Capa do livro: MULHERES EM LUTA: <br>o Movimento Feminino pela Anistia

MULHERES EM LUTA:
o Movimento Feminino pela Anistia

Autores: Mislele Souza da Silva

livro impresso
de R$ 54,25 por
livro digital
de R$ 54,25 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O livro trata da luta pela anistia empreendida pelo Movimento Feminino Pela Anistia (MFPA) a partir do ano de 1975, ano em que foi fundado. O MFPA surgiu no contexto da ditadura civil-militar brasileira, momento de intensos embates políticos. O aparato repressivo da ditadura repercutia na vida privada e pública, resultando em um ambiente de medo intenso. no qual as pessoas tinham receio de se opor ao regime, em virtude das prisões arbitrárias, dos sequestros, das torturas e das mortes. Frente a isso, surgiu o Movimento Feminino pela Anistia, que buscava a anistia ampla geral e irrestrita. O MFPA foi pioneiro em vários sentidos: foi o primeiro movimento legalmente organizado de combate à ditadura militar; existiram núcleos orgânicos, mas que se articularam nacionalmente; promoveram atividades de grande visibilidade e, no caso do núcleo mineiro, além de feminino, teve o caráter feminista. O objetivo deste livro é pensar a ditadura militar brasileira por meio do olhar feminino, de suas lutas, percepções, relações familiares, militância e demais questões que foram silenciadas no que se refere aos estudos sobre esse período.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-4126-8
DOI: 10.24824/978854444126.8
Ano de edição: 2020
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 194
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

MULHERES EM LUTA: <br>o Movimento Feminino pela Anistia

Autores

MISLELE SOUZA DA SILVA
Nasceu em Uberlândia, Minas Gerais, no dia 20 de agosto de 1992. É licenciada/bacharel em História (2014), especialista em Culturas e História dos Povos Indígenas (2016) e mestre em História Social (2019), ambos pela Universidade Federal de Uberlândia. Durante a graduação, foi bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência e atuou na Educação Infantil pela Prefeitura Municipal de Uberlândia (2013-2014). Atualmente, é professora da rede estadual de Minas Gerais, atuando nos níveis Fundamental e Médio. Suas pesquisas abordam a Ditadura Militar, Movimentos Sociais, Feminismo e Anistia.