Capa do livro: O DELINEAMENTO DAS MASSAS DE AR NO BRASIL

O DELINEAMENTO DAS MASSAS DE AR NO BRASIL

Autores: Victor da Assunção Borsato - Nair Gloria Massoquim

A Climatologia permeia ambientes, seja físico, seja humano. Pois pela sua interação está intrínseco, sociedade e natureza. Na busca do entendimento e explicações para os fenômenos atmosféricos que influenciam na organização do espaço, é “geografia física”. Para as consequências dos estados do tempo no espaço ocupado “Geografia humana”. A Climatologia está no bojo da Geografia, porém ela extrapola o campo dessa ciência. O clima é, “de forma geral” um atributo dos elementos naturais que se manifestam para todas as áreas do conhecimento que, nem cabe aqui mencionar as áreas afins, porém, para a Geografia essa ciência contribui na ampliação das vertentes que asseguram entender os modelos de “organização do Espaço”.

O Brasil é um país de dimensões continentais, razão pela qual, sob o ponto de vista climatológico, há uma diversidade de tipos climáticos. A grande extensão norte/sul nos possibilita experimentar climas, do equatorial ao temperado, mesmo que esse temperado seja, para a grande maioria dos estudiosos, o subtropical. Por outro lado, elementos estáticos, como atributos geomorfológicos a exemplo da Cordilheira dos Andes a Oeste do subcontinente e o Oceano Atlântico a Leste, são fatores que influenciam em diversos aspectos a variabilidade climática, desde a circulação geral à umidificação do ar.
A grande extensão e a tipologia das paisagens não configuram o Brasil como centro de ações das massas de ar que nele atuam, por essa razão, todas as massas de ar que adentram ou expandem-se pelo interior do país assimilam as características higrotérmicas e se modificam, enquanto umas se intensificam, ganham calor, outras são atenuadas.
Nesta obra as massas de ar foram quantificadas e espacializadas no Território Brasileiro, não com uma aproximação ideal, mas sim genérica, porém para toda a superfície territorial.
Para todas as cinco massas de ar e também para os Sistemas Frontais foram produzidas 102 Cartas do Brasil, para a média da série estudada, para as quatro estações e também cartas mensal. Dessa forma, procurou-se preencher lacunas, ou seja, aqueles locais onde não se tinha conhecimento sobre a influência das massas de ar atuante ao longo do ano, nesses as Cartas climáticas as comtemplam.

Impresso
de R$ 210,44 por
R$ 161,88
Digital
de R$ 210,44 por
R$ 147,31

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-5578-499-2
ISBN DIGITAL:978-65-5578-505-0
DOI: 10.24824/978655578499.2
Ano de edição: 2020
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 194
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

O DELINEAMENTO DAS MASSAS DE AR NO BRASIL
VICTOR DA ASSUNÇÃO BORSATO
Pós-doutor em Geografia pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente é professor associado do Colegiado de Geografia da UNESPAR – Campus de Campo Mourão. Desenvolve pesquisas na área de Geociências, especialmente em climatologia Geográfica.

NAIR GLORIA MASSOQUIM
Doutora em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP/2010). Atualmente é professora adjunta da UNESPAR – Campus de Campo Mourão. É membro do corpo editorial da Revista de Geografia GEOMAE e revisor deste periódico.