Capa do livro: VONTADES SOBRE CORPOS:<br>homens e mulheres na revista<br>O Cruzeiro (1946-1955)

VONTADES SOBRE CORPOS:
homens e mulheres na revista
O Cruzeiro (1946-1955)

Autores: Luciana Rosar Fornazari Klanovicz

livro impresso
de R$ 38,90 por
livro digital
de R$ 38,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Livros comprados a partir de 21/12/2018 serão enviados somente em 03/01/2019

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Por meio de uma leitura que liga Estudos de Gênero e História, Vontade sobre Corpos explora o papel da imprensa escrita, especialmente a revista O Cruzeiro, na promoção de um Brasil moderno baseado na redefinição dos papeis de homens e mulheres, de corpos de homens e mulheres, a uma sociedade que cada vez mais se moderniza e que deseja copiar modos, hábitos, comportamentos e almeja adquirir bens e produtos advindos da própria modernização.
A revista O Cruzeiro foi uma das principais publicações periódicas do Brasil no segundo pós-guerra. Ela lançava tendências, alimentava polêmicas, promovia comportamentos e produtos, tornando-se espaço privilegiado de encontro entre o mundo público e a vida privada.
Nesse sentido, trabalhar com as imagens de homens e de mulheres da revista O Cruzeiro permite construir uma narrativa sobre a história do Brasil marcada pelos caminhos do desejo de ser moderno ou moderna.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1262-6
DOI: 10.24824/978854441262.6
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 156
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

VONTADES SOBRE CORPOS:<br>homens e mulheres na revista<br>O Cruzeiro (1946-1955)

Autores

LUCIANA ROSAR FORNAZARI KLANOVICZ
É doutora em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e é professora do Departamento de História da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), em Guarapuava, Paraná. Ela atua no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário da mesma universidade, coordenando o Laboratório de História Ambiental e Gênero (LHAG-UNICENTRO). Já publicou vários trabalhos no Brasil e no exterior, nas áreas de Gênero e História