Capa do livro: HISTÓRIAS DE VIDA, GÊNERO E EDUCAÇÃO

HISTÓRIAS DE VIDA, GÊNERO E EDUCAÇÃO

Autores: Lia Faria - Yolanda Lima Lobo - Patrícia Coelho (Orgs.)

livro impresso
de R$ 59,90 por
livro digital
de R$ 59,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O diálogo promovido pela cooperação acadêmica, desenvolvida entre redes de pesquisa da América Latina, Europa e América do Norte, tem possibilitado, nos últimos anos, reflexões e publicações coletivas, que marcam a cada ano os avanços do movimento (auto)biográfico internacional e os modos próprios como as grandes áreas de conhecimento – Educação, História, Literatura, Filosofia, Sociologia, Psicologia e Antropologia – tratam e se apropriam do (auto)biográfico.

Os livros que integram a Coleção Modos de viver, narrar e guardar aprofundam, do ponto de vista epistemológico e teórico-metodológico, aspectos vinculados a diversidades e temporalidades de espaços biográficos e autobiográficos, relacionando-os às formas como o adulto, o jovem e a criança que conta sua história mobilizam memórias e projetos existenciais, de formação, de inserção social, profissional na interface entre resistência, assujeitamento e empoderamento.

A Coleção Modos de viver, narrar e guardar privilegia, numa perspectiva tridimensional, as pesquisas que exploram o extenso e intenso universo de fontes biográficas e autobiográficas, para investigar modos de viver e de narrar com destaque para novas entradas nos espaços virtuais, no mundo da infância, das escritas de resistência e empoderamento, com vistas às múltiplas formas de preservar e de guardar o vivido.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-0191-0
DOI: 10.24824/978854440191.0
Ano de edição: 2014
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 282
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

HISTÓRIAS DE VIDA, GÊNERO E EDUCAÇÃO

Autores

Lia Ciomar macedo de Faia

Pós-doutora em Educação pela Universidade de Lisboa (2012) e em Ciência Política pelo IUPERJ (2008), doutora em Educação (UFRJ/1996), mestre em Filosofia da Educação IESAE/FGV (1989), bacharel e licenciada em História (UFRJ 1971) e graduada em jornalismo (URFJ - 1967). É professora associada de graduação e pós-graduação da UERJ/PROPED e coordenadora da linha de pesquisa Instituições, Práticas Educativas e História. Coordena também o Laboratório Educação e República (LER) e é bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 (CNPQ). Atua na área de educação, com ênfase em história da educação, gestão dos sistemas educacionais e memória fluminense. É autora e/ou organizadora dos livros Chaguismo e Brizolismo: territorialidades políticas da escola fluminense (Quartet, 2011); Ideologia e Utopia nos anos 60: um olhar feminino (EdUerj, 1997); CIEP: a utopia possível (Livros do Tatu, 1991), dentre outros.

Yolanda Lobo

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1990). Professora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sociologia Política (Mestrado e Doutorado) da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. É autora de, entre outros livros, dois volumes escritos para a coleção Educadores do Ministério da Educação: Cecilia Meireles e Bertha Luz. Curadora responsável de três exposições: Darcy Ribeiro, o Brasileiro, no Teatro Castro Alves de salvador; Bertha Luz, em Natal; Educação pede passagem, na Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro. Desenvolve pesquisas sobre personalidades Públicas, procurando identificar as relações do campo intelectual com o poder.  Coordena o Grupo de Pesquisa sobre atendimento escolar e desigualdades sociais com foco nas políticas escolares do Estado do Rio de Janeiro.

Patrícia Coelho 

Doutora em Educação (USP). Autora da tese Educadores do radio: concepção, realização e recepção de programas educacionais radiofônicos (1935-1050). Atualmente é Professora Adjunta do Departamento de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). É responsável pelo grupo pesquisa História, educação e mídia, que desenvolve trabalhos sobre a história da educação através dos meios de comunicação no século XX.

Autores: 


Ana Claudia Godinho

Doutora em Educação, pela Unisinos. Professora dos cursos de Pedagogia e de Mestrado em Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG. Investiga saberes de trabalho de mulheres e EJA.

Edla Eggert

Pesquisadora CNPq 1D. Investiga os processos formadores de artesãs no Brasil com vistas a produzir diálogos com o campo da EJA em especial com os Institutos Federais para um direcionamento de analises sobre trabalho de mulheres e educação. 

Eva María Garrido Izaguirre

Candidata a doutora em Antropologia Americana pela Universidade Complutense de Madri, Espanha. Docente investigadora do Programa acadêmico de Arte e Patrimônio Cultural da Universidade Intercultural Indígena de Michoacán, México. Suas linhas de investigação e produção acadêmica se centram no estudo dos sistemas estéticos, arte e gênero e culturas humorísticas dos povos indígenas do México. Sobre estes temas que são produzidas suas publicações. 

Inês de Almeida Rocha

Professora de Educação Musical do Colégio Pedro II, membro permanente do Programa de Pós Graduação em Música (PPGM-UNIRIO) e do Mestrado Profissional (PROEMUS-UNIRIO).  Com Pós-Doutorado com bolsa CAPES, na Universidad Valladolid, Doutora em Educação (UERJ) com Bolsa PDEE-CAPES na Universidad de Alcalá de Henares, Mestre em Música (CBM-CEU) com bolsa CNPq, é líder do Grupo de Pesquisa Práticas de Ensino e Aprendizagem em Música (GEPEAMUS), participando, também, do Grupo GECULT e Grupo de Pesquisa Calíope.  Vem desenvolvendo pesquisas nas áreas de Artes e Educação, com ênfase em Música, Educação Musical, Musicologia, História da Educação Musical e História da Educação.  Com textos publicados no Brasil, Portugal e Espanha.  É editora, juntamente com Ricardo Szpilman, da Interlúdio: Revista do Departamento de Educação Musical do Colégio Pedro II.  O livro Canções de Amigo: redes de sociabilidade na correspondência de Liddy Chiaffarelli Mignone para Mário de Andrade, publicado em 2012, é fruto de sua tese de doutorado.  Atualmente integra o naipe de sopranos do Coro de Câmera da Pro-Arte (BR) e do Coro Universitário de Alcalá (ES).

Ismênia de Lima Martins

Doutora em História - USP. Professora Emérita da UFF.

Maria Clara Bueno Fischer

Bolsista produtividade CNPq 1 D. Professora do curso de pedagogia e do programa de pós graduação em educação da UFRGS,. Participa e coordena o grupo de pesquisa trabalho, educação e conhecimento. Investiga histórias de vida e saberes do trabalho.

Mónica Gijón Casares

Professora do departamento de Teoria e História da Educação da Faculdade de pedagogia (Universidade de Barcelona). Trabalhou como educadora social em projetos de atenção a mulheres em situação de prostituição. Trabalha no grupo de investigação GREM na linha de pesquisa ”encontros cara a cara e relações educativas";  e na linha de pesquisa sobre “mulheres e prostituições” sobre esta ultima atualmente realiza uma investigação em diferentes países da America Latina. 

Oresta López

Historiadora e antropóloga da Educação, Doutora em Ciências Sociais pelo CIESAS Ocidente,Investigadora Titular C do  Colégio de San Luisy,  membro do Sistema Nacional de Investigadores nível II. Presidenta 2004-2006 da Sociedade Mexicana de Historia da Educação, Presidenta da Rede de Investigadores Educativos de San Luis Potosí 2009-2013; Chair (2014-2015) da seção de Educação, Pedagogia  e Políticas Educativas na América Latina da Latin American Studies Association. Suas linhas de investigação: Historia e antropologia da educação (com ênfase no magistério rural).  Educação, gênero e interculturalidade. Violência de gênero. Autora e coordenadora de vários  livros, capítulos de livros e artigos em revistas de Ciências sociais.  Coordenadora de 7 publicações de multimídia.

Sandra Carli.

Dra em educação. Pesquisadora independente do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas. Professora titular regular da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires. Lugar de trabalho: Instituto de Investigações Gino Germani Linea de pesquisa: estudos sobre Universidade Pública: experiência estudantil, biografias de professores/ e transformações do conhecimento.

Sandra Luz López Rodríguez

Sindicato Nacional dos trabalhadores da Educação (SNTE) Secc. 52. Benemérita da Centenária Escola Normal do Estado de San Luis Potosí (BECENESLP).

Sara Beatriz Guardia

Escritora. Professora Pesquisadora da Faculdade de Ciências de da Comunicação da Universidade de San Martín de Porres (Lima, Peru). Diretora do Centro de Estudos da Mulher na História da América Latina, CEMHAL. Diretora da Comissão do Bicentenário - Mulher e Independência na América Latina. Diretora da Cátedra José Carlos Mariátegui.

Tania Dauster

Mestrado em educação na PUC-Rio e doutorado em
antropologia social no Museu Nacional/UFRJ.Abriu no Programa de
Pós-Graduação da PUC-Rio a disciplina intitulada antropologia e educação e
hoje em dia é professora emérita da PUC-Rio. 
Atualmente coordena a pesquisa intitulada "Fundadores"- a construção social da memória da Pós-Graduação em Educação da PUC-Rio