Capa do livro: PERCEPÇÃO DE RISCO E CONFLITO SOCIOAMBIENTAL EM ÁREA DE ASSENTAMENTO RURAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO

PERCEPÇÃO DE RISCO E CONFLITO SOCIOAMBIENTAL EM ÁREA DE ASSENTAMENTO RURAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Autores: Tarcísio Augusto Alves da Silva

livro impresso
de R$ 53,63 por
livro digital
de R$ 53,63 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Conflitos socioambientais são uma dimensão da crise ambiental que vem recebendo bastante atenção de estudos acadêmicos nos últimos tempos. A notabilidade desse tema, presente nos debates sobre o meio ambiente, coloca para a agenda de pesquisa, de alguns investigadores, o desafio de unir militância política e produção de conhecimento.

De maneira geral, esse desafio tem sido encarado como inerente ao processo de análise destes conflitos que são definidos, a partir de uma perspectiva crítica, como disputas em torno dos recursos naturais dispostos em um dado território fornecendo elementos para um campo de luta e de ação política. A lógica distributiva dos riscos ambientais, por exemplo, engendram tais conflitos que se inserem e reproduzem em padrões de desigualdade social e relações de força igualmente desiguais.

Nesse caso, os conflitos socioambientais emergem de situações de desacordo entre uma comunidade e a ação de terceiros que ao comprometer, a partir de suas práticas, o meio ambiente e os recursos naturais presentes em um território tendem a produzir a vulnerabilidade social dos grupos que ali vivem. Na verdade, o que se tem percebido é que parte dos conflitos que têm a natureza como objeto de disputa são efeitos de um processo que pressiona e destina para os grupos mais frágeis as externalidades negativas geradas pelo sistema de produção.

O presente livro captura um desses conflitos instaurados com decisão locacional de instalação de um aterro sanitário próximo a uma comunidade de assentados rurais. A mobilização da comunidade, de um lado, e discurso técnico, de outro, revelam como diferentes representações da natureza se fazem presentes no conflito.

Por fim, o trabalho aponta que na resolução do problema da destinação final dos resíduos, houve confrontos entre as políticas públicas, o mercado e a população de assentados confluindo para revelar práticas de injustiça ambiental com a distribuição de passivos ambientais para os agricultores.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-199-6
DOI: 10.24824/978858042199.6
Ano de edição: 2011
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 200
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

PERCEPÇÃO DE RISCO E CONFLITO SOCIOAMBIENTAL EM ÁREA DE ASSENTAMENTO RURAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Autores

Tarcísio Augusto Alves da Silva
Possui graduação em Ciências Sociais (Ênfase em Sociologia Rural) pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2001), mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (2004) e doutorado em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (2010). Foi professor assistente I da Universidade Federal de Alagoas no período de 26 de janeiro de 2010 a 25 de janeiro 2011 e atualmente é professor adjunto I da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia rural e ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: educação no campo, sindicalismo rural, meio ambiente e educação ambiental. Coordena o Núcleo de Estudo Educação, Sociedade e Meio Ambiente.