Capa do livro: O QUE VOCÊ PENSA QUE VOCÊ PENSA, NÃO É VOCÊ QUEM PENSA: <br>a guerra híbrida no Brasil

O QUE VOCÊ PENSA QUE VOCÊ PENSA, NÃO É VOCÊ QUEM PENSA:
a guerra híbrida no Brasil

Autores: Marcelo Jugend

livro impresso
de R$ 42,00 por
livro digital
de R$ 42,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

“Este é um livro atualíssimo, que conjuga os antecedentes históricos ilustrativos da ideia defendida com a vivência crítica e militante do autor, ao tempo em que explora a realidade brasileira contemporânea através da sequência de acontecimentos que, em apenas 5 anos, transformaram radicalmente o Brasil.

Excelente pelo prazer da leitura, ritmo, vitalidade e abundância de informações documentadas, a obra concretiza-se na denúncia das ações criminosas a serviço de “interesses inconfessáveis, de natureza pessoal e repercussão internacional” da direita política brasileira. O texto forte e vibrante vai encadeando as ideias, enredando o leitor e provocando reações imediatas de surpresa e indignação. A análise crítica espontânea às ações combinadas para fins escusos provoca um efeito catártico forte e inesperado.”

Leilah Santiago Bufrem
Professora Titular aposentada da Universidade Federal do Paraná

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-0602-1
ISBN DIGITAL:978-65-251-0603-8
DOI: 10.24824/978652510602.1
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 158
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

O QUE VOCÊ PENSA QUE VOCÊ PENSA, NÃO É VOCÊ QUEM PENSA: <br>a guerra híbrida no Brasil

Autores

MARCELO JUGEND
É formado em Direito pela UFPR. Integrou a Comissão de Direitos Humanos da OAB-Pr e a Comissão Pontifícia Justiça e Paz de Curitiba; foi membro do Conselho Penitenciário do Paraná, do Conselho Paranaense de Defesa dos Direitos Humanos e do Conselho Curador do Programa Nacional de Proteção à Testemunha no Paraná. Foi Chefe de Gabinete e Assessor Especial da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, e Secretário Municipal de Segurança em São José dos Pinhais, no mesmo estado. É autor de “A Morte do Super-Homem: Propostas para o Enfrentamento Democrático da Violência e da Criminalidade” (Editora DPB – 2008), uma análise crítica da questão da segurança pública no Brasil, e de vários artigos sobre o tema, publicados na mídia. Tem três filhos e vive em Curitiba com sua esposa Tânia Maria Baibich.