Capa do livro: TRANSAS DO DESTINO <br><br>COLEÇÃO POÉTICA TAPAJÔNICA - VOLUME 1

TRANSAS DO DESTINO

COLEÇÃO POÉTICA TAPAJÔNICA - VOLUME 1

Autores: José Nazareno dos Santos Ferreira

livro impresso
de R$ 29,00 por
livro digital
de R$ 29,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Transas do destino é um livro que nasceu de uma forma natural, refletindo dois universos nas palavras que, às vezes, são códigos abertos, as vezes enigmas, mas que vão ganhando consistência a medida em que a poesia se despe para revestir a vida de sentidos, numa soma de coisas em sentimentos híbridos que pouco a pouco vão nos envolvendo, nos cativando, nos surpreendendo. Transas do destino pela própria simplicidade do título que os mostrar isso, que devemos deixar fluir o sentimento de liberdade, de amor, não como regras ou leis imutáveis, mas com sentimento de alma, com a sútil sensibilidade, que vai moldando, dando forma a coisas que só as palavras conseguem, a argamassa de sentimentos e palavras.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-0942-8
ISBN DIGITAL:978-65-251-0939-8
DOI: 10.24824/978652510942.8
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 76
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

TRANSAS DO DESTINO <br><br>COLEÇÃO POÉTICA TAPAJÔNICA - VOLUME 1

Autores

JOSÉ NAZARENO DOS SANTOS FERREIRA
É um autor eclético, versátil, um poeta de mão-cheia, mas como todo bom geminiano em sua duplicidade, em sua volatilidade se reinventa em diversas atividades. Suas obras são, em maioria textos poéticos, mas ele também escreve crônicas, contos, artigos. Além de escritor, é jornalista e professor universitário, portando, um homem repleto de palavras, feito uma ilha cercada por palavras em todas suas nuances. O escritor mergulha em sua subjetividade, nos provoca na objetividade e não se contenta em ficar a margem da criação. Sua fome e sede de escrever é abissal, não à toa tem uma prolifica produção de textos em todos os estilos e gêneros. Seu banquete de criação literária tem prato para todos os gostos.