Capa do livro: PEDAGOGIA DAS ARTES CÊNICAS:<br>criança, jogo e formação<br> Série Encontros <br> Volume 1

PEDAGOGIA DAS ARTES CÊNICAS:
criança, jogo e formação
Série Encontros
Volume 1

Autores: Mariana de Lima e Muniz - Tiago de Brito Cruvinel (Orgs.)

livro impresso
de R$ 52,90 por
livro digital
de R$ 52,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro reúne textos que abordam a formação de artistas (crianças, jovens e adultos) e de professores de Artes Cênicas. Além de refletir sobre as metodologias do ensino do teatro e da dança na Educação Básica e a formação continuada de professores da Educação Infantil à Pós-Graduação.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-0860-5
DOI: 10.24824/978854440860.5
Ano de edição: 2016
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 220
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

PEDAGOGIA DAS ARTES CÊNICAS:<br>criança, jogo e formação<br> Série Encontros <br> Volume 1

Autores

ANA CRISTINA CARVALHO PEREIRA
Artista da Dança, Doutora pela UFMG com foco em Processamento da Linguagem (gesto e cognição) (2010), Mestre em Educação Tecnológica (Linguagem e Cognição) pelo CEFET-MG (2005), Especialista em Arte-Educação pela PUC-MG (2003) e graduada em Pedagogia, Licenciatura Plena, pelo Centro Universitário de Belo Horizonte UNI-BH (2001). Professora adjunta da Escola de Belas Artes da UFMG, atua no curso de graduação Licenciatura em Dança, no Programa de Pós- Graduação em Artes (PPG Artes) e no Mestrado Profissionalizante em Artes (PROF-ARTES). Coordena o Laboratório GESTOLab da Escola de Belas Artes/UFMG.

CLAUDIO CAJAIBA
Professor Titular da Escola de Teatro da UFBA, do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) e do Mestrado Profissional em Artes (PROFARTES-IHAC-UFBA). Coordenador da área de teatro no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID-CAPES). Supervisor do Projeto de Estudos Artísticos no Programa das Licenciaturas Internacionais (PLI-CAPES). Consultor ad hoc da FAPESB, da FAPESP e da CAPES. Membro do conselho editorial das Revistas Repertório (UFBA) e da Sala Preta (ECA-USP). Atualmente é Vice-Coordenador do grupo de trabalho Pedagogia das Artes Cênicas da ABRACE (2014-2016).

CRISTIANE LIMA
Doutora em Comunicação Social e Bacharela em Radialismo, com Formação Complementar em Música pela UFMG. Foi professora de Musicalização no Centro Pedagógico da Escola de Educação Básica e Profissional da UFMG e monitora da Fundação de Educação Artística. É cantora e violonista em grupos de música popular. Atua desde 2005 na equipe do programa de rádio Serelepe – Uma pitada de música infantil. Durante mais de sete anos integrou o Pandalelê – Laboratório de Brincadeiras, com o qual lançou o CD Pandalelê! Brinquedos Cantados (que integra o selo Palavra Cantada). Tem participado dos Encontros da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha (Chile, Brasil), do Encuentro Uruguayo de la Canción Infantil (Montevidéu – 2010), do I Encontro Brasileiro da Canção Infantil (Ribeirão Preto – SP) e do V Festival Internacional da Canção Infantil (Medellín - Colômbia).

EUGÊNIO TADEU
Doutor em Artes Cênicas pela ECA/USP e Mestre em Educação pela FaE/UFMG. É professor do curso de graduação em Teatro da EBA/UFMG e do PROF-ARTES; integrante do Duo Rodapião e do Grupo Serelepe; membro do Movimento da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha (MOCILyC) e da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas  (ABRACE). É coordenador geral do projeto Serelepe: brinquedorias sonoras e cênicas.

GABRIEL MURILO
Mestre em Música pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), professor de música há mais de cinco anos. Atua na área de Educação Musical e Música Popular, desenvolvendo pesquisa e prática composicional de canção. É multi-instrumentista, produtor musical, arranjador. Compõe desde 2005 a equipe do programa de rádio Serelepe – Uma pitada de Música Infantil (Teatro – EBA/UFMG).  Participou do 8° e do 10º Encontro da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha.

INGRID DORMIEN KOUDELA
É uma das professoras pioneiras na área de Teatro na Educação, sendo iniciadora desta área de pesquisa na Universidade de São Paulo, a primeira instituição brasileira a oferecer programas de Mestrado e de Doutorado específicos neste setor. Suas publicações incluem JOGOS TEATRAIS, uma abordagem teórica realizada a partir das propostas de Viola Spolin; BRECHT: UM JOGO DE APRENDIZAGEM, uma análise do teatro didático de Bertolt Brecht, através do qual explora suas relações com Piaget e Spolin e desenvolve a teoria de Brecht sobre a peça didática; e TEXTO E JOGO, que vai além de relato e análise de experiências e suas respectivas influências, apresentando o resultado de suas pesquisas na forma de uma metodologia que incorpora fragmentos da dramaturgia brechtiana com princípios dos jogos teatrais.

JONES MOTA
Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia (PPGAC-UFBA). Licenciado em Teatro pela Escola de Teatro da UFBA (2013). Diretor da Cia. de Revista da Bahia, ator pesquisador do Núcleo Viansatã de Teatro Ritual e coordenador de projetos do Coletivo Saladistar Produções. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro-Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: jogo, teatro de revista brasileiro, improvisação, teatro de grupo e teatro ritual.

JULIANA GURGEL
É atriz e professora. Formada em Publicidade e Propaganda (UCDB/MS), em Artes Cênicas (UFRN/RN), especialista em Ensino de Teatro (UFRN) e especialista em Corpo e Cultura de Movimento (UFRN), mestre em Educação (UNICAMP) e doutoranda em Artes da Cena (UNICAMP), com orientação de Cassiano Sydow Quilici. Desenvolve um trabalho de preparação do artista da cena a partir da arte marcial japonesa Aikidô - praticante desde 2002 -, proposta experimentada em 2004, em Natal - RN.

LAURA MELAMED BARBOSA
É fonoaudióloga especialista em Voz pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, mestranda do programa de Pós-Graduação do Instituto de Artes da UNESP, na área de Artes Cênicas, com orientação de Suely Master. Atua como docente de Expressão Vocal no curso Técnico em Arte Dramática na unidade Senac Santana desde 1998. Hoje, além de docente, participa da coordenação do curso Técnico em Arte Dramática do Senac Santana. Desde 2005 ministra aulas de Fonoplastia no curso de Qualificação Profissional Radialista - Setor Locução. Assumiu temporariamente a disciplina de Expressão Vocal do curso de graduação em Artes Cênicas da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo no ano letivo de 2001. Atua como preparadora da expressividade oral de profissionais da comunicação e como fonoaudióloga clínica em consultório.

LUCIA GOUVÊA PIMENTEL
Professora Titular da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Docente no Programa de Pós-Graduação em Artes, onde atua em Mestrado e Doutorado, e no Mestrado Profissional em Artes (PROF-ARTES). Doutora em Artes (1999) pela USP, Mestre em Educação (1993), Bacharela e Licenciada em Artes Visuais pela UFMG (1982). Líder do Grupo de Pesquisa Ensino de Arte e Tecnologias Contemporâneas (CNPq). Coordenadora Adjunta de Artes/Música para o Mestrado Profissional na CAPES. Membro da Comissão Técnica (Arte) do PNLD/SEB/MEC. Membro da InSEA, CLEA, ANPAP, FAEB, AMARTE e do Instituto Arte das Américas. Líder do Grupo de Pesquisa Ensino de Arte e Tecnologias Contemporâneas (CNPq). Medalha Santos Dumont 2015. Tem pesquisas em gravura, formação de professores, ensino/aprendizagem em artes, arte/educação e cognição imaginativa.

MARIANA LIMA MUNIZ
Professora Titular da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atua na graduação em Teatro, na Pós-Graduação em Artes e no PROFARTES. É atriz e diretora teatral, tendo participado de diversos espetáculos no Brasil e na Espanha. É autora do livro “Improvisação como espetáculo” (Editora UFMG – 2015) e realizadora do FIMPRO (Festival Internacional de Improvisação). Coordena o grupo de pesquisa do CNPq IMPROLAB – Improvisação e outras interatividades. É formada em Interpretação no Teatro do Gesto pela Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madri e Doutora em Teatro pela Universidad de Alcalá. Atualmente é coordenadora do grupo de trabalho Pedagogia das Artes Cênicas da ABRACE (2014-2016).

MICAEL CÔRTES
Doutor em Educação. Ator, pedagogo do teatro e docente do curso de Licenciatura em Teatro e do Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Identidade, na Linha de pesquisa "Linguagem e Educação" da Universidade Federal do Acre (UFAC). Atua em temas como: Formação do professor-artista de teatro; Representações Sociais sobre o ensino de artes em contextos educativos (ensino formal e não formal) e processos de criação-investigação em experimentos cênicos.

REGINALDO SANTOS
Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da UFMG. Graduado em Teatro pela Escola de Belas Artes da UFMG. É coordenador e ator do “Conexão Galpão”, projeto Sociocultural do Galpão Cine Horto (espaço cultural do Grupo Galpão). Foi professor colaborador do Núcleo de Pesquisa em teatro para educadores e professor do Núcleo Pedagógico do Galpão Cine Horto. Foi aluno de Musicalização e Flauta Doce da Fundação de Educação Artística. Atua desde 2005 na equipe do programa de rádio Serelepe – Uma pitada de Música Infantil. Tem participado dos Encontros da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha (Chile, Brasil), do I Encontro Brasileiro da Canção Infantil (Ribeirão Preto – SP) e do V Festival Internacional da Canção Infantil (Medellín - Colômbia).

SÉRGIO COELHO BORGES FARIAS
Nasceu em Salvador, cursou Mestrado em Educação na UFBA e Doutorado em Artes na Universidade de São Paulo (USP). Realizou estágio Pós-Doutoral na Universidade de Paris Ouest-Nanterre. É Professor Titular na Área de Didática e Metodologia do Ensino, foi bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq, docente e orientador nos Programas de Pós-Graduação em Educação e Artes Cênicas, tendo coordenado este último entre 2003 e 2007. É ator e diretor teatral. Participou da criação, foi Vice-Diretor e Diretor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da UFBA. É Assessor para as áreas de Arte e Cultura da Reitoria da Universidade Federal do Oeste da Bahia e atua no primeiro curso de Especialização da instituição, em Artes e Ação Cultural.

SIMONE CARLETO
Artista pedagoga, com graduação em Licenciatura Plena em Educação Artística pelo Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) (2001); mestrado em Artes pela Unesp (2008) e doutoranda pela mesma instituição, com orientação de Alexandre Mate. Coordenadora da Escola Viva de Artes Cênicas e do Programa Municipal de Fomento ao Teatro e à Dança de Guarulhos. Atriz, atuou no Canhoto Laboratório de Artes da Representação, com direção de Alexandre Mate, de 2001 a 2008. Em Guarulhos, dirigiu os grupos Fuso-ê de Teatro, Teatro Provisório e Trupe de Quintrulhos; atuou como atriz na Troupe Guarulhense de Comédia, Cia Naíka de Teatro e Cia Experiencial o Teatro do Excluído. Pesquisa formação de atores e atrizes, com foco nos processos de criação e no modo de produção no teatro, sobretudo no que diz respeito a teatro de grupo e formas populares.

TIAGO DE BRITO CRUVINEL
É formado em Interpretação Teatral (2010) e licenciatura em Artes Cênicas (2015) pela Universidade de Brasília (UnB). Realizou intercâmbio durante a primeira graduação na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto - Portugal. É mestre (2013) e doutorando em Artes pela UnB, com a pesquisa: “A criança-ator no cinema”, orientado pelo professor Dr. Jorge das Graças Veloso. Autor do livro “Criança em cena: Análise da atuação e de processos criativos com crianças-atores” (Editora CRV – 2015). Atualmente leciona na licenciatura em Teatro da Universidade Aberta do Brasil – UAB/UnB.