Capa do livro: AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, SEUS DISTÚRBIOS E ESPECIFICIDADES: <br>diferentes perspectivas

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, SEUS DISTÚRBIOS E ESPECIFICIDADES:
diferentes perspectivas

Autores: Nadia Pereira da Silva Gonçalves de Azevedo - Renata Fonseca Lima da Fonte (Orgs.)

livro impresso
de R$ 63,03 por
livro digital
de R$ 63,03 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Esta obra reúne artigos de diversos pesquisadores, inseridos em universidades do Brasil, que discutem especificidades da aquisição da linguagem oral e escrita e seus diferentes distúrbios, sob perspectivas variadas, assumindo como base teórica a Linguística, a Fonoaudiologia, a Psicologia e a Psicanálise.

 

O livro interessa a estudiosos e profissionais das áreas de Letras e Linguística, Fonoaudiologia, Educação, Psicologia, Psicanálise e outros campos afins.

 

A coletânea propõe uma visão diversificada, atravessada por diferentes perspectivas para se refletir sobre a aquisição da linguagem oral e escrita; as especificidades sobre o funcionamento da linguagem oral e a construção do processo de escrita na cegueira; os movimentos argumentativos e o processo da escrita na surdez, tendo como referência a LIBRAS, que exerce papel de destaque nas discussões; a Fonoaudiologia enquanto clínica que (re) significa a linguagem dos sujeitos com distúrbios de linguagem.

 

Além da aquisição da linguagem, o estudo dos seus distúrbios também ocupa espaço nessa obra, como a gagueira, analisada no setting terapêutico e sob a perspectiva da Análise do Discurso; a afasia, cujo foco da discussão é o funcionamento da linguagem de sujeitos afásicos, permeado pela Psicanálise, com Freud e Lacan e a Linguística, com Jakobson; o autismo, com reflexões sobre peculiaridades em sua linguagem; os desvios fonológicos, com o propósito de compreender o processo de aquisição nesse sistema desviante; as dificuldades na linguagem escrita: dislexia, hiperlexia, distúrbio de leitura e escrita e distúrbio de aprendizagem, abrangendo características relevantes para o diagnóstico diferencial.

 

Logo, esta obra mostra que o objeto de estudo em foco pode ser pensado com base em diferentes perspectivas, situadas em campos semelhantes ou distintos, que não perdem de vista o foco na linguagem e em suas especificidades.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-111-8
DOI: 10.24824/978858042111.8
Ano de edição: 2011
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 234
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, SEUS DISTÚRBIOS E ESPECIFICIDADES: <br>diferentes perspectivas

Autores

Ana Carla Estellita Vogeley

Possui Graduação em Fonoaudiologia, Especialização em Patologias da Linguagem, Mestrado em Ciências da Linguagem e Doutorado em Linguística. É professora do Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem experiência na área de Linguística, Fonoaudiologia Escolar e Fonologia Clínica. Atua nos seguintes temas: fonologia, sociolinguistica variacionista, aquisição da linguagem oral e escrita e desvios fonológicos.

 

Eliza Viegas Brilhante da Nóbrega

Possui graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco (2000), é especialista em Linguagem pela Universidade Federal de Pernambuco (2002) e mestre em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (2008). Cursa Letras pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Foi Tutora a Distância do Curso de Letras pela UAB/UFPB entre 2008 e 2010. Atualmente, atua como tutora a distância de Letras/LIBRAS pela UAB/UFPB. Também possui experiência na área de Fonoaudiologia clínica e escolar, com ênfase em linguagem (oral e escrita), voz e motricidade oral, atuando principalmente nos temas que envolvem a aquisição e patologias da linguagem.

 

Giorvan Ânderson dos Santos Alves

Possui Bacharelado em Fonoaudiologia (2002) e MBA em Gestão Hospitalar e em Serviços de Saúde pelo Centro Universitário de João Pessoa Unipê (2004); Especialização em Motricidade Orofacial com Habilitação em Disfagia pela UFPE (2004); é Mestre (2008) e Doutorando em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (início em 2008). Atualmente é Professor Assistente da Universidade Federal da Paraíba do curso de Fonoaudiologia e Docente/Colaborador do curso de LETRAS/LIBRAS da UAB. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em Motricidade Orofacial e Disfagia e na área de Psicolinguística em Aquisição e Processamento Linguístico.

 

Gracinda Maria Gomes Alves

Graduada em Terapia Ocupacional (1978) e Fisioterapia (1994) pela Universidade Federal de Pernambuco. Especialista em Saúde Pública pela Universidade São Camilo (Salvador/BA/2002) e mestre em Ciências da Linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco (2007). Terapeuta ocupacional do Hospital Colonia Vicente Gomes de Matos (Barreiros/PE) professora assistente concursada pela Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas (2002-UNCISAL) na Faculdade de Terapia Ocupacional. Membro titular do Comitê de Ética e Pesquisa e do Conselho Universitário da UNCISAL. Formação pelo método Bobath e maior experiência profissional nas seguintes áreas: neurologia, psiquiatria, geriatria, taumato-ortopedia e hanseníase.

 

Iana Maria de Carvalho Alves

Possui graduação em Fonaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco (2000), especialista em linguagem pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2002), é mestre em Letras pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB, (2007) e doutoranda em linguística na UFPB. Atualmente é professora de língua portuguesa do colégio Damas Recife. Foi professora substituta na UFPE no curso de fonoaudiologia e tem vários anos de atuação no âmbito da fonoaudiologia escolar. Tem experiência em ensino superior em cursos de pós-graduação ministrando disciplinas nas áreas de patologias de linguagem e aprendizagem, linguistica, fonética e fonologia, além de metodologia científica. Realiza trabalhos científicos nas áreas de Linguística, educação e saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: inclusão, aprendizagem e linguagem, escrita, linguística, gêneros textuais e patologias relacionadas a linguagem e ortografia.

 

Isabelle Cahino Delgado

Possui graduação em Fonoaudiologia pelo Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ (2002) e Especialização em Patologias da Linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP (2004). É Mestre e Doutoranda em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB - pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PROLING), na Área de Concentração Teoria e Análise Linguística e Linha de Pesquisa Aquisição de Linguagem e Processamento Linguístico. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: Surdez, Gagueira e Síndrome de Down, também inerentes à área de Linguística. Atualmente é Professora Assistente da Universidade Federal da Paraíba, vinculada ao Departamento de Fonoaudiologia, na área de Linguagem, e Docente / Colaboradora do Curso de Letras LIBRAS da UAB (UFPB).

 

Juliana Costa Maia Lopes

Graduada em Fonoaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco (2000), com Especialização em Patologias da Linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco e Mestrado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2007). Atualmente cursando o Doutorado em Linguística na UFPB. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em linguagem e autismo.

 

Larissa Petrusk Santos Silva

Possui graduação em Letras pela Universidade Católica de Pernambuco. Concluiu o PIBIC, com bolsa do CNPq, tendo trabalhado questões de Gagueira, sob o ponto de vista linguístico-discursivo, em Grupo de Terapia de sujeitos gagos na mesma instituição. Mestranda do Programa de Ciências da Linguagem da Universidade Católica de Pernambuco.

 

Manuela Leitão de Vasconcelos

Possui graduação em Fonoaudiologia pelo Centro Universitário de João Pessoa (2002); especialista em Motricidade Oral e Linguagem pela UNAERP e especialista em Gerontologia pela UFPB e mestranda em Linguística pela UFPB. Atualmente é fonoaudióloga do Instituto Candida Vargas, tendo sido professora do Curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário de João Pessoa - UNIPE. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em Motricidade Oral e Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: deficientes visuais, idosos e recém-nascidos.

 

 

 

Manuela Luchesi Brazil Araújo

Possui graduação em Fonoaudiologia pela Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí (NOVAFAPI). Mestre em Fonoaudiologia: Clínica Fonoaudiológica pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Distúrbios da Comunicação na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), como aluna Bolsista Integral do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - "National Counsel of Technological and Scientific Development" (CNPq). Especialista em Fonoaudiologia: Linguagem - Teórico e Prático, pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Distúrbios da Comunicação, na Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão (COGEAE) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Especializanda em Audilogia pela Escola Superior da Amazônia (EZAMAZ). Possui atuação como docente na área de Pesquisa e Prática Educativa no Centro Ecumênico de Estudos Religiosos Superiores do Estado do Maranhão (CEERSEMA) e na área de Voz, Educação Vocal, na Especialização em Metodologia do Ensino Superiror de Teologia Aplicada (INTA). Atualmente é colaboradora do banco de dados em linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Docente na área de Fonoaudiologia e Membro Colaborador do Grupo de Pesquisa na Faculdade de Ensino Superior do Piauí (FAESPI), Preceptora de Estágios na área de Fonoaudiologia na Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí (NOVAFAPI). Atua como Fonoaudióloga na Clínica Integrada em Saúde (CIS) com Experiência Clínica e Científica em Fonoaudiologia (Promoção da Saúde, Prevenção, Avaliação, Diagnóstico, Orientação, Aperfeiçoamento dos Aspectos Fonoaudiológicos,Terapia (Habilitação e Reabilitação) com Ênfase nas áreas de Linguagem, Motricidade Orofacial (Sistema estomatognático, Estética, Articulação da Fala), Disfagia, Voz, Audiologia Clínica, Audiologia Educacional, Audiologia Ocupacional e Saúde Pública. Colaboradora dos Projetos de Pesquisa "Banco de Dados de Linguagem" e "Laboratório de Observação de Linguagem". Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Linguagem e Subjetividade do Programa de Estudos pós-Graduados em Fonoaudiologia da PUC/SP. Possui Experiência Técnica e Científica como Membro Colaborador da Linha de Pesquisa Linguagem e Subjetividade da Pontifícia Universidade Católoca de São Paulo (PUC/SP) e como Organizadora do Site: Linguagem e Subjetividade - acesso: www.pucsp.br/linguagemesubjetividade. Teresina-PI, Brasil.

 

Márcio Antonio Santos de Miranda Júnior

Possui graduação em Fonoaudiologia pelo Centro Universitário de João Pessoa (2008). Atualmente é fonoaudiólogo clínico - Policlínica Equilibrium e fonoaudiólogo do Hospital Municipal de Alagoa Grande. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em Voz, atuando principalmente nos seguintes temas: voz, fonoaudiologia, linguagem, deficiência visual e escolas.

 

Maria de Fátima Vilar de Melo

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1981), cursou o DEA (Diplôme dÉtudes Approfondies) em Psychologie du développement et des acquisitions de l"enfant ) na Université René Descartes - Paris V - Sorbonne (1992-1993), Mestrado em Psicologia (Psicologia Cognitiva) pela Universidade Federal de Pernambuco (1985) e o doutorado em Psychologie foi realizado também na Université René Descartes - Paris V - Sorbonne (1998-1999). Atualmente é professora adjunta IV da Universidade Católica de Pernambuco, lecionando no curso de graduação Psicologia e no Mestrado em Ciências da Linguagem. No que concerne à atividade de pesquisa, vem trabalhando com temas concernentes às relações sobre linguagem/discurso e sujeito do inconsciente, principalmente através do estudo de situações que problematizam esta relação: afasia, autismo, psicose, aquisição da língua materna, aquisição de língua estrangeira e a produção de textos literários. A compreensão referente à constituição subjetiva é ancorada nos estudos realizados no campo da Psicanálise freud-lacaniana. Os trabalhos realizados com afasia lhe levou a coordenar, com a profa Nadia Azevedo, o Grupo de Convivência de Afásicos na Universidade Católica de Pernambuco.

 

Maria Janaina Alencar Sampaio

Professora Assistente do Dept de Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE. Tradutora / Intérprete do Curso de EAD em Letras / Libras da Universidade Federal de Santa Catarina, polo UFPE. Doutoranda em Linguística e Mestre em Letras pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Fonoaudióloga Especialista em Linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP. Graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Tem proficiência no uso e ensino da LIBRAS pelo MEC / INEP - UFSC e experiência como Intérprete de Língua Brasileira de Sinais desde (1999). Atua em fonoterapia desde (2001), principalmente nas áreas de linguagem e audiologia educacional.

 

Marianne Carvalho Bezerra Cavalcante

Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1989), mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco (1994) e doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1999). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Aquisição da Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: aquisição da linguagem, manhês, ensino-aprendizagem, subjetividade e interação. É Bolsista de produtividade em pesquisa pelo CNPq.

 

Nadia Pereira da Silva Gonçalves de Azevedo (Org.)

Doutora em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB, 2006), fonoaudióloga pelo Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação (IBMR, Rio de Janeiro, 1978), especialista em Patologias da Linguagem (UNICAP, 1984), especialista em Linguagem pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa, 2006), mestre em Fonoaudiologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP, 2000). Atualmente é professora adjunto I da Universidade Católica de Pernambuco, atuando na Graduação em Fonoaudiologia e pós-graduação em Linguagem. É coordenadora, professora e pesquisadora do Mestrado em Ciências da Linguagem da Universidade Católica de Pernambuco. Compõe o Banco Nacional de Avaliadores Institucionais e de Curso (MEC) desde 2006, já tendo avaliado diversos cursos no Brasil. Tem experiência nas áreas de Fonoaudiologia e Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: aquisição e distúrbios de linguagem, discurso, linguagem, gagueira e afasia. Desde o seu mestrado, passou a trabalhar com linguagem na perspectiva discursiva. Dedica-se ao tema linguagem/discurso e sujeito, sobretudo através do estudo de situações que problematizam esta relação: afasia, gagueira, atraso de linguagem. Essa dedicação lhe levou a coordenar com a professora Fátima Vilar o Grupo de Convivência de Afásicos na Universidade Católica de Pernambuco. Além disso, coordena grupos terapêuticos com sujeitos gagos crianças, adolescentes e adultos na mesma universidade. É líder, juntamente com a Profª Fátima Vilar de Melo, do grupo de pesquisa Linguagem, Distúrbio e Multidisciplinaridade, certificado pela instituição (Universidade Católica de Pernambuco), formado em 2002, tendo como área predominante: Linguística, Letras e Artes, constituído no Mestrado em Ciências da Linguagem. No momento, participa de dois projetos com fomento do CNPq: um em parceria com a Profª Drª Carla Cardoso, do Centro Universitário Jorge Amado, que enfoca o trabalho cognitivo com sujeitos idosos sem lesão neurológica e com afasia, realizado em Salvador e Recife, que, além de fomento para equipamentos, gerou quatro bolsas para alunos da Universidade Católica de Pernambuco. Recentemente, teve aprovado um projeto, como coordenadora, no Edital Universal do CNPq, intitulado Sommercamp: Terapia intensiva da gagueira em adolescentes e adultos no Recife-Pernambuco- Brasil. Nesta pesquisa, trabalharão os Professores Jorg Mussman e Maria do Carmo Oliveira, da Universidade de Giessen, Alemanha.

 

Patrícia Cristina Monteiro de Barros

Possui Especialização em Psicologia Clinica, pela Faculdade de Ciências Humanas de Olinda, e graduação em Formação do Psicólogo pela Universidade Católica de Pernambuco (2005). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Clinica e Escolar, atuando principalmente nos seguintes temas: representações sociais, autoridade dos pais, crianças e discurso. Durante o período 2003.1, foi monitora da disciplina Técnica de Exame Psicológico I, na Universidade Católica de Pernambuco. No período de 2003.2 a 2004.1, foi monitora da disciplina Técnica de Exame Psicológico IV, na mesma instituição de ensino. Recebimento da Láurea no curso Bachalerado em Psicologia, em 2004. Recebimento da Láurea no curso Formação do Psicólogo, em 2005

 

Regina Maria Ayres de Camargo Freire

Possui graduação em Fonoaudiologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1967), mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1980), doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1990) e pós doutorado pela USP - campus Ribeirão Preto no departamento de Psicologia Educacional (1995). Atualmente é professora titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, ministrando aulas no curso de graduação em Fonoaudiologia e no Programa de Estudos Pós Graduados em Fonoaudiologia. Tem experiência clínica e, atualmente, trabalha na constituição de novos paradigmas para o entendimento da Clínica Fonoaudiológica, no que diz respeito aos procedimentos terapêuticos em patologia de linguagem e, ainda, na aquisição de linguagem oral e escrita. Sua base teórica compartilha com a linguística e a psicanálise lacaniana, as questões fundamentais que demandam do campo fonoaudiológico, um posicionamento próprio.

 

Renata Fonseca Lima da Fonte (Org.)

Possui graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco (2003), mestrado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (2006) e especialização em saúde Pública pela Universidade de Pernambuco (2009). Doutoranda em Linguística da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de fonoaudiologia educacional e clínica com ênfase em linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: aquisição da linguagem, prosódia, cegueira e gagueira.

 

Tatiana Maria Corrêa Cavalcanti

Mestre em Ciências da Linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco. Possui graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco (2007). Atualmente é fonoaudióloga escolar e bolsista pela FACEPE com pesquisa na área de gagueira e Análise de Discurso. Tem experiência na área de Fonoaudiologia clínica e Educacional, com ênfase em tratamento dos Distúrbios da LInguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: gagueira, distúrbio de linguagem e análise do discurso. Experiência em ministrar cursos de Oratória

 

Wilma Pastor de Andrade Sousa

Possui graduação em Letras pela Fundação de Ensino Superior de Pernambuco -FESP/UPE(1984) e em Fonoaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP(2000), especialização em Linguagem pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2002), mestrado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2006) e doutorado em Linguística pela mesma universidade (2009). Tem proficiência no uso e ensino da Libras pelo MEC/INEP-UFSC (2009). Atualmente é professora da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em linguagem e surdez, atuando nos seguintes temas: surdez; aquisição da linguagem oral e escrita; distúrbio de leitura e escrita. Também tem experiência na área de Pedagogia, atuando na área de educação de surdos; educação especial e práticas inclusivas.