Capa do livro: CLASSES MULTISSERIADAS:<br> reinvenção e qualidade das escolas do campo

CLASSES MULTISSERIADAS:
reinvenção e qualidade das escolas do campo

Autores: Terciana Vidal Moura - Fábio Josué Souza dos Santos - Maria Joselma do Nascimento Franco (Orgs.)

livro impresso
de R$ 64,00 por
livro digital
de R$ 64,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

As classes multisseriadas caracterizam-se como uma organização escolar que reúne alunos de várias séries/ano em um mesmo espaço/sala e que tem sido historicamente sustentada por políticas compensatórias e anômalas às suas singularidades com ausências de políticas públicas específicas. Como consequência, a maioria das escolas com salas multisseriadas apresentam precariedade de infraestrutura e de recursos pedagógicos, além do isolamento e da sobrecarga que afetam o trabalho dos professores/as comprometendo o processo de ensino e aprendizagem em suas diferentes dimensões e alimentando a representação negativa quanto à qualidade da educação oferecida nesse contexto. O discurso da falta de qualidade da educação multisseriada tem sido o argumento utilizado para legitimar a sua extinção por meio do fechamento de escolas. As classes multisseriadas possuem importância política e educacional tendo em vista que elas são responsáveis pela iniciação escolar de um grande quantitativo de crianças que vivem no campo brasileiro. Certamente o problema não é a configuração multisseriada, mas a ausência de políticas públicas educacionais que atendam às especificidades dessa realidade. Este livro defende que classes multisseriadas promovem sim práticas pedagógicas escolares exitosas promovendo uma educação inclusiva com respeito à diversidade.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-251-1005-9
ISBN DIGITAL:978-65-251-1003-5
DOI: 10.24824/978652511005.9
Ano de edição: 2021
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 258
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

CLASSES MULTISSERIADAS:<br> reinvenção e qualidade das escolas do campo

Autores

ADRIANA SOARES DE CARVALHO ELIAS
Mestra em Educação Contemporânea, na linha de pesquisa de Formação de Professores e Processos de Ensino aprendizagem pela Universidade Federal de Pernambuco – Centro Acadêmico do Agreste. Possui Graduação em Ciências com Habilitação em Matemática pela Faculdade de Belo Jardim – FBJ (1998). É pós-graduada no Ensino da Matemática e suas novas Tecnologias (2012), pela mesma instituição. Atualmente é professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental na rede pública municipal de Belo Jardim e na rede pública de Brejo da Madre de Deus. Membro do Núcleo de Pesquisa, Extensão e Formação em Educação do Campo (NUPEFEC – UFPE). Tem experiência como professora e coordenadora nas escolas do campo e como Coordenadora da Educação Infantil.

AMILTON DOS SANTOS NUNES
Formado em Normal Médio (Magistério), 2004; Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, 2012. Especialista em Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial do Semiárido Brasileiro – UFRB, 2013. Mestre em Educação do Campo – UFRB, 2019. Professor efetivo da rede municipal de Amargosa-Ba, atuando nas escolas multisseriadas do campo desde 2005. Participou do Curso de Aperfeiçoamento/Especialização PRONACAMPO/Ação – Escola da Terra pela Universidade Federal da Bahia – UFBA, 2017. Atuou como Supervisor do PIBID – UFRB Classes multisseriadas. 2011-2014/2014-2017.

CINTHYA LÚCIA MARTINS TORRES SARAIVA DE MELO
Cinthya Torres Melo é doutora e mestre em linguística pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduada em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco, Professora Associada 2 no Curso de Licenciatura em Pedagogia do Centro Acadêmico do Agreste (UFPE/CAA), lotada no Núcleo de Formação Docente (NFD). É professora de Língua Portuguesa, Linguagem e Linguística e Metodologia da Pesquisa Educacional. Professora pesquisadora do LELIN Laboratório de Estudos Linguísticos e Ensino de Línguas (UFPE/CAA) e do GEPECQ – Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão em Educação do Campo e Quilombola (UFPE/CAA). Membro associado do Centro Paulo Freire – Estudos e Pesquisas (PE). Tem experiência nas áreas de Linguística e de Educação com ênfase em formação de professores anos iniciais, finais e ensino médio da educação do Campo, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e da educação indígena e análise de livro didático de língua portuguesa (anos iniciais) na educação do campo. Atua nas seguintes temáticas da área de Educação: Educação do Campo, Formação de Professores, Análise de Livro Didático de Língua Portuguesa, Saberes Docente e Metodologia Científica. Na área da Linguística, atua nas temáticas da Referenciação, Linguística Textual e Análise do Discurso.

CLAUDIMIR GULARTE VIEIRA
Graduado em Serviço Social pela Universidade Estadual do Ceara – UECE; Curso de extensão universitária: Realidade brasileira a partir dos grandes pensadores brasileiros, em parceria da Escola Nacional Florestam Fernandes e a UFJF; Curso de Extensão universitária: Teorias Sociais e Produção do Conhecimento, em parceria da Escola Nacional Florestam e a UFRJ; Curso de Extensão universitária: Introdução Sistemática a obra de Karl Marx, em parceria da Escola Nacional Florestam Fernandes e a UFRJ; Militante e dirigente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, desde o ano de 1985.

DANIELA DE JESUS SANTOS
Licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. (UFRB). Desenvolve pesquisa em Classes Multisseriadas. Professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

ELISÂNGELA SANTOS BOM CONSELHO.
Licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia-UFRB. Pós graduanda em Educação Infantil, Alfabetização e Letramento pelo Instituo Brasil de Ensino – IBRA. Atualmente é professora com vínculo temporário pela Secretaria Municipal de Educação de Amargosa, atuando em escola do campo e em turmas multisseriadas. Membro do grupo de pesquisa Observatório da Educação do Campo no Recôncavo e Vale do Jiquiriçá-BA (Observale).

ELIZEU CLEMENTINO DE SOUZA
Pedagogo. Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia. Pós-doutor em Educação pela Universidade de Paris 13-Franca, pós-doutor pela FEUSP. Professor titular do Departamento de Educação, Campus I, da Universidade do Estado da Bahia, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade (PPPGEduC/UNEB), Pesquisador 1C CNPq. Coordenador do Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação e História Oral (GRAFHO/UNEB). Pesquisador associado do Laboratorie EXPERICE (Université de Paris 13-Paris 8). Tesoureiro da Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica (BIOgraph). Membro do Conselho de Administração da Association Internationale des Histories de Vie en Formation et de La Recherche Biographique en Education (ASIHIVIF-RBE). Editor da Revista Brasileira de Educação – RBGE/ANPEd, Editor da Revista da FAEEBA-Educação e Contemporaneidade e Editor da Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica (RBPAB).

IRANILDES DE JESUS SANTOS
Licenciada em Pedagogia e Mestranda em Educação do Campo pela UFRB. Desenvolve pesquisa nos seguintes temas: Educação e escolas do Campo, classes multisseriadas e avaliação da aprendizagem nas classes multisseriadas.

ISAIAS DA SILVA
Pedagogo pela UFPE/CAA. Especialista em Ensino de Culturas Africanas, da Diáspora, e dos Povos Indígenas – UPE. Especialista em Educação Especial – Faculdade Futura Especialista em Libras – Faculdade Futura. Especialista em Psicopedagogia Institucional, Clínica e Hospitalar – FAVAPI. Mestrando do Programa de Pós-graduação em Educação Contemporânea – PPGEduC-UFPE/CAA. Professor da rede municipal de Vitória de Santo Antão-PE. Professor do Centro Universitário Facol-UNIFACOL. Integrante do Grupo de Estudos Pós-Coloniais e Teoria da Complexidade na Educação. Membro do Grupo de Pesquisa: Ensino, Aprendizagem e Processos Educativos – GPENAPE e do Núcleo de Pesquisa, Extensão e Formação em Educação do Campo – Nupefec/UFPE.

JANSSEN FELIPE DA SILVA
Pedagogo pela FAFIRE. Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE/CE. Professor Associado II do Centro Acadêmico do Agreste-CAA/UFPE nos Cursos de licenciatura em Pedagogia e Licenciatura Intercultural Indígena. Professor Permanente dos Programas de Pós-graduação em Educação do Centro de Educação-CE e do Programa de Pós-graduação em Educação Contemporânea – PPGEduC-UFPE/CAA. Coordena o Grupo de Estudo Pós-Coloniais e Teoria da Complexidade em Educação. Membro do Núcleo de Pesquisa, Extensão e Formação em Educação do Campo – Nupefec/UFPE.

JULIANE QUEIROZ MUNIZ NERI
Licenciada em Pedagogia e Mestranda no Projeto de Pós-Gradação em Educação do Campo pela UFRB/CFP. Desenvolve estudos e pesquisa na área de Educação do Campo, A Gestão do Trabalho Pedagógico nas escolas do Campo. Assistente de Classe no Município de Amargosa-ba, lotada na Creche Rachel Vaz Sampaio. Atua na diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB).

KEYLLA REJANE ALMEIDA MELO
Doutora e mestre em Educação, especialista em Metodologia do Ensino, graduada em Pedagogia, docente do curso de Licenciatura em Educação do Campo do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal do Piauí. Membro do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Educação do Campo – NUPECAMPO/UFPI e do Fórum Piauiense de Educação do Campo – FOPEC. Coordenadora da Licenciatura em Educação do Campo/UFPI (2019-2021) e do Programa Escola da Terra/UFPI (2017-2021).

MAGNÓLIA PEREIRA DOS SANTOS
Licenciada em Pedagogia pela UEFS, graduanda em Psicologia pela FAN, Pós-Graduada em Educação do Campo pela UCAM, Pós-Graduada em Pedagogia Histórico-Crítica para as Escolas do Campo pela UFBA e Mestre em Educação do Campo pela UFRB. Professora da Secretaria Estadual de Educação da Bahia em Escola do Campo há 27 anos. Desenvolve pesquisa nas seguintes áreas: Classes Multisseriadas, Pedagogia Histórico-Crítica, Educação do Campo e Escolas do Campo, Processos Cognitivos e Aprendizagem. Pesquisadora do GEPEC/UFBA.

MARLI CLEMENTINO GONÇALVES
Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí. Especialista em Educação do Campo e Desenvolvimento pela Universidade de Brasília (2005). Graduada em Pedagogia, Professora Efetiva, Adjunto III da Universidade Federal do Piauí na área de Fundamentos Políticos e Administrativos da Educação, Coordenadora Adjunta do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Educação do Campo – NUPECAMPO e integra o Núcleo de Pesquisas em Políticas e Gestão da Educação – NUPPEGE. Pesquisa em Educação, com ênfase em Educação do Campo, Juventudes, Movimentos Sociais do Campo e Política Educacional. É professora formadora do Programa Escola da Terra.

MARIA EDJANE PEREIRA DA SILVA
Licenciada em Pedagogia e Especialista em Gestão da Escola e Coordenação
Pedagógica pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru (FAFICA). Mestra em Educação Contemporânea pela Universidade Federal de Pernambuco-Centro Acadêmico do Agreste (UFPE-CAA), com pesquisa vinculada a discussão sobre a autoria docente em escolas multisseriadas. Atua como professora dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na Rede Municipal de Ensino de Caruaru-PE e Toritama-PE. Desenvolve pesquisas com as temáticas: Educação do Campo, Escolas Multisseriadas, Formação Continuada de professores/as do Campo e Autoria docente.

MARIA FERNANDA DOS SANTOS ALENCAR
Doutorado em Ciências da Educação pela Universidad Del Mar-Udelmar-Chile.Mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Graduação em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco. Professora adjunto da Universidade Federal de Pernambuco, lotada no Centro Acadêmico do Agreste, no Núcleo de Formação Docente – curso de Licenciatura em Pedagogia. Professora Colaboradora do Mestrado Profissional de Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste (CCSA/UFPE). Líder do Grupo de Pesquisa e Estudos em Educação do Campo e Quilombola (GEPECQ-CNPQ/UFPE). Membro pesquisadora do Centro Paulo Freire: Estudos e Pesquisas. Tem experiência na área de Educação com ênfase nas politicas educacionais e formação de professores; atuando principalmente nas seguintes temáticas: Educação do Campo, Educação Escolar Quilombola, Educação de Jovens e Adultos, Prática educativa, Saberes docentes e Organização escolar.

MARIA JOSELMA DO NASCIMENTO FRANCO
Doutora em Educação pela USP (2005), Mestre em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba-SP (1998) Pós-Graduada em Processos de Aprendizagem pela Universidade São Francisco – Itatiba-SP(1993), Especialista em Alfabetização e Letramento pela UNINTER (2017), graduada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia de Caruaru-PE (1988), graduada em História pela Faculdade de Formação de Professores de Belo Jardim-PE (1988). Tem experiência na Educação Básica e no Ensino Superior. Coordenadora da Alternância Pedagógica na Licenciatura Intercultural Indígena (2014 – 2019). Atualmente é professora/pesquisadora do PPGEduC, do Curso de Licenciatura em Pedagogia e da Licenciatura Intercultural Indígena na Universidade Federal de Pernambuco-Campus Acadêmico do Agreste em Caruaru-PE. Conselheira do Conselho Municipal de Educação de Caruaru, participante do Comitê Pernambucano de Educação do Campo e do Fórum da Educação de Jovens e Adultos do Agreste Centro Norte. Coordenadora do Grupo de Estudos em Educação do Campo (GEECampo). Participante do NUPEFEC-UFPE-CAA, do GPENAPE-UFPE e da REDEP – Rede de Desenvolvimento Profissional de Professores, coordenado pela pesquisadora Marli André. Trabalha com Pesquisa e Prática Pedagógica, Didática, Coordenação Pedagógica, Projeto Político-Pedagógico, Política de Formação Inicial e Continuada de Professores e organização do Trabalho Pedagógico Escolar. Se interessa pelas temáticas da Educação do Campo, Integração de saberes, Escolas Multisseriadas, Alternância Pedagógica e Formação de Professores.

MARIANA MARTINS DE MEIRELES
Professora adjunta na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação do Campo (PPGEducampo/UFRB), vinculada á Linha de Pesquisa 3 – Cultura, Raça, Gênero e Educação do Campo. Doutora e Mestre em Educação e Contemporaneidade pelo Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade, da Universidade do Estado da Bahia (PPGEduC-UNEB). Coordenadora do Programa de Extensão Casulo: acolhimento universitário e ritos de passagem (CFP/UFRB). Vice-Coordenadora do GRAFHO (Grupo de Pesquisa (Auto)Biogrfia,Formação e História Oral). Pesquisadora do Observatório em Educação do Campo do Recôncavo e do Vale do Jiquiriçá-Bahia.

NANCI RODRIGUES ORRICO
Licenciada em Pedagogia, Mestra e Doutoranda em Educação e Contemporaneidade pela UNEB (Universidade do Estado da Bahia). Professora da UFRB, lotada no Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS). Atua na área de educação com ênfase nas temáticas sobre formação de leitores e práticas de leitura, especialmente em contextos rurais/do campo. Também desenvolve estudos sobre multisseriação, rito de passagem escola rural/urbana, narrativas (auto)biográficas e juventudes. É integrante dos grupos de pesquisa GRAFHO/UNEB (Grupo de Pesquisa(Auto)Biografia, Formação e História Oral), GEPED/UFRB (Grupo de Pesquisa sobre Educação e Diversidade) e OBSERVALE/UFRB (Observatório de Educação do Campo no Recôncavo e Vale do Jiquiriçá).

RAQUEL DA COSTA BARBOSA
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação do Campo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (PPGEducampo/UFRB) na linha 1: Formação de Professores e Organização do Trabalho Pedagógico nas Escolas do Campo; Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB. Vinculada ao grupo de Pesquisa OBSERVALE – Observatório da Educação do Campo do Recôncavo e do Vale do Jiquiriçá-Bahia. Docente da Educação Básica da Rede Municipal de Correntina – BA.