Capa do livro: FORMAÇÃO DE PROFESSORES:<br>linguagem, identidade e cultura

FORMAÇÃO DE PROFESSORES:
linguagem, identidade e cultura

Autores: Milton Valençuela - Neide Araújo Castilho Teno - Maria Gladis Sartori Proença (Orgs.)

livro impresso
de R$ 52,90 por
livro digital
de R$ 52,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro vai ao encontro do leitor que quer conhecer como o ensino e a aprendizagem da linguagem se desenvolve na escola enquanto suporte para os projetos de ensino. Pensamos em um livro para leitores de áreas interdisciplinares, que navegam pela Filosofia, Sociologia, Educação, Psicologia, Linguística, Sociolinguística, entre outras. Acreditamos, que esta obra “FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Linguagem, Identidade e Cultura” possa contribuir para promover reflexões e ressignificar práticas relativas ao processo ensino aprendizagem, tanto na formação de professores como na prática pedagógica. Portanto, o interlocutor deste livro, seja acadêmico ou professor, certamente encontrará vozes conhecidas e reveladas de estudiosos que se dedicam a formação de professores. Desta maneira entendemos que esta obra pode ser leitura pertinente a qualquer área de conhecimento, visto que aborda a problemática da educação na contemporaneidade.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1087-5
DOI: 10.24824/978854441087.5
Ano de edição: 2016
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 208
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

FORMAÇÃO DE PROFESSORES:<br>linguagem, identidade e cultura

Autores

ADMA CRISTHINA SALLES DE OLIVEIRA
Doutoranda no Programa em Educação da Universidade Federal do Mato Grosso – UFMT. Graduada em Pedagogia e Mestrado em Educação. Tem experiência na área da educação no ensino básico, atuando nos seguintes temas: movimentos sociais, educação inclusiva, identidade, memória e cultura, literatura infanto - juvenil; africana e afrobrasileira, textualidades indígenas, diálogos e estudos culturais, formação de professores, alfabetização.

ANDRÉIA NUNES MILITÃO
Doutorado em Educação pela FCT/UNESP. Graduação em História pela FHDSS/UNESP, Mestrado em História pela FHDSS/UNESP, Graduação em Pedagogia pela UFSCar/União das Faculdades dos Grandes Lagos. Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul/UEMS - Dourados. Tem experiência na área de educação com ênfase em Política Educacional atuando principalmente nos seguintes temas: Administração Escolar, qualidade do ensino, condições de trabalho, formação e valorização profissional, PNE e CONAE. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Educação, Relações Étnico-raciais e Formação de Professores (GEPRAFE).

CÉLIA BEATRIZ PIATTI
Doutora em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Graduada em Pedagogia - Licenciatura Plena - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ituverava, com especialização em Administração Escolar e Orientação Educacional. Mestra em Educação - Universidade Católica Dom Bosco. Atualmente é integrante do Grupo de estudos - GEPPE (Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia e Educação) e coordenadora do NEPECAMPO (Núcleo de estudos da Educação do Campo). Professora da UFMS, lotada no CCHS (Centro de Ciências Humanas e Sociais) atuando como docente e coordenadora de curso na LEduCampo (Licenciatura em Educação do Campo). Tem experiência na área de educação, atuando em ensino, pesquisa e extensão com os seguintes temas: educação do campo, constituição do sujeito, cultura e identidade na perspectiva histórico cultural.

CELSO LUIZ PRUDENTE
Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo. Professor da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e do Programa de Pós Graduação em Educação, Mestrado em Educação. Pesquisador do Grupo de Pesquisa Movimentos Sociais e Educação (GPMSE) e pertence ao Grupo de Estudos Educação e Merleau-Ponty (GEMPO). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia das Populações Afro-Brasileiras, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema; reconhecimento dos realizadores; o negro; cultura, casa grande; senzala, cinema novo; Glauber Rocha; negro e filme; cinema; poesia; cabo verde.

ELZA SABINO DA SILVA BUENO
Doutorado, Mestrado e Graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - FCL- UNESP, com tese na área da Linguística/Sociolinguística. Atualmente é professora adjunta da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS/Dourados. É professora, orientadora e coordenadora do Programa de Mestrado Profissional em Letras - PROFLETRAS da UEMS/Dourados. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Sociolinguística e atua nos seguintes temas: variação e mudança linguísticas, português popular falado e ensino de língua portuguesa.

FABIO PERBONI
Doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP. Graduação em Pedagogia-União das Faculdades dos Grandes Lagos / UFSCar. Graduação- HISTORIA pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP. Mestrado em História pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” / UNESP. Atua como docente na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Grande Dourados FAED / UFGD. Tem experiência na área de educação, com ênfase em Política Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas Públicas Educacionais, Gestão Educacional, Avaliação Educacional, e Formação de Professores.

GERALDO JOSÉ DA SILVA
Doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, na área de Estudos da Linguagem. Mestre em Letras pela Universidade Estadual de Maringá: Área de pesquisa Estudos Linguísticos: Estudos do texto e do discurso. Possui graduação em Letras Licenciatura Plena - Hab. Português/Inglês pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. É professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul nos cursos de graduação em Letras. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Ensino de Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: prática de leitura e produção textual, estudos do texto e do discurso, Linguística aplicada e ensino de Língua Portuguesa.

HADINEI RIBEIRO BATISTA
Doutorando em Tecnologia e Inovação em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2014). Mestrado em Linguística Teórica e Descritiva pela Universidade Federal de Minas Gerais. Graduação em Português – Licenciatura. Bacharelado em Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais. É membro do Grupo de Pesquisa CNPQ: História Social do Português e do Núcleo de Pesquisas em Variação e Mudança Linguística, da UFMG. Atualmente, é membro e presta assessoria ao projeto Da Crença à Realidade: Linguagens, Tecnologias e Inovação financiado pela FAPERJ da UFRJ. Atuou como pesquisador visitante em Lancaster University-UK, onde desenvolveu pesquisa sobre construção de cybercorpora, educação e identidade social. Tem interesse em Sociolinguística, Linguística de Corpus, Identidade Social, Linguagem, Inovação e Tecnologia e em processamento cognitivo da linguagem: recepção e produção.

LUCRÉCIA STRINGHETTA MELLO
Doutora em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestrado em Educação (Supervisão e Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Graduação em Pedagogia pelo Instituto Toledo de Ensino/SP. Atualmente é professora Associada da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Campus de Três Lagoas e Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) da UFMS/MS. Tem experiência na área de educação, com ênfase em Administração de Sistemas Educacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: política educacional, gestão escolar, interdisciplinaridade, currículo e avaliação, formação inicial e continuada de professor.

LUÍS ANTÔNIO MARTINS
Doutorado em Educação pela UFMS. Possui graduação em Psicologia pela UNESP/BAURU. Mestrado em Educação pela UNICAMP. Atualmente é professor efetivo da UFGD. Tem experiência na área de Psicologia, atua nos seguintes temas: educação, psicopedagogia, jogos de representação, RPG, formação de professores, Educação a Distância.

LUÍS OTÁVIO BATISTA (IN MEMORIAM)
Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Graduação em Letras - Anglo/portuguesas pela Universidade Estadual de Maringá. Especialização em Linguística Aplicada ao ensino de Língua Inglesa pela Faculdade de Ciências e Letras de Campo Mourão e em formação de tradutores em Língua Inglesa, pelo Claretiano Centro Universitário. Mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas. Docente da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Integrou três grupos de pesquisa: Abordagem Hermenêutico-Fenomenológica (GPeAHF), da PUC/SP; Linguagem e Ensino; e Multiculturalismo, Interculturalidade e Educação Inclusiva.

LUIZ AUGUSTO PASSOS
Doutorado em Educação Universidade Federal de Mato Grosso. Graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Nossa Senhora Medianeira. Graduação em Teologia - Colégio Máximo Cristo Rei, mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso. Atualmente é professor aposentado da Universidade Federal de Mato Grosso e é Membro do Núcleo Permanente do Programa de Pós Graduação Mestrado e Doutorado em Educação. Tem experiência na área de educação, com ênfase em Educação Popular, atuando nos seguintes temas: antropologia educacional, movimentos sociais e educação, filosofia da educação ambiental, epistemologia merleaupontyana, metodologia merleau-freiriana e educação em populações em condição de vulnerabilidade: aprisionados e aprisionadas, indígenas, moradores e moradoras em condição de rua, ativistas e pessoas com diversidades sexuais e homoafetivas e diversidades religiosas populares.

MARIA CECILIA MOLLICA
Doutora em Linguística e Filologia na UFRJ. Mestre também na PUC-RIO. Professora na Pós-Graduação  Programas POSLING, PPGCI/IBICT/ECO-UFRJ e PROFLETRAS. Pesquisadora I do CNPq, Bolsista do Nosso Estado, pela FAPERJ, e responsável pelos Programas PDJ/CNPq e PNPD/CAPES, supervisionando estágio de pós-doutoramento. Transita em fronteiras do conhecimento que envolve a faculdade da linguagem humana, linguagens artificiais, saúde e educação. Desenvolve pesquisa aplicada no campo da Linguística Educacional, Tecnologia e Inovação, no âmbito do paradigma da escola inclusiva.

MARIA GLADIS SARTORI PROENÇA
Doutora em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - (UFMS), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos- (UFSCAR), Graduação em Pedagogia. Atualmente é professora da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) nos cursos de Pedagogia e Matemática. Tem experiência com a educação básica. Atua nos seguintes temas: formação de professores, identidade, didática e planejamento educacional.

MARINÊS LONARDONI
Doutora em Letras Língua Portuguesa e Linguística pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Graduação em Letras Português e Literaturas de Língua Português pela Universidade Estadual de Maringá. Mestrado em Letras Língua Portuguesa e Linguística pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Atualmente é professora da Universidade Estadual de Maringá. Atuando nos seguintes temas: discurso, argumentação, linguagem, carta de leitores.

MILTON VALENÇUELA
Doutor em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - (UFMS), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos - (UFSCAR), Graduação em Pedagogia (UFMS) e Bacharel em Direito (UNIGRAN). Atualmente professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - (UEMS) nos cursos de Pedagogia e Letras/Inglês. Tem experiência na educação básica. Atua nos seguintes temas: formação de professores, representações sociais, teoria histórico-cultural, identidade, memória de professores, indisciplina e violência escolar.

MÍRIAN XAVIER
Doutora pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Mestrado em Educação Universidade Católica Dom Bosco. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade Universitária de Dourados nos cursos de Ciências Biológicas e Pedagogia. Tem experiência na área de formação de professores e Ensino de Ciências.

NEIDE ARAÚJO CASTILHO TENO
Doutora em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Mestre em Linguística, Graduação em Letras Português/Inglês/Literatura e Pedagogia. Atualmente é professora da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS e dos Programas de Pós- graduação (Letras )  e Profletras -Pós-Graduação Profissional em Letras.

SANDRA ESPÍNDOLA
Doutorado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS. Mestrado em Letras pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Assis-SP. Atualmente é professora adjunta da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, ministra aulas no curso de graduação em Letras e na Pós-Graduação Profissional em Letras. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atua nos seguintes temas: leitura, produção de texto, educação, sociolinguística e ensino de língua portuguesa.

SILVANE APARECIDA DE FREITAS
Pós-doutorado em Linguística Aplicada pela UNICAMP/Campinas. Estágio pós doutoral na Universidade do Porto - Portugal. Doutora em Letras pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Mestrado em Linguística Aplicada pela UNICAMP. Especialização em Língua Portuguesa pela UFMS/CEUL. Graduação em Letras - Faculdades de Ciências e Letras Urubupungá. Atualmente é professora adjunta da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS nos cursos de Letras e na Pós- Graduação em Educação. Tem experiência na área de Linguística e Educação, com ênfase em análise do discurso de linha francesa, atua principalmente nos seguintes temas: ensino de língua materna; idoso, mídia e identidade.

SILVIO CESAR NUNES MILITÃO
Doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Possui graduação em Ciências Sociais - Licenciatura Plena pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Graduação em Pedagogia pela Universidade Nove de Julho. Atualmente é professor assistente do Departamento de Didática da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”  FFC/Campus de Marília.Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Política Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: neoliberalismo, organismos internacionais, descentralização, municipalização do ensino, financiamento da educação (FUNDEF/FUNDEB), educação municipal, adoção de sistemas apostilados de ensino, e educação de tempo integral.

SÔNIA DA CUNHA URT
Pós-Doutoramento pela Unicamp e pela Universidad de Alcalá de Henares - Espanha e Universidade de Lisboa - Portugal. Doutorado em Educação - Psicologia Educacional - pela Universidade Estadual de Campinas. Mestre em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Graduada em Psicologia, Pedagogia e em Administração de Empresa. Atualmente é professor Titular da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de Educação, na interface Psicologia e Educação, atua com os seguintes temas: identidade, aprendizagem e constituição do sujeito em espaços educativos/formação, personagens/biografias e autobiografias), Psicologia e Educação: contornos e possibilidades sob o enfoque das políticas públicas/aporte da Teoria Histórico-Cultural, estudos acerca da violência escolar: formas de  enfrentamento no âmbito da Psicologia e da Educação.

ROSANGELA VILLA DA SILVA
Pós-Doutorado em Sociolinguística e Dialetologia pela Universidade de Coimbra/Portugal (2011); Pós-Doutorado em Estudos Portugueses/Linguística da Língua Portuguesa pela Universidade de Coimbra. Doutorado em Sociolinguística e Dialetologia pela UNESP com Bolsa sandwich (PDEE) na Universidade de Coimbra; Mestrado em Sociolinguística e Dialetologia pela UNESP; Graduação em Letras, licenciatura plena pela UFMS. É professora associada da UFMS, no curso de Mestrado em Estudos de Linguagens (CCHS). Atua na área de linguística, com ênfase em sociolinguística, dialetologia, línguas em contato e políticas linguísticas para áreas de fronteira. Na graduação em Letras leciona linguística e sociolinguística.

VÂNIA LISBOA GUEDES
Pós-doutorado em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGL) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutora em Linguística pelo PPGL/UFRJ. Mestre em Ciência da Informação pela Escola de Comunicação da UFRJ-IBICT/CNPq. Bacharel em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Santa Úrsula. Professora Adjunta do Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis da UFRJ. Professora Colaboradora do PPGL da UFRJ e do PPGCI da UFRJ. Professora do Profletras CAPES/UFRJ. Atua na área de Organização do Conhecimento, Bibliometria e Indexação na Ciência da Informação, assim como na área de Sociolinguística, na Linguística, com ênfase em Análise Crítica do Discurso, Análise Léxico-morfológicas e Análise Bibliométrica da Escrita Científica.