Capa do livro: EM DEFESA DA IGREJA DE PEDRO?<br> controvérsias adocionistas na igreja hispânica (século VIII)<br> I prêmio PPGH-UFAL de dissertações – Coleção Feliciana

EM DEFESA DA IGREJA DE PEDRO?
controvérsias adocionistas na igreja hispânica (século VIII)
I prêmio PPGH-UFAL de dissertações – Coleção Feliciana

Autores: Luanna Klíscia de Amorim Mendes

livro digital
de R$ 0,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A crença na possibilidade de que Cristo possuir duas essências: uma humana e outra divina; estas inseparáveis e coexistente simultaneamente, compreendendo que seu nascimento ocorreu duplamente, primeiramente vindo de Deus – portanto filho gerado de Deus – e, posteriormente, da Virgem. Pensando assim que Deus, por ser um ser imaterial, ao tornar-se humano, teria adotado a forma de suas criaturas e, por isso, ao se tornar Jesus, teria Ele adotado a essência humana. Essas argumentações Adocionistas defendidas pelos líderes da Igreja Hispânica, o Bispo Félix de Urgel e o Primaz da Hispânia o Arcebispo Elipando de Toledo, não foram bem vistas por outras Igrejas regionais. Esse conceito foi fonte de um dos maiores debates do século VIII, que envolveram várias Igrejas regionais, como o reino das Asturias, o Império carolíngio, os estados Papais e o Emirado de Córdova, essa querela teve um intenso debate por meio de cartas sobre ideia Adocionista ocorrida na Igreja Cristã Hispânica no século VIII, surgida a partir dos diálogos travados entre clérigos e nobres, que culminaram em vários concílios e um travamento entre que determina o que seria herege ou o que seria dogma nas Igrejas. Deste modo este livro relata sobre o debate desta questão dogmática debatida quando não havia unanimidade entre o corpo eclesiástico na Alta Idade Média, pois como dizia Beato de Liébana: “hereges são todos os filósofos, porque um homem rústico não pode ser chamado de herege.”

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-1382-1
DOI: 10.24824/978652511382.1
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 180
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

EM DEFESA DA IGREJA DE PEDRO?<br> controvérsias adocionistas na igreja hispânica (século VIII)<br> I prêmio PPGH-UFAL de dissertações – Coleção Feliciana

Autores

LUANNA KLÍSCIA DE AMORIM MENDES
Mestra em História, graduada em Bacharel em História ambas formações feitas pela Universidade Federal de Alagoas, também possui graduação em Radiologia pela Universidade Estadual das Ciências da Saúde de Alagoas, sendo especialista em diagnóstico por imagem. Tem se dedicado a pesquisa do mundo Ibérico da Alta Idade Média e sua influência na literatura nordestina.