Capa do livro: SE FALTAR A GENTE INVENTA:  <br>crescimento e mudanças organizacionais em associações comunitárias rurais

SE FALTAR A GENTE INVENTA:
crescimento e mudanças organizacionais em associações comunitárias rurais

Autores: Eduardo Jordão de Araújo

livro impresso
de R$ 52,90 por
livro digital
de R$ 52,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este estudo nos ajudou a compreender o universo das organizações assemelhadas à APAEB/Valente. Pudemos perceber que a distinção do caráter capitalista daquele outro solidário (não-capitalista) não se dá por e unicamente pelos propósitos racionais manifestados por organizações de distintas naturezas.
Os seus processos de estratégias e suas revisões, atualizações ou alinhamentos de suas estruturas organizacionais levam em conta a necessidade de se manterem competitivas, seja nos mercados de produtos ou serviços tanto quanto uma empresa capitalista, seja no ‘mercado’ da captação de recursos financeiros para se manterem existindo. Contudo, o que mais distingue as organizações não-capitalistas são seus fins sociais, expressos pelas noções de bem estar, qualidade de vida, sustentabilidade, entre outros. Isto nos põe outra questão: organizações são fins ou meios para organizar a interação humana?
As organizações como a APAEB/Valente estão nos mostrando que as duas compreensões são possíveis de serem combinadas em algo único e coerente. Estão também nos demonstrando e provando que o sonho de construir algo transforma o sentido da ação humana. Enfim, os membros da APAEB/Valente estão absolutamente certos ao afirmar que se faltar a gente inventa.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2814-6
DOI: 10.24824/978854442814.6
Ano de edição: 2019
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 186
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

SE FALTAR A GENTE INVENTA:  <br>crescimento e mudanças organizacionais em associações comunitárias rurais

Autores

EDUARDO JORDÃO
É sociólogo, Doutor em Ciências Sociais pelo CPDA – Centro de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade da UFRRJ e Mestre em Sociologia pela UFCG.
Parte de sua vida dedicou ao ensino das Ciências Sociais em universidades públicas e privadas e parte foi direcionada para o trabalho com entidades de cooperação internacional, atuando na elaboração, monitoramento e avaliação de programas e projetos sociais de organizações da sociedade civil – ONGs, associações comunitárias, cooperativas de pequenos produtores e de trabalhadores rurais.
Durante longo período, esteve também na condução de processos avaliativos da ONG PATAC – Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriadas às Comunidades, em Campina Grande, Paraíba.