Capa do livro: MULHER, ESPAÇO SOCIAL E TERRITÓRIO:<br> uma discussão de gênero na Polícia Militar do Amazonas

MULHER, ESPAÇO SOCIAL E TERRITÓRIO:
uma discussão de gênero na Polícia Militar do Amazonas

Autores: Ernandes Herculano Saraiva

Uma discussão de gênero no trabalho policial militar do Amazonas é o que se discute neste estudo. O tema cinge-se ao contexto brasileiro, à admissão de mulheres nas corporações policiais militares, ao seu convívio no âmbito militar, às funções que exercem e à forma pela qual são vistas e/ou interpretadas.
Tais componentes a serem avaliados funcionam como dispositivos estratégicos na “transformação” de mulheres em soldados no Amazonas ou na modificação de fenótipos aos estruturalismos típicos militares.
O livro é um convite a uma reflexão quanto ao desprendimento do contexto androcêntrico que se descentralizou nas corporações institucionais brasileiras, especialmente as de caráter militar, onde a busca pela homogeneização sexual se mostra como elemento de consolidação para a manutenção de “arquiteturas” solidificadas de poder ou até mesmo de violência.

Impresso
de R$ 77,88 por
R$ 66,60
Digital
de R$ 77,88 por
R$ 54,52

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-1304-3
ISBN DIGITAL:978-65-251-1305-0
DOI: 10.24824/978652511304.3
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 184
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

MULHER, ESPAÇO SOCIAL E TERRITÓRIO:<br> uma discussão de gênero na Polícia Militar do Amazonas
ERNANDES HERCULANO SARAIVA
Tefeense, Professor Universitário, Advogado, Técnico em Segurança Pública (IESP/AM), Mestre em Segurança Pública, Cidadania e Direitos Humanos – UEA, Pesquisador Científico do Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia (PNCSA) e do Grupo Interdisciplinar de Estudos da Violência (GIEV-UEA).