Capa do livro: EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS POPULACIONAIS:<br> questões e debates

EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS POPULACIONAIS:
questões e debates

Autores: Claércio Ivan Schneider - Jair Antunes - Oséias de Oliveira

livro impresso
de R$ 63,48 por
livro digital
de R$ 63,48 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)
 
Consultar frete e prazo de entrega

Sinopse

Ao pensar sobre a contribuição à apreensão historiográfica da história, Reinhart Koselleck ressalta que existe uma velha tríade sempre presente na obra do historiador. Esta tríade consiste em três elementos básicos - que podem oferecer sentido à produção historiográfica - o lugar, o tempo e a pessoa. Acreditamos que esta pode ser a melhor forma de ler os textos que compõem esta obra sobre "Educação e movimentos populacionais: questões e debates". O lugar de que falam os autores dos textos não se restringe geograficamente ao estado do Paraná, mas relaciona-se com um espaço social que envolve imigrantes poloneses, ucranianos, franceses, professores, indígenas, trabalhadores sazonais que se mobilizam às outras regiões do país e se estende até aos indianos não cristãos na África Oriental Portuguesa. O lugar também relaciona-se com a posição ocupada pelos autores, em sua grande maioria professores da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (UNICENTRO), vinculados ao Departamento de História. Os autores convidados, de uma forma ou de outra, possuem vínculos de reflexão, senão, afinidades teóricas com o restante. Há que se destacar a posição, ocupada por muitos autores, de vinculo ao Programa de Pós-graduação em História da UNICENTRO, o que garante aos textos a condição de raciocínio oriundo de suas pesquisas em andamento. A forma de entender e definir os objetos são, portanto, parte integrante das posições ocupadas por estes autores.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-0228-3
DOI: 10.24824/978854440228.3
Ano de edição: 2014
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 172
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS POPULACIONAIS:<br> questões e debates

Autores

Carlos Augusto Lima Ferreira

Possui graduação em História pela Universidade Católica do Salvador (1985), mestrado em Innovación y Sistema Educativo - Universitat Autònoma de Barcelona - UAB (1998) e doutorado em Educación - Universitat Autònoma de Barcelona - UAB (2003). Atualmente é avaliador do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e Professor Adjunto da Universidade Estadual de Feira de Santana, atuando no programa de Pós Graduação em História (Mestrado) e na Graduação em História e Pedagogia. Tem experiência na área de História, com ênfase em Ensino de História, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, história, aprendizagem, ensino, ensino de história e TIC.

Mario de Souza Martins

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1980), mestrado em Sociologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Ceará (1983) e doutorado em Sociologia e Economia - Universidade de Oldenburg - Alemanha (1996). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual do Centro-Oeste. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Religião, Gênero e Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: classes sociais, cultura, educação, história, gênero, metodologia da pesquisa e sociologia do direito.

Nelsi Antonia Pabis

Possui Licenciatura Plena em Pedagogia- habilitação em Orientação Educacional pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1974), Especialização em Programação e Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal da Bahia (1980) e Mestrado em Educação - área de concentração Currículo, pela Universidade Federal do Paraná (1992). Foi Professor Adjunto do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana-BA. Atualmente é Professor Assistente do Departamento de Pedagogia da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná-Campus de Irati. Atua na área de Educação, com ênfase na Formação de Professore para Séries Iniciais do Ensino Fundamental com destaque em: ensino-aprendizagem, currículo, escola, educação e metodologia de ensino. Desenvolveu pesquisa na área dos saberes pedagógicos dos professores da Séries Iniciais. Grupo de pesquisa a que pertence: Educação: saberes, linguagem e multiculturalidade e História, cultura e política dos movimentos sociais. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação na área de Políticas Educacionais e Gestão da Educação da Universidade Tuiuti do Paraná. 

Oséias de Oliveira

É graduado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995) e defendeu o doutorado direto em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), em 2003 com a tese "Índios e Jesuítas no Guairá: a redução como espaço de reinterpretação cultural (século XVII)". Atualmente integra o corpo docente do Departamento do curso de Licenciatura em História (UNICENTRO-Irati). Também é Professor Permanente do Programa de Pós-graduação em História e Regiões. Desenvolve pesquisa relacionada ao estudo das territorialidades sagradas e identidades étnicas na América Meridional. Foi presidente da Comissão Estadual Universidade para os Índios (SETI - 2012) e integrante do Comitê de Ética em Pesquisa da UNICENTRO-Irati e coordenador tanto do "Projeto de Extensão Educação para as Relações Étnico-Raciais (2011-2012)" quanto do "Núcleo de Estudos Étnico-Raciais da UNICENTRO-Irati (2008-2012)", no qual desenvolveu pesquisa e atividades de extensão com as comunidades do Quilombo Paiol de Telha (Financiamento Fundação Araucária/SETI) e Quilombo Córrego do Franco (Financiamento INCRA). É autor dos livros "Diversidade no Ensino"; "Turismo e Sustentabilidade em Comunidade Quilombola"; "Estudos Étnico-Raciais", "História Agrária - propriedade e conflito", "Ensino e Pesquisa de História: abordagens e metodologias" e "Reinterpretação Cultural nas Missões: a conversão de índios e missionários no Guairá". Tem publicado artigos em periódicos científicos e trabalhos em reuniões científicas sobre os temas da educação étnico-racial, regiões e religiosidades, diversidade cultural, identidade étnica, indígenas e quilombolas.

Claércio Ivan Schneider

Professor Adjunto da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná - UNICENTRO e do Colegiado do Programa de Pós-graduação em História (mestrado) da UNICENTRO. Graduado em História pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE (1998), mestre em História pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2001) e doutor em História pela Universidade Estadual Paulista - UNESP (2009). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando, como docente e pesquisador, principalmente nas seguintes áreas: História Cultural; História e Literatura; História do Paraná; História e regiões e Ensino de História.

Ancelmo Schörner

Possui pós-doutorado pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Sociologia (PUC/SP - 2012) e pós-doutorado pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) - Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional (2009). É doutor em História (UFSC-2006); mestrado em História pela UFMG (1997); especialista em História Moderna e Contemporânea (PUC/MG - 1994), graduado em História pela Universidade da Região de Joinville (1990). Atualmente tem pesquisado e orientado Trabalhos de Conclusão de Curso, Monografias e Dissertações sobre sobre (I)migração; Cidades; Meio Ambiente; Regiões; Terras Comunais; Faxinais; Ruralidades, Territórios Periféricos. É membro da ANPUH - Associação Nacional de História (Núcleo do Paraná); da ARIC - Association Internationale pour la Recherche Interculturelle; da ABHO - Associação Brasileira de História Oral. É professor do Departamento de História da Universidade Estadual Centro-Oeste do Paraná/UNICENTRO, campus de Irati, onde atua na Graduação e Pós-graduação (Mestrado em História - Área de Concentração: História e Regiões; Linha de Pesquisa: Regiões: práticas socioculturais e relações de poder).

Maura Pardini Bicudo Véras

Possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1964), mestrado (1980), doutorado (1991) em Ciências Sociais (Sociologia Política) e livre docência (2001) pela PUC São Paulo. Realizou pós doutorado no Institut d'Etudes Politiques de Paris, com apoio CAPES 1999/2000. Atualmente é Professora Titular do Departamento de Sociologia e Programa de Estudos Pós Graduados em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde foi eleita Reitora para o período 2004-2008. Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, com ênfase em Serviços Urbanos e Regionais, atuando principalmente nos seguintes temas: cidade, desigualdade, pobreza, exclusão social, alteridade e habitação. É autora, entre outros, de Trocando olhares, uma construção sociológica da cidade (EDUC, NOBEL 2000) e DiverCidade: territórios estrangeiros como topografia da alteridade em São Paulo (EDUC 2004), além de artigos e capítulos de livros em periódicos nacionais e estrangeiros. Orientou cerca de 80 trabalhos entre dissertações de mestrado e teses de doutorado, além de monografias de conclusão de curso e iniciação científica. É pesquisadora IB do CNPq, líder do Grupo de Pesquisa NEPUR Núcleo de estudos e Pesquisas Urbanos PUCSP e desenvolve pesquisa sobre Alteridade e Segregação na Metrópole (Bolsa produtividade CNPq). Participa como pesquisadora colaboradora convidada do grupo Diálogos Interculturais, do Instituto de Estudos Avançados da USP, equipe interdisciplinar, desde 2009, coordenado pela dra. Sylvia Dantas.

Ana Maria Rufino Gillies

Possui Doutorado (2010) e Mestrado (2002) em História pela Universidade Federal do Paraná. É Professora Adjunta de História na UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro-Oeste Campus de Irati e Coordenadora do Núcleo de Pesquisas Étnico-Raciais - NEER da mesma instituição. Pesquisa temas relacionados ao século XVIII e XIX como: História Contemporânea - Europa, Migrações, História do Brasil Império, propostas reformistas para a elaboração de políticas públicas em substituição à escravidão nas áreas de educação e repartimento da terra; imigração; presença britânica (imigrantes e negócios no Paraná e outras regiões do Brasil) autoridades provinciais e imperiais; História Cultural; vida cotidiana; sociabilidades; práticas culturais; conceitos de memória, identidade (nacional e cultural), alteridade, representação e escrita de si; teorias de processo civilizatório e estabelecidos-outsiders de Norbert Elias; representação (Roger Chartier); problematização dos contextos de emergência da individualidade e privacidade (Philippe Ariès); estudos autobiográficos (Philippe Artières e Philippe Lejeune); história das mulheres (Michelle Perrot et); utilização de fontes: escritos autobiográficos (diários, memórias), imprensa periódica, relatórios e correspondências oficiais; interdisciplinaridade história e arte. Faz parte do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Artes da FAP e do Grupo de Estudos em História Cultural da UNICENTRO Irati. É professora e tradutora (textos e simultânea) de Inglês.

Anderson Prado

Professor colaborador da UEPG - Universidade Estadual de Ponta Grossa. Possui graduação em História pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (2007) e Mestrado em História pela Universidade de Passo Fundo (2010), Doutorando em História pela Unisinos-RS. Tem experiência na área de História, com ênfase em Teoria e Filosofia da História, atuando principalmente nos seguintes temas: MST - reforma agrária - relações de luta pela terra, educação no campo, história da filosofia - Marx, imprensa, história do trabalho.

Maria Augusta de Castilho

Pós-doutora em Linguística (2000) e Doutora em Ciências Sociais - História do Brasil (1997), ambas pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professora no Curso de História e no Mestrado em Desenvolvimento Local da Universidade Católica Dom Bosco, sendo também responsável pelo Laboratório de História. Publicou vários artigos em periódicos especializados e trabalhos em anais de eventos. Possui mais de quarenta livros e livretes publicados e com uma produção técnica bastante desenvolvida. É avaliadora das Condições de Ensino de Cursos de História do INEP - Ministério da Educação - Brasil. Foi parecerista do MEC no Plano Nacional do Livro Didático na área de História - Ministério da Educação Brasil. Participa do Conselho Editorial de várias revistas científicas. Atualmente coordena um grupo de pesquisa na área do Sagrado no Contexto de Territorialidade e na área do Patrimônio Cultural. Coordenou um projeto financiado pelo CNPq sobre o Porto Geral Tombado de Corumbá. É coordenadora, também do projeto Análise histórica de processos trabalhistas do Tribunal Regional do Trabalho 24ª região - MS (1962 - 1984), desde 2009 e, atualmente com a participação de 9 bolsistas PIBIC (CNPq/UCDB). Orienta dissertações de mestrado, TCC em cursos de graduação e cursos de especialização. Ministra palestras voltadas para a educação, sagrado, patrimônio cultural e história. Em suas atividades profissionais tem interagido com outros colaboradores em coautorias de trabalhos científicos. Em seu Currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Pesquisa, Desenvolvimento Local, Territorialidade, Religião, História, Patrimônio Cultural, Educação, Sociedade, Empresa e Comunicação. 

Fábio Luis Cabral

Possui graduação em Licenciatura Plena em História - Unifafibe (2002). Atualmente é Mestre em Ciência Política (linha de Pesquisa - Instituições e Comportamento Político), pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar; é Coordenador do Curso de História e Docente das disciplinas de História do Brasil e História Medieval, da Faculdade Barretos; é pesquisador do grupo de estudos "Linhagens do Pensamento Político-Social Brasileiro", do CEDEC - Centro de Estudos de Cultura Contemporânea; bem como do grupo de estudos "Modernização e Democracia: O papel da intelligentsia na construção do projeto de desenvolvimento brasileiro" - da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Tem experiência profissional na área de História, com ênfase em História do Brasil, Antiga, Medieval, Moderna e Contemporânea; bem como, nas áreas de Ciência Política, Ciências Sociais, Econômicas e Metodologia de Pesquisa. 

Ana Paula Wagner

É Licenciada e Bacharel em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1999), Mestre (2002) e Doutora (2009) em História pela Universidade Federal do Paraná. Realizou estágio de pós-doutorado (2010-2012) junto ao Programa de Pós-Graduação em História da UFPR. É professora do Departamento de História da Universidade Estadual do Centro-Oeste, campus Irati (PR). Atua como professora permanente no Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), com área de concentração em História e Regiões. Desde 2013 é Diretora do Centro de Documentação e Memória da UNICENTRO, Campus de Irati. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Moderna e Contemporânea, e trabalha com temas em História do Brasil (séculos XVIII e XIX) e História da África Oriental Portuguesa (século XVIII e XIX).

Jair Antunes

Doutor em Filosofia pela UNICAMP; é licenciado em História e atualmente cursa bacharelado em Direito; é professor do Curso de Graduação e do Programa de Pós-graduação em História na UNICENTRO.

Hélio Sochodolak

É mestre em História Social pelas Universidades Estaduais de Londrina e Maringá (2001). É doutor (2005) em História Social pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Assis). Leciona na Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO-PR) desde 2003. Atua como professor permanente no Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) e como professor visitante no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Londrina (UEL). No mestrado e no doutorado, desenvolveu pesquisas em história das ideias e da leitura no século XIX tomando como tema o jovem Nietzsche. Atualmente pesquisa em duas linhas de investigação. A linha "Regiões, práticas socioculturais e relações de poder" está vinculada ao PPGH da UNICENTRO. Possui a proposta de compreender diversas formas de conceber historicamente as tensões entre as práticas socioculturais e as relações de poder na constituição de noções de região. A linha "História do cotidiano e da violência no Paraná" se relaciona com as pesquisas em processos criminais no contexto do Sul do Paraná a partir de fins do século XIX. A história da violência entre os imigrantes e seus descendentes possibilita a problematização do discurso paranista na configuração de uma região: o Paraná diferente. Hélio foi presidente da Associação Nacional de História - Seção Paraná, no período de julho de 2008 a outubro de 2010. Foi diretor do Centro de Documentação e Memória (CEDOC) da UNICENTRO-Irati-PR durante o ano de 2012 e atualmente coordena o Programa de Pós-graduação da UNICENTRO-PR, com área de concentração em História e Regiões.