Capa do livro: O PAPEL DA MÍDIA IMPRESSA NO EMBATE:<BR>marketing cultural X marketing social

O PAPEL DA MÍDIA IMPRESSA NO EMBATE:
marketing cultural X marketing social

Autores: Dora Leão

Dança, Governo e Financiamento? Começar a apresentação do estudo realizado pela produtora Dora Leão (nome artístico) com uma interrogação tem, por critério, enfatizar a discussão que a autora propõe com a publicação desse livro. Em três capítulos, Leão problematiza de maneira contundente um assunto extremamente relevante para se pensar a arte da dança no século XXI. Por meio da reflexão acerca da ação pública que recebeu o nome de Política Cultural, a autora lança indagações urgentes ainda pouco exploradas no âmbito dessa arte e que merecem destaque tendo em vista as distorções que a falta de conhecimento dos artistas e do poder público vêm gerando na relação Arte, Governo e Financiamento.

No primeiro capítulo, a história sobre a edificação da Política Cultural no Brasil auxilia-nos na compreensão das engrenagens que operam nesse conceito. Criando um atravessamento nos tempos em que dialogam os enunciados referentes à essa questão nos últimos vinte anos, bem como no período do Brasil colônia, esse capítulo nos estimula a pensar sobre os motivos da concessão de incentivos fiscais via renúncia fiscal ter se tornado o instrumento eleito pelo Estado como eixo central de todo e qualquer financiamento à cultura. Quais os efeitos advindos desse tipo de financiamento promovido pelas empresas privadas para a arte da dança?

Marketing cultural, marketing social e mídia impressa estão na tônica do segundo capítulo. Contextualizando cada uma dessas ferramentas da comunicação e especificando-as, nesse capítulo o questionamento versa sobre as associações e consequências que são estabelecidas entre a manifestação artística (dança), a imagem corporativa de um produto ou marca e o não comprometimento do jornalismo cultural no que tange à tal discussão.

A exigência de que a dança deva cumprir um “papel social” como contrapartida para poder concorrer aos editais de financiamentos vigentes é a base do último capítulo. Para a autora, essa complexa distorção funciona como uma armadilha para os artistas, para a dança que criam e, também, aos que estão no alvo dessa contrapartida. Associar o trabalho artístico ao “assistencialismo” vem provocando um abalo considerável no contexto da dança. Em função dessa demanda mercadológica do “falso” social, o marketing cultural e o marketing social descumprem suas especificidades sem deixar nítidos os limites de cada instância, negando à dança seu próprio papel que já é social.

Impresso
de R$ 57,56 por
R$ 44,28
Digital
de R$ 57,56 por
R$ 40,29

Confira nosso catálogo na Amazon!

Amazon Kindle
Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete
Consultar frete e prazo de entrega:

Desconto no frete*!

Nas Compras de:

3 livros - 50% de desconto

5 livros - frete gratuito

* O desconto será aplicado no envio da modalidade Impresso Normal
(Sem rastreio e sem aviso de entrega)

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-8042-514-7
DOI: 10.24824/978858042514.7
Ano de edição: 2012
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 128
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

O PAPEL DA MÍDIA IMPRESSA NO EMBATE:<BR>marketing cultural X marketing social

DORA LEÃO

Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Produção Cultural em Dança. Economista, Produtora Cultural e Diretora da PLATÔproduções. Doutora e Mestre em Comunicação e Semiótica/PUC-SP. Pós-graduada em Administração mercadológica – FCG – UNA/MG. Especialista em planejamento, produção, comercialização e gerenciamento administrativo-financeiro de projetos artísticos-culturais e acadêmicos em dança, teatro e música desde 1997. Coordena a produção de diversos projetos e núcleos artísticos independentes. Atua também na difusão de artistas, espetáculos e projetos nacionais e internacionais no Brasil e no exterior. Em 2007 recebeu o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de Produção em Dança.

ANA TEIXEIRA

Doutoranda em Comunicação e Semiótica (PUC/SP) e mestre pelo mesmo programa. Formada em Educação Física pela Universidade de Caxias do Sul, e em Arts du Spectacle Mention Danse (Université Paris VIII-França). Foi diretora artística assistente do Balé da Cidade de São Paulo (2003 a 2009). É pesquisadora para a Enciclopédia Itaú Cultural de Dança e professora do curso de Comunicação das Artes do Corpo (PUC/SP).