Capa do livro: IDENTIDADE, DOCÊNCIA E INCLUSÃO:<br>itinerários da pesquisa em educação

IDENTIDADE, DOCÊNCIA E INCLUSÃO:
itinerários da pesquisa em educação

Autores: Doracina Aparecida de Castro Araujo - Eliane Greice Davanço Nogueira - Giovani Ferreira Bezerra (Orgs)

livro impresso
de R$ 46,91 por
livro digital
de R$ 46,91 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Organizado e escrito por docentes e discentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), este livro distingue-se, sobretudo, pelas circunstâncias singulares de sua produção. Trata-se do primeiro livro cujos autores vinculam-se, majoritariamente, ao jovem Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de mestrado, ofertado pela UEMS, unidade universitária de Paranaíba. Nesse sentido, a presente coletânea é ao mesmo tempo histórica e simbólica, por situar-se em um contexto institucional de euforia e novidade, em que ainda se prolongam as comemorações pela recente aprovação e oferta do primeiro curso de mestrado em educação da UEMS. Contexto de conquistas, de alento, de (re)descoberta das esperanças e das potencialidades transformadoras do trabalho coletivo. Perante tal cenário, o momento reclama a emergência  de um debate plural acerca de temas intimamente inter-relacionados, a saber: identidade, docência e inclusão. Essa tríade perpassa os itinerários de pesquisa pelos quais se aventuram os autores deste livro, ao longo de doze capítulos, sob distintas concepções teórico-epistemológicas, em recortes mais ou menos abrangentes dos temas elencados. Sendo esta sua primeira “viagem”, como autores e organizadores vinculados ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da UEMS, Unidade de Paranaíba, os autores fazem votos de que essa experiência de (co)autoria entre pesquisadores iniciantes e “iniciados” se repita muitas vezes, fazendo-se desta iniciativa uma tradição formativa para docentes do programa e novos mestrandos que nele ingressarem. 

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-399-0
DOI: 10.24824/978858042399.0
Ano de edição: 2012
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 168
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

IDENTIDADE, DOCÊNCIA E INCLUSÃO:<br>itinerários da pesquisa em educação

Autores

Doracina Aparecida de Castro Araujo

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Coordenadora e docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba. Nessa mesma unidade da UEMS, é também docente nos cursos de Pedagogia e pós-graduação lato sensu em Educação. É coordenadora de Área do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), atuando nas linhas de pesquisa Educação Escolar Inclusiva e Teorias e Práticas Educacionais.

 

Eliane Greice Davanço Nogueira

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba, e do curso de Pedagogia da UEMS, na unidade universitária de Campo Grande. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: formação continuada de professores, escrita autobiográfica, pesquisa-formação, educação infantil, alfabetização e psicologia. É pesquisadora nos seguintes grupos de pesquisa: Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada (GEPEC) e Educação, Cultura e Diversidade e Formação e Prática Docente (FORPRAD).

 

Giovani Ferreira Bezerra

Licenciado em Pedagogia pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba. Especialista em Gestão Escolar e Projetos Educacionais pelas Faculdades Integradas de Paranaíba (FIPAR). Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de mestrado, ofertado pela UEMS, unidade universitária de Paranaíba. Membro do Grupo de Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), com atuação na linha de pesquisa Educação Escolar Inclusiva.

 

Aires David de Lima

Bacharel em Direito pela Universidade da Grande Dourados (UNIGRAN). Possui especialização em Direito pela Universidade Estácio de Sá. É docente no curso de Direito da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba e discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da UEMS, unidade universitária de Paranaíba. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GE¬PPE), atuando na linha de pesquisa Educação e Violência.

 

Cyntia Graziella Guizelim Simões Girotto

Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Docente na  Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Marília), onde integra o Programa de Pós-Graduação em Educação. É líder do Grupo de Pesquisa Processos de leitura e de escrita: apropriação e objetivação, além de participar, como pesquisadora, dos seguintes Grupos: Implicações Pedagógicas da Teoria Histórico-Cultural; e Formação de Professores e as relações entre as práticas educativas em leituras, literatura e avaliação do texto literário.

Elson Luiz de Araujo

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Docente da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba, no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado; na Pós-Graduação Lato Sensu em Direitos Humanos; na Pós-Graduação Lato Sensu em Educação, bem  como nos cursos de Pedagogia e Ciências Sociais. É coordenador do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Educação. Líder do Grupo de Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), atuando na linha de pesquisa Educação e Violência.

 

Errivaine Aparecida Ferreira Gomes

Graduada em Educação Física pela Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul e em Pedagogia pela Fundação Educacional de Votuporanga. Docente do Centro Universitário de Jales (UNIJALES). Supervisora de Ensino na rede estadual paulista. Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba. Membro do Grupo de Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), com atuação na linha de pesquisa Educação Escolar Inclusiva.

 

Fernanda Peres Soratto

Bacharel em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Especialista em Função Social e Prática do Direito, pela Universidade do Sul de  Santa Catarina (UNISUL). Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba. Bolsista do PIBAP/UEMS.

 

Jémerson Quirino de Almeida

Graduado em História pelo Centro Universitário de Jales (UNIJALES). Especialista em História (Cultura e Sociedade). Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba. Faz parte do Grupo de Estudos e Pesquisa Sociedade, História e Educação (GEPSE), vinculando-se à linha de pesquisa Organização do Trabalho Didático. Bolsista do Programa de Demanda Social da CAPES.

 

Jocilene Cristina da Silva

 

Pedagoga pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Especialista em Educação Especial pelas Faculdades Integradas de Paranaíba (FIPAR). Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba.

 

José Antonio de Souza

Doutor em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Docente da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba, no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, na Pós-Graduação Lato Sensu em Educação e nos cursos de Pedagogia e Ciências Sociais. Docente no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Letras, nível de mestrado, na UEMS, unidade universitária de Campo Grande. É pesquisador do Grupo de Estudos Linguística e Ensino.

 

Juliana Bernardi Petek

Graduada em História pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e em Pedagogia pelas Faculdades Integradas de Urubupungá (FIU). Especialista em Educação Infantil pela UFMS. Coordenadora da Agência Formadora do polo de Três Lagoas, no Programa Proinfantil. Faz parte do Grupo de Estudos e Pesquisa Sociedade, História e Educação (GEPSE), vinculando-se à linha de pesquisa Organização do Trabalho Didático. Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba.

 

Juliane Pivetta Ferro

Graduada em Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Especialista em Educação pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da UEMS, unidade universitária de Paranaíba.

 

Kátia Cristina Martins

Bacharel em Direito pela Associação de Ensino e Cultura de Mato Grosso do Sul (AEMS). Especialista em Direito Constitucional e em Direito Tributário pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Especialista em Direito e Processo do Trabalho pela Universidade Anhanguera UNIDERP. Coordenadora Acadêmica EAD da Universidade Anhanguera UNIDERP, onde também é Tutora Presencial do curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Docente no curso de Direito da AEMS. Aluna Especial do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade de Paranaíba.

 

Léia Teixeira Lacerda

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Docente no  curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Campo Grande e no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da UEMS, unidade universitária de Paranaíba. É líder do Grupo de Pesquisa Educação, Cultura e Diversidade.

Lucélia Tavares Guimarães

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP). É docente na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba, no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado; na Pós-Graduação Lato Sensu em Direitos Humanos; na Pós-Graduação Lato Sensu em Educação, bem  como nos cursos de Pedagogia e Ciências Sociais. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), atuando na linha de pesquisa Teorias e Práticas Educacionais.

 

Maria José de Jesus Alves Cordeiro

Doutora em Educação-Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Docente e coordenadora do curso de Pedagogia, na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Dourados. Docente no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de mestrado, da UEMS, unidade universitária de Paranaíba. Líder do Grupo de Pesquisa em Educação, Gênero, Raça e Etnia (GEPEGRE).

 

Maria Silvia Rosa Santana

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Marília). Mestre em Educação pela mesma Universidade. É docente na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, unidade universitária de Paranaíba, nos cursos de Pedagogia e Ciências Sociais e na Pós-Graduação lato sensu em Direitos Humanos e em Educação. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), participando como pesquisadora e coordenadora da linha de pesquisa Teorias e Práticas Educacionais. Integra também o Grupo de Pesquisa Implicações Pedagógicas da Teoria Histórico-Cultural (UNESP/Marília), como estudante.

 

Marilda Moraes Garcia Bruno

Licenciada em Educação Especial pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Licenciada em Letras pela Universidade Sagrado Coração (USC). Licenciada em Pedagogia com Habilitação para o Ensino do Deficiente Visual pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Educação pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Doutora em Educação  pela UNESP. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Inclusiva – (GEPEI/UFGD). Coordenadora e docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

 

Patrícia Cristina Amorim de Carvalho

Graduada em História pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e em Pedagogia pelas Faculdades Integradas Rui Barbosa (FIRB). Especialista em Interdisciplinaridade na Educação: Currículo e Ensino nas Séries Iniciais, pela UFMS. Especialista em Gestão Educacional e em Psicopedagogia, pelas Faculdades Integradas Urubupungá (FIU). Supervisora de Ensino na rede estadual paulista. Discente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade universitária de Paranaíba.

 

Rodrigo de Oliveira Medeiros

Bacharel em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Especialista em Ciências Penais pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Aluno Especial do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, nível de Mestrado da UEMS, unidade universitária de Paranaíba. Docente do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS) e  no curso de Direito da UEMS, unidade de Paranaíba.

 

Washington Cesar Shoiti Nozu

Bacharel em Direito e licenciado em Pedagogia Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Especialista em Educação pela UEMS. Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE/UEMS). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Estado, Política e Gestão da Educação (GEPGE/UFGD).