos sobre História Política e do Trabalho na Amazônia (LABUHTA).

FRANCO LINDEMBERG PAIVA DOS SANTOS
Licenciado em História pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM, e mestre em História pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM. Atualmente faz parte do quadro de professores da Secretaria de Estado de Educação do Amazonas SEDUC-AM, onde atua no Centro de Formação Profissional Pe. José de Anchieta como professor-formador.

KÍVIA MIRRANA DE SOUZA PEREIRA
Professora na Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Amazonas (SEDUC). Mestranda no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) com o projeto de pesquisa: “As elites se divertem: identidades e sociabilidades nos clubes de elites em Manaus (1890-1920)”. Licenciada em História pela mesma instituição. Membro da Diretoria da Associação Nacional de História – Seção Amazonas. Membro do Laboratório de Estudos sobre História Política e do Trabalho na Amazônia – LABUHTA. Membro do Grupo de Trabalho de História Política (Nacional). Membro do Corpo Editorial da Revista Canoa do Tempo.

LARISSA LEITE COLARES
Formada em História pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Mestranda em História na linha de pesquisa 2: Migração, Trabalho e Movimentos Sociais na Amazônia, pelo Programa de Pós-Graduação em História (PPGH-UFAM); membro da equipe editorial da Revista Discente Manduarisawa; membro da equipe editorial da Revista Canoa do Tempo- PPGH; vinculada ao Laboratório de Estudos sobre História Política e do Trabalho na Amazônia (LABUHTA). Fluente em Inglês e Espanhol. Possui interesse em História Social, Imprensa e República.

MAYRA DE OLIVEIRA UCHÔA
Mestranda no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas (PPGH-UFAM). Possui bacharelado em Relações Internacionais pela Faculdade La Salle de Manaus. Participante do GT Mundos do Trabalho, AM. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Editora-Adjunta da Revista Discente Munduarisawa.

SÉRGIO CARVALHO DE LIMA
Possui Graduação em História pela Universidade Federal do Amazonas (1997-2001); especialização em Tecnologias em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2009-2010); Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Amazonas (2015-2017). Atualmente é professor da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC/AM) e da Secretaria Municipal de Educação (SEMED/Manaus). Tem experiência na área de História com ênfase na história do trabalho e história do Amazonas.

THIAGO ROCHA DE QUEIROZ
Possui Graduação em História pela Universidade Federal do Amazonas (2010) e mestrado em História Social pela Universidade Federal do Amazonas (2013). Desenvolve projetos dentro da temática do humor, imprensa e política militar durante o regime de Ditadura em Manaus (AM). No momento vincula-se ao curso de Doutorado em História da Universidade Federal do Amazonas, além de participar do Projeto “De norte a sul: um estudo comparado acerca da questão social nas cidades de Manaus e Porto Alegre durante a Primeira República”, coordenado pelo professor Dr. César Augusto Bubolz Queirós.

VANESSA CRISTINA DA SILVA SAMPAIO
Graduada em Licenciatura Plena em História pela Universidade Nilton Lins. Pós-graduada em Metodologia do Ensino à Docência Superior pela Faculdade Metropolitana de Manaus – FAMETRO. Pós-graduada em Gestão, Supervisão e Orientação Educacional pela Faculdade Metropolitana de Manaus – FAMETRO. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas – UFAM. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES.

WANDERLENE DE FREITAS SOUZA BARROS
Graduou-se em História pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em 2015. É mestra em História Social pela Universidade Federal do Amazonas, 2018. Secretária do GT Mundos do Trabalho – seção Amazonas 2017/2018. Tesoureira da diretoria da ANPUH/AM, gestão 2019/2020. Organizou a coletânea História, Trabalho e Cidadania na Amazônia juntamente com César Augusto Queirós. Desenvolve pesquisas voltadas para o trabalho, cidade e cotidiano com ênfase em leis trabalhistas e de justiça, trabalhadores formais e informais, e suas relações.