Capa do livro: PROGRAMA AQUÍFERO GUARANI: <br>unindo água subterrânea e história da Terra à consciência ambiental <br>Ensino e História de Ciências da Terra – Volume 2

PROGRAMA AQUÍFERO GUARANI:
unindo água subterrânea e história da Terra à consciência ambiental
Ensino e História de Ciências da Terra – Volume 2

Autores: Valter G. Gonçales - Celso Dal Ré Carneiro - Berenice P. Balsalobre - Sueli Yoshinaga Pereira - Luciana Cordeiro de Souza-Fernandes - Didier Gastmans - Andrea Bartorelli - Renatta Christina da Costa Lemos Vilela - Virginio Mantesso-Neto - Luiz Eduardo Anelli - Joseli Maria Piranha

livro impresso
de R$ 56,90 por
livro digital
de R$ 56,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

As ameaças potenciais à integridade e qualidade das águas subterrâneas do Sistema Aquífero Guarani (SAG) concentram-se nas zonas de recarga, a porção mais vulnerável do estratégico reservatório transfronteiriço. A maioria das numerosas propostas de gestão integrada e proteção da qualidade das águas carece de implementação pelo poder público. Este livro descreve a concepção, as estratégias e ações recentes do Programa Educativo de Divulgação, Valorização e Geoconservação do Sistema Aquífero Guarani (ProSAG), cujo objetivo é difundir o conhecimento científico e jurídico, apoiar ações que eliminem ameaças de contaminação e superexplotação e estimular a reflexão das pessoas sobre Geoconservação. Os materiais desenvolvidos compreendem palestras, debates, documentos, folders e placas, bem como um trailer itinerante que percorre praças públicas e escolas, exibindo peças de teatro, exposição e oficinas sobre a formação geológica do SAG. O suporte institucional cabe ao Museu de Mineralogia Aitiara (Botucatu/SP). A apresentação teatral Proteção das Águas, Opção pela Vida: Aquífero Guarani, Patrimônio Geológico é acompanhada por exposição de amostras de arenito e basalto, minerais, maquetes, painéis e réplicas de pegadas animais do Paleodeserto Botucatu. A obra destaca outras providências urgentes: profissionais das áreas de geologia e afins devem compor equipes técnicas de prefeituras municipais, para inventariar novos sítios, localizar poços clandestinos, elaborar propostas de estudo, revalorizar o patrimônio geológico singular e estimular aproveitamento consciente das reservas fósseis do SAG na parte confinada.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2556-5
DOI: 10.24824/978854442556.5
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 108
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

PROGRAMA AQUÍFERO GUARANI: <br>unindo água subterrânea e história da Terra à consciência ambiental <br>Ensino e História de Ciências da Terra – Volume 2

Autores

VALTER G. GONÇALES
DH Perfuração de Poços, São Paulo, SP.
Graduado em Geologia pelo Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo – USP (1970). Curso Intensivo de Geofísica Aplicada, Instituto de Geociências USP. Construção, Operação e Manutenção de Poços Tubulares, CETESB-BNH (1975). Poluição das Águas, Instituto de Engenharia/CETESB (1975). Fluido de Perfuração, Baroid Pigma Industrial e Comercial (1976). Centro de Formação de Executivos, Faculdade São Judas Tadeu (1979). Controle de Qualidade de Águas Subterrâneas, CETESB (1979). Hidrogeoquímica, ABAS/CETESB (1979). Gerenciamento dos Recursos Hídricos, Instituto de Engenharia de São Paulo. Especialização: Hidrogeologia, Gestão de Recursos Hídricos, Administração de Contratos, Outorgas e Concessões, Licenciamento Ambiental. Diretor e Fundador da ABAS, Associação Brasileira de Águas Subterrâneas e da APEPP, Associação Paulista de Empresas de Perfuração de Poços Profundos. Sócio e Diretor da APG, Associação Paulista de Geólogos. Atuação Profissional: Cia. T Janér Comércio e Indústria, Geólogo responsável pelo Setor de Engenharia e Perfuração de Poços (1970-1979). Fundador e Sócio da Hidrogesp, Hidrogeologia, Sondagens e Perfuração Ltda (1979-2002). Desde 1990 Sócio e Diretor da DH Perfuração de Poços Ltda. Responsável Técnico pela implantação e operação de concessões públicas/sistemas privados de saneamento em várias cidades de São Paulo. Supervisão das atividades no Brasil do projeto SG-SAG – base Montevideo/UY: Inventário, Amostragem, Geologia, Geofísica, Hidrogeoquímica, Isotopia e Hidrogeologia do Sistema Aquífero Guarani (SAG). Local: Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina; Coordenação dos estudos técnicos para implantação do programa de Avaliação Hidrogeológica da regional do Vale do Ribeira, SP para Sabesp; co-autor do Livro Águas Subterrâneas e Poços Tubulares Profundos; Coordenador do Manual de Exploração Sustentável do SAG para o projeto da SG-SAG-OEA – destinado aos países do Mercosul; co-autor das Cartilhas DH-ABAS-FIESP e CRH sobre uso da Água Subterrânea no Estado de São Paulo.

CELSO DAL RÉ CARNEIRO
Univ. Est. Campinas, Inst. Geociências, Campinas, SP. Bolsista CNPq, Brasil. Membro do Conselho Estadual de Monumentos Geológicos, CoMGeo, São Paulo, SP.
Celso Dal Ré Carneiro é geólogo (1972), mestre (1977) e doutor (1984) pelo Instituto de Geociências USP e Livre Docente na área de Ciências da Terra e Comunicação em Geociências pelo Instituto de Geociências da Unicamp (2010). É Membro Associado da Academia Brasileira de Ciências (1995). Recebeu da Sociedade Brasileira de Geologia os prêmios Martelo de Prata (1982), Medalha de Ouro Henry Gorceix (2008) e Diploma de Reconhecimento (2012), por ter sido Editor-Chefe da Revista Brasileira de Geociências, entre julho 1983 e julho 1989. Recebeu da Unicamp o Prêmio de Reconhecimento Acadêmico Zeferino Vaz (2012) e o Prêmio de Reconhecimento Docente pela Dedicação ao Ensino de Graduação (2013). Foi professor do IG-USP e pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), tendo sido Coordenador da Divisão de Geologia e Recursos Minerais do IPT (1989-1992). De 1986 até 2010 cumpriu as funções de Professor Doutor do Instituto de Geociências da Unicamp, tendo assumido em abril de 2010 as funções de Professor Associado e, a partir de 2014, Professor Associado II. Aposentou-se em abril de 2017, mas continua a atuar como professor colaborador do IG-Unicamp. Ministrou cursos de Ciência do Sistema Terra, Geologia Introdutória, Geologia Estrutural e Desenho Geológico e continua a oferecer disciplinas de pós-graduação nas áreas de Metodologia de Ensino e Comunicação em Geociências. Foi coordenador (2013-2017) do Programa de Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra do Instituto de Geociências da Unicamp. Bolsista de Produtividade em Pesquisa nível 2 do CNPq.

BERENICE PEREIRA BALSALOBRE
Curadora, Museu Aitiara, Botucatu, SP.
Graduada em Direito pela Universidade de São Paulo-USP, com especialização em direito privado. Advogada militante com atuação na área sindical, agrária, trabalhista e ambiental. Geógrafa pela Universidade de Brasília, UnB. Mestranda no Programa Ensino e História das Ciências da Terra, pela Universidade Estadual de Campinas, Unicamp. Idealizadora da transformação da coleção mineralógica do professor Erich Blaich em Museu de Mineralogia Aitiara, MuMA, democratizando o acesso. Diretora do MuMA, desde a sua fundação em 2007; coordenou a classificação das rochas e minerais do acervo; curadora das exposições e da estruturação atual da área expositiva. Coordena os programas educativos e culturais de Geociências do MuMA. Membra ativa do ProSAG, Programa de Divulgação e Geoconservação do Aquífero Guarani. Curadora da exposição itinerante sobre o Sistema Aquífero Guarani no ProSAG.

SUELI YOSHINAGA PEREIRA
Univ. Est. Campinas, Inst. Geociências, Campinas, SP.
Sueli Yoshinaga Pereira é geóloga (1984), mestre (1990) e doutora (1997) pelo Instituto de Geociências USP e Livre Docente na área de Geociências – Hidrogeologia pelo Instituto de Geociências da Unicamp (2013). Foi pesquisadora científica do Instituto Geológico, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (1987-1998), tendo sido Diretora da Divisão de Geologia (1991-1994). De 1998 até 2013 cumpriu as funções de Professora Doutora do Instituto de Geociências da Unicamp, tendo assumido em 2013 as funções de Professora Associada. Aposentou-se em outubro de 2017, mas continua a atuar como professora colaboradora do IG-Unicamp. Ministrou cursos de Hidrogeologia e Geologia Urbana no curso de graduação em Geologia, Análise e Gestão de Bacias Hidrográficas, no curso de graduação em Geografia e Planeta Terra, no curso ProFis; continua a oferecer disciplinas de pós-graduação nas áreas de Hidrogeologia e Estudos Ambientais no Quaternário em Geociências. Foi Chefe do Departamento de Geologia e Recursos Naturais (2006-2008) e Coordenadora de Extensão (2011-2017). Recebeu da Unicamp o Prêmio de Reconhecimento Acadêmico Zeferino Vaz (2017).

LUCIANA CORDEIRO DE SOUZA FERNANDES
Univ. Est. Campinas, Fac. Ciências Aplicadas, Limeira, SP, Brasil.
Professora de Direito da Faculdade de Ciências Aplicadas – FCA/Unicamp e Professora Permanente do Programa de Pós Graduação em Ensino e História das Ciências da Terra (PEHCT) do Instituto de Geociências da Unicamp. Doutora e Mestra em Direito Ambiental pela PUCSP. Pesquisadora da FAPESP “Projeto Geoparque Bacia do Rio Corumbataí”. Líder do Grupo de Pesquisa CNPq Aquageo Ambiente Legal. Advogada, Parecerista e Consultora Ambiental. Sócia fundadora da Associação dos Professores de Direito Ambiental do Brasil – APRODAB. Titular da Comissão Estadual de Logística, Infraestrutura e Desenvolvimento Sustentável da OABSP. Autora das obras Águas e sua proteção e Águas subterrâneas e a legislação brasileira, ambas pela Editora Juruá, e dos livros infantis de educação ambiental para água: Clara: uma gotinha d’água, Clara e a reciclagem e Clara e as águas invisíveis. 

DIDIER GASTMANS
Univ. Estadual Paulista, Inst. Geoc. Ciências Exatas, Rio Claro, SP.
Pesquisador IV no Centro de Estudos Ambientais da UNESP e professor no Programa de Pós Graduação em Geociências e Meio Ambiente do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da UNESP – Campus de Rio Claro, onde orienta alunos de mestrado e doutorado, além de ministrar disciplinas na área de hidrogeoquímica e hidrologia isotópica de águas superficiais e subterrâneas. Coordenador do Laboratório de Recursos Hídricos e Isótopos Estáveis (LARHIA) e de projetos de pesquisa com financiamento de organismos de fomento internacional (AIEA – Agência Internacional de Energia Atômica) e nacional (FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo). Autor de mais de trinta artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais. Editor de seção da Revista Águas Subterrâneas. Bolsista de Produtividade em Pesquisa nível 2 do CNPq. 

ANDREA BARTORELLI
Consultor, São Paulo, SP. Graduação em Geologia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo-USP (1965). Pós-graduação em Geologia e Petrologia de rochas básicas e ultrabásicas, Geocronologia e Geologia Geral no Departamento de Geologia e Petrologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo-USP (1967). Mestrado em Geologia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo-USP (1969). Doutorado em Geociências pelo Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Universidade Estadual de São Paulo-UNESP (1997). Atuação Profissional: Nos anos de 1966 e 1969 foi professor assistente do Departamento de Geologia e Paleontologia da FFCL-USP e, até 1994, foi geólogo do IPT, Mineração Araçazeiro, Engevix, E.T.J.C. Figueiredo Ferraz e Themag Engenharia. Atuou em prospecção sísmica e mapeamentos geológicos-geotécnicos e ambientais para a Ferrovia do Aço, Rodovia dos Imigrantes, Rodovia dos Bandeirantes, Sistema de Transmissão associado à Usina de Hidrelétrica Tucuruí, Gasoduto Brasil-Bolívia, estudos de inventário hidrelétrico e de viabilidade de barragens nas bacias dos rios Tocantins, Tapajós, Madeira, Trombetas, Jari e Branco. É autor e co-autor de mais de 40 artigos técnico-científicos e foi co-organizador de livros sobre as obras dos professores Fernando Flávio Marques de Almeida, Aziz Nacib Ab'Sáber e Paulo Emilio Vanzolini. Co-editou ainda livro sobre a construção da Hidrelétrica de Estreito, no Rio Tocantins, livro Minerais e Pedras Preciosas do Brasil e foi organizador de livro sobre a contribuição do engenheiro Murillo Dondici Ruiz para a Geologia de Engenharia e Mecânica de Rochas no Brasil. É consultor independente, desde 1995, nas áreas de Geologia de Engenharia e mapeamento geológico para projetos de engenharia, mineração, água subterrânea e meio ambiente.

RENATTA CHRISTINA DA COSTA LEMOS VILELA
Graduanda em Geologia, ex-bolsista CNPq, Univ. Est. Campinas, Inst. Geociências, Campinas, SP.
Graduanda em Geologia pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP. Realizou pesquisa de iniciação científica com apoio do CNPq entre 2014 e 2016 com o projeto intitulado: Divulgação científica de um patrimônio geológico mundial: o Aquífero Guarani – Aplicação Inicial no Estado de São Paulo sob orientação do Professor Dr. Celso Dal Ré Carneiro. Participou do programa PAD (Programa de Apoio Didático) da Universidade Estadual de Campinas nas disciplinas de Petrologia e Petrografia Ígnea (2016) e Hidrogeologia (2017).

VIRGINIO MANTESSO-NETO
Membro do Conselho de Monumentos Geológicos CoMGeo, São Paulo, SP. 
Nascido em Sorocaba, SP, em 1943. Dedica-se ao estudo e divulgação de três temas: Geologia, História e Imigração Italiana. Geólogo (USP, 1968), trabalhou no IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo) e em empresas de consultoria. Organizador sênior do livro Geologia do Continente Sul-Americano: Evolução da Obra de Fernando Flávio Marques de Almeida; coorganizador dos livros A Obra de Aziz Nacib Ab’Saber e Evolução ao Nível de Espécie – Répteis da América do Sul (Opera Omnia), sobre a obra do Prof. Paulo Emílio Vanzolini. Coautor do livro Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo: trinômio importante para a proteção do patrimônio geológico, primeiro livro editado no Brasil, e segundo no mundo em língua portuguesa, sobre a questão do Patrimônio Geológico. Membro do Conselho Estadual de Monumentos Geológicos de São Paulo desde sua criação em 2009. Membro da Comissão Organizadora e/ou da Comissão Científica, parecerista, e coordenador de áreas, de mesas-redondas e de apresentações; organizador e guia de excursões ligadas a eventos científicos de geologia e Patrimônio Geológico. Membro-fundador, desde 2012, do atual ProSAG – Programa Sistema Aquífero Guarani. Bacharel em História (USP, 1994); organizador e ministrante de duas séries de cursos avulsos, Imigração Italiana: dados históricos e competência em pesquisa genealógica, desde 2005, e Elementos de Paleografia: Leitura e transcrição de documentos antigos, desde 2009. Profere palestras avulsas em instituições e eventos, principalmente sobre os temas história da imigração italiana, pesquisa genealógica, café, ferrovias, Porto de Santos, e história da cidade de São Paulo. Guia de Turismo (SENAC/Ministério do Turismo, 2015) categoria Guia Regional – SP, Excursão Nacional – Brasil/América do Sul, com habilitação nos idiomas português, inglês, italiano, espanhol e francês. 

LUIZ EDUARDO ANELLI
Univ. São Paulo, Inst. Geociências, São Paulo, SP.
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina (1989), mestrado (1994) e doutorado (1999) em Geociências (Geologia Sedimentar) pela Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de taxonomia e sistemática de invertebrados Paleozoicos (Brasil) e Cenozoicos (Antártica). É autor de diversos livros de divulgação científica sobre a pré-história brasileira. Há 18 anos coordena a Oficina de Réplicas do Instituto de Geociências (USP), que produz material didático para as áreas de Geociências e Biologia. Foi curador de diversas exposições na área de Paleontologia.

JOSELI MARIA PIRANHA
UNESP, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Preto, SP.
Possui graduação em Geologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988), mestrado em Geologia Regional pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1994), doutorado em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas (2006) e pós-doutorado em Didática pela Universidade de Aveiro, Portugal (2010). Desde 1989 é docente em RDIDP da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), ministrando disciplinas nos cursos de Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado), Licenciatura em Química, Bacharelado em Química Ambiental, Licenciatura em Pedagogia e Licenciatura em Pedagogia-PARFOR. Desde 2012 é credenciada junto ao Programa de Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra, do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). É docente colaboradora junto ao Programa de Pós-Graduação em Geociências (Mineralogia e Petrologia) do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP). Atua na área de Ciências da Terra com ênfase em Ensino de Ciência do Sistema Terra, Geologia Ambiental, Recursos Hídricos e Desenvolvimento, Formação Inicial e Continuada de Professores.