Capa do livro: A INTERCULTURALIDADE NA LÍNGUA(GEM) CONTEMPORÂNEA:<br>desafios, estudos e perspectivas

A INTERCULTURALIDADE NA LÍNGUA(GEM) CONTEMPORÂNEA:
desafios, estudos e perspectivas

Autores: Maria da Graça Carvalho do Amaral - Michael Chapman - Suzanne Rey Zanella

livro impresso
de R$ 97,98 por
livro digital
de R$ 97,98 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro reúne textos de pesquisadores dos estudos da Língua(gem) integrantes de renomadas universidades e/ou institutos de pesquisa nacionais e internacionais. Traz uma abordagem da língua em seu contexto social, considerando a linguagem como cultura e expressão do pensamento. Além disso, retrata as contribuições dos recursos midiáticos no processo ensino-aprendizagem. Por fim, apresenta uma reflexão a respeito dos meios utilizados na definição de eventuais problemas durante a construção e aplicação do conhecimento em Arte e Ciência.  É de interesse para todos os que desejam compreender as relações entre o sujeito e sua língua.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-012-8
DOI: 10.24824/978858042012.8
Ano de edição: 2010
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 128
Formato do Livro: 15x21 cm
Número da edição:1

Sumário

A INTERCULTURALIDADE NA LÍNGUA(GEM) CONTEMPORÂNEA:<br>desafios, estudos e perspectivas

Autores

Jerzy Achmatowicz

Recibe títulos de licenciado en leyes (1974) y filosofía (1977); ambos en la Universidad de Wroclaw. En 1986 en la Universidad de Gdansk recibe el título de doctor en filosofía sobra la base de su tesis sobre estructuras económicas y sociales del Imperio Azteca /Méxica/. Vasta experiencia tanto en el trabajo docente como de investigación en las universidades en Polonia y en América Latina (México y Chile). Las principales áreas de su interés guardan relación con la historia de América Latina, particularmente en cuanto las culturas precolombinas, implementación del cristianismo en el Nuevo Mundo (problemática de la aculturación y en consecuencia de la multiculturalidad genuina del continente americano), primer periodo colonial en Nueva España, historiografía del pueblo Mapuche, metodología de las investigaciones interculturales junto con aplicaciones del método hermenéutico. Recientemente publicará dos libros, producto de sus investigaciones: Nican Mopohua – la fuente principal del estudio de las apariciones guadalupanas en México en 1531, y Coloquios apostólicos – la primera confrontación de las visiones del mundo en México en 1524.


Maria da Graça Carvalho do Amaral (Org.)

Possui graduação em Letras Português/Inglês (1981) e Letras Português/Espanhol (1998) pela Universidade Federal do Rio Grande, Mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Católica de Pelotas (2000) e Doutorado em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006). Atualmente é professora da Universidade Federal do Rio Grande. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Aquisição de Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: língua espanhola, aprendizagem de língua estrangeira, Teoria do Autodesenvolvimento Humano, Teoria Histórico-cultural da Atividade, Identidade, Interdisciplinaridade e Transdisciplinaridade. Desenvolve projetos com experimentos epistemológicos com diversificados grupos de estudos, especialmente os que dizem respeito à atualização da concepção da Mudança Conceitual à Mudança Existencial. Para tanto, interessa-se pelos estudos interculturais nas Ciências da Linguagem.

 


Michael John Chapman (Org.)

Radicado no Brasil desde 1981, participou em grupos da vanguarda europeia na década de 60: Exploding Galaxy – Londres, 1967/70, e Zanzibar – Paris, 1968. Em 1969 fundou a revista L’idiot International, em Paris junto com a produtora cultural Sylvina Boissonnas, o escritor Jean Edern Hallier, Simone de Beauvoir e Jean Paul Sartre entre outras. Atuou com Karin Lambrecht e Heloisa Schneider da Silva nas artes visuais no Rio Grande do Sul na década de 80. Mestre em Artes Visuais (HDK, Berlim, 1983) e Doutor em Engenharia de Produção (UFSC, 2003). Leciona no curso de Artes Visuais da FURG e, atualmente, desenvolve o projeto Encontros Singulares: Narrativa, Memória, Arte e Vida como estágio pós-doutoral na UFRGS sob supervisão de Hélio Fervenza. Contato: Universidade Federal do Rio Grande- FURG. Instituto de Letras e Artes, Alfredo Huch 475 - CEP: 96201-900 - Rio Grande – Rio Grande do Sul – Brasil. Correio eletrônico: mchapman@terra.com.br

 


Suzanne Rey Zanella (Org.)

Atualmente é Professora Adjunto II da Universidade Federal de Santa Maria com a linha de Pesquisa Epistemologia, Multimídia e Ciências da Linguagem.Possui doutorado em Educação e Filosofia - Christian-Albrechts Universität zu Kiel - CAU (2005) http://www.uni-kiel.de/landscapes/school/abb/pdf2/Prenzel.pdf com ênfase em Língua Portuguesa e Espanhola e respectivas Literaturas como sub-disciplinas. Mestrado em Lingüística Aplicada, especialidade em Análise de Discurso- especialmente no Discurso Jurídico pela Universidade Católica de Pelotas - UCPEL (2001). Graduação em Letras Português - Espanhol e respectivas Literaturas pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande - FURG (1997). É coordenadora no Brasil da rede intercultural Interdisciplinary Self-System Design INSYDE e.V. e membro do Corpo Editorial da INSYDE Edition. É membro da International Society for Cultural Activity Research - ISCAR. Tem experiência na área de Educação Geral, com ênfase em Epistemologia e Ciências da Linguagem., atuando principalmente nos seguintes temas: Experimentos Epistemológicos, Auto-Organização de Sistemas Disciplinares e Interdisciplinares com Novas Mídias em Espaços Complexos do Conhecimento, Teoria do Autodesenvolvimento Humano com Heurísticos Epistemológicos como meios operativos para o desenvolvimento científico básico (Scientific Literacy/Mudança de Conceitos/Änderungen existenzielle) desenvolvendo, atualmente o conceito de Mudança Existencial através de construtos teóricos para estudos interculturais; e-Learning, Distance-Learning, Blended-Learning e nas perspectivas de desenvolvimento do uso acadêmico adequado ao State of the Art em aperfeiçoamento de softwares científicos consonante ao grupo AMMMA-AG Platform-Bielefeld - Alemanha; além da cooperação de mídias digitais e Second Life Development com a Swiss Projects - Zurique http://cweb.uni-bielefeld.de/reimer/home/index.html .



Wilhelm Walgenbach

Dr. phil. habil. é Filósofo, Pedagogo e Promotor Cultural. Seu interesse científico é direcionado à Epistemologia (Conhecimento sobre a Construção de Conhecimento) e à construção de uma Teoria Qualitativa de Sistemas na base de uma Lógica Substantial (atuando principalmente nos seguintes temas: (1) Conceitos Pares Categoriais como Meios Elementares) e (2) desenvolvimento de Meios Heurísticos Intra, Inter e Transdisciplinares. Estudou Teoria da Comunicação, Psicologia, Jornalismo, Educação, Ciências da Música e da Linguagem (Letras/Lingüísticas) na Universidade de Münster e Kiel Alemanha. Possui seu Doutoramento em Filosofia, Sociologia e Educação pela Universidade de Kiel Alemanha, e sua > Habilitation< em Didática Geral pela Universidade de Hamburgo Alemanha. Pesquisador Sênior pelo Leibniz Instituto Interdisciplinar de Pedagogia para as Ciências Naturais IPN (1976-2005). Professor Visitante (1995-1998) na Fundação Universidade Federal de Rio Grande FURG - RS Brasil. Nesta Universidade é Co-Fundador do primeiro Curso de Pós-Graduação em Educação Ambiental do Brasil. À época em que atuou nesse programa de Pós-Graduação, foi co-responsável pela visita de avaliação feita pelos Professores Consultores da CAPES tendo tal programa obtido o conceito A, pela excelência demonstrada nos processos e resultados de pesquisa. Professor Visitante (2006 - com apoio de DAAD) no Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Manejo da Vida Silvestre do Instituto de Ciências Biológicas ICB na Universidade Federal de Minas Gerais UFMG MG Brasil. Membro Consultor de Edição da Revista Qualis A Ambiente & Educação, da Universidade Federal de Rio Grande FURG RS Brasil. É Professor adjunto da Universidade de Hamburgo. Membro Fundador e Organizador da rede intercultural Interdisciplinary Self-System Design INSYDE e.V. Association, coordenando a participação de artistas e cientistas da Alemanha, Brasil, Dinamarca, Suiça, Holanda e França. Participou e segue atuando com pesquisadores da Teoria Sociocultural da Atividade (V.V. Davydov - in memoriam, J.Lompscher - in memoriam, Y. Engeström, H. Giest, B. Fichtner, A. Raeithel, Wilhelm T. Wolze entre outros.) É membro da International Society for Cultural Activity Research ISCAR. Tem cooperação com o Brasil desde 1989 através de diferentes Universidades e Agências de Fomento à Pesquisa no Brasil e Alemanha, respectivamente: UFSM, FURG, UFRGS, UFES, UNIVALI, UFMG, PUC-MG, UFBA-BA,/apoio de DAAD, DFG (Deutsche Forschungs-Gemeinschaft), Universidade de Hamburgo, Leibniz Intituto de Pedagogia para as Ciências Naturais IPN na Universidade de Kiel. O exemplo paradigmático para as atividades científicas é o Experimento Epistemológico "Projeto Água - Descobrimento e Criação de Relidades com Imagens", atualmente inserido na INSYDE e.V. Association. O supracitado experimento é um projeto laureado por dois biênios consecutivos (2005-2006 / 2007-2008) com o Prêmio UNESCO - ONU e incluído na a lista de projetos para a Década do Desenvolvimento Sustentável 2005 - 2014. Também trabalha com a Artista e Crítica da Arte Conceitual Judith Walgenbach/ Hamburgo, Laboratory of Epistemological ScienceArts, no Experimento Epistemológico " A Biomassa Massa de Fermento" - Interação com o Sistema Auto-estigmático entre simbiosis e seperação.