Capa do livro: “Vamos por Más”: <br>Mocha Celis na experiência educacional das travestis e transexuais

“Vamos por Más”:
Mocha Celis na experiência educacional das travestis e transexuais

Autores: Luana Pagano Peres Molina

No Brasil vemos alarmantes dados que mostram uma escalada na violência e no assassinato das populações trans (travestis, transgêneros e transexuais). As políticas públicas dos diferentes governos que passaram pelo país, movendo-se por ideologias ditas de direita e de esquerda, fizeram pouco ou nada para mudar tal cenário. "Geni e o Zepelim" é uma canção brasileira composta em 1978 pelo compositor brasileiro Chico Buarque para fazer parte do musical Ópera do Malandro. A personagem Geni é descrita como sendo uma travesti constantemente hostilizada por sua comunidade, “que dá para qualquer um”, que é “feita para apanhar” e “boa para cuspir”. O bordão da música: “Joga pedra na Geni” tornou-se bastante conhecido do cancioneiro popular e é repetido jocosamente sempre que se fala de alguém que é alvo de execração pública. Quarenta anos depois a situação continua a mesma e o bordão é uma descrição bastante atualizada para a violência física e psicológica sofrida pela comunidade trans no Brasil. E o espaço escolar, que deveria ser um espaço de mudança desta história por meio da educação para a cidadania, é justamente um dos espaços no qual esta violência mais se manifesta submetendo as pessoas trans à invisibilidade, à violência e à evasão. Enquanto isso, no país vizinho, parece que alguns passos no respeito à cidadania dessa comunidade excluída se consolidam. “Vamos por más” é o bordão argentino escolhido pela pesquisadora Luana Molina para mostrar justamente a resistência da comunidade vizinha. O trabalho da autora descreve sua imersão apaixonada na comunidade trans do Bachillerato Popular Mocha Celis, criado em 2012, na cidade de Buenos Aires, na Argentina, como forma de resgatar por meio da educação os direitos de cidadania das pessoas trans. Um trabalho etnográfico cuidadoso e corajoso que com certeza poderá inspirar experiências similares no Brasil. A escrita da autora, apaixonada, e ao mesmo tempo crítica, nos convida a olhar com mais interesse as experiências educacionais do país vizinho. Boa leitura!

Prof. Dr. Nilson Dinis (Professor associado da Universidade Federal de São Carlos)

Impresso
de R$ 83,88 por
R$ 73,08
Digital
de R$ 83,88 por
R$ 58,72

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2165-9
DOI: 10.24824/978854442165.9
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 204
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

“Vamos por Más”: <br>Mocha Celis na experiência educacional das travestis e transexuais
LUANA PAGANO PERES MOLINA
Doutora em Educação pela UFSCar e Universidad de Buenos Aires/Argentina no Instituto Interdisciplinario de estudios de género. Mestre em História Social, Especialista em Psicologia Aplicada à Educação, e Graduada em História.   Desenvolve pesquisas na área de sexualidade e estudos de gênero, diversidade sexual, LGBTfobia e educação sexual.  Atua como palestrante para toda comunidade escolar, desde capacitação para professores/as às oficinas para pais, sobre educação sexual e diversidade.