Capa do livro: AMAZÔNIA, CULTURAS, LINGUAGENS

AMAZÔNIA, CULTURAS, LINGUAGENS

Autores: Sílvio Augusto de Oliveira Holanda

livro impresso
de R$ 57,66 por
livro digital
de R$ 57,66 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O livro ora publicado resulta de uma seleção de dezesseis trabalhos completos nas áreas de Linguística e de Estudos Literários. No primeiro campo de investigação, os artigos enfocam, sobretudo, questões relacionadas à morfologia da língua Parkatêjê (a expressão do tempo) e à tipologia das línguas indígenas. Assinados pelos mais expressivos ensaístas brasileiros (Benjamin Abdalla Jr, Maria Célia Leonel e Eneida Maria de Souza) e internacionais (Ettore Finazzi-Agrò), no campo dos Estudos Literários, os temas indicam um diálogo com os domínios das Ciências Sociais, da História e das outras ciências, em especial aquelas voltadas para os estudos culturais e as manifestações artísticas nas diferentes sociedades, abordando-se, entre outros aspectos, a literatura e as tradições orais, os regimes estéticos na contemporaneidade, os regimes de produção e circulação do livro, bem como as práticas de leitura no contexto latino-americano e a recepção crítica de autores brasileiros

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-267-2
DOI: 10.24824/978858042267.2
Ano de edição: 2011
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 286
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

AMAZÔNIA, CULTURAS, LINGUAGENS

Autores

 

José Carlos Chaves da Cunha (UFPA)

É mestre em Linguística pela Université de Toulouse II (Le Mirail/1978), doutorado e pós-doutorado (1990) em Ciências da Linguagem pela Universite de Toulouse II (Le Mirail/(1980). Professor Associado 2 da Universidade Federal do Pará, tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente no campo do ensino-aprendizagem de línguas (materna e estrangeira). Em 2007 recebeu o título de Doutor Honoris Causa, outorgado pela Université des Antilles et de la Guyane da França.

 

Larissa Dantas Rodrigues Borges (UFPA)

É mestre em Linguística pela Universidade Federal do Pará. Possui graduação em Licenciatura em Letras - Habilitação em Português e Inglês pela Universidade Federal do Pará e especialização em Linguística Aplicada ao Ensino da Língua Inglesa como Língua Estrangeira nesta mesma instituição. É Professora Efetiva e Chefe de Câmara de Inglês na Universidade Federal do Pará e atuou como Professora Visitante em Birmingham Southern College no programa FLTA pela Fulbright.

 

Maria Célia Leonel (UNESP/ Araraquara)

É doutora em Letras Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo (1985), livre-docente (1998) e professora titular (2007) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, pesquisando, principalmente, os seguintes temas: narrativas brasileiras, modernismo brasileiro, Guimarães Rosa, Machado de Assis, teorias e crítica da narrativa, literatura e história.

 

Maria Clara Vianna Sá e Matos (UFPA)

Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística aplicada ao ensino da Língua estrangeira, atuando principalmente no seguinte tema: motivação e autonomia no ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras.

 

Marília Ferreira (UFPA)

É doutora em Linguística na área de Linguística Antropológica (UNICAMP e La Trobe University, Austrália, 2003). Realizou especialização/aperfeiçoamento no Linguistic Society of America (LSA), Ohio State University (Columbus, 1993) e Curso Intensivo em Linguística Indígena (UFG, Goiânia, 1990). Atualmente exerce a função de Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras do Instituto de Letras e Comunicação da Universidade Federal do Pará. É também tutora do grupo PET de Letras/Língua Portuguesa (MEC/SESu), atua em atividades de extensão voltadas para o acesso ao direito básico da educação (socio)linguística como elemento de formação cidadã e inclusão social na Região Amazônica. Tem trabalhado também no campo da educação indígena, com assessoria a projetos de formação de professores indígenas voltados para suas comunidades. Suas principais áreas de interesse são Teoria e Análise Linguística, Descrição de línguas indígenas amazônicas com ênfase em Morfossintaxe, Tipologia linguística, Sociolinguística, Descrição de Narrativas Orais e Descrição e ensino de língua portuguesa.

 

Marlí Tereza Furtado (UFPA)

É doutora em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Atualmente é professora associado I da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura brasileira, literatura infantil, Dalcídio Jurandir, literatura regional e ensino de literatura.

 

Sílvio Augusto de Oliveira Holanda (UFPA)

É doutor em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (2000) e pós-doutor em Estudos Românicos pela Universidade de Lisboa (2007). Atualmente é professor associado II da Universidade Federal do Pará, tendo sido coordenador do Programa de pós-graduação em Letras (2009-2011) da referida instituição. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Letras, atuando principalmente nos seguintes temas: Guimarães Rosa, Literatura brasileira, literatura da Amazônia e recepção crítica.

 

Tânia Sarmento-Pantoja (UFPA)

É doutora em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005). Atualmente, é professora Adjunto I da Universidade Federal do Pará atuando na Graduação e na Pós-Graduação. Possui experiência na área de Letras, com ênfase em narrativas literárias brasileiras e portuguesas, desenvolvidas na contemporaneidade, atuando principalmente nos seguintes tópicos: narrativa pós-ditatorial, narrativa de resistência, romance histórico contemporâneo de língua portuguesa. Tem trabalhos publicados sobre Jorge de Sena, José Riço Direitinho, Alexandre Pinheiro Torres, Benedicto Monteiro, Bernardo Carvalho, Antonio Callado, Ignácio de Loyolla Brandão, entre outros. É líder do grupo de pesquisa “NARRARES ? Estudos sobre narrativa de resistência”.

 

Valéria Augusti

É doutora em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas (2006). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em História da Literatura, atuando principalmente nas seguintes áreas: Teoria da Literatura, História da Literatura, História do Livro e da Leitura no Brasil. Atualmente é professora adjunta de Literatura Brasileira na Universidade Federal do Pará.

 

Walkyria Alydia Grahl Passos Magno e Silva

É doutora em Ciências da Linguagem ? Université de Toulouse II (Le Mirail) (2002). Atualmente é professora associado 2 da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: autonomia, estratégias de aprendizagem, estilos de aprendizagem, motivação, aconselhamento linguageiro e ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras. Atua nos conselhos editoriais dos periódicos Contexturas, Horizontes de Linguística Aplicada, Moara, Revista Brasileira de Linguística Aplicada, The ESPecialist e Trabalhos em Linguistica Aplicada, entre outros. De março de 2008 a março de 2010 ocupou o cargo de Diretora da Faculdade de Letras Estrangeiras Modernas da Universidade Federal do Pará.