Capa do livro: ASPECTOS COMPORTAMENTAIS, NEUROBIOLÓGICOS E PSICOSSOCIAIS DO USO E DEPENDÊNCIA DE DROGAS

ASPECTOS COMPORTAMENTAIS, NEUROBIOLÓGICOS E PSICOSSOCIAIS DO USO E DEPENDÊNCIA DE DROGAS

Autores: Denise De Micheli - André Luiz Monezi Andrade - Richard Alecsander Reichert - Bruno Oliveira Pinheiro - Eroy Aparecida da Silva - Fernanda Machado Lopes (Orgs.)

livro impresso
de R$ 158,90 por
livro digital
de R$ 158,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

*Frete com desconto será enviado pela modalidade impresso normal

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A obra Aspectos comportamentais, neurobiológicos e psicossociais do uso e dependência de drogas tem como objetivo principal respaldar profissionais e estudantes de diversas áreas do conhecimento com os principais temas no que se refere ao binômio droga e comportamento humano. Trata-se de uma obra de relevância acadêmico-cientifica, tanto para profissionais da área clínica, da área acadêmica e o público em geral uma vez que contempla as diferentes esferas e dimensões relacionadas ao uso de substâncias, desde o histórico do consumo (visão histórico-antropológica), passando pela farmacologia, aspectos neurobiológicos, psicológicos e sociais, finalizando com as políticas públicas sobre o tema. O assunto em questão faz parte de discussões atuais, no Brasil e no mundo, a respeito do uso de drogas e políticas públicas relativas a este comportamento. Trata-se de um compêndio sobre o assunto, composto por 43 capítulos, divididos em 5 eixos: Eixo 1: Introdução e principais conceitos; Eixo 2: Aspectos neurobiológicos; Eixo 3: Aspectos psicológicos; Eixo 4: Intervenções em Políticas Públicas; Eixo 5: Tópicos Especiais. O estilo empregado na obra é didático, em que os aspectos teóricos, técnicos e metodológicos do fenômeno “drogas” são abordados em linguagem acessível ao público acadêmico, clínicos e público-geral interessado no tema.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-1041-7
ISBN DIGITAL:978-65-251-1040-0
DOI: 10.24824/978652511041.7
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 770
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

ASPECTOS COMPORTAMENTAIS, NEUROBIOLÓGICOS E PSICOSSOCIAIS DO USO E DEPENDÊNCIA DE DROGAS

Autores

ANDRÉ LUIZ MONEZI ANDRADE
Graduado em Psicologia pela Universidade Positivo. Mestre e Doutor em Psicobiologia, com ênfase em dependência de drogas, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). É docente dos programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia e Linguagens, Mídia e Arte da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Membro do Grupo de Trabalho Psicologia da Saúde da Criança e do Adolescente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia (ANPEPP) (GT 54) e membro colaborador do Substance Abuse Department of WHO (WHO eHealth Project on Alcohol and Health Investigators Group). Editor Associado do International Journal of Psychology and Neuroscience.

DENISE DE MICHELI
Graduada em Psicologia pela Universidade Paulista (UNIP), com doutorado em Psicobiologia e Pós-Doutorado em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Professora Associada da Disciplina de Medicina e Sociologia do Abuso de Drogas (DIMESAD) do Departamento de Psicobiologia da UNIFESP. Coordenadora do Centro Interdisciplinar de Estudos em Neurociência, Saúde e Educação na Adolescência (CIENSEA), registrado como Diretório de Pesquisa do CNPq. Membro da Association for Medical Education and Research in Substance Abuse (AMERSA) e da Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (ABRAMD).

EROY APARECIDA DA SILVA
Graduada em Psicologia pela Organização Paulista de Educação e Cultura da Faculdade Paulistana; Especialista em Psicologia Social e do Trabalho pelo Sedes Sapientiae; Especialista em Terapia Familiar e de Casal pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); e Doutora em Ciências pelo Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Membro Titular da Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (ABRAMD).

FERNANDA MACHADO LOPES
Graduada em Psicologia; Especialista em Psicoterapia de Técnicas Integradas; e Terapeuta Certificada pela Federação Brasileira de Terapias Cognitivas. Mestre e Doutora em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), vinculada ao Laboratório de Psicologia Experimental, Neurociências e Comportamento (LPNeC-UFRGS) e Pós-Doutora em Neurociências, vinculada ao Laboratório de Psicobiologia e Neurocomputação (LPBNC-UFRGS). Atualmente é Professora Adjunta no Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Coordena o Laboratório de Psicologia Cognitiva Básica e Aplicada (LPCOG). Áreas de Interesse em Pesquisa: Processos Cognitivos e Neuropsicológicos, Terapia Cognitivo-comportamental, Drogas, Depressão e Ansiedade.

RICHARD ALECSANDER REICHERT
Graduado em Psicologia pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI); Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) / Escola Paulista de Medicina, na área de Medicina e Sociologia do Abuso de Drogas; Membro pesquisador do Centro Interdisciplinar de Estudos em Neurociência e Comportamento na Infância e Adolescência (CIENCIA-UNIFESP); Colaborador do Laboratório de Psicologia Cognitiva Básica e Aplicada (LPCOG) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Membro associado da Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (ABRAMD), International Society of Substance Use Professionals (ISSUP), International Network on Brief Interventions for Alcohol & Other Drugs (INEBRIA) e Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC); e Cofundador e coordenador de eventos científicos da Rede Brasileira de Ciência e Educação sobre Álcool e outras Drogas. Desenvolve estudos, pesquisas e intervenções voltados principalmente ao uso de álcool e outras drogas na adolescência e entre populações em vulnerabilidade social, com ênfase nos aspectos biopsicossociais relacionados ao uso de substâncias e suas implicações sociais e à saúde.