Capa do livro: CIDADE E HISTÓRIA:<BR>uma análise de processos de urbanização e construção de cidadania

CIDADE E HISTÓRIA:
uma análise de processos de urbanização e construção de cidadania

Autores: Luiz Antonio Dias

livro impresso
de R$ 53,63 por
livro digital
de R$ 53,63 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Conhecer o espaço – e a produção desse espaço – é fundamental para o efetivo exercício da cidadania. Essa obra pretende contribuir para essa discussão e para a apresentação desse espaço: a cidade.

Cidade e História: uma análise de processos de urbanização e construção de cidadania é fruto de uma feliz combinação de textos de historiadores e geógrafos, reunidos em torno do grupo de pesquisa do CNPq intitulado “História Social”.

A cidade, tema central da obra, é apresentada de diversas formas, dentro de sua multiplicidade identitária. A cidade como espaço público, como espaço político, como espaço cultural. A cidade que causa problemas, é causada por problemas e traz soluções.

Nesse amplo espaço cronológico apresentado pela obra – das moedas na Antiguidade Clássica ao RAP do século XXI – temos uma pequena idéia da complexidade do tema e, mais do que isso, temos a percepção de que a cidade é um espaço privilegiado para a mobilização, para a construção, para a irradiação cultural. Dessa forma, tanto a pólis grega como a metrópole do século XXI, assumem um mesmo papel aglutinador da criação humana.

Esse livro apresenta a importância das cidades no processo de construção e consolidação da cidadania, que não é exclusiva do habitante da cidade, mas enseja uma forte ligação com o clássico “cidadão” – habitante por excelência da cidade. Para além da questão semântica, cidade e cidadania são conceitos indissociáveis.

Nesse sentido, cabe destacar os artigos sobre a luta armada no Brasil e, também, o capítulo que analisa o processo de redemocratização, observado no Brasil na década de 1980, mostrando a ocupação do espaço público como forma de luta e reafirmação da cidadania. A obra conta, também, com um capítulo que faz uma abordagem espacial da cidadania, oferecendo um amplo histórico desse conceito.

O processo de urbanização – seus problemas e soluções – além da questão ambiental são abordados em dois capítulos, que fecham a obra. Mais que uma obra para historiadores e geógrafos, essa é um livro de interesse geral, para todos aqueles que buscam compreender e pensar o espaço em que vivem.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-011-1
DOI: 10.24824/978858042011.1
Ano de edição: 2010
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 162
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

CIDADE E HISTÓRIA:<BR>uma análise de processos de urbanização e construção de cidadania

Autores

Luiz Antonio Dias (Org)

Doutorou-se (2000) em História Social pela UNESP (Assis), na área de História do Brasil Contemporâneo. Pesquisa movimentos sociais, política, meios de comunicação de massas. É professor do Departamento de História da PUC (Pontifícia Universidade Católica - SP) e coordenador adjunto do curso de História da UNISA (Universidade de Santo Amaro – SP). Líder do grupo de pesquisa, no CNPq, “História Social”,atualmente desenvolve uma pesquisa intitulada “Uma sombra na cidade”, onde analisa as relações étnicas na São Paulo da década de 1890.

 

Celso Ramos Figueiredo Filho

Possui mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (2001) e doutorado em Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009), com tese sobre a tortura aos presos políticos durante a ditadura pós-64. Atualmente é professor titular do Centro Universitário Radial e adjunto II da Universidade de Santo Amaro. Tem larga experiência no magistério de Historiografia, Teoria da História, História do Brasil Republicano.

 

Julio Cesar Ferreira Santos

Mestre (2010) em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (USP). Bacharel (2006) e Licenciado (2005) em Geografia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Professor Assistente da Faculdade de História e Geografia da Universidade de Santo Amaro (UNISA). Coordenador de Geografia e Professor do Colégio Rio Branco (CRB), unidade Higienópolis. Atualmente, cursa Bacharelado em Filosofia na Universidade de São Paulo (USP). Atua principalmente nas seguintes áreas: Geografia Humana (Geografia Urbana; Teoria e Método em Geografia; Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional; História do Pensamento Geográfico e Historiografia da Geografia; Geografia Política e Geopolítica; e Geografia da População).

 

Rafael Lopes de Sousa

Doutor em História pela Unicamp. Autor do livro Punk Cultura e protesto, São Paulo, Edições Pulsar, 2002. Professor Universitário atuando nas áreas de História Contemporânea; História do Brasil República e História dos movimentos sociais.

Sérgio Serafini Júnior

Graduado em Geografia Física (USP- 2000), Mestre em Geografia Física (USP – 2005). Doutorando em Geografia Física (USP – 2010). Professor da Universidade de Santo Amaro (UNISA – SP).

 

Vagner Carvalheiro Porto

Doutor em Arqueologia com habilitação em Numismática, Patrimônio, e História Antiga pela Universidade de São Paulo (USP).

Além da pesquisa de doutorado, também exerce docência na cadeira de Pesquisa e História Antiga na Graduação do curso de História da Universidade de Santo Amaro (UNISA) e Arqueologia na Pós-Graduação da PUC. É coordenador e professor do curso de Lato Sensu em Arqueologia promovido pela UNISA, no qual leciona a disciplina de Arqueologia da Grécia, Patrimônio e Numismática. Desenvolve como pesquisador da USP com parceria com a UFRGS e TAU (Universidade de Tel Aviv) escavações arqueológicas na cidade de Herzliya, balneário próximo à Tel Aviv, Israel. Desenvolve como pesquisador da USP com parceria com o IGESPAR (Instituto de Gestão do Patrimônio Arquitetônico e Arqueológico - Portugal), e com a Universidade de Brown – EUA, escavações arqueológicas sobre as formas de contato entre o Império Romano e as populações locais. Trabalha desde 1999, na curadoria e organização da Coleção Notória da Universidade de Santo Amaro – UNISA. Desde 2007 presta consultoria numismática no Museu Herculano Pires - Itaú Cultural.

 

Vera Lúcia da Rocha

Possui bacharelado e licenciatura em Geografia pela Universidade de São Paulo (1996). É mestre em Ciências da Engenharia Ambiental pela Universidade de São Paulo (1998) e doutora em Geografia Física pela Universidade de São Paulo (2005). Atualmente é professora da Universidade Santo Amaro. Tem experiência na área de Geografia Física com ênfase em Geoprocessamento e Planejamento Urbano e Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistemas Geográficos de Informações, Sensoriamento Remoto, Geoprocessamento, Cartografia Digital e Planejamento Urbano.