Capa do livro: SABER E FAZER AGROECOLÓGICO

SABER E FAZER AGROECOLÓGICO

Autores: Antonio Marcio Haliski - Keila Cássia Santos Araújo Lopes - Paulo Rogério Lopes - Rosana de Fátima Silveira Jammal Padilha (Orgs.)

livro impresso
de R$ 58,00 por
livro digital
de R$ 0,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A Agroecologia se materializa a partir dos saberes e conhecimentos tradicionais, se constituindo em movimento social, prática e ciência, trazendo uma força revolucionária a ponto de transformar realidades, estabelecendo desde uma proposta de transição agroecológica, manutenção e conservação da sociobiodiversidade, criação de políticas públicas, até propostas e caminhos para o bem viver. É fundamental criarmos espaços de formação, socialização, articulação, sistematização e comunicação, fortalecendo o movimento agroecológico brasileiro. Neste sentido, reunir parte desta história, sujeitos, movimentos e instituições, a partir de experiências e propostas sistematizadas se constitui num processo educador, político e estratégico da Agroecologia.  A obra “Saber e fazer agroecológico” reúne algumas experiências, propostas, instituições e movimentos agroecológicos de relevância nacional. Tivemos a rica oportunidade de termos contribuições e sistematizações realizadas por alguns tesouros vivos que participam da trajetória e construção da Agroecologia no Brasil, tais como a professora Irene Maria Cardoso e Manoel Baltasar Baptista da Costa. Além disso, agregamos contribuições e experiências da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Instituto Federal do Paraná (IFPR), Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade de Araraquara (UNIARA), Fundação Osvaldo Cruz (FIOCRUZ), Rede agroecológica Raízes da Mata, Universidade Positivo, Universidade Federal de Alagoas, Núcleos de estudos em Agroecologia, movimentos sociais do campo, agregando diferentes instituições, sujeitos e atores envolvidos com a construção permanente da Agroecologia.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-0851-3
ISBN DIGITAL:978-65-251-0850-6
DOI: 10.24824/978652510851.3
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 186
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

SABER E FAZER AGROECOLÓGICO

Autores

ADRIELLA CAMILA G. F. S. FURTADO DA SILVIA
Nutricionista, pela Universidade Federal do Paraná/UFPR, (2009-2014). Especialista em Saúde da Família, pelo Programa de Pós-Graduação Lato Sensu, Residência Integrada Multiprofissional, UFPR, (2014-2016). Prestou atividades de suporte técnico, como Agente do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), na execução do Projeto Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) do Paraná (2016). Mestre em Alimentação e Nutrição, pela UFPR (2017-2019). Pesquisadora e desenvolve experiências nas áreas de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, com ênfase em Agroecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: consumo alimentar de povos e comunidades tradicionais, agricultura urbana, quintais produtivos, plantas alimentícias não convencionais (PANC), agroecologia, gênero, promoção de saúde, alimentação escolar, agricultura familiar, programa nacional de alimentação escolar (PNAE), agroindústria familiar, produção e consumo de alimentos sustentáveis. Faz parte do grupo de pesquisa moNGARU (Alimentar - no idioma Tupi Guarani) - Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional – UFPR e do Projeto de Extenção “aliMENTE-SE: produção e consumo consciente e solidário” – UFPR. Possui experiência nas áreas de Políticas Públicas de Alimentação e Nutrição e Alimentação Escolar. Atualmente é professora convidada da pós-graduação em Gestão da Qualidade e Empreendedorismo em Serviços de Alimentação da Universidade Positivo.  

ALAN RIPOLL ALVES
Licenciado em Ciências Biológicas. Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFPR) com co-tutela na Universidad de la República (Udelar –Uruguai). Foi professor visitante da Sustainability Research Center (SRC/USC- Austrália) e pesquisador visitante na Ruhr-Universität Bochum (RUB- Alemanha). Pós doutor em Turismo (PPGTUR/UFPR) e Desenvolvimento Territorial Sustentável (PPGDTS/UFPR-Litoral). Integrante do Núcleo de Estudos em Ecossocioeconomia (Necos) e do grupo de pesquisa Cidade, Meio Ambiente e Políticas Públicas (DAU/UFPR).

ANTONIO MARCIO HALISKI
Graduado em Geografia (UNESPAR). Especialista em Geografia: Gestão Ambiental e Desenvolvimento Regional (UNESPAR). Mestre em Ciências Sociais Aplicadas (UEPG), Doutor em Sociologia (UFPR). Pós-doutor em Sociologia: ruralidades e meio ambiente (UFPR); Pós-doutor em Geografia: dinâmicas naturais e análise socioambiental (UEPG). Professor do campus Paranaguá (IFPR), onde atua ministrando as seguintes disciplinas: Geografia; Cultura, economia e política na América Latina; Ruralidades, ambiente e atores do mundo rural. Professor do programa de Mestrado em Ciência, Tecnologia e Sociedade (PPGCTS-IFPR). É um dos coordenadores da Rede Casla/Cepial. Membro do grupo de pesquisa Interconexões, da Universidade Estadual de Ponta Grossa-UEPG e do Centro de Estudos Rurais (CERU), da Universidade Federal do Paraná-UFPR. Líder do grupo de Estudos em Territórios, Movimentos e Mobilizações (GTMOB), do Instituto Federal do Paraná.

BRUNA CAROLINA DE MEIRA
Graduada em Engenharia Agronômica no Centro de Ciências da Natureza (CCN/UFSCar) campus Lagoa do Sino.

CAIO RODRIGUES SERAFIM
Graduado em Ciências Biológicas no Centro de Ciências da Natureza (CCN/UFSCar) campus Lagoa do Sino.

CRISTINE CAROLE MUGGLER
Professora Titular Aposentada do Departamento de Solos da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e atualmente como professora voluntária. Graduada em Engenharia Geológica pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mestre em Ciência do Solo pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e PhD em Ciências Ambientais pela Wageningen University (WUR), Holanda.

DIOMAR AUGUSTO DE QUADROS
Graduação em Nutrição (Faculdades Integradas Espírita), Mestrado em Graduação em Nutrição (Faculdades Integradas Espírita), Mestrado em Tecnologia de Alimentos (UFPR) e Doutorado em Alimentos e Nutrição (UNICAMP) É docente da Universidade Federal do Paraná, Setor Litoral, atuando nos cursos de Tecnologia em Agroecologia e Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável.

EDINALVA OLIVEIRA
Possui graduação em Licenciatura em Ciências pela Universidade Federal do Paraná (1988), graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Paraná (1992), Especialização em Educação Especial, Mestrado em Zoologia pela Universidade Federal do Paraná (1996) e Doutorado em Zoologia pela Universidade Federal do Paraná (2000). Professor titular da Universidade Positivo entre 2000 e 2018, atuando como docente nos cursos de Graduação em Licenciatura e Bacharelado nas Ciências Biológicas, Biomedicina, Enfermagem, Pedagogia e Nutrição. Tem experiência na área de ensino de Zoologia, Ecologia, Bioindicadores, Ecologia, Macroinvertebrados, Didática do Ensino de Ciências e Biologia, Ensino de Ciências e Biologia, Parasitologia Geral e Parasitologia Clinica, Saúde Pública e Coletiva. Atualmente Professora na Universidade Federal do Paraná Setor Litoral Curso de Licenciatura em Educação do Campo, disciplina Estágio Supervisionado, Curso de Tecnologia em Agroecologia, disciplina Vida nos ecossistemas e ICH Agroecologia e Saberes Tradicionais, Curso de Saúde Coletiva, disciplina Ciclo da Vida, Curso de Licenciatura em Ciências Estágio Supervisionado e ICH Desafios para o Ensino de Ciências na Contemporaneidade.

ELAINE CRISTINA DE OLIVEIRA MENEZES
Possui graduação em Ciências Econômicas (UFSC) . Mestrado em Administração (UFSC) e doutorado em Sociologia Política (UFSC). Pós-doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Santa Catarina (2011) e pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da ESAG/UDESC. Professora do Curso de Administração Pública da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência em pesquisas na área de gestão pública e participação social, orçamento público, planejamento governamental e desenvolvimento territorial sustentável.  

EUGÊNIO MARTINS DE SÁ RESENDE
Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural do Departamento de Economia Rural.

FABRÍCIO VASSALI ZANELLI
Professor do Curso de Licenciatura em Educação do Campo, do Departamento de Educação da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Mestre em Educação pela UFV. Licenciado e Bacharel em Geografia pela UFV. É um dos coordenadores do Grupo de Pesquisa do CNPq: Educação do Campo, Alternância e Reforma Agrária (ECARA/UFV). Membro do Núcleo de Educação do Campo e Agroecologia (ECOA/UFV) e membro do Grupo de Trabalho Educação e Agroecologia da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia). Atuou como coordenador de Programa de Extensão do PROEXT (MEC/SESU) e de projetos de extensão (PIBEX/UFV) junto às Escolas Famílias Agrícolas. Foi secretário executivo da Articulação Mineira de Agroecologia (AMA). Atuou como Consultor do Programa Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Territórios Rurais (PRONAT), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Atuou como profissional da educação básica por três anos na Escola Família Agrícola Puris, em Araponga-MG.

GABRIEL BIANCONI FERNANDES
Mestre e doutor em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia (UFRJ, 2015, 2020) e Engenheiro Agrônomo (Esalq/USP, 2000). Tem experiência nos temas: desenvolvimento rural sustentável, agricultura familiar, agroecologia, agrobiodiversidade, ecologia, sementes, análise econômica-ecológica de agroecossistemas e biossegurança de OGMs. É assessor técnico do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM) e membro do Grupo de Trabalho Biodiversidade da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). Integrou a Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica - CNAPO (Decreto 7.794, 20 de ago. 2012) e foi representante da CNAPO no Comitê Consultivo do Grupo Gestor do Programa de Aquisição de Alimentos - GG-PAA (Portaria MDS n. 18, 13 ago. 2015). Membro da Comissão de Bioética e Biodireito da OAB-RJ (triênio 2013-15) e do Grupo de Estudos sobre Agrobiodiversidade (GEA/Nead/MDA, 2012-2016). Coordenou o projeto Aliança pela Agroecologia (2014-2017), cofinanciado pela União Europeia e com organizações sociais do Brasil, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Equador, Guatemala e Nicarágua. Consultor da FAO América Latina e Caribe (2017) para elaboração de estudos de subsídio para políticas públicas para o desenvolvimento da Agroecologia. É sócio da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA) e membro da Unión de Científicos Comprometidos con la Sociedad y la Naturaleza de América Latina - UCCSNAL.

GABRIELA SCHENATO BICA
Graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), Mestrado em Agroecossistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005) e Doutorado em Agroecossistemas também pela UFSC (2018). Sou professora efetiva da Universidade Federal do Paraná, Setor Litoral, vinculada ao curso superior de Tecnologia em Agroecologia. Tenho experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Etologia, Bem-estar animal e Agroecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: criação animal, etologia e bem-estar animal, agroecologia, educação do campo e desenvolvimento sustentável. Tem duas filhas: Alice nascida em 2012 (licença maternidade: março a setembro/2012) e Helena nascida em 2018 (licença: fevereiro a agosto/2018).

HENRIQUE CARMONA DUVAL
Graduado em Ciências Sociais (Unesp/Araraquara), mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural (UFSCar/Araras), doutor em Ciências Sociais (Unicamp), pós-doutor pelo PPG Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Uniara). Docente do Centro de Ciências da Natureza (CCN/UFSCar) campus Lagoa do Sino e do PPG em Desenvolvimento Territorial (Uniara).  

IRENE MARIA CARDOSO
Graduada em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), mestrado em Solos e Nutrição de Plantas (UFV) e Doutorado em Ciências Ambientais  - Wageningen University. Atualmente é professora titular da Universidade Federal de Viçosa, departamento de Solos.

ISLANDIA BEZERRA
Mulher. Mãe. Pesquisadora. Extensionista e Professora Associada da Faculdade de Nutrição - FANUT/UFAL. Educadora Colaboradora na Escola Latinoamericana de Agroecologia (ELAA). Presidenta Nacional da Associação Brasileira de Agroecologia/ABA.

JOÃO PAULO AGÁPTO

Graduado em Tecnologia em Agronegócios pela Faculdade de Tecnologia de Itapetininga (Fatec). Especialização em Ciências Políticas (UCAM). Mestrado em Sustentabilidade na Gestão Ambiental pela linha de pesquisa Recursos Naturais (PPGSGA-UFSCar). Técnico em Agropecuária do Centro de Ciências da Natureza (CCN/UFSCar) campus Lagoa do Sino.

JOSANI CATARINA MACHADO CAGNANI
Possui graduação em Tecnologia em Secretariado pela FATEC Internacional – Grupo Uninter (2007). Concluiu o curso de Especialização em MBA em Gestão de Recursos Humanos (2009).  Foi servidora PSS da rede estadual de ensino (2009 – 2010). Compõe a equipe da Seção de Gestão Acadêmica da Graduação no Setor Litoral da Universidade Federal do Paraná (2010-2021).

KAUÊ AVANZI
Geógrafo Bacharel e Licenciado pelo Departamento de Geografia e Mestre em ciências pelo PPGH/FFLCH-USP. Professor substituto de Geografia no Ensino técnico em Mecânica e Informática e da Licenciatura em Ciências Sociais no IFPR Campus Paranaguá. Gosta de música, poesia e de compartilhar a vida.

KEILA CÁSSIA SANTOS ARAÚJO LOPES
Professora do curso de Licenciatura em Geografia da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG/Carangola. Chefe do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (DCSA). Doutora em Geografia (UNESP/Rio Claro-SP), Mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural (UFScar/São Carlos-SP), Especialista em Alternativas para uma Nova Educação (UFPR/Matinhos-PR), Geógrafa (FASF). Atua nas áreas de Geografia Agrária e Socioambiental, Agroecologia e Educação em Agroecologia.

LOURDES HELENA SILVA
Professora Titular da Universidade Federal de Viçosa, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação, possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Viçosa (1985), mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (1994), doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000), com Estágio na École des Hautes Etudes en Sciences Sociales/ Paris (PDEE/CAPES), Pós Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Lisboa (CNPq, 2007-2008) e Estagio Sênior, como Visiting Scholar, na Universidade da Califórnia de Los Angeles (CAPES, 2013-2014). Com experiência na área de Educação, ênfase em Educação do Campo, atua principalmente nos seguintes temas de pesquisa: educação do campo, pedagogia da alternância, educação de jovens e adultos do campo, agroecologia e representações sociais. Lidera o Grupo de Pesquisa do CNPq Educação do Campo, Alternância e Reforma Agrária (ECARA), tendo coordenado os projetos Educação, Campo e Consciência Cidadã, do Programa Nacional de Educação em Áreas de Reforma Agraria PRONERA/MDA (2001-2012), realizado em parceria UFV/UEMG/INCRA/MST/FETAEMG; Observatório de Educação do Campo OBEDUC/CAPES/INEP (2010-2015), Projeto de Pesquisa em Rede do realizado em parceria UFV/UEMG/UFSJ; dentre outros. Atualmente é membro da Câmara de Ciências Humanas, Sociais e Educação da FAPEMIG; Pesquisadora Associada do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade - Educação, da Fundação Carlos Chagas; Bolsista do Programa Pesquisador Mineiro da FAPEMIG e Bolsista Produtividade do CNPq.

MAYRA TAIZA SULZBACH
Possui graduação em Ciências Econômicas (UFSC). Mestrado e doutorado em Desenvolvimento Econômico (UFPR) com sanduíche em Economia das Organizações pelo Centre d’Analyse Théorique des Organisations et des Marchés (ATOM) - Université Paris 1 (Pantheon-Sorbonne) e Pós-Doutorado em Sociologia Econômica no Laboratoire Interdisciplinaire de Sociologie Économique (LISE) junto ao Conservatoire National des Arts et Métiers (CNAM/Paris III) (2016). Docente do Setor Litoral da UFPR e dos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável (PPGDTS) e em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PPGMADE).

MANOEL BALTASAR BAPTISTA DA COSTA
Graduado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Esalq/USP. Doutor em Meio Ambiente pela Universidade Federal do Paraná - UFPR. Atualmente é professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente - UNIARA.

MARCELO CUNHA VARELLA
Possui graduação em Gestão Ambiental pela Universidade Federal do Paraná - UFPR. Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental e Doutorado em Geografia.

MARCELO MARTINS RIBEIRO
Engenheiro Agrônomo (Unesp), mestre em Práticas de Desenvolvimento Sustentável (UFRRJ), com especialização em Agroecologia (MDA e Universidade de Berkeley), Desenvolvimento Regional (UFPR) e Agricultura Biodinâmica (Associação Elo e UNIUBE). É sócio-diretor da Ecotoré Serviços Socioambientais. Membro da Associação Biodinâmica (ABD), Botucatu/SP.  

MARCIELEH LEMOS RODRIGUES
Geógrafa Bacharel e Licenciada pela UFPR. Especialista em Alternativas para a Nova Educação pela UFPR.  

MARIA ALICE FERNANDES CORRÊA MENDONÇA
Engenheira Agrônoma pela Universidade Federal de Viçosa (2009); Mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (2011); Doutorado em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, realizando um ano de estágio sanduíche pelo projeto CAPES/NUFFIC junto ao Rural Sociology Group, na Wageningen University (WUR), Países Baixos (2015). Professora Adjunta no Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa (DER/UFV), na área de sustentabilidade e as questões rurais. Atuando especialmente nos seguintes temas: agricultura familiar e camponesa; agroecologia e sistemas agroalimentares; manejo sustentável de recursos naturais; segurança e soberania agroalimentar e dinâmicas rururbanas.

MARIA IZABEL VIEIRA BOTELHO
Graduada em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestrado em Sociologia Rural pela Unicamp e Doutorado em Sociologia pela UNESP. Professora na Universidade Federal de Viçosa na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Rural.  

NINA ABIGAIL C. CRUZ
Engenheira Agrônoma, formada pela Universidade Federal de Viçosa. Possui experiência em Permacultura e agroecologia no desenho de agroecossistemas sustentáveis. Domínio em metodologias participativas. Na temática da organização econômica e acesso à mercados possui experiência na criação e gestão de redes de consumo solidário e comercialização de produtos da agricultura familiar. Atua na Rede agroecológica Raízes da Mata em Viçosa-MG desde sua criação (2011). Trabalhou como técnica do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM) e hoje permanece como associada.

PAULA CERRUTI DA COSTA
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina. Mestre pelo Programa de Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina.

PAULO ROGÉRIO LOPES
Paulo Rogério Lopes: Professor na Universidade Federal do Paraná e coordenador do curso de Agroecologia. Atua como professor nos cursos de pós-graduação em Biossistemas na Universidade Federal do Sul da Bahia - UFSB, pós-graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável e Programa de pós-graduação lato senso Alternativas para uma Nova Educação (ANE) (UFPR Litoral). Compõe o Núcleo de Estudos em Agroecologia do Litoral do Paraná (Nea Juçara) e o grupo de trabalho (GT) Manejo de Agroecossistemas da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA). Pós-Doutor em Recursos Florestais pela ESALQ-USP. Doutor em Ciências pela USP (ESALQ), na área de concentração manejo e avaliação de agroecossistemas/ conservação da biodiversidade. Mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural pela (UFSCAR) Especialista em Educação do Campo e Agroecologia na Agricultura Familiar e Camponesa - RESIDÊNCIA AGRÁRIA (UNICAMP- FEAGRI). Possui graduação em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS e AGRONOMIA. Atuou como educador do curso de Agronomia com ênfase em Agroecologia e sistemas rurais sustentáveis (PRONERA - INCRA/MST/OMAQUESP/FAFI/FERAESP), pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar - Campus Sorocaba). Atua em projetos de pesquisa, ensino e comunicação rural agroecológica em áreas de assentamentos rurais da região Extremo Sul da Bahia e do Pontal do Paranapanema na condição de pesquisador/extensionista do NACE-PTECA (ESALQ-USP). Atua junto ao movimento social dos trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nos projetos educativos e agroecológicos da Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto, em Prado/BA.

RUBIA CARLA F. GIORDANI
Possui mestrado e doutorado em Sociologia pela UFPR e cotutela de tese no Laboratoire d´ethnologie et de sociologie comparative, Université Paris Ouest Nanterre. É professora na área de Saúde Coletiva do Departamento de Nutrição, professora permanente no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas/UFPR e professora colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Sociologia/UPR. Além da docência, atua nesta instituição como pesquisadora do grupo de pesquisa em Sociologia da Saúde certificado pela UFPR-CNPq . Realiza investigações e estudos sobre interculturalidade, saúde e alimentação, modos de vida e segurança alimentar em comunidades tradicionais e povos originários, políticas públicas em segurança alimentar e nutricional, além de pesquisa social do processo saúde doença, estudos sobre o corpo, emoções e comportamento alimentar.

ROBERTO MARTINS DE SOUZA
Graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná (1994), Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Santa Maria (2001) na linha de Agricultura Familiar e Sustentabilidade e, Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná (2010) na linha de Ruralidades e Meio Ambiente. Pós Doutorando em Antropologia Social na UFPR. Atuo na área de educação de Jovens e adultos desde 1999 como docente em cursos de Educação do Campo, Agroecologia, Direito a Cidade, Planejamento territorial e atividades de Educação popular junto a Movimentos Sociais do Campo. Pesquisador do Projeto Nova Cartografia Social de Povos e Comunidades Tradicionais. Membro do Grupo de Pesquisa Identidades Coletivas, Conflitos Territoriais e Educação Emancipatória no Sul do Brasil. Educador no IFPR desde 2010. Cursos em atuação: Ciências Sociais nas disciplinas de Sociologia Brasileira, Educação do Campo e Educação de Jovens e Adultos (Laboratório de Ensino de Sociologia). Atua nos cursos EJA/EPT para o Ensino Fundamental e Médio no Campus Paranaguá nas Áreas de Agroecologia, Regularização Fundiária, Defensores Populares. Atuo no Programa de Pós-Graduação em Ciência, tecnologia e Sociedade (Mestrado) Campus IFPR mas áreas de Educação de Jovens e Adultos, Educação do Campo, Direito à Cidade, Conflitos Ambientais e Movimentos Sociais.

ROSANA DE FÁTIMA SILVEIRA JAMMAL PADILHA
Doutora em Tecnologia pela UTFPR; Mestre em Educação pela UFPR, Especialista em Linguística aplicada ao ensino de português UFPR, Graduada em Letras. Com mais de 20 anos de experiência em todos os níveis do Fundamental ao Superior, docente dos cursos técnicos e tecnológicos no IFPR- campus Paranaguá. Professora colaboradora do Mestrado em CTS do IFPR Campus Paranaguá, Linha de Pesquisa: Linha 1 - Sociedade, Ambiente e Educação.

SANDRA ANDREA ENGELMANN
Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), mestrado e doutorado em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). É professora do Instituto Federal do Paraná, Campus Campo Largo. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Agrária, atuando principalmente nos seguintes temas: saberes agroecológicos, educação profissional agroecológica, educação do campo, território, epistemologias do Sul, campesinato, agricultura familiar e movimentos sociais do campo.

THAIS BORDENOWSKY DA SILVA
Possui graduação em Nutrição (UFPR). Especialista em Nutrição Clínica (UFPR) Especialização em Nutrição de Desportistas e Atletas pelo Instituto Cristina Martins  Mestre em Ciência, Tecnologia e Sociedade  (IFPR-PARANAGUÁ). Atualmente é Nutricionista Responsável Técnica do Município de Pontal do Paraná. Trabalha na área da Educação, com ênfase em Alimentação Escolar. Conselheira suplente do Conselho Regional de Nutricionistas da 8ª Região (Gestão 2018/2021); membro da comissão de Licitação e de Patrimônio.

VALDIR FRIGO DENARDIN
Possui graduação em Ciências Econômicas (UFSM). Mestrado em Economia Rural (UFRGS)  e doutorado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (UFRRJ). Realizou doutorado sanduiche na Universite de Versailles Saint-Quentin-en-Yvelines no C3ED (França) e Pós-Doutorado no Laboratoire Dynamiques Sociales et Recomposition des Espaces – LADYSS (Université de Nanterre, França). Atualmente é dedicação exclusiva da Universidade Federal do Paraná - Setor Litoral, participa do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento - PPGMADE/UFPR e Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável - PPGDTS/UFPR.

VINÍCIUS JOSÉ DE OLIVEIRA GARCIA
Discente em Engenharia Agronômica no Centro de Ciências da Natureza (CCN/UFSCar) campus Lagoa do Sino.

YURI ELIAS REZENDE DA SILVA
Discente em Engenharia Agronômica no Centro de Ciências da Natureza (CCN/UFSCar) campus Lagoa do Sino.

WILLER BARBOSA
Licenciado em Filosofia (UFMG, 1984), doutor em Educação (UFSC, 2005, e Universidade do Porto, Portugal, 2003), com pós-doutorado em História Oral e Imagem (UFF, 2012) onde atuou como professor visitante. Sempre frequentou a escola pública, formou-se Técnico em Mecânica (ETFMG, 1974) e, trabalhando no chão da fábrica cursou universidade. Desde 1978 exerce o magistério. Minha pesquisa e militância social sempre se fez junto ao povo mais oprimido: i. no Projeto Metropolitano/UFMG visitamos, em equipe interdisciplinar, ações de saúde popular nas periferias da Região Metropolitana de Belo Horizonte; ii. junto ao Grupo de Estudos da Questão Indígena e ao Conselho Indigenista Missionário atuei em territórios indígenas em todo o Leste e Nordeste brasileiros além de cumprir Estágio Supervisionado de Vivências durante 1 ano junto a essas populações; iii. em elaboração de estudos de Impacto Ambiental junto a barragens de perenização de rios pelo vale do Jequitinhonha; iv. no fortalecimento do pensamento e de ações ambientais, por exemplo, no Movimento Por-Poções e no Centro de Tecnologias Alternativas. Professor Associado do Departamento de Educação (DPE/ UFV), exerceu a chefia departamental e a coordenação do curso de Licenciatura em Educação do campo e Agroecologia. Assumi o diálogo com o Centro de Tecnologias Alternativa (CTA-ZM) e com o movimento sindical de trabalhadoras e trabalhadores rurais no contexto da criação do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, por consequência, com a Agroecologia enquanto prática, movimento e ciências. Potencializando, em toda esta trajetória, a formação da juventude universitária a partir de atividades como o Estágio Interdisciplinar de Vivências, o Programa Nacional de Educação da Reforma Agrária, o Teia/UFV, o apoio às Escolas Família Agrícolas, a Troca de Saberes e o Núcleo de Educação do Campo e Agroecologia (ECOA), entre outras. Recebi a Medalha de Mérito em Extensão no ano de 2017. Busco continuamente me pautar pelo princípio único da indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão no estímulo ao olhar investigativo da realidade, e assim também conduzir minha ação didática em sala de aula na geração de uma formação integral e do pleno desenvolvimento dos sujeitos. Com experiência na área de educação para a sustentabilidade e para a geração dos saberes agroecológicos junto aos movimentos sociais, atuando principalmente a partir dos seguintes temas: educação popular e mediações pedagógicas, práticas educativas e formação de educador@s, educação do campo, educação ambiental, arteducação e educação intercultural.